CPI para verificar faculdades ilícitas será instalada na quinta

rn

Autor do requerimento, deputado Rodrigo Novaes é o mais cotado para presidir comissão (Foto: Divulgação)

Será instalada na quinta-feira (15) a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que irá investigar e apurar instituições de ensino superior e de pós-graduação que estariam atuando de maneira irregular pelo Ministério da Educação e enganando a população. Como autor do requerimento, o deputado Rodrigo Novaes (PSD) deve ser conduzido à presidência da comissão.

“A CPI vai ajudar a investigar as denúncias que recebemos, além de tirar do mercado as empresas que estão iludindo e, principalmente, mexendo com o futuro de nossos jovens”, afirmou Rodrigo.

A ideia da CPI surgiu depois de audiência pública realizada no mês passado pela Comissão de Educação.

Na ocasião, alunos e professores de diversas entidades falaram da situação difícil que se encontravam. Em alguns depoimentos, estudantes afirmaram que foram enganados por faculdades porque pagaram mensalidades sem saber que estavam frequentando instituições não reconhecidas pelo MEC. Novaes citou várias faculdades suspeitas de fraude, como, por exemplo, a Faexpe, sediada em Caruaru, acusada de enganar aproximadamente 15 mil alunos em 43 municípios do Estado.

A instalação da CPI acontecerá no Plenarinho ll, às 11h.

Natural do Rio de Janeiro, é jornalista formado pela Favip. Desde 1990 é repórter do Jornal VANGUARDA, onde atua na editoria de política. Já foi correspondente do Jornal do Commercio, Jornal do Brasil, Folha de S. Paulo e Portal Terra.

One thought on “CPI para verificar faculdades ilícitas será instalada na quinta

  1. Antônio Marques diz:

    Dentre tantas que funcionam por ai todas fajutas e mentirosas.Faculdades de aproveitadores.
    Me pergunto qual será o critério do mercado em selecionar profissionais formados por estas empresas que só querem dinheiro?Provavelmente um desses sujeitos semi-analfabetos, que paga 200 R$ e que não faz questão nenhuma de receber pouco mais do que um salário minimo:esse sim é bem vindo na mão daqueles que querem baixar os salários e aumentar os lucros.Isso acontece mais fortemente na área de educação.Como um sujeito semi-analfabeto pode ser professor?Somente por estas faculdades mesmo.
    Um estudante formado por uma faculdade de verdade e outro por uma dessas qual é a diferença?Segundo dizem, nenhuma.
    Então não faz nenhum sentido sentar num banco de faculdade por quatro anos,pagar uma mensalidade muitas vezes caríssima, se o outro que só vai um a vez por semana e faz qualquer coisa tem o mesmo valor que o primeiro.Que critério é esse?
    Se alguém souber me explicar me explique!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.