Difusora + traz aulão de dança no fim de semana

Shopping Difusora_Fachada

O Shopping Difusora se prepara para mais um fim de semana com atrações especiais dentro do projeto Difusora +. Desta vez, o foco será a movimentação corporal. Para tanto, a dança é a inspiração para a programação que acontece no sábado (21) e no domingo (22), na área de eventos, no primeiro piso do mall. Lembrando que tudo está marcado para começar a partir das 15h e o acesso é gratuito.

O Fit Dance virou moda nas academias e também nas plataformas de vídeo por motivar as pessoas a levarem uma vida saudável e com muita disposição, a partir da alegria que a música proporciona. Dessa forma, no sábado, um aulão de Fit Dance será ministrado pelo professor Waldyr Arkhanjo. Sucesso nas academias caruaruenses, Waldyr promete trazer para o Difusora + um verdadeiro show de coreografias.

Já no domingo, o público terá mais uma oportunidade de participar do projeto. Dessa vez, o comando ficará sob a responsabilidade do bailarino e professor de dança Marcos Mercury. Para a ocasião ele promete uma verdadeira mistura de ritmos, com doses de salsa, zumba, axé, samba e ragatanga. Durante todo o decorrer da aula, difícil mesmo será não se envolver com as músicas e as coreografias.

Vale lembrar que a participação do público acontece de forma gratuita, basta comparecer ao Shopping Difusora no sábado ou domingo, a partir das 15h e se integrar ao grupo. Ah! É importante vestir roupas adequadas para a prática dos exercícios físicos, o que vai trazer conforto e liberdade para extrapolar nos exercícios que serão propostos pelos professores.

“Depois de música e atrações para a criançada, o nosso foco parte para a saúde. Queremos promover o bem-estar entre as pessoas que circulam pelo Shopping Difusora, sem esquecer de evidenciar a alegria e animação”, destaca o gerente de Marketing do Shopping Difusora, Welter Duarte. Vale lembrar que o Difusora + segue até o mês de maio, com atrações em todos os fins de semana.

Licença maternidade pode passar de 120 para 180 dias

A licença maternidade para celetistas, que são os trabalhadoras contratadas pelo regime da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas), pode passar de 120 dias para 180 dias, ou seja, de aproximadamente 4 meses para 6 meses. O projeto, de autoria da senadora Rose de Freitas, foi aprovado na Comissão de Assuntos Sociais do Senado neste mês, e segue para análise da Câmara dos Deputados.

A medida tem como principal justificativa contribuir com a amamentação do bebê. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) e o Ministério da Saúde, a indicação é que o bebê se alimente exclusivamente através da amamentação até os 6 meses, sem introdução de água ou outro tipo de alimento.

Atualmente, algumas empresas já adotam os 180 dias de licença-maternidade, pelo programa Empresa Cidadã, que concede benefícios fiscais às empresas que participam. Na maioria dos órgãos públicos essa licença também já é prática.

Desdobramentos:

- Quais as implicações legais para as empresas caso as novas regras sejam aprovadas?

- Exemplos de países onde isso já acontece.

- Qual o prazo para a Câmara dos Deputados analisar essa proposta?

- Se aprovada pela Câmara dos Deputados, quais as próximas etapas? A proposta já entra em vigor? Em quanto tempo?

- Se reprovada pela Câmara dos Deputados, quais as próximas etapas?

- Quais os argumentos contra a proposta?

Atividade física: como se preparar para os exercícios nas estações mais frias

Na prática de atividade física, a sazonalidade é um elemento importante: é muito comum que próximo ao verão as pessoas busquem “entrar em forma”, já que é a estação em que os corpos ficam mais à mostra, enquanto no inverno ocorre o oposto. Mas é sempre importante lembrar que a estética não é o único sentido da prática esportiva e de atividades físicas. Manter-se em movimento traz inúmeros benefícios para saúde que já são bem conhecidos, mas também é importante lembrar que manter a regularidade nas práticas corporais possibilita a manutenção das conquistas de condicionamento e de saúde por todo o ano.

No inverno, vale a pena considerar a prática de atividades em ambiente fechado, ou ainda o investimento em roupas que permitam a proteção ao frio. Caso sua opção seja por atividades ao ar livre nas baixas temperaturas, é importante cobrir e proteger o corpo do frio, mesmo que a atividade seja intensa e cause suor. Nesse sentido, roupas compridas, luvas e toucas são recomendadas. Caso o frio esteja muito extremo, é fundamental cobrir o nariz e a boca, para que o ar inspirado não esteja tão frio que exponha as vias aéreas às infecções.

Outro cuidado fundamental é com a hidratação: embora no inverno não sintamos tanta sede quanto no verão, o consumo de água deve sempre acontecer, mesmo que não haja sede. O cuidado deve ser maior se as atividades físicas estão sendo realizadas com proteção térmica e gerando uma sudorese maior. No caso da alimentação, tende a existir um gasto calórico maior, pois o corpo gasta mais energia para manter sua temperatura ideal. Entretanto, isso não significa que a alimentação balanceada deva ser descartada. Assim, de forma semelhante ao consumo de líquidos, devemos manter o consumo de frutas e verduras, sem exagerar no consumo de alimentos ricos em gordura, mesmo que eles pareçam ainda mais irresistíveis nos dias frios.

Autora: Prof. Dra. Bárbara Schausteck de Almeida da Licenciatura e Bacharelado em Educação Física do Centro Universitário Internacional Uninter.

Humberto vai ao Sertão em mais uma ação em defesa de Lula

sertão

Mantendo a disposição de percorrer o Estado para organizar ações em favor da liberdade do ex-presidente Lula, o líder da Oposição no Senado, Humberto Costa, viaja neste final de semana ao Sertão do Estado, onde vai se reunir com lideranças políticas locais. A ideia é multiplicar atos em favor do petista em Pernambuco. Ao todo, o senador deve percorrer mais de 1.500 quilômetros e visitar os municípios de Serra Talhada, Parnamirim, Salgueiro, Granito e Petrolina.

“Em um momento em que o líder político de maior expressão desse país segue preso por um crime sem provas, nós precisamos seguir unindo forças, mobilizando as pessoas e organizando ações em apoio ao presidente e da democracia. Se pensam que vamos arrefecer desta luta, estão muito enganados. A nossa vontade de estar junto da população, de denunciar esses absurdos, é cada vez maior”, afirmou o senador.

Além de conversas políticas, o senador vai anunciar uma série de recursos para municípios da região que serão distribuídos por meio de emendas de sua autoria ao Orçamento Geral da União, num total de mais de dois milhões e meio de reais, em ações que vão desde compra de trator para comunidades rurais até a aquisição de novos equipamentos para Conselhos Tutelares de várias cidades, além de apoio à manutenção de recursos para Unidades Básicas de Saúde.

Barragem Cachoeira II se recupera e melhora abastecimento de Serra Talhada

barragem_cachoeira2

O município de Serra Talhada, distante 415 quilômetros do Recife, foi beneficiado com as recentes chuvas registradas no Sertão do Pajeú. A Barragem de Cachoeira II, que contribui com o abastecimento da cidade, conseguiu se recuperar e está hoje com 76,63 % da sua capacidade total, que é de 21 milhões de metros cúbicos de água. De acordo com o gerente de Unidade de Negócios da Compesa, Luciano Freitas, com esse volume, um total de 16 milhões e 116 mil metros cúbicos, a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) já teve condições de melhorar o fornecimento de água da cidade, reduzindo um pouco o calendário de abastecimento. Já estão sendo desenvolvidas ações de ajustes operacionais para que a rede de distribuição possa receber o aumento da produção de água. “A nossa expectativa é que, até o final de abril, a gente consiga reduzir ainda mais o rodízio em Serra Talhada”, informa o gerente.

Mesmo que Cachoeira II não consiga verter – embora seja bastante provável, caso persistam as chuvas – o volume já acumulado no reservatório garante o abastecimento da cidade por dois anos, somado ao reforço da Adutora do Pajeú. O gerente Luciano Freitas lembra que, em função dos sete anos consecutivos de seca, desde o ano de 2015, a Barragem de Cachoeira II apresentava nível baixo de armazenamento, 25% da sua capacidade. Nesse período foram feitos ajustes operacionais para que a água disponível pudesse atender à população por um prazo maior. No entanto, em 2016, com a incidência de poucas chuvas, o nível da barragem caiu ainda mais, oscilando entre 17 % a 20%, até que no final de 2017 o nível baixou até 4%, quando a Compesa deixou de explorar a barragem e passou a atender a cidade apenas pela Adutora do Pajeú.

Em Caruaru, serviços de manutenções realizam mais de 250 intervenções

_DSC0133

A Prefeitura de Caruaru, através da Secretaria de Urbanismo e Obras, realizou, no período de 02 de fevereiro a 23 de março, mais de 250 intervenções de manutenções em toda cidade. Ao todo, em 28 dias úteis, as equipes realizaram 260 execuções, cerca de nove serviços a cada dia.

Na área de reposição da pavimentação, 112 intervenções foram executadas, obtendo a recuperação de 3024m² de pavimento em paralelepípedo. As manutenções em saneamento totalizaram um número de 124, com a troca de 437m de tubulação, 427,10m de desobstrução, 166 limpezas de caixas, além de 17 novas caixas.

Além de todas estas execuções, 24 praças receberam toda a recuperação necessária. Os serviços consistiram na pintura de todo o local, pavimento, reposição e conserto de bancos e brinquedos, manutenção de piso, além de jardineiras e gradis, de acordo com a necessidade de cada local.

Afif defende mais crédito para as micro e pequenas empresas

O presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, defendeu nesta quarta-feira (18), que o crédito das instituições financeiras de fomento seja canalizado para as micro e pequenas empresas, durante a assembleia da Associação Brasileira de Desenvolvimento (ABDE). Segundo Afif, pelo menos 84% das MPE não têm acesso a linhas de financiamentos, que são destinados apenas aos grandes negócios.

“Temos um sistema financeiro que não compete, um sistema robusto, mas concentrado em cinco instituições, sendo duas públicas e três privadas, mas que são grandes demais para operar com empresas de pequeno porte”, afirmou Afif. “Dentro dessa linha, estamos disponibilizando o fundo de aval do SEBRAE para as instituições de crédito e fomento que intensifiquem suas operações com as MPE”, acrescentou Afif.

O presidente do Sebrae ressaltou a importância das instituições financeiras baratearem e simplificarem a concessão de crédito aos pequenos negócios. “O grande desafio, aqui, com as instituições ligadas à ABDE, é se articular com o BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social), para permitir que os créditos cheguem aos pequenos”, ressaltou Afif. Segundo ele, uma das alternativas é a parceria com Fintech’s. “É um sistema tecnológico que diminui o custo da operação e faz o dinheiro chegar com mais agilidade ao pequeno empresário”, explicou.

Participaram da assembleia da ABDE representantes de 31 instituições, entre bancos de desenvolvimento e agências de fomento de todo país.

Fundação Dom Cabral é nova parceira do Conecta

O recém-lançado programa Conecta, iniciativa da Confederação Nacional do Transporte (CNT), em parceria com o BMG UpTech, braço do Grupo BMG voltado para a inovação, ganhou um reforço importante na sua missão de impulsionar startups do setor de transporte e logística do Brasil. A iniciativa, que está com inscrições abertas até 30 de abril, conta agora com a parceria da Fundação Dom Cabral (FDC), considerada a melhor escola de negócios da América Latina e 12ª do mundo, de acordo com ranking do jornal britânico Financial Times.

A instituição de ensino oferecerá aos 25 selecionados na fase 2 do Conecta uma capacitação em gestão totalmente direcionada, com foco nas dimensões individuais, organizacionais e de mercado. O objetivo é promover, ao longo de quatro meses, o desenvolvimento sustentável dos empreendedores para melhor performance e perenidade nos negócios. “Existe uma parceria de longa data da FDC com a CNT, Sest, Senat e ITL. Conseguimos englobar essa equipe de professores de reconhecida experiência e vivência em inovação e empreendedorismo para fortalecer ainda mais o programa”, destaca o CEO do BMG UpTech, Rodolfo Santos.

Idealizado pelo presidente da CNT, Clésio Andrade, o programa Conecta busca selecionar startups maduras, nacionais e internacionais, que desenvolvam projetos capazes de apoiar e promover a superação de desafios no setor de transporte e logística do Brasil. A intenção é encontrar propostas inovadoras para os segmentos aéreo, aquaviário, ferroviário e rodoviário. Os interessados têm até o dia 30 de abril para se inscrever, pelo link http://conecta.cnt.org.br.

As soluções devem ter relação com a atividade-fim ou com processos internos das companhias de transporte (por exemplo, RH e jurídico). Além disso, podem contemplar atividades acessórias a esses mercados, como gestão, sustentabilidade, odontologia, nutrição, psicologia, fisioterapia e educação – áreas ligadas ao Sest Senat, que atua na capacitação profissional e na assistência social para trabalhadores do transporte, e, também, relacionadas ao ITL (Instituto de Transporte e Logística), entidade que atua na educação, pesquisa e inteligência para o setor transportador.

IOR comemora 50 anos de fundação

O Instituto de Olhos do Recife comemora 50 anos de fundação, neste mês, lançando a campanha “50 anos cuidando do olhar do pernambucano”. Assinada pela Cordel Comunicação, a ação argumenta que, ao cuidar da visão do paciente, o IOR cuida também da forma como ele vê o mundo e a vida. As peças valorizam ainda a relação de confiança com o paciente, fruto da visão humanista dos sócios fundadores: Roberto Galvão, Durval Valença, Alzira Lins e Afonso Medeiros (in memoriam), desenvolvida ao longo de meio século de atendimento em oftalmologia.

Sinônimo de excelência no atendimento e proximidade com o paciente, o IOR reafirma o compromisso de cuidar de cada olhar como ele realmente é: único. “Para nós, cuidar da visão dos pacientes é cuidar da maneira que eles veem a vida. Essa é a mensagem transmitida em anúncios em jornais, revistas e portais de notícias, além de mídias indoor e outdoor. Para marcar a data e interagirmos melhor com os pacientes, também estamos lançando um novo site e implementando mudanças na nossa comunicação”, explica o diretor executivo do instituto, Afonso Medeiros.

Desde 1968, o IOR promove avanços para a oftalmologia no Estado, unindo técnicas inovadoras com um corpo médico altamente qualificado. “Nos últimos cinco anos investimos em torno de R$ 3 milhões na modernização da nossa estrutura física e em equipamentos de ponta, com o intuito de servir melhor nossos pacientes”, comenta Medeiros.

Referência nacional em oftalmologia, o IOR conta com duas unidades, sendo a sede no bairro do Espinheiro e a filial em Boa Viagem. Com 230 funcionários e uma equipe médica composta por mais de 40 renomados oftalmologistas, o instituto atende nas mais diversas especialidades oftalmológicas. Além de consultas, o instituto oferece mais de 50 exames e procedimentos, além de cirurgias ambulatoriais e com internação hospitalar. Outro serviço é a urgência 24 horas, que funciona em sistema de plantão, de domingo a domingo.

EDUCAÇÃO – O IOR também se destaca pela responsabilidade social e seu compromisso com a educação. Como forma de manter sua equipe atualizada e transmitir conhecimento e experiência aos novos médicos, a entidade conta com uma residência médica em oftalmologia, desde 2001, e curso de Fellowship, desde 2008, na Fundação Ação Visual, seu braço filantrópico. Os cursos são credenciados pelo Ministério da Educação e pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), respectivamente. Anualmente, são formados especialistas em catarata, estrabismo, glaucoma, lentes de contato e retina e vítreo.

Fundada há 14 anos, a Fundação Ação Visual presta atendimento oftalmológico pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Os pacientes são atendidos pelos residentes médicos, sob a preceptoria de oftalmologistas do staff do IOR. As consultas são realizadas nas instalações da fundação e, quando necessário, no IOR, que disponibiliza toda sua infraestrutura e equipamentos de ponta para exames e cirurgias.

O IOR também conta com um Departamento de Pesquisa Clínica, ligado ao Comitê de Ética em Pesquisa Médica do Hospital Agamenon Magalhães, responsável por julgar os estudos. O departamento é o único no Nordeste aprovado pela Anvisa e pela organização norte-americana Food and Drug Administration (FDA) para realizar pesquisas em oftalmologia. Até o momento, foram realizados estudos sobre glaucoma, mas o instituto está apto a desenvolver investigações em outras áreas oftalmológicas.

Saiba o que muda na Lei Seca para motorista que beber e causar acidente

20180419143422638251e

Estado de Minas

Começa a vigorar, nesta quinta-feira (19), a lei que aumenta a punição para motorista bêbado que provocar morte ou lesões graves no trânsito. A mudança no Código de Trânsito Brasileiro (CBT) define que quem beber e matar será enquadrado no crime de homicídio culposo, podendo ser condenado com penas de 5 a 8 anos sem direito a fiança. Se o acidente provocar lesão grave ou gravíssima, a pena vai de 2 a 5 anos de reclusão, também sem direito a fiança (veja quadro abaixo).

Cerca de 70 mil motoristas foram flagrados dirigindo embriagados em rodovias federais no ano passado, de acordo com levantamento da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O órgão contabiliza 408 mil mortes, somente em acidentes provocados por motoristas bêbados, no período de 2010 a 2017.

A legislação anterior não fazia referência específica para quem bebesse, dirigisse e matasse ou provocasse lesões graves no trânsito. A lei previa uma pena de prisão de 6 meses a 2 anos para aquele que causasse lesão corporal culposa, fixando, ainda, o aumento de um terço da pena, caso ocorresse homicídio culposo. O motorista infrator poderia também ter a pena de prisão convertida em serviços para a comunidade e a sua Carteira de Habilitação suspensa pelo prazo de um ano.

Para Renato Campestrini, gerente técnico do Observatório Nacional de Segurança Viária, a mudança é positiva, mas a efetiva aplicação da sanção estará a cargo do poder Judiciário e dos “operadores do direito”. “Entendemos que a nova lei vem a atender a um antigo anseio da sociedade que é que aqueles que bebem, dirigem e causam acidentes com vítimas graves ou fatais, passam a cumprir o início da pena em regime fechado”, disse Campestrini.

Mobilização

O Observatório Nacional de Segurança Viária é uma instituição social sem fins lucrativos, dedicada a desenvolver ações que contribuam de maneira efetiva para a mobilização da sociedade em prol de um trânsito mais seguro e a diminuição dos índices de acidentes no trânsito no Brasil. A entidade também atua como Organização Consultora Especial junto ao Conselho Econômico e Social (Ecosoc), da Organização das Nações Unidas (ONU)

A lei que alterou o CBT, instituindo punição mais severa para motoristas embriagados que causam mortes no trânsito, foi sancionada pelo presidente Michel Temer em 20 de dezembro de 2017. O presidente, no entanto, vetou a proposta que tinha sido aprovada pelo Congresso que permitia a substituição da pena de prisão pela aplicação de pena restritiva de direitos. Nesse caso, o motorista infrator que tivesse causado morte no trânsito poderia ser beneficiado com o cumprimento de uma pena alternativa, como a perda de bens e valores ou a prestação de serviço à comunidade ou a entidades públicas, de acordo com o Código Penal.

Veja novidades trazidas pela mudança no CTB:

O QUE MUDA

» Em caso de acidente de trânsito que resulte em morte:
A Lei 13.546 alterou o artigo 302 do Código de Trânsito Brasileiro (praticar homicídio culposo na direção de veículo automotor). A mudança consistiu na inclusão de parágrafo segundo o qual, se o motorista matar ao conduzir veículo sob influência de álcool ou outra substância psicoativa, está sujeito a reclusão de cinco a oito anos e suspensão ou proibição do direito de obter permissão ou habilitação. Com isso, o infrator não tem direito a liberdade sob fiança arbitrada por autoridade policial e o regime fechado de prisão pode ser adotado inicialmente.

» Em caso de acidente que resulte em lesão grave ou gravíssima
A Lei 13.546 alterou também o artigo 303 do CTB (praticar lesão corporal culposa na direção de veículo automotor). Na mesma linha, a nova norma estipula pena de reclusão de dois a cinco anos para casos em que o condutor for flagrado alcoolizado ou com capacidades alteradas pelo uso de entorpecentes. Agora, a lei distingue lesão corporal grave e gravíssima, tipificadas no artigo 129 do Código Penal. Com a nova redação, o crime também se tornou inafiançável. Na versão anterior, o crime era caracterizado como de menor potencial ofensivo (pena de 6meses a 2 anos).

O QUE NÃO MUDA

» Em caso de dirigir alcoolizado
Pode representar infração ou crime de trânsito (detalhados principalmente nos artigos 165 e 306 do Código de Trânsito Brasileiro). Nenhum dos dois aspectos foi afetado pela nova lei.

Confira o que prevê cada caso:
Infração de trânsito – É cometida por condutores flagrados dirigindo com teor alcoólico entre 0,2 miligrama de álcool por litro de ar expelido dos pulmões (mg/l) e 0,33mg/l. Nesse caso, a infração é gravíssima, com perda de sete pontos no prontuário do motorista, recolhimento da Carteira Nacional de Habilitação, suspensão do direito de dirigir e aplicação de multa de R$ 2.934,70. O mesmo vale para quem se recusa a passar pelo teste do bafômetro. Não há previsão de prisão.

Crime de trânsito – É praticado por motoristas flagrados no teste do bafômetro com índices superiores a 0,33mg de álcool por litro de ar expelido dos pulmões. Nesse caso, o condutor está sujeito a todas as punições anteriores (multa, perda de pontos, recolhimento da habilitação e suspensão do direito de dirigir) e ainda tem de responder a processo administrativo. Está sujeito a prisão em flagrante, mas pode ter fiança arbitrada pela autoridade policial.