Miguel é condenado por propaganda antecipada

O deputado estadual e pré-candidato a prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB), foi condenado, juntamente com sua legenda, pela Justiça por propaganda eleitoral antecipada na internet. O socialista postou em seu Facebook imagens e textos em que divulga o número da legenda, o mesmo que utilizará nas eleições.

A publicização do número é proibida antes da campanha, que começa no próximo dia 16. Eles terão que pagar uma multa de R$ 5 mil cada e retirar as postagens da rede mundial de computadores.

Na sentença, o juiz da 144ª Zona Eleitoral entendeu que Miguel foi beneficiado ilicitamente com as postagens.

Miguel disputará o pleito, em outubro, com o também deputado estadual Odacy Amorim (PT), com o deputado federal Adalberto Cavalcanti (PTB) e secretário municipal do governo do prefeito Júlio Lóssio (PMDB), Edinaldo Lima (PMDB).

Natural do Rio de Janeiro, é jornalista formado pela Favip. Desde 1990 é repórter do Jornal VANGUARDA, onde atua na editoria de política. Já foi correspondente do Jornal do Commercio, Jornal do Brasil, Folha de S. Paulo e Portal Terra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.