Caruaru sediou a 2ª Conferência LGBT do Agreste

A Prefeitura de Caruaru, através da Secretaria da Mulher e de Direitos Humanos, realizou no último sábado (27), no Colégio Estadual Nelson Barbalho, a II Conferência Regional LGBT do Agreste. O evento abordou o tema: “Por um Pernambuco livre de violência à população LGBT”, reunindo pessoas das cidades de Recife, Bezerros, Passira, Lagoa dos Gatos, Palmares e Barra de Guabiraba.

O encontro teve o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), por meio da Coordenadoria LGBT. O evento foi preparatório para a III Conferência Estadual de Políticas Públicas na Promoção dos Direitos da População LGBT, que acontecerá nos dias 11 e 12 março, no Recife.

A conferência que foi dividida em quatro eixos: I. Políticas Intersetoriais, Pacto Federativo, Participação Social e Sistema Nacional de Promoção a Cidadania e Enfrentamento da Violência contra a população LGBT; II. Educação, Saúde, Cultura e Comunicação para População LGBT; III. Segurança Pública e Sistemas de Justiça na Promoção e Defesa dos Direitos Humanos da População LGBT e IV. Marcos Jurídicos e Normativas para enfrentamento a Violência contra a População LGTB teve por objetivo avaliar, discutir e elaborar propostas de políticas que contemplem a construção da igualdade de direitos humanos, na elaboração de políticas de promoção e garantia dos direitos humanos para população LGBT, contribuindo assim com o exercício pleno da cidadania para todos e todas da cidade de Caruaru e região Agreste.

O evento foi prestigiado por autoridades do Governo Estadual, municipal e militantes da causa, entre elas: a secretária da Mulher e de Direitos Humanos de Caruaru, Katherine Lages; o coordenador estadual de Políticas LGBT e presidente LGBT, Marcone Menezes; do membro do Conselho Estadual LGBT e coordenador da III Conferência Estadual LGBT, Horácio Barros; e da coordenadora Estadual LGBT representante das lésbicas e mulheres transexuais, Iris de Fátima.

Segundo Marcone Menezes, Caruaru caminha a passos largos quando o assunto é a construção de uma cidade que trabalha em busca de políticas de igualdade para todos, independente de gênero, classe social e etnia. “Caruaru é a única cidade de Pernambuco que conta com um órgão municipal voltado para a luta LGBT, que é a Secretaria da Mulher e de Direitos Humanos. Esse é um exemplo para os demais municípios que compõem o estado”, destacou.

Para Katherine Lages, Caruaru ser escolhida para sediar uma das etapas da Conferência representa o reconhecimento de que a gestão municipal está no caminho certo. “Fazemos parte de uma administração que pauta a discussão dos direitos humanos, e tal prática fortalece a nossa luta por políticas públicas que beneficiem aqueles que vivem às margens, podendo assim garantir a essas pessoas cotidianamente serviços e direitos inerentes a qualquer ser humano”, ressaltou a secretária.

Pedro Augusto é jornalista e repórter do Jornal VANGUARDA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.