Mulher sai para beber e quase mata filhas

Pedro Augusto

Uma bebedeira quase acabou em tragédia, na noite da última segunda-feira (6), em Bezerros, no Agreste do Estado. De acordo com as investigações da Polícia Civil, Andreza Rosana da Silva, de 27 anos, teria dopado as duas filhas – uma com 6 e outra com 9 anos – com o objetivo de ingerir bebida alcoólica com uma amiga de nome e idade não informada. Para isso, levou as duas crianças para a casa de uma das vizinhas, onde misturou o remédio Diazepam com suco, ordenando, em seguida, que as meninas ingerissem o líquido.

Estas últimas não tardaram a adormecer e acabaram acordando grogues e passando mal já na manhã da terça-feira (7). Na companhia da avó das crianças, a vizinha levou-as até a Unidade Mista de Bezerros, onde elas foram atendidas pelo médico Rafael Cunha. “Quando chegaram por aqui, elas estavam bem fracas, desorientadas, sonolentas e apresentando ânsias de vômito. Investigamos com a família e entramos imediatamente com uma medicação para cortar o efeito do Diazepam. Felizmente, elas conseguiram se recuperar, mas poderiam ter morrido”, disse Rafael.

A mãe das meninas acabou sendo autuada em flagrante. De acordo com a delegada de Bezerros, Margarete Galdino, que está à frente do caso, ela irá responder por dupla tentativa de homicídio. “Ao colocar remédio tarja preta no suco das vítimas, ela assumiu o risco de matá-las. Tanto a vizinha como a amiga também serão indiciadas pelo mesmo crime. A primeira porque cedeu o remédio e a segunda porque deu a ideia da dopagem”, comentou a delegada.

Andreza passou por audiência de custódia na manhã da última quarta-feira (8), no Fórum de Justiça de Caruaru, no Bairro Universitário. Ela foi liberada. Até o fechamento desta editoria, a polícia não havia informado os destinos das demais envolvidas. Já as meninas passam bem e se encontram com a avó. O Conselho Tutelar de Bezerros está acompanhando o caso.

Pedro Augusto é jornalista e repórter do Jornal VANGUARDA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.