Congresso derruba veto que tornava autofinanciamento de campanhas ilimitado

1101449-df_mcamfgo_abr121320176606

Agência Brasil

O Congresso Nacional derrubou o veto do presidente Michel Temer que permitia financiamento ilimitado de políticos para suas próprias campanhas eleitorais. Com uma margem apertada no Senado e mais de 40 votos de diferença na Câmara, os deputados e senadores mantiveram o texto da minirreforma eleitoral como aprovado no início de outubro.

Os parlamentares discordaram do veto presidencial por 302 votos a 12 na Câmara, e com um placar de 43 a 6 no Senado. Para que os vetos sejam derrubados ou aceitos, é necessário o apoio de pelo menos 257 deputados ou 42 senadores.

Ao sancionar a lei, Temer tirou a parte que limitava as doações eleitorais de pessoas físicas a 10% do rendimento do doador auferido no ano anterior à disputa. Com isso, caso o veto fosse mantido, poria fim também ao teto para os autofinanciamentos de campanhas pelos candidatos.

Os demais vetos do presidente foram mantidos. É o caso do trecho que obrigava provedores de internet a retirarem do ar, no prazo de 24 horas, as publicações denunciadas como falsas ou de incitação de ódio.

Após gerar polêmicas sobre a possibilidade de abrir brechas à censura, o veto foi negociado com o próprio autor da emenda ao projeto de lei, já que a supressão das publicações poderia ocorrer mediante simples reclamação de partidos mesmo que ainda não haja ordem judicial.

Este e outro projeto com mudanças eleitorais foram aprovados nos últimos meses pelos parlamentares, assim como uma emenda à Constituição, a tempo de as regras valerem para as eleições presidenciais de 2018.

Também foi aprovado o Projeto de Lei do Congresso Nacional que abre crédito no valor de R$ 348 milhões para as Justiças Federal, Eleitoral e do Trabalho, e para o Ministério Público da União. A matéria segue para sanção presidencial.

Caruaru recebe encontro de capacitação do Selo UNICEF

Representantes do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) chegam amanhã (14) em Caruaru. Eles darão início ao 1º Encontro de Capacitação do Selo UNICEF – Edição 2017-2020 para 63 municípios pernambucanos. A equipe do UNICEF já passou pelos municípios de Salgueiro e Arcoverde, onde promoveram a capacitação para representantes de outros 60 municípios, totalizando 123 municípios pernambucanos participantes desta edição do Selo UNICEF.

O primeiro encontro, em Caruaru, será para 29 municípios. Na sexta (15), estarão reunidos representantes de mais 34 municípios. Os encontros terão a participação de representantes do Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e Adolescentes (CMDCA) e dos profissionais indicados por cada município como articulador(a) municipal do Selo UNICEF e mobilizador(a) de adolescentes e jovens.

A atual edição foi lançada em maio e cerca de 1.900 municípios de 18 estados se inscreveram até o início de setembro. Agora, este primeiro encontro dá início à fase de implementação, com a apresentação da metodologia que será utilizada e do caminho a ser percorrido pelos municípios participantes em direção à certificação. A agenda inclui ainda apresentação da situação da infância e adolescência no Semiárido, o processo de monitoramento de indicadores sociais e a forma como os municípios participantes serão avaliados, além de sessão de debates e espaço para dúvidas.

Agenda:

14/12 – Caruaru (Com representantes de 29 municípios)

Local: Caruaru Park Hotel

Endereço: BR-232, Km 128 – Cidade Alta

Horário: Das 8h às 13h

15/12 – Caruaru (Com representantes de 34 municípios)

Local: Caruaru Park Hotel

Endereço: BR-232, Km 128 – Cidade Alta

Horário: Das 8h às 13h

O Selo UNICEF

O Selo UNICEF é uma iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) para estimular os municípios a implementar políticas públicas para redução das desigualdades e garantir os direitos das crianças e dos adolescentes previstos na Convenção sobre os Direitos da Criança e no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Os municípios são agrupados, dentro de seus Estados, considerando suas características demográficas e socioeconômicas. Durante cada edição, o UNICEF capacita gestores e técnicos das secretarias municipais e conselheiros de direitos e adolescentes para qualificar a elaboração e execução das políticas públicas e para estimular que elas continuem mesmo após o fim de cada edição. A experiência com as edições anteriores comprova que os municípios certificados com o Selo UNICEF avançam mais na melhoria dos indicadores sociais do que outros municípios de características socioeconômicas e demográficas semelhantes que não foram certificados ou participaram da iniciativa.

O sucesso do Selo UNICEF é resultado da parceria entre UNICEF e governos estaduais e municipais por meio da atuação integrada entre diferentes níveis de governo voltados às crianças e adolescentes.

Sobre o UNICEF – O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) promove os direitos e o bem-estar de cada criança em tudo o que faz. Com seus parceiros, trabalha em 190 países e territórios para transformar esse compromisso em ações concretas que beneficiem todas as crianças, em qualquer parte do mundo, concentrando especialmente seus esforços para chegar às crianças mais vulneráveis e excluídas.

Artigo- Imprudências e mortes no trânsito

Janguiê Diniz

Acidente de trânsito é uma das principais causas de morte de jovens no mundo. A cada ano morrem 1,3 milhões de pessoas morrem vítimas da imprudência ao volante. Dos sobreviventes, cerca de 50 milhões vivem com sequelas. Além disso, o trânsito é a nona maior causa de mortes do planeta.

Os acidentes de trânsito são o primeiro responsável por mortes na faixa de 15 a 29 anos de idade; o segundo, na faixa de 5 a 14 anos; e o terceiro, na faixa de 30 a 44 anos. Ainda de acordo com a OMS, as principais causas de mortes entre adolescentes brasileiros de 10 a 15 anos são, nesta ordem: violência interpessoal, acidentes de trânsito, afogamento, leucemia e infecções respiratórias. Já jovens na faixa de 15 a 19 anos morrem em decorrência de violência interpessoal, acidentes de trânsito, suicídio, afogamento e infecções respiratórias.

O Brasil aparece em quinto lugar entre os países recordistas em mortes no trânsito, atrás da Índia, China, EUA e Rússia. Segundo o Ministério da Saúde, em 2015, foram registrados 37.306 óbitos e 204 mil pessoas ficaram feridas. Se reduzirmos a análise para as Américas, o nosso país é o quarto colocado, ficando atrás da República Dominicana, Belize e Venezuela.

É fato que a implantação do Código Nacional de Trânsito, em 1998, e com a aplicação de medidas positivas como a Lei Seca, uso obrigatório da cadeirinha para crianças e o airbag, os números tiveram uma ligeira queda. Entretanto, de 2009 a 2016, o total de óbitos saltou de 19 para 23,4 por 100 mil habitantes. Bem distante de cumprir a meta da ONU de reduzir pela metade a incidência de acidentes até 2020.

Não podemos esquecer a imprudência de dirigir após o consumo de álcool. Ainda segundo a OMS, “pela sua característica sedante-hipnótica, o álcool tem uma forte influência nos acidentes de trânsito”, daí ser considerado um fator “acidentogênico”. O que isso quer dizer? O álcool afeta diretamente as habilidades de quem dirige, encorajando atitudes de risco como dirigir em alta velocidade e desrespeitar sinais vermelhos, por exemplo.

Estimativas sugerem que, caso nada mude no comportamento dos motoristas, o número subirá para 1,9 milhão de mortes em 2020, agora também provocadas pela distração fatal de uma geração pendurada no smartphone enquanto dirige. Nesse aspecto, a tecnologia chega para nos ajudar. O carro sem motorista, alimentado pela Inteligência Artificial, é hoje a aposta das grandes montadoras, lideradas nos Estados Unidos por Ford, GM e Tesla e na Europa por Audi, Mercedes e Volvo, e também dos gigantes de tecnologia da Califórnia, como o Google e a Uber para a redução dos acidentes.

Como resolver tantos problema com o trânsito? A primeira questão é melhorar as vias – estradas, ruas e calçadas. Isso inclui sinalização adequada, boa cobertura asfáltica, construção de ciclovias, semáforos, faixa de pedestres e etc.. Neste caso, Bogotá, na Colômbia, é um ótimo exemplo. Por lá, foram construídos mais de 100 km de ciclovias em 10 anos e reduzindo em 47% a morte de ciclistas.

Mas, de nada adianta investir na infraestrutura se os motoristas, condutores e pedestres não forem hábeis e respeitarem as leis de trânsito. O investimento em educação é essencial. Na Espanha, por exemplo, os instrutores passam por um curso de dois anos antes de iniciar as aulas aos condutores.

É preciso, também, fiscalização eficiente e punição aos infratores. Vale salientar que a ideia da multa não é arrecadação de valores, mas sim evitar que as pessoas causem ou se envolvam em acidentes e, consequentemente, promover a redução de mortes, a diminuição de atendimento hospitalar – que dependendo da gravidade passam meses nos hospitais -, e até a aposentadoria precoce, causada por invalidez.

A Lei Seca foi uma iniciativa positiva e tem ajudado a conscientizar as pessoas da gravidade em misturar bebida com direção, mas a lei, sozinha, não muda a forma de agir das pessoas. É preciso trabalhar para que as novas gerações de motoristas estejam atentas à segurança no transito.

/**/

Paulo Câmara: “Queremos transformar Pernambuco através da educação”

Governador Paulo Câmara durante reunião de pré-embarque do Programa Ganhe o Mundo01

A oportunidade de aprender uma nova língua vivenciando experiências únicas de um intercâmbio internacional está cada vez mais próxima de acontecer para 485 jovens estudantes da Rede Estadual que cumpriram, na manhã desta quarta-feira (13.12), mais uma importante etapa do Programa Ganhe o Mundo (PGM). A reunião de pré-embarque da edição 2018.1, comandada pelo governador Paulo Câmara, é o último passo antes do embarque e tem como objetivo orientar a preparação final dos futuros intercambistas para o período em que eles estarão estudando fora do País. O evento, além de reforçar as orientações aos estudantes, reuniu convidados dos países participantes e representantes dos consulados e embaixadas. Desde a primeira edição do PGM, ainda em 2012, mais de seis mil estudantes realizaram o sonho de estudar uma nova língua conhecendo experiências próprias de outros países.

“O Ganhe o Mundo é um programa que com toda a certeza deu e continuará dando certo. Está transformando a vida de muitos jovens que estão tendo uma oportunidade importante para o futuro. É uma experiência rica e valiosa, que os meninos conseguiram porque estudaram, se dedicaram e buscaram alternativas para um futuro melhor. Pernambuco tem muito orgulho de saber que sua nova geração de jovens sabe o que quer. Querem melhorar o Estado, as cidades onde moram, trabalhar muito e ser felizes. Foi a educação que transformou os países, e a gente quer transformar Pernambuco a partir da educação”, ressaltou o governador.

O gestor estadual destacou que o envio de jovens para o exterior fomenta ainda mais o desejo de outros estudantes no objetivo de conseguir as mesmas oportunidades. “Esses estudantes com certeza voltarão a Pernambuco, às suas cidades e às suas escolas, e vão poder repassar essa experiência para os outros alunos, para que eles saibam que se eles se dedicarem e estudarem, também terão as mesmas oportunidades. É muito importante nós termos a esperança nesse caminho que está sendo construído na educação pública de Pernambuco, que melhorou tanto nos últimos anos e hoje é a melhor do Brasil”, finalizou Paulo Câmara.

A novidade do embarque do PGM 2018.1 ficou por conta da inclusão dos novos países – Colômbia e Alemanha – que passam a fazer parte da lista oferecida pelo programa. Nesta edição, os futuros intercambistas embarcarão para o Canadá (50 alunos), EUA (75 alunos), Nova Zelândia (180), Austrália (40 alunos), Espanha (25 alunos), Argentina (50 alunos), Chile (35 alunos), Colômbia (25) e Alemanha (5 alunos). Serão 25 intercambistas que embarcarão, já em março, para a Colômbia, novo país da América do Sul que passa a integrar os destinos de língua espanhola do Programa Ganhe o Mundo. Por meio de uma parceria do Governo de Pernambuco com a Globalia, o grupo espanhol passará a disponibilizar passagens aéreas de ida e volta, Recife – Madri, para os alunos que participam do programa.

Cercada de expectativas e promessa de grande destaque para 2018, também participaram da reunião de pré-embarque os cinco estudantes selecionados para participar do intercâmbio na Alemanha. Os jovens irão para a região de Berlim, em fevereiro do próximo ano, onde participam do programa internacional de intercâmbio DID Deutsch-institut e viverão a experiência do intercâmbio no país da Europa Central. Em Pernambuco, a língua alemã está na grade curricular desde 2009 na Escola de Referência em Ensino Médio Ginásio Pernambucano. No evento, todos os 485 estudantes selecionados para o intercâmbio internacional receberam, em parceria com a Companhia Pernambucana de Gás (Copergás), kits de viagem contendo mala, tablet, camisas e jaqueta, além de assistirem a palestras sobre cuidados com a saúde, documentação, bagagem, dicas de viagem e comunicação com o Brasil.

“O Ganhe o Mundo, cada vez mais, vem ganhando uma dimensão importante, principalmente junto aos estudantes, incentivando os jovens a melhorar seus estudos e desempenho para poder participar do programa. Ao mesmo tempo, o Ganhe o Mundo começa a ter também o reconhecimento internacional. Nunca tivemos tantas representações diplomáticas como as que estão hoje aqui”, destacou o secretário da Educação, Fred Amâncio. Na ocasião, o secretário foi agraciado com a medalha Nobre Parceiros, honraria criada pelo Governo canadense em virtude do 150º aniversário de sua Confederação, e com o intuito de homenagear os parceiros que tiveram destaque na atuação e empenho no avanço das relações bilaterais.

O estudante Ian Ferreira, de 17 anos, que atualmente cursa o 2º ano do ensino médio no colégio Ginásio Pernambucano, no Recife, relatou que sempre teve o sonho de morar fora. “É uma oportunidade única que estou tendo de conseguir me desenvolver mais, de ter mais experiências, de estudar, de aprender e ter uma comunicação mais ampla com o exterior também. Sempre foi meu sonho estudar fora e acabou se tornando realidade estudar na Alemanha. Quando eu contei para a minha família que eu iria para a Alemanha todo mundo ficou surpreso, parabenizando, foi realmente algo incrível”, comemorou.

Já para a estudante Marta Laís, de 16 anos, estudante do 2º ano do ensino médio da EREM Jarina Maia, no município de João Alfredo, no Agreste Setentrional do Estado, a experiência de vivenciar novas culturas foi combustível que a levou ao sucesso na seleção para o programa. “Eu sempre tive o sonho de viajar para o exterior, só que era algo meio que impossível. Quando eu fiquei sabendo desse programa eu fiquei muito feliz. Quando eu descobri que passei, foi algo inacreditável, eu estou muito ansiosa para ir. É algo inexplicável esse programa, estou muito feliz. Sempre gostei muito de culturas diferentes e eu sempre tive o sonho de viajar. Espero que eu volte fluente no inglês, que eu aprenda muito e que eu me torne mais independente”, declarou.

Estiveram presentes no evento o chefe de gabinete do governador, João Campos; o embaixador do Canadá no Brasil, Riccardo Savone; o cônsul geral do Chile no Rio de Janeiro, Andrés Boncompte, o cônsul da Argentina no Recife, Jaime H. Beserman; a cônsul da Alemanha no Recife, Maria Könning Siqueira Regueira; a representante do Consulado Geral da Austrália no Brasil, Vanessa Ribeiro; o cônsul honorário da Espanha em Recife, Marcelo Alvarez; o cônsul geral dos EUA no Recife, John Barrett; o cônsul fonorário da Colômbia, Eduardo Silva Galvão; o presidente da Copergás, Roberto Fontelles; a secretária executiva de Relações Internacionais de Pernambuco, Rachel Pontes e o Inspetor da Alfândega no Aeroporto Internacional do Recife, Jomar Rocha.

Miguel Coelho anuncia obra para transformar terreno abandonado em praça

2017-12-13-PHOTO-00000436

Num espaço de terra batida onde atualmente existe apenas uma estátua depredada do bispo Dom Avelar, será construída uma praça com diversos equipamentos de esportes, lazer e cuidados com a saúde. O anúncio do novo atrativo da comunidade do Dom Avelar foi realizado, na noite da terça-feira (12), pelo prefeito Miguel Coelho. As obras de construção do Clube do Bairro começam já na próxima semana e receberão investimento de R$ 461 mil.

A intervenção vai transformar o descampado que dá acesso ao bairro. Além de restaurar a estátua de Dom Avelar, será construído um amplo espaço multifuncional com iluminação especial para abrigar quadra esportiva, pista de caminhadas, equipamentos para exercícios, bancos e mesas para jogos. Ainda serão plantadas árvores para arejar o clube do Bairro Dom Avelar e instalados brinquedos para a criançada, beneficiando os públicos de todas as idades

Durante o anúncio, o prefeito Miguel Coelho ressaltou a importância social da obra para a comunidade. “O Dom Avelar é um dos bairros com maior carência de infraestrutura em Petrolina. Esse Clube vai valorizar a região, movimentar e elevar a autoestima dos moradores e propiciar mais dignidade. Quero voltar daqui a seis meses para entregar essa obra e anunciar novas intervenções para melhorar a qualidade de vida da comunidade do Dom Avelar.”

Na oportunidade, o prefeito ainda assinou o termo para a construção de um viveiro de mudas municipal. A estrutura será feita no Parque Josepha Coelho com capacidade de até 40 mil mudas de espécies nativas como ipês. A construção do viveiro municipal não terá investimento da Prefeitura, pois será custeado por dois parceiros da iniciativa privada. O equipamento além de gerar novas árvores para a cidade, vai receber visitas de escolas e outros interessados em aprender sobre meio ambiente.

Professora Maria do Carmo Queiroz é homenageada pelo Colégio GGE

Homenagem_Professora Maria do Carmo (12)

Em janeiro, a professora caruaruense Maria do Carmo Queiroz completa 100 anos. Desses, 65 foram dedicados à educação e à formação escolar de milhares de alunos. Por isso, o Grupo Gênese de Ensino, responsável pelo Colégio GGE, prestou uma homenagem à mestra por sua extensa contribuição para a cultura da educação na cidade e pelas lições de vida dadas às crianças e aos jovens que orientou em mais de meio século de docência.

Com a saúde debilitada, Maria do Carmo recebeu a homenagem em casa das mãos do gestor do GGE Caruaru, Hermani Araújo, e da supervisora comercial, Priscila Medeiros. A professora fez questão de mostrar os trabalhos acadêmicos que ainda corrige, mesmo sem a visão do olho direito, e da medalha de honra ao mérito que recebeu este ano da Câmara de Vereadores de Caruaru pelos mais de meio século de atuação no âmbito escolar.

A homenagem do Grupo Gênese de Ensino foi recebida com bastante emoção e agradecimento pela mestra que já fez parte do ensino público e privado, inclusive como gestora. Quando questionada sobre o segredo de uma trajetória tão significativa para a educação, Maria do Carmo Queiroz foi enfática: “o segredo é o amor. Sou professora desde os meus 19 anos. Não me considero a melhor professora do mundo, mas tudo que fiz, eu fiz com amor. Eu não apenas ensinei, eu também aprendi com meus alunos, meus colegas professores. Para mim sempre foi um processo de troca”, disse.

Para o gestor do GGE Caruaru, Hermani Araújo, o encontro com a professora mais antiga de Caruaru servirá de inspiração e referência para o trabalho do Colégio GGE na cidade, a partir de fevereiro de 2018. “Para nós que fazemos o GGE foi uma honra homenagear em vida Dona Maria do Carmo Queiroz, um exemplo de dedicação e comprometimento com a cultura da educação em Caruaru, cidade que tem recebido nossa instituição de braços abertos. Toda a sociedade e, principalmente, a comunidade escolar tem muito o que agradecer a esta profissional que sempre desempenhou seu ofício com muito amor e responsabilidade. Esta é a principal mensagem que levaremos para o colégio, desempenhas nossa função com amor assim como ela o fez”.

Caruaru será palco do I Nordestão de Bandas e Fanfarras

A Secretaria de Educação é parceira do I Nordestão de Bandas e Fanfarras, promovido pela Associação de Bandas e Fanfarras do Interior de Pernambuco (ABANFIPE), que será realizado em Caruaru, neste sábado (15) e domingo (16), no Estádio Antônio Inácio de Souza, mais conhecido com Campo do Vera Cruz, no bairro São Francisco.

O evento contará com a participação de 26 delegações de todo o país, divididas nas categorias Marcial, Percussão, Banda Show, Fanfarras Simples e Fanfarras com Evolução. As orquestras são da Bahia, Maranhão, Sergipe, Alagoas, Acre, Rio Grande do Norte, além de Pernambuco.

A programação é vasta e, no primeiro dia, os caruaruenses e visitantes poderão acompanhar o desfile das bandas, que sairão da Praça Coronel Porto, às 15h, com destino ao Campo do Vera Cruz. Já no domingo, a partir das 14h30, as comissões participarão do concurso a nível de Norte e Nordeste.

Caruaru estará representada com a Banda Marcial Municipal Edlaneide Cristina, que apresentará quatro peças. “A orquestra está totalmente preparada e apta ao concurso. São 50 componentes sob a regência de Tarcísio Aguiar. A banda é composta por percussão e sopro. Nossa expectativa é a melhor possível diante do que trabalhamos nos ensaios”, garantiu Livaneide Pessoa, coordenadora municipal de Bandas e Fanfarras da Secretaria de Educação.

O I Nordestão de Bandas e Fanfarras é aberto ao público e a entrada é um quilo de alimento não perecível, que, posteriormente será doado à Casa dos Pobres São Francisco de Assis.

O encontro também conta com o apoio da Fundação de Cultura de Caruaru.

UPE divulga gabarito definitivo do SSA 1 e 2

A Comissão Permanente de Concursos Acadêmicos da Universidade de Pernambuco (CPCA/UPE) divulgou os gabaritos definitivos das provas do Sistema Seriado de Avaliação (SSA) – 1a e 2ª fases – da instituição.

O desempenho individual dos candidatos nas duas fases pode ser divulgado até o dia 16/03/2018, apenas no sistema de inscrição.

Temer quer volta da “indústria da loucura” e do tratamento desumanizado às pessoas com transtornos mentais, alerta Humberto

O líder da Oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE), alertou, nesta quarta-feira (13), durante sessão do Congresso Nacional, para a possibilidade de uma mudança radical na política de saúde mental do país. Segundo ele, a Comissão Intergestores Tripartite do Ministério da Saúde votará, amanhã, uma resolução que vai “reintroduzir a indústria da loucura no Brasil”.

Para Humberto, a alteração, defendida pelo ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP-PR), é um grande retrocesso que jogará o país aos tempos em que o atendimento às pessoas com transtorno mentais era desumanizado e desrespeitoso. Ele lembrou que o próprio Conselho Federal de Psicologia já se manifestou contra a mudança.

“Há mais de 30 anos, fizemos uma reforma da atenção à saúde mental que foi, inclusive, reconhecida mundialmente como a mais avançada. Houve substituição do modelo de manicômios e de asilos e redução de mais da metade do número de pessoas que viviam em hospitais psiquiátricos. Agora, esse governo quer simplesmente enterrar tudo isso com uma pá de cal”, declarou.

O parlamentar avalia que o ministro da Saúde só está preocupado em resguardar os interesses dos fabricantes dos remédios, de equipamentos, dos planos de saúde e dos barões dos grandes hospitais psiquiátricos.

Ele afirmou que os deputados e senadores precisam mobilizar os seus prefeitos para que secretários municipais e estaduais de Saúde, integrantes do colegiado que apreciará a resolução amanhã, votem contra a mudança.

“Ao longo do tempo, conseguimos implementar uma rede alternativa, formada pelos centros de atenção psicossocial, para que pudesse haver um tratamento humanizado da pessoa e da família, e não somente algo baseado às custas de medicação. O governo Temer quer agravar ainda mais os direitos humanos das pessoas com transtornos mentais”, comentou.

O líder da Oposição acredita que essa “política nova, velha no seu conteúdo” ainda vai sacrificar as administrações municipais porque os recursos que antes eram destinados a internamentos em hospitais psiquiátricos e hoje vão para as administrações municipais serão cortados.

Seis em cada dez motoristas abririam mão de automóvel se houvesse transporte público de qualidade, revelam SPC Brasil e CNDL

Você mudaria a opção de transporte escolhida atualmente para se locomover na sua cidade caso tivesse opções melhores? A maioria dos brasileiros diz que sim. A conclusão é de um levantamento inédito sobre os hábitos e percepções da mobilidade urbana no dia a dia dos brasileiros realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes (CNDL): caso houvesse uma boa alternativa de transporte coletivo, seis em cada dez (60%) motoristas reconhecem que deixariam de utilizar seus veículos particulares, seja carro ou moto, para trajetos do dia a dia. Apenas 17% são mais resistentes e manteriam o hábito de se locomover apenas com seus veículos.

A falta de alternativa para deslocamento e o preço estão entre as principais razões para o público que recorre ao transporte público no dia a dia. Segundo o levantamento, 35% dos entrevistados afirmam se locomover de transporte público porque ele é mais barato do que os demais tipos de transporte e 28% contam apenas com esse meio de locomoção disponível.

Para aqueles que preferem se deslocar de carro para seus compromissos, surgem no topo da lista vantagens inerentes a exclusividade do meio, como conforto (42%), comodidade (37%) e rapidez para se chegar ao destino (32%).

Para presidente da CNDL, Honório Pinheiro, um sistema de transporte planejado, integrado e de qualidade, seria capaz de proporcionar menos emissão de poluentes, reduzir o número de acidentes no trânsito e também traria benefícios para a economia e para o bolso do consumidor. “No Brasil, o carro ainda é visto erroneamente como um investimento, sendo que na verdade é um bem de consumo, que sofre depreciações com o tempo e demanda gastos”, explica Pinheiro.

O estudo do SPC Brasil e da CNDL também descobriu que, com exceção das idas ao supermercado e das compras dentro do próprio bairro – que geralmente são feitas a pé – o transporte coletivo é o mais utilizado para todas as demais atividades do dia a dia do brasileiro, como ir ao trabalho (53%), se deslocar até a escola ou faculdade (28%), ir a uma consulta médica (58%) ou realizar compras em locais mais distantes (51%).

Perguntados sobre qual o meio de transporte mais utilizado para ir até o trabalho, o ônibus foi o veículo mais citado pelos entrevistados (48%), principalmente entre as classes C, D e E (53%). O carro, mesmo que seja carona, aparece em segundo lugar com 15% das citações. Já o metrô, presente em poucas capitais brasileiras, é a terceira opção mais utilizada para quem trabalha, com 10% de menções.

Quanto considerado as atividades de lazer, como ir ao cinema, parques, festas, bares e restaurantes, 43% dos entrevistados disseram que utilizam ônibus e para ir ao supermercado, a caminhada é a forma mais utilizada (44%).

Já no caso do comércio, ir a pé surge como a maneira mais utilizada para fazer compras perto de casa (62,0%), seguido do carro (20%) e ônibus (17%). Para as compras longe de casa, o ônibus é o meio de transporte mais utilizado pelos brasileiros (48%). Em segundo lugar aparece o carro (36%).