IV Festival Literário Arrasta Cordel enaltece a poesia popular

O IV Festival Literário Arrasta Cordel (Flac) acontecerá entre a quinta-feira 3 e o sábado 5 na sede da Academia Caruaruense de Literatura de Cordel (ACLC), localizada no Polo Cultural da Estação Ferroviária. A iniciativa é promovida pela ACLC e contará com palestras, debates, oficinas e declamações. A programação alude ao Dia do Cordelista, celebrado em 1º de agosto. O evento é gratuito e aberto ao público.

Entre os destaques da programação deste ano, há a palestra inicial com a professora Sabryna Thais, que discorrerá sobre o tema ‘Cordel: Literatura ou livreto?’, apresentado elementos acerca dos valores poéticos da poesia popular, na quinta-feira 3. Em seguida, o cantor Erisson Porto abrilhantará o evento apresentando seu show ‘A Poesia Popular na Décima do Cantador’.

Na manhã da sexta-feira 4, alunos da rede municipal de educação participarão de uma oficina de xilogravuras com o artista Robertson Rodrigues. O pintor Péricles Barreto ministrará uma oficina sobre pintura pela manhã e outra, sobre artesanato, à tarde. Durante a noite, o professor Fábio Júnior abordará a temática ‘Revitalização da Estação e a sustentabilidade da Casa do Cordel’, seguido por apresentações do poeta Higino Souza e do artista Carlos Amorim.

Já no sábado 5, a partir das 09h haverá uma oficina de cordel ministrada pelo celebrado poeta Meca Moreno, que se estenderá também no turno da tarde. Pela manhã, o artista Péricles Barreto ministrará uma oficina de teatro. A partir das 19h30, o estudante de Letras Davi Geffson, responsável pela página no Instagram ‘Verdades que rimam’, realizará uma palestra analisando o diálogo entre a poesia de cordel e as novas tecnologias. Em seguida, o poeta paraibano Tiago Monteiro fará declamações de poemas.

O evento ainda marcará lançamentos de livros e cordéis, a saber: ‘No dizer do poeta’ (Wilson China); ‘Versos de Sonho’ (Higino Souza); ‘As proezas de Antonio de Zefinha’ (Alan Thomas); ‘O passeio das aves’, ‘Venceremos o câncer’ e ‘Dr. Tabosa de Almeida’ (Dilma França); ‘Sorte na bebida, azar no amor’ (Tiago Monteiro), ‘Ser jumento não é pra qualquer um’ e ‘Luiz Jacinto, o famoso Coronel Ludugero’ (Nelson Lima); ‘Pintando o 7 nas rimas da poesia’ (Nerisvaldo Alves);‘Conversando com o Chaves’ (Jénerson Alves) e ‘Pedro Malazarte e o Ganso Falante’ (Carlos Soares).

Desde a sua primeira edição, o Festival Literário Arrasta Cordel tem modificado a cena literária popular da região, dedicando espaço para valorização de jovens escritores e exaltando o poder transformador da poesia popular. Ademais, o evento também prestigia grandes ícones da região, bem como fomenta a reflexão acerca da arte e da cultura na Capital do Agreste.

“Nosso objetivo é fomentar a cultura popular em nossa região, tendo o cordel como fio condutor de toda a programação, mas estabelecendo o diálogo com outras artes”, analisa o cordelista Nelson Lima, idealizador do evento.

Pedro Augusto é jornalista e repórter do Jornal VANGUARDA.

One thought on “IV Festival Literário Arrasta Cordel enaltece a poesia popular

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>