Pré-Projeto de requalificação da Má Fama é apresentado pela prefeitura

Na última terça-feira (12), a Secretaria de Ordem Pública apresentou, aos moradores, proprietários de estabelecimentos, frequentadores e sociedade civil organizada da Rua Silvino Macêdo, o pré-projeto de requalificação da via. O projeto tem como objetivo levar soluções viáveis e executáveis para a Rua Silvino Macêdo/Rua da Má Fama, fortalecendo o polo de lazer, cultura e gastronomia, a partir de intervenções do poder público municipal e estadual em parceria com os moradores da rua e proprietários de estabelecimentos “Estamos ajustando com as pessoas que frequentam a Silvino Macêdo, seja trabalhando ou residindo, pontos para consolidar essa via como um polo de entretenimento multicultural, sustentável e seguro”, destaca o secretário de Ordem Pública, Coronel Luís Aureliano.

O projeto conta com o envolvimento de várias secretarias municipais, como Planejamento, Desenvolvimento Econômico e Criativo, Serviços Públicos, Destra, Secretaria de Políticas para Mulheres, Fazenda, Saúde e Vigilância Sanitária, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Procon e Fundação de Cultura e Turismo. Aliados a elas, estão, ainda, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Conselho Tutelar e Ministério Público. “Esse é o resultado de um trabalho proposto pelo Comitê Municipal Juntos Pela Segurança, que, dentro da sistemática de discussão de temas ligados a ordem pública e segurança, identificou a necessidade de realizar intervenções na Rua da Má Fama”, concluiu o secretário.

Allyson da Farmácia acompanha restauração no asfalto da entrada do açougue municipal

21764139_299937060482538_656780096_o

O vereador Allyson da Farmácia acompanhou nessa quarta (13), uma ação da Secretaria de Urbanismo e Obras de reparação no asfalto das ruas que dão acesso ao açougue municipal, feita a pedido do parlamentar.

O açougue está localizado no parque 18 de Maio e recebe centenas de compradores e comerciantes todos os dias. A entrada do local estava praticamente intransitável devido aos enormes buracos que dificultavam a passagem dos transportes.

O vereador visitou o local, conversou com alguns comerciantes e levou suas reivindicações para a secretária de Obras Nyadja Menezes, que se comprometeu a priorizar ações, a fim de promover as melhorias necessárias da área.

As reparações aconteceram nesta manhã e o vereador agradeceu a secretaria pelo empenho em solucionar o problema. “Agradeço a Secretaria em nome de todos os comerciantes e compradores do local e agradeço também, por confiarem em meu trabalho e em minha incessante luta por uma Caruaru melhor”, disse Allyson.

Raquel Lyra irá inaugurar escola no Alto do Moura

raquel

A Prefeitura de Caruaru irá inaugurar, nesta quinta-feira, 14, às 16h, a Escola Municipal Padre Pedro Aguiar, localizada no Residencial Alto do Moura.

O espaço tem capacidade para atender cerca de 1200 estudantes, da Educação Infantil até o Ensino Fundamental II, nos três turnos. Este ano, a unidade de ensino funcionará nos turnos da manhã e tarde e acolherá cerca de 700 alunos.

A escola segue o padrão do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e dispõe de 12 salas de aula, quadra coberta, refeitório, banheiros acessíveis e muito mais.

Ministério da Saúde convoca 47 milhões de crianças e adolescentes para atualizar a vacinação

Crianças e adolescentes devem comparecer aos postos de vacinação até 22 de setembro para colocar em dia a sua imunização. Esse é o período da Campanha de Multivacinação do Ministério da Saúde, lançada pelo ministro Ricardo Barros, em Brasília. Neste ano, serão convocados mais de 47 milhões de crianças menores de cinco anos, crianças de nove anos e também adolescentes de 10 a 15 anos incompletos para atualizarem o calendário vacinal. Mais da metade (53%) desse público já deveriam ter sido estar com o seu calendário de vacinação completo e o Ministério alerta sobre os riscos da baixa cobertura vacinal.

Nos 12 dias de mobilização, treze vacinas para crianças e oito para adolescentes – estarão à disposição da população. A campanha envolverá 36 mil postos fixos de vacinação e 350 mil profissionais de saúde. Além do envio de 143,9 milhões de doses de vacina de rotina, o Ministério da Saúde ainda distribuiu aos postos de saúde 14,8 milhões de doses extras de 15 vacinas para a campanha.

No próximo sábado, 16/9, será o dia D da vacinação, quando postos de saúde em todo país estarão de portas abertas para imunizar crianças e adolescentes de doenças que ainda não estão eliminadas e, portanto, representam riscos para quem não estiver vacinado. Além disso, em complemento à campanha de Multivacinação, o Ministério da Saúde planeja instituir um dia nacional de vacinação nas escolas. “Pretendemos avançar ainda mais na conscientização dos pais para a importância da vacinação de crianças e adolescentes. A campanha que lançamos hoje reforça que todos os dias são dias de vacina. Só com essa conscientização é que a população brasileira estará protegida de uma série de doenças que são facilmente preveníeis apenas com vacinação,” enfatiza Ricardo Barros.

A campanha publicitária deste ano traz o slogan “Todo mundo unido, fica mais protegido”, chamando pais e responsáveis para a mobilização. Terão peças de TV, rádio, com veiculação nacional, internet, além de banners e cartazes que serão distribuídos nos postos de vacinação.

CRIANÇAS NÃO VACINADAS – As crianças somente estarão protegidas com calendário de vacinação em dia. Por isso, o Ministério quer, com a mobilização, reforçar o acesso às vacinas, alertando estados e municípios da importância de manter elevadas coberturas vacinais, evitando o reaparecimento de doenças já controladas ou mesmo eliminadas no país.

Embora o país, de uma forma geral, tenha altas coberturas vacinais com alcance de meta de várias vacinas, ainda há uma heterogeneidade regional nas coberturas vacinais. “Ao desagregar os dados, vemos bolsões, locais, com baixas coberturas. Se, ao longo dos anos isso persistir, corremos o risco de ver de volta doenças que já não existem mais no Brasil”, alertou Carla Domingues.

Dados sobre vacinação recomendada para crianças ao nascer ou menores de completarem um ano, de acordo com os dados do Programa Nacional de Imunizações (PNI), apontam que 760 mil crianças ainda não foram vacinadas com BCG, 950 mil com a hepatite B, 470 mil crianças ainda não foram vacinadas com pneumocócica e rotavírus.

Ainda para esse grupo, 240 mil crianças não foram imunizadas com a vacina de meningite C. Já, a penta e poliomielite, também apresentam um grande números de crianças sem vacinação, são 320 mil crianças não vacinadas para a penta e 790 crianças não vacinadas para polio.
Dentre as recomendadas para crianças de um ano, estão as vacinas tríplice, com 150 mil crianças ainda por vacinar, pneumocócica, com 470 mil crianças por vacinar e meningite C com 180 mil crianças ainda não vacinadas. Já, para o grupo de vacinas recomendadas para crianças com 15 meses – hepatite A, DTP, Pólio e tríplice viral/Tetra – são 840 mil crianças sem vacina para hepatite A, 1,1 milhão para DTP, 800 mil para Pólio e 707 mil crianças sem vacina para tríplice viral.

A situação é mais crítica nas vacinas para adolescentes. Na meningocócica C, por exemplo, são 5,9 milhões de adolescentes de ambos os sexos na faixa de 12 e 13 anos ainda não se vacinaram. O mesmo ocorre na vacina de HPV. São 73,6% das meninas de 9 a 15 anos vacinas com a primeira dose e apenas 47% com duas doses. Já entre os meninos, 23,6% de adolescentes do sexo masculino foram vacinados aos 12 e 13 anos. Outra vacina para adolescentes com baixas coberturas é para a hepatite B, em 2016, não foram vacinados 1,3 milhão de jovens.
Também a vacina de febre amarela, que teve surto recentemente finalizado pelo Ministério da Saúde, tem estimativa de cerca de 2,4 milhões de pessoas vacinadas abaixo dos 14 anos.

Embora ainda existam crianças e adolescentes não vacinados, o número estimado de não vacinados não pode ser somado, já que as crianças ou adolescente podem não ter sido vacinados para mais de uma doença.

VACINAS – O Programa Nacional de Imunizações (PNI) distribui cerca de 300 milhões de imunobiológicos anualmente, dentre vacinas e soros, além de oferecer à população todas as vacinas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) no Calendário Nacional de Vacinação. Nos últimos cinco anos, o orçamento do PNI cresceu mais de 140%, passando de R$ 1,2 bilhão, em 2010, para R$ 4,3 bilhões, em 2017.

INFLUENZA – A Multivacinação também é uma oportunidade para municípios que ainda tenham vacina contra influenza continuem a vacinar o público-alvo da campanha (menores de 15 anos).

Prefeitura de Belo Jardim lança projeto “Professor Amigo do Trânsito”

Blitz Detran

A Prefeitura de Belo Jardim, por meio da Autarquia Municipal de Segurança, Trânsito e Transportes (AMSTT) e da Secretaria de Educação, lança, nesta quinta-feira (14), o projeto “Professor Amigo do Trânsito”. O tema será “Conscientização de cidadãos para a vida e para o trânsito”. O projeto é voltado aos alunos da rede municipal de educação, do 1º ao 9º ano, e acontecerá de 25 a 29 de setembro.

De acordo com a coordenadora pedagógica de Trânsito da AMSTT, Roselha Araújo, o projeto será implementado em todas as escolas da rede municipal. “O nosso objetivo é garantir o processo educativo dos motoristas, desde cedo. É importante conscientizarmos os alunos para que, no futuro, sejam condutores responsáveis”, explica.

Durante o lançamento do projeto, haverá palestras com Leone Andrade Sena, capitão da Polícia Militar, e Antônio Régis dos Santos, agente de trânsito da Ciretran. Todos os coordenadores das escolas municipais irão participar do evento. O lançamento será, a partir das 8h, no Centro Comunitário Municipal Castelinho, no Centro.

PROJETO – O projeto “Professor Amigo do Trânsito” será realizado de 22 a 25 de setembro nas escolas municipais. Serão oferecidas oficinas, palestras e encenações de teatro para os alunos do 1º ao 9º ano. O projeto ocorrerá durante a Semana Municipal de Trânsito.

Franquias de pequeno porte crescem 45% em três anos

As empresas que exigem pouco investimento inicial estão em crescimento no Brasil. A quantidade de redes de microfranquias no país cresceu 45% em três anos, passando de 384, em 2013, para 557, em 2016, de acordo com dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF). “São negócios de baixo custo e, por isso, atraem pessoas que querem empreender, mas não têm grande capital para investir no começo”, diz o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos. A média de investimento inicial nesse setor é de R$ 44,1 mil, incluindo taxa de franquia, capital de giro e custos de instalação do negócio. Há negócios ainda que podem ser iniciados com R$ 3 mil, e outros que vão exigir até R$ 90 mil do empreendedor.

Afif explica que a expansão desse setor nos últimos anos está diluída em um conjunto de negócios de franquias de diversos segmentos, tais como moda, alimentação, turismo, saúde e bem-estar, casa e construção, além de comunicação, informática e eletrônica, entre vários outros. “A área de atuação de uma microfranquia depende da demanda local ou do mercado. Mas o fato é que para quem deseja investir nesse setor, tem determinação e perfil comercial, existem inúmeras opções, além disso, o empreendedor deve fazer gestão do investimento e separar bem as finanças e os recursos do negócio e os da vida pessoal e da família”, recomenda o presidente do Sebrae.

De acordo com informações do Portal da ABF, há outros dados positivos. Considerando todo o setor de franquias no Brasil, houve crescimento de 8% no faturamento no primeiro semestre de 2017 (R$ 74,4 bilhões) em relação ao mesmo período do ano passado (R$ 68,8 bilhões).

Apoio ao empreendedor

De acordo com o Sebrae, franquia é um modelo empresarial baseado na venda de licença de uso de um negócio, know-how, estruturas, rotinas, produtos e serviços desenvolvidos por um franqueador. É uma estratégia de mercado para aqueles que desejam iniciar um novo projeto já com bases mais consolidadas, aplicações testadas e certo reconhecimento pelo público-alvo.

Para dar apoio ao empreendedor, o Sebrae oferece uma série de informações e orientações para quem quer investir nesse setor ou que já está inserido no mercado, seja como franqueador ou franqueado. “Três dicas são essenciais para o empreendedor: escolher um negócio com o qual se identifique, fazer avaliação de mercado e valorizar a gestão do negócio. Por isso, antes de investir, é necessário conhecer o sistema de franquia, o seu funcionamento, avaliar o franqueador e analisar a viabilidade econômico-financeiro, além de procurar a unidade do Sebrae mais próxima para buscar orientação, entre outros aspectos”, afirma Afif.

Acesse aqui a área do Portal Sebrae dedicada a microfranquias. Lá é possível encontrar diversos exemplos de negócios, por segmento, já com informações sobre os valores iniciais estimados. No Portal, o empreendedor também tem acesso a vários vídeos que abordam temas relacionados às franquias. Acesse aqui.

SEBRAE 45 ANOS

O Sebrae comemora este ano quatro décadas e meia de atuação em defesa dos pequenos negócios. As micro e pequenas empresas representam 98,5/% do total de empreendedores no Brasil, respondem por 27% do PIB nacional e geram mais da metade dos empregos no país. Formalização, inovação, redução da burocracia, ampliação do acesso ao crédito e melhoria do ambiente legal fazem parte do compromisso do Sebrae com os pequenos negócios. Conheça no portal Sebrae os números e a história do empreendedorismo no Brasil: https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae

​2,1 mil pessoas receberam medula óssea em Pernambuco

Neste sábado (16.09) é celebrado o Dia Mundial do Doador de Medula Óssea. Desde 1999, quando foi realizado o primeiro procedimento em Pernambuco, até julho deste ano, 2.186 pessoas fizeram transplante de medula. Só neste ano, até julho, 133 pacientes saíram da fila de espera, uma ampliação de 10% em relação ao mesmo período de 2016, com 121 procedimentos. Ainda há 20 pessoas aguardando pela doação.

Para ser doador de medula óssea, é preciso fazer o cadastro no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome). Em Pernambuco, o cadastro é feito no Hemope. Para doar, é preciso ter entre 18 e 55 anos e levar RG e CPF. Além de uma palestra informativa sobre a doação de medula óssea, será feita a coleta de uma amostra de sangue do possível doador para os testes de compatibilidade. Uma vez no banco de dados, o possível doador pode ajudar alguém em qualquer lugar do Brasil e também do mundo. Mais informações podem ser obtidas pelo 0800.081.1535.

É importante ressaltar que a doação só ocorre quando há compatibilidade entre a medula do doador e a medula do receptor. A chance de encontrar um doador compatível em um banco de medula é de 1 em 100.000. Também é importante frisar que o candidato à doação já cadastrado precisa manter seus dados atualizados no sistema do Redome (telefone, endereço). Para isso, basta acessar o link https://goo.gl/MoN1G4 e fazer a atualização.

MEDULA ÓSSEA

Tecido líquido-gelatinoso que ocupa o interior dos ossos, popularmente conhecido como tutano. Ela tem um papel fundamental no desenvolvimento das células sanguíneas, pois é lá que são produzidos os leucócitos (glóbulos brancos), as hemácias (glóbulos vermelhos), e as plaquetas.

TIPOS DE TRANSPLANTES DE MEDULA ÓSSEA

O transplante pode ser alogênico, quando as células precursoras da medula provêm de outro indivíduo (doador), de acordo com o nível de compatibilidade do material sanguíneo. A primeira opção é sempre pela medula de um irmão. Se o indivíduo não tem irmão ou este não é compatível, também verifica-se a compatibilidade com a mãe e o pai. Se não há um doador aparentado com boa compatibilidade, procura-se um não aparentado compatível. Este tipo de transplante também pode ser feito a partir de células precursoras de medula óssea obtidas do sangue de um cordão umbilical.

Já o transplante autólogo é feito a partir das células da medula do próprio indivíduo transplantado (receptor). Esse tipo de transplante é usado basicamente para doenças que não afetam a qualidade da medula óssea, ou seja, aquelas que não têm origem diretamente na medula ou quando a doença já diminuiu a ponto de não ser mais detectada na medula (estado de remissão).

TIPOS DE COLETA DA MEDULA:

- Punção direta: em um procedimento, as células da medula óssea são retiradas do interior dos ossos da bacia, por meio de punções com agulhas. Os doadores retornam as suas atividades habituais em média de uma semana após a doação.

- Por aférese: o doador recebe uma medicação que estimula a produção das células-tronco e faz com que as células da medula óssea sejam levadas para a corrente sanguínea. Essas células são retiradas pelas veias do braço do doador, ou por um acesso venoso central com uso de uma máquina de aférese.

Hospital São Sebastião será hospital-escola para alunos de medicina da cidade

Em reunião com gestores da ASCES e da Universidade Federal-Caruaru, o Secretário Estadual de Saúde, Iran Costa, garantiu que o Hospital São Sebastião terá residência médica para alunos de medicina das duas escolas superiores. O encontro foi articulado pela deputada Laura Gomes, com apoio direto de Jorge Gomes, assessor especial do governador, e ocorreu na sede local do Governo Presente, na manhã desta quarta, (13).

Francisco Santos, coordenador do Curso de Saúde Coletiva, representou a ASCES; Manoel Guedes, Diretor do Campus Agreste e Carolina Paz, coordenadora do Curso de Medicina, representaram a UFPE-Caruaru. Os dirigentes das escolas ficaram de fazer um levantamento de necessidades para estágios e residências para apresentar à Secretaria Estadual de Saúde, em 30 dias. O Secretário Iran Costa informou que os casos mais prementes serão atendidos em quaisquer hospitais da rede estadual, como já acontece, a exemplo do Mestre Vitalino, e acontecerá também com o São Sebastião.

Sobre a retomada das atividades do HSS, o Secretário informou que o cronograma de serviços segue normal e que a função da unidade é oferecer leitos de retaguarda ao Hospital Regional do Agreste, superlotado pela demanda de urgências de Caruaru e de mais de 90 municípios, fato que o coloca como o mais mal avaliado em Pernambuco.

 

Sesc Arcoverde movimenta a 4º edição da Mostra de Artes Geraldo Barros

DSC_1587

A produção artística de Arcoverde e região tem o Sesc como um grande parceiro. A Unidade dispõe, por exemplo, de um grupo de teatro que se apresenta em várias cidades e vem formando novos talentos a cada ano. Para estimular ainda mais a produção cultural da cidade e da região e incentivar as novas gerações a entrarem no mundo das artes, o Sesc Arcoverde apresenta a 4ª Mostra Geraldo Barros até o domingo (17/09).

A grade, que traz espetáculos de teatro e apresentações de musicais, foi aberta na tarde desta terça-feira (12/09), às 16h, na área externa do Teatro Geraldo Barros, com uma apresentação do Boi Diamante, que faz parte de um dos segmentos de expressões populares da cidade. Depois, teve Gleison Luis Nascimento e o Núcleo de Literatura do Sesc Arcoverde apresentando o projeto Ideias Poéticas, iniciativa do Laboratório de Autoria José Rabelo de Vasconcelos. No encerramento do primeiro dia, o Grupo Decripoloutotepou subiu ao palco do Teatro com a montagem “Cordelina”.

Nesta quarta-feira (13/09), as atividades tiveram início às 10h com o espetáculo “Um conto aqui, outro acolá”, com a Tropa do Balacobaco, no Teatro Geraldo Barros. À tarde, a partir das 17h, a Tropa apresenta o lançamento do gibi ”Re-Te-Tei”, no Espaço Escadaria e no Teatro. Às 20h, Maycon Nazário leva o show musical “Azeviche” para o palco do Geraldo Barros.

“A Mostra Geraldo Barros é realizada anualmente com ações pautadas na fruição e apreciação estética, experimentação e ampliação das discussões artísticas, reconhecendo o artista local como protagonista deste projeto. Também incentiva sua permanência e excelência na arte, possibilitando diálogos entre grupos locais, num processo constante de manutenção e geração de novos públicos”, explica Pedro Gilberto da Silva, professor de Artes do Sesc Arcoverde.

A primeira atividade da quinta-feira (14/09) começa às 10h e é uma iniciativa do Cineclub Locomotivo. Será exibido no Teatro o filme “Abril e o mundo extraordinário”, Christian Desmares e Franck Ekinci, indicado ao César de Melhor Animação em 2016, prêmio considerado o Oscar do cinema francês. Às 17h, no Espaço Escadaria, tem Capoeira, Maculelé e Samba de Roda, com o Grupo Cultural de Capoeira Regional Ginga Brasil. Encerrando o dia, às 20h, os alunos do Grupo de Teatro do Sesc da cidade apresentam a peça “Luzia no Caminho das Águas” com texto de Alexsandro Souto Maior.

Já na sexta-feira (15/09), o Teatro volta a receber uma sessão de cinema. Desta vez, o projeto Cine Sesc traz o filme “O mundo dos Pequeninos”, do cineasta japonês Hiromasa Yonebayashi, às 10h. À tarde, a partir das 16h, tem o som do Hip Hop com a turma do Cordel de Vagabundo & Bodecrew. Às 17h, é a vez do Afoxé Obá Ayê ser apresentado pelo Grupo Obá Ayê. As atrações vão movimentar o Espaço Escadaria.
No dia seguinte (16/09), o Grupo Pé de Vento encena o espetáculo “Contos que Voam”, no Teatro Geraldo Barros, às 10h. Na sequência, os alunos da Escola Noé Nunes Ferraz apresentam o espetáculo “O Barquinho”. Às 16h, tem o grupo de dança da Casa da Juventude com “Four Skay” no Espaço Escadaria. O Teatro Geraldo Barros volta a ser ocupado às 17h, desta vez pelos alunos da Escola Monsenhor José Kerhley. Eles vão apresentar a peça “Reis Andarilhos”. Às 20h, o público confere o pocket show “De que lado você Samba” com Juliana Vieira.

No último dia da Mostra de Artes Geraldo Barros (17/09), a grade tem início às 16h com a Associação Trupe Garimpeiros da Arte e a Associação Boi Maracatu. Será apresentado o espetáculo “Caboclinho de Jurema e uma encenação dos personagens Mateus e Catirina”, na área externa do Teatro. Às 17h, o grupo Teatro de Retalhos encena a montagem “Malassombro”. O encerramento acontece às 20hcom o pocket show “Versões”, comandado por Tiago Cordeiro.

Serviço
4ª Mostra de Artes Geraldo Barros do Sesc Arcoverde
Data: até 17 de setembro de 2017
Local: Sesc Arcoverde – Rua Capitão Arlindo Pacheco, s/n, Centro

Programação
Quarta (13/09)
17h – Lançamento do gibi ”Re-Te-Tei”, com a Tropa do Balacobaco (Espaço Escadaria e Teatro Geraldo Barros)
20h – Show musical “Azeviche”, com Maycon Nazário (Teatro Geraldo Barros)

Quinta (14/09)
10h – “Abril e o mundo extraordinário”, Christian Desmares e Franck Ekinci, iniciativa do Cineclub Locomotivo (Teatro Geraldo Barros)
17h – Capoeira, Maculelé e Samba de Roda, com o Grupo Cultural de Capoeira Regional Ginga Brasil (Espaço Escadaria)
20h – “Luzia no Caminho das Águas”, texto de Alexsandro Souto Maior, com os alunos do Grupo de Teatro do Sesc Arcoverde (Teatro Geraldo Barros)

Sexta (15/09)
10h – “O mundo dos Pequeninos”, de Hiromasa Yonebayashi, iniciativa do projeto Cine Sesc (Teatro Geraldo Barros)
16h – Hip Hop, com o Cordel de Vagabundo &Bodecrew (Espaço Escadaria)
17h – Afoxé Obá Ayê, com o Grupo Obá Ayê (Espaço Escadaria)

Sábado (16/09)
10h – “Contos que Voam”, com o Grupo Pé de Vento (Teatro Geraldo Barros)
11h – “O Barquinho”, com os alunos da Escola Noé Nunes Ferraz (Teatro Geraldo Barros)
16h -“Four Skay”, com o grupo de dança da Casa da Juventude (Espaço Escadaria).
17h -“Reis Andarilhos”, com os alunos da Escola Monsenhor José Kerhley (Teatro Geraldo Barros)
20h -Pocket show “De que lado você Samba”, com Juliana Vieira (Teatro Geraldo Barros)

Domingo (17/09)
16h – “Caboclinho de Jurema e uma encenação dos personagens Mateus e Catirina”, com a Associação Trupe Garimpeiros da Arte e a Associação Boi Maracatu (área externa do Teatro Geraldo Barros)
17h -“Malassombro”, com o grupo Teatro de Retalhos (Teatro Geraldo Barros)
20h – Pocket show “Versões”, com Tiago Cordeiro

Humberto responsabiliza governo Temer por queda no ranking das universidades

-Foto Roberto Stuckert Filho

Dados divulgados pela publicação britânica Times Higher Education (THE) mostram a queda na qualidade do ensino superior do País durante o governo de Michel Temer (PMDB). Em um ano, o Brasil perdeu seis universidades no ranking das 1000 melhores instituições de ensino superior no mundo. Na edição de 2017, 21 universidades do País estão na lista mundial, ante 27 em 2016. O levantamento leva em consideração questões como o número de citações em pesquisa, o nível de internacionalização e a transferência de conhecimento para a sociedade.

Para o líder da Oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE), a redução de quase 25% no número de universidades brasileiras entre as melhores do mundo se dá por causa do descaso da gestão Temer com a educação. “Há um desmonte completo do ensino no País. O ministro Mendonça Filho, conhecido por alunos e professores como ministro mãos-de-tesoura, acaba todo dia com um pouquinho das conquistas que o Brasil teve nesta área nos últimos anos. Do Fies ao Prouni, passando pelas bolsas do Ciência Sem Fronteiras, é a política da terra arrasada”, disse o senador.

Humberto ainda lembrou que, por conta nos cortes de até 40% no orçamento da educação, muitas universidades federais já anunciaram não ter recursos para completar o ano letivo. “Educação não é gasto, é investimento e não é por acaso que nessa gestão estamos tendo tantos retrocessos. Temer e sua trupe querem gerir um país de analfabetos funcionais que assista calado a todas as barbaridades que estão acontecendo no Brasil”, informou o parlamentar.