Cartilha contribui para partidos atenderem às novas regras

A publicação, dirigida aos partidos, seus diretórios e candidatos, profissionais de comunicação e marketing da área política e jornalistas que cobrem o setor, foi produzida pela Associação Brasileira da Indústria Gráfica (Abigraf Nacional). Um de seus principais propósitos, além de contribuir para o atendimento correto às novas regras da campanha, é promover a comunicação impressa num ano em que, devido às mudanças na legislação eleitoral, esse formato ganha mais importância como mídia de interação com o eleitorado.

“Estudos e pesquisas nacionais e internacionais atestam que a palavra impressa tem maior poder de fixação e assimilação por parte do público e, além disso, conota mais credibilidade e seriedade”, salienta Levi Ceregato, presidente da entidade, acrescentando: “Esses são atributos importantes numa eleição cuja campanha terá menos tempo de duração e mais limitações na comunicação, dificultando a fixação das mensagens por meio das mídias eletrônicas, rádio e TV”.

Na campanha de 2016 em particular, pondera Levi Ceregato, a comunicação terá especial significado, pois os casos de corrupção envolvendo o setor público, o processo de impeachment e a Operação Lava Jato despertaram imensa atenção da opinião pública para a questão política, que se tornou tema diário e relevante em todos os segmentos da população. “A cartilha é apartidária e eminentemente técnica, focada em orientar políticos, assessores, candidatos e agências de propaganda a dialogar com eficácia com a sociedade, por meio da comunicação impressa utilizada em campanhas eleitorais, como santinhos e adesivos”, salienta o presidente da Abigraf Nacional.

A cartilha aborda o planejamento estratégico da campanha eleitoral, slogan e regras para a produção dos materiais impressos, dentre outros temas. Em São Paulo, serão distribuídos três mil exemplares. As regionais da Abigraf também receberam a cartilha, com a orientação para que divulguem o material em seus estados. Diversas gráficas já estão imprimindo o material e distribuindo em suas regiões. A Abigraf estima que serão produzidas e distribuídas em todo o país mais de 45 mil cartilhas.

“Esse trabalho é reflexo da nossa política de atuação, fomentando negócios para o setor gráfico a partir de uma legislação que beneficia o candidato, nosso setor e a sociedade”, comenta Sidney Anversa Victor, presidente da Abigraf Regional São Paulo. “Esperamos que as gráficas trabalhem a todo vapor nessa campanha eleitoral. E a cartilha Vote no Impresso deverá contribuir para isso”, diz Ceregato.

Pedro Augusto é jornalista e repórter do Jornal VANGUARDA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.