Socioeducandos concluem curso de robótica

Adolescentes em cumprimento de medida no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) de Jaboatão dos Guararapes, unidade de internação da Funase, participarão da solenidade de formação do primeiro módulo do curso a distância de robótica, na próxima terça-feira (18), na própria unidade. Ao todo, 41 socioeducandos receberão certificados de conclusão. A ação é fruto da parceria entre a Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ) com a empresa Teleport.

O curso iniciou no mês de abril e foi ministrado pelos instrutores Luciano Sá Leitão e Higino Filho. O primeiro dos três módulos contemplou aulas de introdução à robótica, robótica com eletrônica e mecatrônica. No final do mês de junho foi realizada a prova final do curso, cujo desafio era realizar a construção de um braço hidráulico com a utilização de materiais simples, como seringas plásticas descartáveis e papelão. Todos conseguiram êxito, conforme o professor Luciano Sá Leitão.

“O que nos deixou mais satisfeito foi que todos se ajudaram no dia da prova final. Lançamos o desafio de construir o braço hidráulico e eles começaram a se ajudar. Todos prestaram bastante atenção durante todo o curso. Para a gente foi bastante gratificante ministrar essas aulas. Acreditamos que os próximos módulos também vai dar tudo certo”, prevê Luciano. Durante a solenidade de entrega de certificados haverá a demonstração do funcionamento dos equipamentos.

Para a diretora do Case de Jaboatão, Viviane Sybalde, o projeto é mais uma ferramenta de ressocialização. “Os adolescentes vão agregar valores aos seus currículos e terão, consequentemente, mais possibilidades de ingressar no mercado de trabalho ao deixarem a unidade”. A intenção é ampliar o projeto e contemplar todos os socioeducandos do centro, que atende uma média de 75 adolescentes do sexo masculino, com idade entre 14 e 16 anos.

Pedro Augusto é jornalista e repórter do Jornal VANGUARDA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.