Paulo Câmara diz que o Nordeste é parte da solução para o Brasil

governadores_norde44

O governador Paulo Câmara disse, ontem (10), que a Região Nordeste tem um papel importante para que o Brasil consiga superar as crises política, econômica e ética. “O Nordeste, durante muito tempo, foi apontado como um problema para o Brasil. Quero reafirmar uma frase que aprendi com o ex-governador Eduardo Campos: O Nordeste deixou, há muito tempo, de ser um problema. O Nordeste hoje é parte da solução do Brasil”, disse Paulo, que participou, na sede da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), da apresentação do Cartão FNE, por parte do Banco do Nordeste (BNB).

Paulo também criticou a decisão do Conselho Monetário Nacional (CMN) de aumentar as taxas de juros cobradas nos empréstimos com recursos dos fundos constitucionais de financiamento das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. “Conversei com os governadores da Região Nordeste, com os parlamentares nordestinos, com o presidente do BNB (Marcos Costa Holanda). É necessário, é urgente, é essencial, não podemos permitir que haja um aumento das taxas de juros do FNE. Isso vai contra a política que queremos, de buscar ações pelo investimento, pela geração de emprego”, sublinhou.

As taxas de juros cobradas variaram, em 2015, de 4,5% a 12,5%, mas a decisão do CMN determinou que para os financiamentos novos, em 2016, as taxas de juros vão variar entre 12% e 17,2%. “Nós, nordestinos, sabemos que a nossa região vive desigualdades históricas. Representamos 28% da população do nosso País e menos de 14% do PIB nacional. Essas conquistas e esses avanços precisam continuar, precisamos ter efetivamente políticas de desenvolvimento regional. Precisamos apontar, realmente, que vamos caminhar para enfrentar as dificuldades, e para ter um Brasil mais equilibrado e mais justo”, defendeu Paulo.

O governador de Pernambuco também fez uma alerta aos empresários e lideranças políticas presentes para a gravidade da atual crise do Brasil. “Temos acompanhado com muita preocupação todo esse momento que o nosso País vive. Conquistas históricas dos últimos anos, das últimas décadas, conquistas econômicas e sociais, estão a cada dia mais ameaçadas. E é preciso, em momentos como esse, ter a clara compreensão da necessidade de buscar alternativas, buscar soluções que apontem um caminho, um caminho de retorno da credibilidade e da confiança no Brasil”, destacou.

 

Pedro Augusto é jornalista e repórter do Jornal VANGUARDA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.