Celpe alerta para riscos de acidentes e quedas de energia com pipas

Os ventos de maior intensidade e a diminuição das chuvas abrem a temporada de pipas em Pernambuco. É, justamente, no mês de agosto que a Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) reforça as orientações sobre os cuidados de empinar papagaio próximo à rede elétrica. Além de colocar a vida de pessoas em perigo, a brincadeira prejudica o fornecimento de energia. Entre os meses de janeiro a julho de 2017, a concessionária contabilizou 510 desligamentos provocados por pipas em todo o Estado. Em todo o ano passado, foram registradas 840 interrupções.

A ocorrência de maior abrangência, neste ano, aconteceu no último dia 9 de janeiro. Uma pipa enroscada em uma linha de transmissão, de 69 kV, resultou em um curto-circuito que deixou parte da Zona Sul do Recife sem energia elétrica, afetando moradores e o comércio da área durante mais de uma hora. Para minimizar episódios como esse, a Celpe vem substituindo redes convencionais por fios protegidos e isolados, mas é preciso a conscientização da população.

O risco de empinar pipas próximo de rede elétricas é acentuado pelo uso do cerol aplicado à linha, que se torna um condutor por conter raspas de vidro e pó metálico adicionado à cola. O produto aumenta o risco de choque elétrico. Por ser condutor de energia, o cerol acaba energizando a linha em contato com a rede elétrica. As pipas também, ao se enroscarem nos fios elétricos, podem provocar curto-circuito, ocasionando, inclusive o rompimento de cabos.

Para que não haja riscos à segurança e ao fornecimento de energia, alguns cuidados precisam ser adotados. As pipas nunca devem ser empinadas próximas à rede de distribuição. O ideal é que a brincadeira aconteça em locais como praias e campos. O uso de adereços metálicos também é extremamente perigoso e deve ser evitado, por também serem condutores de energia.

A Celpe adverte que, em caso de pipas presas em postes ou na fiação, as pessoas jamais devem tentar retirá-las. Apenas profissionais da Celpe estão devidamente autorizados e capacitados para se aproximar da rede elétrica. A empresa também adverte que é terminantemente proibido entrar em subestações de energia. O acesso a esses locais é restrito e extremamente perigoso.

Dicas para prevenir acidentes com pipas

- Nunca use fios metálicos nem papel laminado para confeccionar a pipa, eles são como condutores de energia e podem causar choques fatais;
- Se a pipa ficar presa nos fios elétricos, nunca tente retirá-las;
- Não use cerol. Além do risco de ferir ou mesmo matar, o cerol costuma cortar os fios;
- Não jogue objetos na rede de energia elétrica, como arames, correntes e cabos de aço, além de causar interrupções no fornecimento, há grande risco de provocar acidentes;
- Não solte pipas em dias de chuva ou vento muito forte. Em caso de relâmpagos, recolha a pipa imediatamente.

Pedro Augusto é jornalista e repórter do Jornal VANGUARDA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>