Uso da biometria deve crescer quase 23% ao ano até 2025

O uso da tecnologia biométrica vem se consolidando mundialmente nos últimos anos. Estudo realizado pela consultoria norte-americana Tractica revela que o reconhecimento e autenticação de impressões digitais, íris e voz está sendo implantado em vários países e em diferentes segmentos – desde sistemas de acesso da população pouco escolarizada a benefícios governamentais até o acesso restrito a áreas estratégicas dentro de uma empresa ou governo. A expectativa é que esse mercado atinja US$ 15,1 bilhões em 2025, com receita acumulada de US$ 69,8 bilhões em dez anos. Em 2016, era de apenas US$ 2,4 bilhões.

Ainda de acordo com o estudo, alguns usos serão especialmente beneficiados pela biometria na próxima década: finanças, dispositivos de consumo, saúde, governo, empresas, defesa, educação, aplicação da lei e organizações não-governamentais. As pessoas vão se familiarizar com autenticação biométrica nos caixas eletrônicos e, inclusive, nos dispositivos móveis – principalmente nos smartphones. Também vão se acostumar a verificações de autenticidade em ambientes virtuais de sistemas governamentais, transações em pontos de venda, acesso a áreas restritas de distribuição de medicamentos e muito mais.

Na opinião de Kerry Reid, vice-presidente global de vendas da HID Biometrics – empresa líder em tecnologia de impressão digital de imagem multiespectral – o estudo norte-americano já vem sendo percebido na prática. “Enquanto estamos avançando muito no setor financeiro da América Latina – em que os países são ainda bastante suscetíveis a fraudes e muitos contam com importantes programas de inclusão social e financeira – nos demais continentes o uso da biometria tem outras funções. É o caso do aeroporto norte-americano de Baltimore-Washington, em que nossos leitores de impressão digital controlam inclusive o acesso à pista através de unidades implantadas ao ar livre. Ou ainda a experiência asiática, em que parques temáticos associam o uso da biometria com tecnologia RFID para que as crianças não se percam enquanto brincam e possam ser rapidamente localizadas por seus pais. Somente em um dos parques, o Chime Long Guagnzhou, os sensores biométricos são acionados mais de quatro milhões de vezes ao ano.”

O caso do Senegal também é destacado por Reid. Sensores de impressão digital foram implantados aos pares em estações fixadas em embaixadas, consulados e postos de fronteira. Essas estações devem integrar soluções de biometria, registro biográfico e fotográfico, além de assinatura digital. São ergonômicas, fáceis de manter, e devem produzir 300 mil vistos por ano naquele país africano. Além da identificação biométrica, o turista também poderá contar com uma solução de pagamento online. Assim, o processo será totalmente facilitado.

Na Oceania, sensores de impressão digital auxiliam um projeto que atende a população de Papua Nova Guiné com médicos ocidentais, enfermeiros, laboratório, farmácia, e exames de raio-X. Com a tecnologia de imagem multiespectral, a missão pode identificar corretamente todo paciente em tratamento, mesmo que seus dedos estejam desgastados ou machucados – como é comum naquela região. Numa cultura com centenas de tribos indígenas com diferentes idiomas – e onde as pessoas não costumam ter qualquer documento de identidade, já que muitos não sabem ler – a biometria é o recurso mais apropriado para garantir uma identificação rápida, simples e confiável.

O Brasil ocupa um lugar de destaque no uso da biometria na América Latina. “O mercado brasileiro de caixas eletrônicos é o terceiro maior do mundo, ficando apenas atrás dos Estados Unidos e do Japão. Trata-se de um importante exemplo para os demais países do continente. Hoje, mais da metade dos terminais bancários brasileiros contam com sensores de leitura biométrica, mas ainda há muito que expandir, na medida em que a população está se familiarizando cada vez mais com os sensores biométricos em muitos outros setores. Também é admirável que seja o primeiro país da América Latina a fazer o cadastramento biométrico nos cartórios eleitorais – o que demonstra seu pioneirismo e abertura para adotar essa importante ferramenta de gerenciamento de acesso e identidade”, analisa Reid – argumentando que o uso da tecnologia biométrica no Brasil ainda tem que expandir para muitos outros segmentos da economia.

Executiva da HOPE aponta dicas para obter sucesso no segmento de moda íntima

De acordo com estudo da Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção (ABIT), o ano de 2017 já apresenta sinais positivos para o mercado de vestuário, que deve registrar aumento de 4,6% no faturamento, comparado ao mesmo período do ano passado. E para o empreendedor que atua no varejo de roupas, o nicho de lingerie é promissor. Estudos recentes do instituto de pesquisa de mercado Nielsen mostram que, após cobrir gastos essenciais, as mulheres gastam 28% do salário com vestimentas novas.

E nesse mercado potencial, Sandra Chayo, diretora de marketing da tradicional marca brasileira de moda íntima HOPE está à frente do negócio da família há 19 anos junto com seu pai, sr. Nissim Hara e as duas irmãs Karen e Daniela, e compartilha algumas dicas para alcançar sucesso tão almejado. Inspire-se!

1 – Surpreenda

Bodies, fio dental, espartilho, sutiãs, com ou sem bojo, pequena, média ou grande, as peças de moda íntima devem ser desenvolvidas com materiais de qualidade para a proteção, conforto e durabilidade, mas é essencial que sejam oferecidas por valores justos para proporcionar encantamento nas mulheres;

2 – Atenção ao cliente

Uma boa venda é aquela que oferece também consultoria à consumidora. Para atender as expectativas, é importante ouvir a cliente para conhecer um pouco do perfil dela, e por meio dessa breve análise é possível dar opções e dicas mais assertivas;

3 – Invista na tendência

A maioria das mulheres procuram peças que estão na moda. Seja por influência de novelas, filmes, passarelas, revistas ou artistas, as tendências afetam diretamente o comportamento do consumo feminino que busca itens que estão em alta;

4 – Oportunidade para explorar nichos de mercado

A moda feminina possui várias possibilidades. Do básico ao sexy, ofereça diversas opções de produtos que atendam à demanda dos mais variados estilos para potencializar as vendas;

5 – Fidelize a clientela

Atendimento excelente aliado a produtos de qualidade fidelizam a clientela, e isso faz com que ela retorne, indique para outras pessoas. Mas para isso é importante oferecer uma experiência de consumo e criar um relacionamento sólido;

6 – Sob Medida

Modele produtos que valorizem o que as mulheres têm de melhor. A Hope, por exemplo, produziu e disponibiliza modelos de sutiãs com diferentes tamanhos, alternando o tamanho das costas com o busto para um caimento e conforto especial.

MEC libera R$ 43 milhões para o Fundo de Financiamento Estudantil

O Ministério da Educação liberou na segunda-feira, 13, R$ 43,85 milhões para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Os recursos foram encaminhados ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia vinculada ao MEC e que opera o Fies, para serem repassados ao Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (Fgeduc), administrado pelo Banco do Brasil.

O Fgeduc elimina a necessidade de os estudantes apresentarem fiadores quando contratam o financiamento. Para as mantenedoras que participam do Fies, garante até 90% do risco de inadimplência das operações.

A contribuição para o fundo ocorre a cada mês por meio da Comissão de Concessão de Garantia e corresponde a 6,25% sobre as operações garantidas pelo Fgeduc.

Lideranças empresariais discutem modernização do Simples

Debate sobre os avanços do Simples Nacional, promovido pelo jornal Correio Braziliense na terça-feira (14), reuniu lideranças empresariais que concluíram: a recuperação da economia passa pelo fortalecimento das micro e pequenas empresas. O sistema tributário diferenciado que beneficia mais de 12 milhões de pequenos negócios completou 10 anos em 2017. “O Simples surgiu da necessidade de reversão do ambiente hostil para os pequenos negócios”, ressaltou o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos.

Ao apresentar o histórico do regime, Afif lembrou as conquistas mais recentes, a partir da sanção da Lei Complementar 155/2016, conhecida como Crescer sem Medo. Além de ter permitido a renegociação de dívidas tributárias em até 120 meses, a legislação permitirá novos avanços a partir de janeiro de 2018, com a ampliação em 35% do teto de faturamento do Simples Nacional e a inclusão de novos segmentos, como pequenos negócios de bebidas. “Existe concorrência predatória porque o grande não deixa o pequeno crescer”, comentou o presidente do Sebrae.

Também participaram do debate o presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Francisco Honório Pinheiro; o senador José Pimentel (PT-CE); e o deputado federal Izalci Lucas (PSDB-DF). De acordo com Francisco Pinheiro, é preciso incentivar o desenvolvimento das micro e pequenas empresas, responsáveis 54% dos empregos formais, a partir da ampliação do acesso ao crédito. “Precisamos induzir e produzir iniciativas, como a Empresa Simples de Crédito, já tão conhecidas em outros países”, afirmou.

Retirada do projeto Crescer sem Medo, a criação das Empresas Simples de Crédito (ESC) ainda é defendida pelas lideranças empresariais. Afif lembrou que à época da aprovação da lei, o Banco Central se mostrava resistente à ideia, mas a proposta deve ser efetivada. “Finalmente, fechamos com a autoridade monetária. Ela cedeu aos conceitos nosso da simplificação, até porque não tem concorrência no sistema de crédito. É o mais concentrado no mundo nas mãos de grandes instituições”, declarou.

Musical “Masha e o Urso” será apresentado no Caruaru Shopping

Masha e o Urso_Divulgação (1)

No próximo domingo (19), o Caruaru Shopping traz para a criançada um espetáculo que está fazendo o maior sucesso por onde passa: Masha e o Urso. A apresentação, que já rodou algumas capitais do país, será apresentada em sessão única, a partir das 16h, no Pavilhão de Eventos do centro de compras e entretenimento. A classificação do espetáculo é livre.

Sucesso em mais de 190 países, a animação Masha e o Urso conquistou definitivamente o coração das crianças. O musical foi inspirado na série de TV que retrata o dia a dia de uma garotinha muito sapeca e seu amigo urso. Baseada em um conto de fadas do folclore russo, a série mostra o cotidiano da menina de apenas três anos que vive se metendo em confusões.

Os ingressos antecipados para a apresentação estão sendo comercializados no louge próximo ao cinema, ou então através do site Mega Bilheteria (www.megabilheteria.com). Crianças até dois anos não pagam ingressos, porém, não poderão ocupar lugar, terão que ficarem nos colos dos pais. Já as crianças de até 12 anos pagam meia entrada, contanto que a idade seja comprovada com documento.

“Quitafácil Caixa” acontece nos dias 16 e 17

Os clientes que estão em débito com a Caixa Econômica Federal (CEF) poderão quitar suas dívidas com descontos atrativos. A instituição financeira está promovendo a Campanha QUITAFÁCIL, com o objetivo de atrair os clientes interessados em negociar dívidas de empréstimos e financiamentos com atraso superior a 60 dias.

A Campanha recebeu o importante apoio da Câmara de Dirigentes Lojistas, e nos dias 16 e 17 de novembro, os clientes podem procurar as unidades da CDL em Petrolina e Caruaru para consultar e negociar os débitos em atraso.

De acordo com o gerente geral Romero Lacerda a campanha já esta acontecendo nas agências e os percentuais de descontos para liquidação são variáveis em conformidade com o enquadramento do débito em atraso.

“Nos dias 16 e 17 estaremos em parceria com a CDL para dar maior visibilidade a campanha QUITA FÁCIL CAIXA, e facilidade para os clientes que manifestem interesse em regularizar débitos em atraso. Os clientes que possuem débitos, podem procurar a CDL nesses dias e consultar a proposta de regularização com descontos atrativos. Informo ainda que a Campanha continua nas agências da Caixa”, informou Romero.

O presidente da CDL Petrolina, Manoel Vilmar, destacou que “essa é uma oportunidade para os clientes que estão inadimplentes e que podem regularizar a situação junto ao banco. É uma importante parceria com a CDL Petrolina, que mais uma vez procura apoiar iniciativas vantajosas para os associados e clientes de Petrolina e região”.

#QUITA FÁCIL CAIXA NA CDL Petrolina
Dias 16 e 17 de novembro — CDL Petrolina – Rua dos Industriários, nº 12, Atrás da Banca – 8h às 18h.
Dias 16 e 17 de novembro – Stand CDL Petrolina no Expresso Cidadão – River Shopping, das 10h às 16h.

#QUITA FÁCIL CAIXA NA CDL Caruaru
Dias 16 e 17 de novembro — CDL Caruaru – R. Floriano Peixoto, 85 – Nossa Sra. das Dores, Caruaru – 9h às 17h.

Expo Natalina é prorrogada até domingo (19), no Caruaru Shopping

Depois do sucesso que fez a primeira edição da Expo Natalina nos últimos dias, a direção do Caruaru Shopping, juntamente com a promoter Cleide Santos, resolveram prorrogar a data para o término do evento. Agora, tudo segue montado no louge próximo ao cinema até o próximo domingo (19).

A Expo Natalina conta com diversos estandes, esses com artigos de que vão desde a decoração de ambientes da casa, passando pela montagem da mesa para a ceia natalina, escolha do cardápio, até a contratação de chefes especializados no preparo dos alimentos consumidos na véspera de natal.

No decorrer da semana, muitas outras surpresas estão sendo preparadas para o público visitante. Vale lembrar que a Expo Natalina funcionará de acordo com o horário do Caruaru Shopping: de segunda a sábado, das 10h às 22h e domingo, das 11h às 21h. Não é cobrado nada para visitação.

/**/

Dois distritos de Ibirajuba passarão a ter abastecimento pela rede de distribuição da Compesa

Os quase dois mil moradores dos distritos de Alto do São Francisco e Quatis, localizados na área rural de Ibirajuba, no Agreste do Estado, serão beneficiados com uma obra, realizada pela Compesa/Governo do Estado em parceria com a Prefeitura do município, para levar água encanada até as casas dos moradores.

Estão sendo implantados quase 13 quilômetros de adutora de Ibirajuba até Alto do São Francisco e outros três quilômetros de canos estão sendo assentados de Alto do São Francisco para Quatis. A água que vai abastecer as duas localidades vem da Barragem do Prata, localizada em Bonito, e que está com 98% de sua capacidade. Serão feitas 400 novas ligações de água para atender à população. A obra está prevista para ser concluída em fevereiro de 2018.

De acordo com o gerente de Unidade de Negócios da Compesa, Augusto Dantas, essa ação vai mudar a rotina dos moradores. “Para eles, água só em caminhões-pipa ou tirada das cacimbas. Agora, eles passarão a ter água regularmente e de qualidade nas torneiras. Vai ajudar muito às donas de casa no dia a dia das tarefas domésticas”, afirmou.

IX Congresso Pernambucano de Direito Civil está com as inscrições abertas

Nos próximos dias 23 e 24 de novembro, no auditório do Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, no Recife, vai acontecer o IX Congresso Pernambucano de Direito Civil. O encontro será marcado pelos 110 anos de nascimento de Torquato Castro, intérprete do Código Civil de 1916 e terá também, como homenageado, o professor Ignácio Poveda Velasco, presidente de honra do evento. As inscrições podem ser feitas no site da Escola Superior de Advocacia de Pernambuco (ESA-PE) e custam R$ 40 (estudantes), R$ 80 (advogados adimplentes) e R$ 100 (público em geral).

A abertura ficará por conta do presidente da OAB-PE, Ronnie Preuss Duarte, do diretor da ESA-PE, Carlos Neves e do diretor da Escola Judicial do TJPE, o desembargador Eurico Brandão. Entre os conferencistas, nomes como Silvio Romero Beltrão, Doutor pela UFPE, professor permanente dos cursos de Mestrado e Doutorado em Direito da UFPE e juiz de direito do Tribunal de Justiça de Pernambuco; Ivanildo Figueiredo, vice-diretor da Faculdade de Direito da UFPE, Doutor pela UFPE e tabelião público e Torquato Castro Jr., doutor pela PUC-SP, advogado e professor titular de Direito Civil da Faculdade de Direito da UFPE.