Em audiência, Marcelo Gomes questiona serviços de coleta da Compesa

O vereador Marcelo Gomes (PSB) participou nesta quarta-feira (18) da audiência pública sobre a taxa de esgoto cobrada pela Compesa em Caruaru. O encontro aconteceu na Câmara Municipal.

Na reunião, representantes da ONG Terra Verde informaram que a Compesa não realiza o serviço a contento, coletando apenas 40% dos dejetos das residências e eliminando o restante no rio Ipojuca. Na defesa, o gerente da companhia, João Rafael, disse que foi assinado um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) para melhorias na limpeza de esgoto das casas que ficam às margens do Ipojuca.

Já o vereador Marcelo Gomes perguntou quando a empresa será responsável por 100% da coleta do esgotamento. “Nós temos que lutar para que realmente haja um tratamento de esgoto em Caruaru. Também é necessário que se diga que o poder público tem contribuído para a poluição do Ipojuca. Mas quando é que a Compesa vai coletar 100% dos esgotos do município?”, indagou.

O representante da Compesa informou que o projeto de modernização da empresa, em Caruaru, começa em agosto de 2014 e deverá ficar pronto em 2019. Mas que o processo será “gradual”.

Natural do Rio de Janeiro, é jornalista formado pela Favip. Desde 1990 é repórter do Jornal VANGUARDA, onde atua na editoria de política. Já foi correspondente do Jornal do Commercio, Jornal do Brasil, Folha de S. Paulo e Portal Terra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.