PE: semestre tem queda de 21,94% na incidência de roubos

Folhape

Foi registrada queda de 21,94% no número de roubos durante o primeiro semestre de 2018 em Pernambuco. São 14.003 ocorrências a menos em comparação com o mesmo período o ano passado, indo de 63.827 ocorrências para 49.824. O balanço foi anunciado esta quinta-feira (12) pela Polícia Civil de Pernambuco (PCPE).

A diminuição na incidência de roubos no primeiro semestre, segundo a PCPE, se deu em todas as regiões de Pernambuco, com destaque para a Região Metropolitana do Recife, que teve redução de 23,84% no caso de a capital ser retirada da contagem.

A Zona da Mata registrou redução de 21,55% no semestre (de 7.975 para 6.256), assim como o Agreste (-19,44%, de 11.282 para 9.089) e o Sertão (-13,22%, de 3.388 para 2.940).

Somente em junho deste ano, a redução em todo o Estado, segundo a PCPE, foi de 20,39% na comparação com o mês antecedente.

Assaltos a ônibus
No transporte coletivo foi registrada queda de 48% no número de assaltos neste primeiro semestre em comparação com igual período do ano passado.

Celulares
A Polícia também anunciou aumento na recuperação de celulares roubados – foram apreendidos 2.406 celulares, número que representam aumento de 610% em comparação com o ano passado. Ao mesmo tempo, foi registrada diminuição de 27% no número de roubos de celular.

Veículos e cargas
Quantitativo de queixas por roubos de veículos em Pernambuco retrocedeu em 19,6% neste primeiro semestre e houve redução de 16% na incidência de casos de cargas roubadas.

Bancos
Agências bancárias, carros-fortes e caixas eletrônicos também sofreram menos investidas neste primeiro semestre. Foram 35 casos neste ano contra 52 no ano passado.

Prisões e apreensões
As polícias de Pernambuco também realizaram mais apreensões neste semestre. O número de pessoas autuadas em flagrante entre janeiro e junho de 2018 subiu 41% em relação ao mesmo período do ano passado. As autuações por ato infracional cometidas por adolescentes subiram em 25% e foram retiradas de circulação 3.156 armas de fogo.

Pedro Augusto é jornalista e repórter do Jornal VANGUARDA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.