São Paulo Apóstolo é homenageado em Caruaru

A Paróquia São Paulo Apóstolo, localizada no bairro São João da Escócia, em Caruaru, está celebrando, desde do dia 29 de junho, a festa em honra ao padroeiro São Paulo Apóstolo. O evento segue até o próximo sábado (7). Durante nove noites, a vida do Apóstolo Paulo, um dos principais discípulos de Jesus Cristo, está sendo meditada nas homilias.

Uma das noites mais esperadas pelos paroquianos é a quinta-feita (5), quando acontecerá o II Concurso de Quadrilhas. Os dançantes são os membros da Paróquia São Paulo Apóstolo. Os jurados convidados são: o professor Diogenes Barbosa, coordenador do Núcleo de Cultura e Artes da Asces-Unita; o jornalista Giovani Gomes, do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação; a jornalista Jaciara Fernandes, do Jornal Vanguarda; o musico e chamador de quadrilhas Wesklei Mardone e a produtora cultural Kelly Moura. O celebrante desta noite será o bispo diocesano de Caruaru, Dom Bernardino Marchió. Na sexta-feira (6) quem irá animar a noite será o DJ Anjelus.

O sábado (7) será marcado pela tradicional procissão, onde os paroquianos e toda comunidade sairão em procissão por algumas ruas do bairro São João da Escócia. O celebrante será o administrador paroquial, o padre Edmilson Martiliano. E quem ficá responsável por animar a última noite da festa foi Jader Nascimento e o Forró Mourão. Eles prometem fazer o povo arrastar o pé.

Comitê Permanente Municipal Juntos Pela Segurança apresenta balanço do São João

Durante a manhã da quarta-feira (04), foi realizada a quinta reunião ordinária de 2018 do Comitê Permanente Municipal Juntos Pela Segurança. Na ocasião, todos os órgãos participantes expuseram o trabalho realizado durante os 30 dias de festas juninas em Caruaru e o resultado obtido. “Essa reunião foi bastante produtiva, uma vez que apresentamos ao Comitê o trabalho realizado pelo CIMGE, onde aconteceram 1.461 atendimentos. Um resultado extremamente positivo, fruto do nosso planejamento e trabalho executado no São João 2018”, destacou o secretário de Ordem Pública, Coronel Luís Aureliano.

A Secretaria de Ordem Pública apresentou todos os passos do Centro Integrado de Monitoramento e Gestão de Eventos (CIMGE), um sistema de controle de ocorrências querido auxilia os gestores a ter uma melhor qualidade no atendimento ao usuário e ter um tempo de resposta mais rápido, com uma ação mais coordenada entre os setores que estão no Centro Integrado. Foram instaladas, na estrutura do CIMGE, 15 cabines, todas com acesso às imagens das 45 Câmeras que monitoravam desde o Pátio de Eventos e Estação Ferroviária até o Polo Azulão.

Além da prefeita Raquel Lyra, participaram da reunião a Secretaria de Ordem Pública e demais secretarias municipais, Ministério Público, Defensoria Pública, Ordem dos Advogados do Brasil, polícias Militar, Civil, Federal e Rodoviária Federal, Bombeiros, Câmara Municipal, Judiciário, Conselho Tutelar, Penitenciária Juiz Plácido de Souza, entre outros. “Hoje, fizemos uma reunião de fechamento de semestre de uma maneira muito positiva, num trabalho integrado do município com os órgãos de justiça, garantindo a segurança da população, reduzindo o número na criminalidade em Caruaru. Isso deixa a população mais segura para exercer o seu direito de ir e vir”, finalizou a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra.

Exportação de uva via Porto de Salvador cresce 68% no quadrimestre

Nos quatro primeiros meses deste ano, o escoamento da uva produzida na região do Vale do São Francisco (VSF) cresceu 68% no Terminal de Contêineres do Porto de Salvador, comparado a igual período do ano passado. O crescimento se justifica pela retomada de uma janela para os EUA. Nesse intervalo, foram embarcados mais de 60 contêineres, o equivalente a 1,680 toneladas da fruta com destino a Europa e Estados Unidos. A expectativa é de que o volume siga a curva de crescimento nos meses a seguir, acentuado pela safra do segundo semestre.

O limão produzido na Bahia, Sergipe e Norte de Minas também teve excelente representatividade, com alta de 34%. De acordo com Patrícia Iglesias, diretora comercial do Tecon Salvador, o bom desempenho é resultado de um trabalho contínuo em viabilizar a melhor infraestrutura, se adequando às necessidades do mercado. Além da uva e do limão, a manga também conquista o paladar estrangeiro. Pelo terminal baiano são embarcados diversos tipos, dentre eles a Tommy, a Palmer e a Kent, sendo a maior parte também com destino a Europa e Estados Unidos.

Embarque semanal – Com escala direta para a Europa e embarque semanal para os principais destinos de exportação da produção do VSF, o Porto de Salvador está entre os principais do Nordeste na escolha dos produtores, com a vantagem de estar mais próximo da região – apenas 500 km de distância – e ofertar uma estrutura adaptada às necessidades do exportador. Atualmente, o terminal baiano disponibiliza duas rotas, com agendamento online 24h, gates exclusivos para carga reefer e um atendimento eficiente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) todos os dias da semana das 7h às 20hs. Além disso, o Tecon conta também com o recurso Du-e Posteriori, que possibilita a autorização de embarque antecipado, reduzindo tempo nos trâmites necessários. Um diferencial em relação aos demais portos do Nordeste.

Sobre o Grupo Wilson Sons

O Grupo Wilson Sons é um dos maiores operadores integrados de logística portuária e marítima no mercado brasileiro e oferece soluções da cadeia de suprimento, com mais de 180 anos de experiência. A Companhia presta uma gama completa de serviços para as empresas que atuam na indústria de óleo e gás, no comércio internacional e na economia doméstica, conectando as melhores soluções aos resultados esperados pelos seus clientes. Com presença nacional, atua de forma inovadora, acompanhando as tendências do mercado.

Vice-prefeito de Caruaru assume prefeitura interinamente por 10 dias

Durante os próximos dez dias, o vice-prefeito de Caruaru, Rodrigo Pinheiro, assume o comando interino do município no lugar da prefeita Raquel Lyra, que viajará para fazer um curso de gestão na Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, a convite da instituição Comunitas. O ato de transmissão aconteceu na tarde da quarta-feira (04), no gabinete da prefeita, e contou com a presença de secretários municipais.

/**/

Raquel Lyra assina leis de criação dos conselhos de Juventude e de Igualdade Étnico-Racial

Representantes dos povos de religiões de matriz africana, de movimentos sociais de juventude, vereadores e secretários municipais estiveram presentes na Sala de Monitoramento da Prefeitura de Caruaru, nesta quarta-feira (04), para acompanhar a prefeita Raquel Lyra sancionar as leis que instituem os Conselhos de Promoção de Políticas Públicas para a Juventude (Lei 7.785/2018) e de Políticas de Promoção de Igualdade Étnico-Racial (Lei 7.748 / 2018), aprovadas na Câmara Municipal. A assinatura dos documentos pela chefe do poder executivo municipal foi acompanhada com comoção pelos participantes do evento.

“O agradecimento deste momento vai para a luta dos que estão aqui presentes, em especial aos movimentos, e à Câmara de Vereadores que permitiu a aprovação dessas leis. A gente precisa fazer valer o nosso mandato, possibilitando que todos façam parte de uma sociedade mais igualitária, dessa forma, continuaremos trabalhando para que isso seja construído no nosso município”, ressaltou Raquel.

“A nossa constituição garante esse espaço e é muito importante que Caruaru, por meio da senhora prefeita, institucionalize esse espaço de participação da sociedade civil e do poder público, dialogando para que a gente possa enfrentar adequadamente essa mazela que é o racismo em nosso país, começando pelo nosso município”, destacou, em sua fala, a mestra e doutoranda em Educação, Michelle Guerreiro.

O representante da União da Juventude Socialista de Caruaru (UJS), Caio Felix, comentou sobre a importância da criação de um conselho especial para a juventude no município. “O conselho vem como forma de ampliar a participação da juventude, de modo a mostrar que nós estamos antenados com o nosso direito político. É uma grande vitória para o jovem, que por tanto tempo vem lutando por algo tão simples, mas que se torna grandioso, principalmente para os que são negros e de periferia”, pontuou.

Férias também é tempo de cuidar da saúde bucal de crianças e adolescentes

Está chegando uma das temporadas mais aguardada pela criançada: as férias de julho. E, com a sua proximidade, as famílias começam a se programar para viajar, passear, brincar, enfim, se divertir. No entanto, é bom lembrar que o período pode ser uma ótima deixa para a visita regular ao dentista.

Comum na rotina das crianças, a consulta odontológica é uma forma de prevenir problemas ortodônticos na adolescência e também na fase adulta. Por isso, é importante que esse hábito não seja suspenso durante as férias, até mesmo porque, é um período em que as crianças estão com o horário livre para regularizar os cuidados bucais.

De acordo com a odontopediatra Dra. Gabriela Trindade, fundadora da clínica Abre o Bocão, no Parnamirim, ir ao dentista desde pequeno só traz vantagens à saúde bucal das crianças. “Os pais recebem todas as orientações de acordo com a faixa etária do seu filho. A criança cresce adquirindo hábitos saudáveis e habituada ao ambiente de consultório odontológico. Possibilita o diagnóstico precoce de mal oclusões (mordida errada) ou mal formações dentárias”, explica.

PREVENIR SEMPRE – É importante frisar que o tratamento precoce favorece o prognóstico (resultado do tratamento). A consulta tardia de uma criança tende a ser mais traumática porque, geralmente, essa visita ao odontopediatra acontece apenas quando o pequeno já está com problema bucal. “A falta de orientação correta favorece a instalação de péssimos hábitos de saúde bucal, comprometendo assim a qualidade de vida da criança”, explicou Gabriela.

Durante a consulta, são feitos vários procedimentos como o exame clínico, que analisa a dentição do paciente, seguido do exame radiográfico, quando necessário, a profilaxia (limpeza profissional), aplicação tópica de flúor, além da orientação aos pais e cuidadores. “É uma etapa fundamental, esclarecer como deve ser realizada a higiene bucal, os malefícios de maus hábitos bucais (como chupar chupeta ou dedo), afinal as doenças bucais de maior incidência em crianças podem ser prevenidas com uma rotina diária de cuidados bucais”, contou a odontopediatra.

Conforme a Dra. Gabriela Trindade, a primeira consulta “deve acontecer ainda no 1º ano de vida da criança, mesmo que ela ainda esteja sem dentinhos”, pois a consulta odontológica aborda estruturas, funções e hábitos que vão além dos dentes e, portanto, eles não são determinantes para a visita ao odontopediatra. Para maior eficácia no tratamento, a criança deve ir ao dentista regularmente. “Os estudos mais recentes nos mostram claramente que os indivíduos têm necessidades diferentes, portanto, após avaliar os riscos e atividades das doenças bucais, o profissional no momento da consulta determina a data de retorno da criança, podendo variar de bastante 1 mês a 12 meses”, finalizou.

33% dos usuários de cartão de crédito não sabem o quanto gastaram em maio

O cartão de crédito é um meio de pagamento prático e já bastante popular, mas que se não bem utilizado, pode trazer problemas para as finanças dos consumidores que não se organizam. Um levantamento realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) revela que um terço (33%) dos usuários de cartão de crédito no país não sabe ao certo o quanto gastaram na fatura do último mês de maio.

“O cartão de crédito proporciona praticidade, pois concentra em um único meio diversos gastos realizados. Para quem é disciplinado, isso pode ser um facilitador na hora da organização. Já para os que usam o limite do cartão como extensão da própria renda e faz compras impulsivas, ele pode virar uma dor de cabeça difícil de ser solucionada no curto prazo”, alerta o educador financeiro do portal ‘Meu Bolso Feliz’, José Vignoli.

De modo geral, 39% dos brasileiros que utilizaram o cartão de crédito ao menos uma vez em maio notaram aumento no valor da fatura, ao passo que para 35% ela se manteve igual em relação aos meses anteriores. Apenas 20% relataram diminuição. Considerando o percentual dos que têm ciência do valor desembolsado no período, a média foi de R$ 1.136,47.