SDS amplia em 119% o efetivo de delegados nas unidades especializadas em homicídios

A Secretaria de Defesa Social de Pernambuco (SDS) está reforçando o combate aos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), com a ampliação de 119% do efetivo de delegados nas Delegacias de Polícia de Homicídios. A chegada de 25 desses profissionais, completando um grupo de 46 delegados especializados, possibilitará a agilização dos inquéritos e o aumento das prisões de homicidas. Em janeiro de 2018, conforme o balanço mensal da SDS, a quantidade de CVLIs foi 6% menor que no mesmo mês de 2017: 448 casos, 29 a menos em relação ao ano anterior.

É o segundo mês consecutivo com melhores resultados em relação ao mesmo período do ano anterior – em dezembro de 2017, houve 394 CVLIs, 16,5% a menos que em dezembro de 2016. Em janeiro de 2018, um dos indicadores que mais contribuiu para a redução em comparação com janeiro de 2017 foi o de latrocínios, que caíram 35,9%, passando de 17 para 11 ocorrências no mês. Um destaque na queda dos índices é a cidade de Caruaru, que diminuiu em 56% a quantidade de CVLIs (19 em janeiro de 2018, contra 43 em janeiro de 2017).

Para o secretário de Defesa Social, Antonio de Pádua, o reforço de delegados, agentes e escrivães irá contribuir para incrementar ainda mais a taxa de resolução de inquéritos de homicídios, que já é quatro vezes superior à média nacional. “Estamos confiantes no trabalho desses 25 delegados que chegam às Divisões Norte e Sul de Homicídios, na Região Metropolitana do Recife, ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na Capital, Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe, Araripina e Arcoverde. É importante lembrar que, em 2017, 2.249 homicidas foram presos pelas polícias de Pernambuco e, somente em janeiro de 2018, já são 130 capturados”, ressalta.

De acordo com as estatísticas da SDS, mais de 50% dos homicídios tiveram como motivação preliminar o envolvimento das vítimas com o tráfico de drogas e outras atividades criminosas. O segundo maior grupo é o de conflitos na comunidade, responsável por 12,5% dos assassinatos.

MULHER – Ainda conforme o balanço, verificou-se uma redução de 66,6% nos casos de feminicídio registrados. Em janeiro de 2018, houve três feminicídios, contra nove no mesmo período do ano anterior. Já os registros de estupro tiveram uma redução de 13,13% em janeiro de 2018, em relação a janeiro de 2017. De 198 ocorrências, diminuiu para 172 em todo o Estado.

Em 2017, o Governo de Pernambuco instituiu o registro de feminicídios em boletins de ocorrência, o que significa penas mais severas para os agressores. No mesmo ano, implantou mais uma Delegacia da Mulher, em Afogados da Ingazeira (Sertão), passando a oferecer os serviços em 11 unidades especializadas do tipo. Tais medidas ajudam a aumentar a notificação, ampliando e descentralizando o atendimento às mulheres.

PRODUTIVIDADE – Em janeiro de 2018, as polícias de Pernambuco prenderam e apreenderam 3.040 pessoas em todo o Estado. Os flagrantes aumentaram 19% em relação ao mesmo período do ano anterior, enquanto as apreensões por ato infracional subiram 51%. No mês, houve a apreensão de 387 armas e a atuação policial em 402 ocorrências de tráfico de drogas (81% a mais que o mesmo período de 2017).

25 novos delegados nas unidades especializadas em homicídios:

– 20 para Região Metropolitana do Recife (Divisões Norte e Sul e DHPP)
– 3 para o Agreste (2 em Caruaru e 1 em Santa Cruz do Capibaribe)
– 2 para o Sertão (Araripina e Arcoverde)

Pedro Augusto é jornalista e repórter do Jornal VANGUARDA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.