Armando Monteiro defende 10% do PIB para a educação

O projeto de lei que institui o PNE (Plano Nacional de Educação) foi aprovado ontem pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado, com o apoio do senador Armando Monteiro (PTB).

O texto, que exige a destinação de pelo menos 10% do PIB (Produto Interno Bruto) para a educação ao longo de uma década, será examinado agora na Comissão de Educação, Cultura e Esporte, última etapa antes da votação no plenário do Senado.

A proposta apresentada pelo governo tem 14 artigos e 20 metas. Entre as diretrizes para investimentos na educação, estão a erradicação do analfabetismo e a garantia de acesso à escola.

Natural do Rio de Janeiro, é jornalista formado pela Favip. Desde 1990 é repórter do Jornal VANGUARDA, onde atua na editoria de política. Já foi correspondente do Jornal do Commercio, Jornal do Brasil, Folha de S. Paulo e Portal Terra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.