ARTIGO — A proteção das empresas em Recuperação Judicial

Brenda Louise Oliveira Morastoni

Apesar do amparo legal para as empresas que vêm ultrapassando o desespero de uma grave crise econômico-financeira, ocorre efetiva desinformação sobre as soluções aplicáveis para o seu soerguimento.

Uma importante oportunidade vem destacada na Lei n. 11.101/2005 – Lei de Recuperação de Empresas e Falência, trazendo alterações significativas à extinta denominação “concordata”, de 1945.

Dentre os benefícios, cita-se: a readequação do capital de giro; maximização da rentabilidade; negociação com os credores; prazos elastecidos para pagamento; juros diferenciados, entre outras medidas intimamente ligadas ao princípio da Preservação da Empresa, disposto no artigo 47 da Lei.

Entretanto, como exemplo, diversos contratos privados preveem cláusulas que determinam a rescisão contratual, no momento em que uma das partes venha pedir auxílio ao Judiciário para valer-se de um plano de reorganização.

Nestes casos, as cláusulas operam mesmo que não haja inadimplência dos ditames contratuais e, apesar da manifestação de vontade das partes contratantes, não perpassam a necessidade de intervenção do Judiciário, relativizadas para o interesse público, quando há incidência direta na atividade produtiva empresarial.

Tais decisões demonstram o principal propósito da Lei de Recuperação, a oportunidade de vencer as dificuldades e dar continuidade a função social exercida para a coletividade na geração de recursos e de renda.

Desta forma, caso a sua empresa esteja em crise, procure uma assessoria jurídica especializada e tenha o amparo necessário para a implementação dos objetivos estratégicos, valendo-se de um plano de reorganização e a protegendo das implicações de uma possível falência.

Confira as principais datas do Vestibular Asces-Unita 2018

vestibular

Quem vai fazer o vestibular da Asces-Unita este ano, já pode ir organizando a agenda, pois as principais datas do processo estão disponíveis.

As inscrições poderão ser realizadas de 23/10 a 22/11 por meio do site www.curseltec.com.br/asces. O boleto deverá ser pago na rede bancária ou casas lotéricas. Os feras poderão aproveitar o valor promocional da taxa de inscrição, que custará R$ 80 no período que vai de 23/10 a 03/11. A partir disso, custará R$ 120 (de 4/11 a 22/11).

A data das provas está marcada para o dia 26/11, das 13h30 às 18h. Já o resultado do vestibular será divulgado até o dia 1º/12, no Campus II da Asces-Unita, no portal da instituição (www.asces.edu.br) e no site da Curseltec (www.curseltec.com.br/asces).

A novidade desta edição será o aumento de vagas para os cursos de Direito e Enfermagem, após autorização do MEC para essa ampliação. A Asces-Unita é pioneira no ensino superior do interior do Norte/Nordeste, e hoje conta com 18 cursos de graduação, mais de 30 pós-graduações e diversos projetos de extensão e pesquisa universitária.

Produção de veículos acumula 27% de crescimento no ano

e37e797a-fb52-4028-8385-a5cff5e5369d-como-e-produzido-um-carro

A produção brasileira de autoveículos manteve ritmo ascendente em setembro e já soma nos nove meses transcorridos do ano 27% de crescimento: foram 1,99 milhão de unidades em 2017 contra 1,57 milhão em 2016. Os dados foram divulgados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, Anfavea, na quinta-feira, 5, em São Paulo.

Apenas em setembro saíram das linhas de montagem 236,9 mil veículos, alta de 39,1% sobre as 170,3 mil unidades do mesmo mês de 2016 e baixa de 9,2% contra as 260,9 do último agosto, que teve três dias úteis a mais.

O desempenho das exportações tem impactado diretamente o resultado da produção. Em setembro saíram do País 60,1 mil unidades, acréscimo de 52,2% ante as 39,5 mil de igual período de 2016 e queda de 10,1% no confronto com as 66,8 mil de agosto. O acumulado aponta alta de 55,7% ao colocar frente a frente as 566,3 mil unidades de 2017 com as 363,7 mil do ano passado.

No licenciamento, o registro também é de alta na comparação com o ano passado: as 1,62 milhão de unidades do período acumulado deste ano estão 7,4% acima das 1,51 milhão de 2016. Apenas em setembro foram comercializados 199,2 mil veículos, maior em 24,5% sobre as 160 mil do mesmo mês do ano anterior e 8% menor do que as 216,5 mil de agosto de 2017.

Para Rogelio Golfarb, 1º vice-presidente da Anfavea, “o mês de setembro reforça nossa visão que o período de contração acabou e entramos em tempos de recuperação. Porém, é necessário cautela quanto à magnitude deste crescimento”.

Caminhões e ônibus
No segmento de caminhões, o licenciamento apontou alta de 8,2% ao defrontar as 4,5 mil unidades de setembro deste ano com as 4,2 mil do mesmo mês de 2016, mas uma pequena baixa de 6,1% ante as 4,8 mil de agosto. No acumulado, há queda de 9%: 35,4 mil unidades em 2017 e 38,9 mil no ano passado.

As exportações seguem em alta na soma dos nove meses do ano mostra, com acréscimo de 40,9% na comparação das 21,5 mil unidades de 2017 com as 15,3 mil do ano passado. Em setembro cruzaram as fronteiras 2,4 mil unidades, diminuição de 3,9% diante das 2,5 mil de igual período de 2016 e de 8,7% sobre as 2,6 mil de agosto.

A produção de caminhões registrou em setembro 7,6 mil unidades, número 56,8% superior as 4,9 mil de setembro do ano passado e 10,5% inferior as 8,5 mil de agosto deste ano. No período acumulado a alta é de 27,3% ao se confrontar as 59 mil de 2017 com as 46,4 mil de 2016.

A produção de chassis de ônibus vendas em setembro ficou em 1,7 mil unidades, 21,3% abaixo das 2,1 mil de mesmo mês de 2016 e 23% menor do que as 2,2 mil de último agosto. Na soma dos nove meses a produção bateu 16,2 mil unidades, alta de 11,6% sobre as 14,5 mil do mesmo período de 2016.

No acumulado das vendas de ônibus o registro é de baixa de 7,9%, com 8,6 mil unidades comercializadas este ano e 9,3 mil em 2016. Na análise mensal, as 865 unidades de setembro significam alta de 23,4% sobre as 701 unidades de setembro do ano passado e queda de 44,5% ante as 1,6 mil de agosto.

A exportação acumulada de ônibus alcançou 6,7 mil unidades, baixa de 3,5% diante das 7 mil unidades do mesmo período em 2016.

Máquinas agrícolas e rodoviárias
As vendas internas de máquinas agrícolas e rodoviárias em setembro, com 4,4 mil unidades, registraram alta de 7,7% com relação as 4,1 mil de agosto e queda de 10,2% ante as 4,9 mil do mesmo mês do ano passado. O total de máquinas negociadas no acumulado cresceu 8,5%, com 33,6 mil unidades este ano e 31 mil no ano passado.

Os fabricantes produziram 4,4 mil máquinas em setembro, abaixo em 13,5% sobre as 5,1 mil de agosto e em 14,2% diante das 5,2 mil de setembro do ano passado. No acumulado deste ano a produção chegou a 44 mil máquinas produzidas, expansão de 20,3% em relação as 36,6 mil do ano anterior.

As exportações até esse mês aumentaram 39,4%, com 9,9 mil unidades este ano e 7,1 mil no ano passado.

Mercado de planos odontológicos melhora o desempenho econômico-financeiro

O mercado de planos odontológicos segue crescendo desde o início da crise econômica. Em 2016, o volume de recursos movimentados pelos planos odontológicos, R$ 4,4 bilhões, representaram mais da metade do total pago pela população com tratamentos particulares, evidenciando a relevância do plano, versatilidade das operadoras e receptividade positiva da população.

Muito embora tenhamos verificado aumento do faturamento bruto, o crescimento ainda maior das despesas assistenciais contribuiu negativamente para o resultado, evidenciando o descompasso existente entre o avanço das despesas assistenciais e a dificuldade em elevar o ticket médio no mesmo patamar. Esta condição é preocupante, pois no longo prazo isso pode vir a ser um problema para a sustentabilidade do segmento.

O ticket médio mensal dos planos odontológicos cresceu apenas 3,9% em 2016 no comparativo com 2015, passando de R$ 16,35 para R$ 16,99, aumento inferior à inflação de 6,3% acumulada no período.

Nos últimos 12 meses, o crescimento do mercado de planos odontológicos foi impulsionado pelo avanço da contratação de planos individuais, com aumento de 513 mil novos vínculos (14,3%), 1 milhão de novos beneficiários de planos coletivos empresariais (6,5%) e crescimento de 95 mil em planos coletivos por adesão (5,2%).

Os dados da segunda edição de 2017 do Cenário Saúde, uma publicação do Sindicato Nacional das Empresas de Odontologia de Grupo (Sinog), elaborada pelo departamento Econômico da Entidade, também apontam que o aumento do número de beneficiários exclusivamente odontológicos foi no 4° trimestre de 2016 e no 1° trimestre de 2017, quando registrou 1 milhão de beneficiários.

“Calcula-se que a cada mês as operadoras absorvem uma média de 90 mil novos beneficiários de planos exclusivamente odontológicos”, ressalta o presidente do Sinog, Geraldo Almeida Lima. “Resultado importante diante do cenário de redução de empregos, de renda e de crédito no Brasil”, completa.

Shopping Difusora recebe mais uma edição da AgresteMED

difusora

Saúde bucal em foco no Shopping Difusora. Entre os dias 5 e 8 de outubro, o mall recebe mais uma edição da feira de saúde AgresteMed – Fórum e Exposição de Produtos e Serviços Médicos e Odontológicos do Agreste de Pernambuco. O evento é o terceiro do Nordeste neste segmento e é realizado em parceria com a Câmara Setorial de Saúde da Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (ACIC). As conferências e cursos acontecerão das 9h às 18h, em duas salas de cinema e no Teatro Difusora. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site: www.agrestemed.com.br

Durante os quatro dias de feira, mais de 20 expositores com os seus respectivos profissionais de saúde – médicos, odontólogos, fisioterapeutas e enfermeiros – estarão disponíveis para maiores esclarecimentos de estudantes e entusiastas da área. Para Welter Duarte, Gerente de Marketing do centro de compras, a feira é uma oportunidade única para apresentar produtos e serviços à região. “O principal objetivo do shopping em receber este evento é reforçar ainda mais a importância do polo médico nordestino no país”, pontua.

Semana da criança com programação especial no Colégio Motivo

A partir da próxima segunda-feira (09), os alunos de todas as unidades do Colégio Motivo irão vivenciar a Semana da Criança, três dias com muitas atividades, oficinas educativas e diversão para a garotada. A programação se estende as unidades de Boa Viagem e Casa Forte, no Recife, em Caruaru e Petrolina. Na segunda (09), os alunos do infantil e fundamental serão recebidos nas quadras das unidades com show de circo e o lançamento da gincana. No mesmo dia terá oficina de malabares para os alunos do 1º ao 3º ano do fundamental e oficina de equilíbrio, com o quarto e quinto ano. Para os alunos do infantil, programação com artistas circenses e distribuição de algodão doces e pipoca.

Já na terça-feira (10), show de talentos com muita música e dança com os alunos e os pais, além de apresentações circenses. Na quarta-feira (11), as unidades participarão de uma gincana, onde serão arrecadados donativos para instituições carentes. Um lanche coletivo também será realizado.

Na quinta-feira (12), Dia das crianças e feriado de Nossa Senhora Aparecida não haverá aula.

Empresa de Pernambuco prevê crescimento de 25% em 2017

Moda com proteção solar é uma tendência que começou na Austrália e, graças à Litoraneus, referência nacional na fabricação de roupas e acessórios com proteção UV, essa inovação tem ganhado cada dia mais força no Brasil. A empresa pernambucana, que está no mercado desde 2010 e atua dentro do modelo de licença de marca, prevê crescimento de 25% em 2017.

A ideia de unir proteção solar e moda surgiu em 2010, quando a família Lima saía para velejar pelos mares de Recife, Pernambuco. A família, que trabalhava com confecção de roupas esportivas desde 1986, se preocupava com a exposição ao sol. “Percebemos que só o protetor solar não era suficiente. Como já tínhamos experiência em confecção, resolvemos desenvolver junto aos nossos fornecedores um tecido com FPU 50+ permanente, que não sai com as lavagens”, lembra Neto Lima, Diretor Comercial.

Com 74 unidade espalhadas pelo Brasil, a Litoraneus tem se tornado um investimento promissor. Em 2016, a rede registrou um crescimento de 40% em seu faturamento em relação ao ano anterior. No primeiro semestre de 2017, a empresa já atingiu 15% de crescimento, mas a projeção é fechar o ano com um faturamento 25% maior do que o alcançado em 2016 e com 150 lojas espalhadas por todo território nacional. “Estamos bastante confiantes com o potencial desse mercado. As pessoas estão cada vez mais conscientes da necessidade de proteger e prevenir manchas e doenças causadas pela exposição ao sol”, acrescenta.

A preocupação faz todo sentido. O câncer de pele é o mais frequente no Brasil e corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD, são cerca de 176 mil novos casos por ano no país. Entre as principais causas estão a exposição excessiva à radiação ultravioleta do sol e, em menor escala, até a lâmpadas fluorescentes, em ambientes fechados.

Um dos maiores diferenciais da Litoraneus é que todos os produtos possuem laudos e são certificados pela Arpansa, o único órgão no mundo responsável por testar fator UV em roupas e acessórios, que fica na Austrália. A tecnologia do tecido é capaz de absorver até 90% dos raios solares; As roupas e acessórios comercializados pela marca possuem proteção FPU 50+ permanente, não saindo com as lavagens.

Segundo o diretor comercial, os produtos atingem tanto as classes sociais A e B quanto C. “Nossas coleções são desenvolvidas pensando no dia a dia das pessoas, e não apenas no momento em que elas estão na praia ou praticando atividades físicas a céu aberto. O cliente se sente atraído pela beleza das peças e, não se importa em pagar um pouco mais caro pela proteção UV. Ele compra um plus”, afirma.

Os consumidores tem demonstrado verdadeiro interesse no negócio da família Lima. A marca está otimista com os resultados já alcançados e os investidores parecem ainda mais confiantes com o sucesso das lojas. Para os próximos meses, a empresa irá inaugurar novas unidades nas cidades de Passos-MG, Pipa-RN, Rio de Janeiro-RJ, Chapecó-SC, Marabá-PA, Santarém-PA, Teofilo Otoni-MG, Brasília-DF.

Modelo de negócio – O licenciamento de marca é um modelo de negócios parecido com a franquia. No entanto, o licenciador entrega apenas a liberação para uso da marca e o licenciado vende os serviços ou produtos que são indicados pelo “dono da empresa”. Uma grande vantagem é a possibilidade de inovação. O investidor tem mais liberdade para empreender e pode criar processos únicos de gestão. A empresa também estará suportada por uma marca de credibilidade e a principal vantagem é que o licenciado tem liberdade para fazer as coisas como deseja dentro do seu negócio.

Assim como na franquia, as unidades usam a marca da empresa e pagam royalties ao fundador. Para o licenciamento ser legal e amparado por lei, a marca tem que estar registrada no INPI – Instituto Nacional de Propriedade Intelectual.

Em geral, o valor para licenciar uma marca costuma ser bem mais baixo, já que na maioria dos casos não tem taxa de adesão à rede. Esse modelo de negócios funciona muito melhor para marcas arrojadas e inovadoras e o investidor também precisa ser ousado e disposto ao risco.

Caruaru realiza Festa de Nossa Senhora Aparecida

missa

A Festa de Nossa Senhora Aparecida (Padroeira do Brasil) está sendo realizada em Caruaru, desde o dia 3 de outubro, com o tema “Das águas aos 300 anos de bênçãos”. O evento acontece até a próxima quinta-feira (12), na comunidade católica do Bairro das Rendeiras.

O tema está em comunhão com o Ano Nacional Mariano proclamado pela CNBB (Conselho Nacional dos Bispos do Brasil), em virtude dos 300 anos de encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida nas margens do Rio Paraíba, em São Paulo.

Na programação, estão sendo realizadas missas e quermesses, bem como shows religiosos e com artistas populares, sempre tendo início às 19h30. No dia 12, feriado da Padroeira do Brasil, diversas celebrações em horários diferenciados serão oferecidas. Às 16h30, a procissão com a imagem sairá da igreja percorrendo algumas ruas da comunidade e, logo após, haverá missa presidida pelo bispo diocesano dom Bernardino Marchió.

Programação
Sábado (7)
19h30 – Celebração Eucarística presidida pelo padre Antônio de Lisboa
Noite dedicada às famílias, ECC, ENS e à Pastoral Familiar
Domingo (8)
19h30 – Celebração Eucarística presidida pelo padre Roberto Ribeiro
Noite dedicada aos jovens, EJC, Crisma, Pastoral da Juventude e Infância Missionária
Segunda-feira (9)
19h30 – Celebração Eucarística presidida pelo padre Luciano Monteiro
Noite dedicada à Associação do Bairro das Rendeiras, escolas particulares, municipais e do estado, Vicentinos, Aprocidadania, Banco da Solidariedade e Pastoral Carcerária
Terça-feira (10)
19h30 – Celebração Eucarística presidida pelo padre José Cícero
Noite dedicada à Pastoral do Dízimo e Conselho Econômico Paroquial
Quarta-feira (11)
19h30 – Celebração Eucarística presidida pelo padre Luiz Antônio
Noite dedicada aos Corais, Liturgia, Pastoral da Criança e Comunidade Sagrado Coração de Maria
Quinta-feira (12) (Dia da Festa)
6h – Ofício de Nossa Senhora e Celebração Eucarística com os movimentos marianos, presidida pelo padre Roberto Ribeiro
7h – Café comunitário
9h – Celebração Eucarística com as crianças e, logo após, recreação e entrega de presentes
16h30 – Procissão com a imagem de Nossa Senhora Aparecida
18h – Celebração Eucarística de encerramento presidida pelo bispo diocesano dom Bernardino Marchió

Feira Nacional do Livro do Agreste chega à segunda edição

Wagner Gil

Pela segunda vez, a Capital do Forró vai se tornar na Capital da Literatura, com a Feira Nacional do Livro do Agreste (Fenagreste), que acontece de 10 a 15 de outubro. Promovido pela Associação do Nordeste das Distribuidoras e Editoras de Livros (Andelivros) e pela Companhia Editora de Pernambuco (Cepe), com apoio do Governo do Estado e da Prefeitura de Caruaru, o evento traz à cidade autores das mais variadas vertentes – da literatura infantojuvenil à história brasileira -, para debater com o público, realizar cursos e autografar obras. A programação destaca as comemorações pelos dias das Crianças (12) e do Professor (15).

O presidente da Cerpe, Ricardo Leitão, esteve na coletiva de imprensa que lançou o evento, na manhã da última quinta (5). Ele falou com exclusividade ao VANGUARDA. “Estamos muito satisfeitos por realizar, por mais um ano, a Fenagreste em Caruaru. A feira cresceu, terá mais um dia de funcionamento, o que também exigiu a ampliação das atividades. Fazemos, portanto, um investimento ainda maior no incentivo à leitura”, destacou.

A Feira Nacional do Livro do Agreste ocupará o Espaço Cultural Tancredo Neves e funcionará, diariamente, das 9h às 21h, oferecendo dezenas de atividades gratuitas. Na noite do dia 10 haverá a solenidade de abertura, com a presença de autoridades, e uma homenagem ao escritor José Condé, a quem esta edição é dedicada. A importância do autor para a literatura nacional será destacada pelo também escritor Edson Tavares. A abertura contará ainda com o compositor Onildo Almeida, apresentando a sua famosa música ‘A Feira de Caruaru’.

Muito animada com o evento, a prefeita Raquel Lyra comemorou a ampliação de mais um dia e disse que a saída para a crise é investir na educação. “José Condé é um dos grandes nomes que Caruaru legou à literatura nacional. Não podíamos fugir a esta homenagem em seu centenário e, em especial, no mês do seu nascimento. Estamos muito felizes em trazer a Fenagreste a Caruaru e, mais ainda, em possibilitar que nossos professores da rede municipal adquiram obras na feira e possam se capacitar nas palestras e cursos que serão oferecidos”, destacou.

Para o secretário de Educação, Rubenildo Moura, a Fenagreste funciona como uma importante ferramenta de complemento ao ensino em sala de aula ao promover o encontro dos estudantes com os autores. “É um momento muito importante. A criança terá a contação de história e, ao mesmo tempo, poderá conhecer o autor da obra, conversar com ele. Teremos um belo Dia das Crianças, com show, oficinas, lançamentos de livros infantis, do jeito que a garotada gosta”, salienta.

Programação

Uma das principais atrações da feira, o ator Aramis Trindade ocupará o palco principal logo na noite de abertura. A partir das 19h, ele apresentará a sua versão do clássico ‘Romeu e Julieta’, em forma de cordel. A peça traz para a cena o escritor Ariano Suassuna, interpretado por Aramis, resgatando as famosas aulas-espetáculo apresentadas pelo autor paraibano.

Além de Aramis, destacam-se no leque de mais de 40 atrações a palestra com a sexóloga Carmen Jansen (consultora de comportamento da TV Record, no Hoje em Dia), seguida de debate sobre o empoderamento da mulher com as blogueiras Mirela Paz e Camila Diniz. Ainda na programação, oficina literária com Raimundo Carrero; palestra com o roteirista Nelson Caldas sobre o gênero terror, em especial o vampirismo; o radialista Geraldo Freire lançando sua biografia; os jornalistas Francisco José (40 Anos no Ar) e Alberto Lima (Quem É Essa Mulher?) e o cantor Maciel Melo, lançando nova edição, pela Bagaço, do seu livro autobiográfico ‘A Poeira e A Estrada’.

O que é câncer de mama

Neste mês, quando é vivenciado o Outubro Rosa, todas as atenções se voltam para o câncer de mama. O que é, quais os sintomas, o tratamento e a prevenção estão sendo explicados logo abaixo nesta reportagem.

O câncer de mama é um tumor maligno que se desenvolve nos seios. Todo câncer é caracterizado por um crescimento rápido e desordenado de células. Quando as células adquirem características anormais – células dos lobos mamários, células produtoras de leite ou dos ductos por onde é drenado o leite -, podem causar uma ou mais mutações no material genético da mesma. Esta doença acontece quase exclusivamente em mulheres, porém existem casos em homens também.

Algumas mutações podem fazer com que uma célula apenas se divida, mas não têm a capacidade de invadir outros tecidos. Estes são chamados de tumores benignos ou não cancerosos.

Para uma célula ser considerada cancerígena, é necessário que ocorram mutações no material genético de uma ou mais células e estas adquiram a capacidade não só de se dividir, mas também de evitar a morte celular. Este seria o ciclo normal de vida de qualquer célula do organismo, contudo, quando elas invadem os tecidos adjacentes, a doença se instala.

É necessário ficar atenta aos sintomas, fazer o check-up anual para os exames preventivos e fazer o tratamento assim que a doença for descoberta.

Sintomas

O câncer de mama inicialmente é assintomático. As formas mais fáceis de se descobrir logo no início são por exames como mamografia, ultrassom ou ressonância magnética. O exame de toque também é importante. Ao notar qualquer alteração na mama, agende uma consulta médica.
Algumas alterações físicas podem ser indícios de câncer de mama. Quando há presença destes indícios, é possível que a doença esteja em um nível avançado. Fique de olho em alguns sintomas:
- Dor ou inversão do mamilo
- Vermelhidão ou descamação do mamilo ou da pele do seio
- Aparecimento de nódulos (caroços) no seio ou nas axilas, podendo apresentar dor ou não, serem duros e irregulares ou macios e redondos
- Presença de secreção pelo mamilo, sanguinolenta ou não
- Inchaço irregular em parte da mama, que pode ficar quente e vermelha
- Irritação ou retração na pele ou aparecimento de rugosidade semelhante à casca de laranja
- Nos casos mais adiantados, é possível aparecer ulceração na pele com odor desagradável
- Um caroço na mama não significa necessariamente câncer. Grande parte dos nódulos mamários são cistos e adenomas benignos. As mamas se modificam naturalmente ao longo do ciclo menstrual, porém, ao notar as alterações e sintomas descritos acima, é essencial ser consultado rapidamente.

Autoexame de mama

É muito importante que as mulheres, uma vez por mês, façam o autoexame da mama. O autoexame é uma medida importante para identificar nódulos de um possível câncer. Esse procedimento é preventivo e deve ser realizado todos os meses, sempre após o período menstrual.
O autoexame não deve ser o único método preventivo, já que o câncer de mama pode ser imperceptível ao toque. Por isso, é indicado visitar anualmente o ginecologista e/ou mastologista para fazer os exames necessários.

Para realizar o autoexame é importante fazer a avaliação em frente ao espelho, nua, em pé ou deitada. Observar o tamanho, forma e cor das mamas, assim como inchaços, abaixamentos, saliências ou rugosidades.

Em pé, o melhor momento é quando a mulher está no banho com o corpo molhado e as mãos ensaboadas. Levante o braço esquerdo, colocando a mão atrás da cabeça e apalpe cuidadosamente a mama esquerda com a mão direita com movimentos circulares. Repita este passo para a mama do lado direito.

Ao se apalpar é necessário que a mulher faça com os dedos da mão juntos e esticados em movimentos circulares em toda a mama e de cima para baixo. Depois pressiona-se os mamilos suavemente para observar se existe a saída de qualquer líquido.

Para fazer o autoexame deitada é preciso colocar o braço esquerdo na nuca, colocando uma almofada ou toalha debaixo do ombro esquerdo para ficar mais elevado e mais confortável. Apalpe a mama esquerda com a mão direita e depois faça o mesmo procedimento com a direita.

Após a detecção da doença com os exames necessários para o diagnóstico, é necessário iniciar os tratamentos. Há dois possíveis tratamentos para o câncer de mama, um clínico e um cirúrgico.

Os tratamentos cirúrgicos envolvem a retirada da mama, a mastectomia, ou parte dela. Os clínicos envolvem vários tipos de medicamentos, como os quimioterápicos, os hormonais e também a radioterapia, que deve ser empregada logo após o tratamento cirúrgico.