Espaço infantil temático será inaugurado no Shopping Difusora

A partir do dia 31 de agosto o Shopping Difusora apresenta mais uma novidade que promete deixar a criançada em festa. Trata-se de um novo espaço temático que será montado no 3º piso do mall. Além de figurar como um espaço ideal para tirar fotos, uma série de brincadeiras e atividades serão oferecidas para os pequenos. Nessa primeira edição, o espaço terá o tema da boneca L.O.L.

Consideradas como uma verdadeira febre entre as meninas, a boneca L.O.L. vêm em embalagens na forma de bola. Ao abrir, a criança encontra sete etapas, com uma revelação a cada camada, até chegar a boneca propriamente dita. O barato de tudo isso é que as meninas não sabem qual boneca está prestes a surgir, tudo é uma grande surpresa. Entre as principais estão: princesa, fashionista, pet lover e cantora.

O espaço será inspirado em uma casinha mágica. Quanto às atividades oferecidas, muitas delas prometem aguçar a curiosidade. Só para adiantar, um animador infantil que conquistou o coração da garotada tem presença garantida por lá. “Esse será um espaço que respira diversão. Certamente a criançada vai gostar muito de passar por lá”, adianta o gerente de Marketing do Shopping Difusora, Welter Duarte.

No que diz respeito a programação, a criançada vai poder conferir por lá atividades relacionadas a música e dança, piquenique, além de maquiagem, penteados e muito mais. Alguns joguinhos também serão realizados, a exemplo do animado e desafiador Twister e caça prêmios. Os horários para ingressar na brincadeira serão: 15h, 16h, 17h e 18h. O ingresso custa R$ 20, e estão sendo vendidos na loja Brinque Mais.

Site oferece bolsas de estudos em faculdades de Pernambuco

Os interessados em ingressar num curso de graduação ainda este semestre têm uma última chance de conquistar bolsas de estudos de oportunidade do Quero Bolsa, principal site de inclusão de alunos no ensino superior do País.

O site oferece 5.800 vagas remanescentes com descontos de até 80%. No total, 62 instituições presentes em Pernambuco disponibilizam o benefício. As bolsas de estudos são para cursos de graduação nas modalidades presencial e a distância (EAD).

De acordo com Marcelo Lima, diretor de Relações Institucionais do Quero Bolsa, as bolsas estão disponíveis para todos que desejam cursar o Ensino Superior, mas não podem arcar com o valor integral das mensalidades. “Não há justificativa para os estudantes aguardarem o próximo ano para ingressar na faculdade, uma vez que a oferta de vagas no site garante os descontos ainda este ano”, argumenta.

Segundo Marcelo, a pesquisa do professor Sergio Firpo, do Insper, recentemente divulgada, é um incentivo à tomada de decisão. Segundo os dados levantados, um trabalhador com ensino superior completo recebe, em média, 5,7 vezes o rendimento de um brasileiro com até um ano de estudo. “Com a crise do desemprego, a formação e qualificação dos candidatos fazem diferença na conquista das melhores vagas e melhores salários”, aponta Lima.

Para conseguir uma bolsa de estudos, o interessado deve efetuar a inscrição no site e, em seguida, pagar a pré-matrícula garantindo o desconto. Lima Para conquistar a bolsa de estudos não é necessário comprovar renda ou ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Após realizar a pré-matrícula na plataforma, é preciso apenas comparecer à instituição de ensino escolhida para prosseguir com a matrícula. A bolsa é válida até o final do curso.

Mais informações podem ser consultadas pelo site www.querobolsa.com.br ou por meio da central de atendimento, no telefone 0800 123 2222, de segunda a sexta-feira, entre 8h e 22h, e aos sábados, das 9 às 13 horas (horário de Brasília).

Candidatos do PSDB, PT e Rede são contra a MP do Saneamento proposta por Temer

Representantes dos presidenciáveis do PSDB, PT e Rede compareceram ao debate sobre as perspectivas do saneamento para o próximo Governo, promovido pela Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento (Aesbe), ontem (23), em Brasília, que reuniu 220 profissionais ligados ao saneamento de todo o Brasil. Apesar de serem tratados muitos temas ligados ao setor, a unanimidade foi o posicionamento contrário à Medida Provisória editada pelo presidente Michel Temer – que, na visão dos participantes, pode desestruturar o setor. Miriam Belchior (PT), representou Luis Inácio Lula da Silva, André Melo (Rede), Marina Silva, e Jerson Kelman (PSDB), Geraldo Alckmin, foram unânimes em condenar as mudanças do setor de saneamento por Medida Provisória e o momento inapropriado da decisão, em fim de governo, e sem o debate necessário para a importância do tema. O presidente da Aesbe e presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Roberto Tavares, considerou o debate bastante proveitoso e lamentou a ausência de representantes dos outros partidos convidados: Ciro Gomes (PDT), Henrique Meireles (MDB), Álvaro Dias (Podemos) e Jair Bolsonaro (PSL) para discutir um tema que afeta a vida de milhares de brasileiros.

O evento da Aesbe foi realizado nos dias 20, 21 e 22, em Brasília. “A Aesbe está atuando politicamente e juridicamente para barrar a MP 844, por entender que o Setor poderá ser desestruturado com essas medidas”, afirmou Tavares. Ele adiantou que a entidade vai acompanhar a decisão do PSB, o primeiro partido político a questionar a MP com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI). “Na próxima semana, a Aesbe também entrará com uma ADI em defesa do saneamento“, complementou Roberto Tavares.

Diretrizes para avançar na universalização do saneamento, apoiando os estados e municípios na ampliação dos serviços de água e esgoto, e também para melhorar a gestão, com a redução de perdas, estão previstas no plano de governo apresentando por Miriam Belchior, representante do candidato do PT. “A infraestrutura é um pilar fundamental das políticas de desenvolvimento econômico, pois melhora a produtividade, competitividade do sistema econômico, além de melhorar o bem-estar social. No Governo do Presidente Lula investimentos em saneamento não serão considerados no Superávit Fiscal, para que não sejam contingenciados”, explicou Miriam. Sobre o Marco Regulatório, a intenção é aperfeiçoar a Lei Nacional de Saneamento, “incentivando a participação privada no setor, sem desmontar o arcabouço existente”, complementou.

O representante da candidata Marina Silva, André Lima, informou que a Rede reconhece que o atual instrumento utilizado (Medida Provisória) para tratar do aprimoramento do marco regulatório do setor é inapropriado. “Não somos a favor do instrumento, embora tenha alguns avanços. É preciso discutir, sobretudo, como fazer de fato que haja a participação adequada do setor privado sem desestruturar o sistema que já existe”, afirmou.

Já o representante do candidato Geraldo Alckmin – PSDB, Jerson Kelman, que é ex-presidente da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) e também foi presidente da ANA (Agência Nacional de Águas), reconhece o setor do Saneamento como um grande propulsor de geração de empregos. Kelman pontuou ainda que o candidato Alckmin é favorável à ampliação da participação privada no setor, no entanto, quando se trata do saneamento na esfera estadual, a competitividade não é positiva. “O candidato Alckmin é contra o Artigo 10-A da MP. Em princípio, a competição serve o interesse do consumidor, de quem está sendo servido. Somos contra o 10-A porque está na escala errada”, ponderou Jerson Kelman.

O presidente da Aesbe, Roberto Tavares, um dos mediadores do debate, reafirmou a sua preocupação com as mudanças propostas por Temer por considerar que a MP é muito nociva para o setor e para a população. Ele cita, por exemplo, o artigo 10A, que fará o setor perder a visão regional e aumentará a diferença entre municípios ricos e pobres. “Os municípios lucrativos passarão para o setor privado e os mais pobres ficarão sob a responsabilidade dos Estados”. De acordo com Tavares, a Aesbe, que representa 25 companhias de saneamento, é favorável à entrada do setor privado no saneamento, mas em grandes blocos, com economia de escala e misturando municípios ricos e pobres. “Esperamos que os candidatos a Presidência da República deem a importância devida ao Saneamento e se comprometam com a estruturação do setor para que possamos avançar na tão sonhada universalização”, finalizou o presidente da Aesbe.

Seja Digital prepara cidades para desligamento do sinal analógico

A partir do dia 5 de dezembro, a programação dos canais abertos de televisão será transmitida apenas pelo sinal digital, com imagem e som de cinema. A Seja Digital é a entidade não governamental e sem fins lucrativos, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o digital da televisão aberta no Brasil. Criada por determinação da Anatel, a entidade tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits gratuitos com antena digital e conversor com controle para famílias que têm direto aos equipamentos.

Além de Caruaru, o sinal analógico também será desligado em outras 2 cidades: Bezerros e São Caetano.

A migração do sinal analógico de TV para o sinal digital representa um grande avanço tecnológico e coloca o Brasil no mesmo patamar de países como Estados Unidos e Reino Unido. “Ao ser desligado, o sinal analógico de TV vai liberar a faixa de radiofrequência dos 700 MHz e permitir que as operadoras de telefonia móvel possam ativar a tecnologia 4G, que é mais veloz, tem melhor qualidade, e maior cobertura, inclusive em ambientes fechados”, afirma Antonio Carlos Martelletto, presidente da Seja Digital.

Informar, orientar e mobilizar – Para informar e preparar a população, a estratégia da Seja Digital é implementar campanhas e ações que mantenham a entidade muito próxima das comunidades menos digitalizadas em cada uma das cidades. “O processo acontecerá de maneira semelhante ao que fizemos em mais 600 cidades brasileiras”, afirma Patrícia Abreu, diretora de comunicação da Seja Digital. “Além da campanha com filmes na TV e na internet, teremos peças de comunicação por toda a região e equipes atuando em locais estratégicos para abordar a população e orientar sobre a instalação da antena, do conversor e como fazer o agendamento para retirar o kit gratuito.”

A Seja Digital tem como parte de suas atribuições distribuir kits gratuitos com antena e conversor para famílias que têm direito aos equipamentos. A lista com os nomes é fornecida pelo Governo Federal para que a Seja Digital informe ao público por meio de cartas e campanhas de comunicação e possa agendar a retirada dos equipamentos. Os kits gratuitos são compostos de antena digital e conversor com controle remoto.

Para saber se tem direito ao kit gratuito, a população das 3 cidades deve acessar o site sejadigital.com.br/kit ou ligar gratuitamente para o número 147 com o NIS (Número de Identificação Social) em mãos. Se o nome estiver na lista, deverá escolher dia, horário e local para agendar a retirada do kit gratuito.

Sobre a Seja Digital

A Seja Digital (EAD – Entidade Administradora da Digitalização de Canais TV e RTV) é uma instituição não governamental e sem fins lucrativos, responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil. Criada por determinação da Anatel, tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits para TV digital para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal. Também tem como objetivos aferir a adoção do sinal de TV digital, remanejar os canais nas frequências e garantir a convivência sem interferência dos sinais da TV e 4G após o desligamento do sinal analógico. Esse processo teve início em abril de 2015 e, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mais de 1300 municípios terão o sinal analógico desligado até 2018.

Eriberto Medeiros fala sobre o desafio de comandar a Alepe

O novo presidente da Alepe, deputado estadual Eriberto Medeiros (PP), esteve participando do programa Cidade em Foco da Rede Agreste de Rádios comandado por Alberes Xavier, onde falou de sua chegada ao comando da Assembleia Legislativa, Alepe, destacando as parcerias com os demais poderes no Estado e a importância do deputado Diogo Moraes (PSB) para sua administração.

Eriberto falou sobre o desafio que é substituir Guilherme Uchôa na presidência da Alepe. “Chego em um momento muito difícil, que é o de substituir uma pessoa que tinha um legado, amizade e respeito, por todo o Pernambuco e no meio político, que era o nosso presidente Guilherme Uchôa, uma pessoa honrada, digna e respeitada por todos os poderes. É um momento difícil para todos nós da Casa pela perda de Guilherme Uchôa. O desafio bateu a porta e tivemos ai 46 colegas que identificaram na nossa pessoa, a pessoa para representar o Poder Legislativo e engrandece-lo”, disse.

Na oportunidade, Eriberto destacou a participação do deputado Diogo Moraes (PSB) para sua chegada ao comando da Casa. “Temos um grande parceiro que é primeiro-secretario Diogo Moraes, que nós sabemos que a condução da Casa Legislativa tem diversas direções, mas tem na presidência e primeira-secretaria os dois maiores responsáveis pela condução dos trabalhos na Casa”, declarou.

O deputado destacou a importância de Diogo Moraes para sua administração. “Hoje como presidente continuamos tocando os trabalhos de forma muito transparante, buscando aproximar cada vez mais a sociedade pernambucana, mostrando a população que na Casa existe uma sintonia de trabalho. Aqui na Casa, o Diogo Moraes tem feito um trabalho exemplar e respeitoso, aplaudido por todos os colegas da Casa. Não é fácil você conduzir um poder como esses. Então isso, é de grande valia e importância, é uma satisfação enorme ter Diogo Moraes como nosso parceiro e amigo”, disse.

Eriberto ainda apontou as visitas que tem realizado a representantes dos poderes no Estado. “Estamos fazendo as visitas de cortesia e reafirmado a forma harmônica que sempre foi conduzida através desta Casa com os demais poderes. Acho que a harmonia e o respeito precisam ser preponderantes, isso ai é número 1 de tudo. Agora, também, tudo isso de forma independente, porque as vezes se cria uma ideia de subserviência ou de que um tem uma maior influência sobre outro, essa Casa tem demostrado por diversos momentos a sua independência”, explicou.

Ele ainda agradeceu aos colegas da Casa que lhe pediram para renovar o seu mandato na Alepe e continuar como presidente da Casa a partir da nova Legislatura que se forma em 2019. “Isso nos sensibiliza muito, é mais uma prova de amizade e de respeito para conosco. Porque tratamos todo mundo de forma humilde, simples, de forma humana, com respeito, compartilhando os problemas e as soluções e isso só nos engrandece”.

Se ligue – O programa “Cidade em Foco” vai ao ar de segunda a sexta-feira: 11:00 hs, na Rede Agreste de Rádios, composta pelas Emissoras: Rádio Filadélfia FM (104,9), Farol FM (90,5), Rádio Vale do Capibaribe AM (1.370), Rádio Cambucá FM (104.9) e pela Internet: www.filadelfiafm.net

Produtos como pão e gasolina podem ser afetados com a alta do dóla

A incerteza gerada pelo período eleitoral afetou também o dólar. Nesta semana, a moeda americana superou os R$ 4 e acendeu o sinal de alerta dos mercados. De acordo com a assessoria econômica da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), o País, atualmente, vive mais períodos de sobressalto do que de normalidade política, o que acaba por tornar o mercado financeiro extremamente arisco.

As reações mais evidentes em decorrência do humor dos mercados se verificam no Ibovespa e no câmbio (reais por dólares). Ainda segundo a Entidade, o problema não é efetivamente saber se o dólar está acima dos R$ 4, mas se o câmbio se estabilizará nesse valor ou se subirá mais e constantemente.

Caso persista a tendência de alta, alguns produtos como o pão (que tem o trigo cotado em dólar), a gasolina (cujos reajustes consideram a cotação do petróleo no mercado internacional), entre outros produtos importados ficarão mais caros. Itens como azeite, vinhos e peixes (com destaque para bacalhau e salmão), eletroeletrônicos e viagens internacionais também serão afetados.

Segundo a FecomercioSP, o câmbio atual revela o receio de que a vertente reformista não tenha vida fácil no processo eleitoral, e, com isso, a tendência de acordo com o raciocínio dos mercados é de que o País tenha sérios problemas fiscais e, consequentemente, inflacionários. Esses fatores trariam uma crise de confiança para o Brasil, desestimulando investimentos e geração de empregos – e o câmbio continuaria se desvalorizando.

Entretanto, essa hipótese ainda é pequena. Para a Federação, não parece razoável que o Banco Central fique parado olhando o câmbio se desvalorizar ininterruptamente sem atuar, sabendo que isso teria efeitos muito grandes sobre a inflação. Também não parece razoável que qualquer candidato que seja eleito queira assumir um ambiente de terra arrasada, avalia a Entidade.

Sobre a FecomercioSP
A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) é a principal entidade sindical paulista dos setores de comércio e serviços. Congrega 137 sindicatos patronais e administra, no Estado, o Serviço Social do Comércio (Sesc) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). A Entidade representa um segmento da economia que mobiliza mais de 1,8 milhão de atividades empresariais de todos os portes. Esse universo responde por cerca de 30% do PIB paulista – e quase 10% do PIB brasileiro -, gerando em torno de 10 milhões de empregos.

PTB de Armando lamentam morte de Nilton de Branca

O presidente estadual do PTB, deputado José Humberto Cavalcanti, lamentou nesta quinta-feira (23) o falecimento de Anílton Alves de Carvalho, conhecido como Nilton de Branca, 64, empresário e presidente do diretório do partido em Ipojuca, Região Metropolitana do Recife, desde 2012. A Prefeitura de Ipojuca decretou luto oficial por três dias.

“Nilton era uma liderança política e empresarial de grande valor, um empreendedor que gerava muitos empregos e sempre atento às necessidades da população”, afirma José Humberto. “Em nome do nosso partido e do senador Armando Monteiro, queremos prestar nossa solidariedade à toda sua família e à comunidade. É uma grande perda para todos nós”, salienta.

O secretário de Governo do município, Romero Sales, também fez questão de se manifestar: “Perdemos um amigo e irmão, que tinha compromisso com Ipojuca, era preocupado com as questões da cidade e contribuiu muito com o desenvolvimento do nosso município”.

/**/

Feira de Noivas do Agreste tem início nesta quinta

O Caruaru Shopping é palco, a partir de hoje (23) até o domingo (26), de mais uma Feira de Noivas do Agreste. Sob a coordenação da promoter Cleide Santos, esta é a 14ª edição do evento e está recheada de surpresas.

A Feira de Noivas do Agreste acontece no Pavilhão de Eventos do centro de compras e convivência, numa área de mais de 10.000 m², e já está consolidada como a maior do segmento no estado de Pernambuco. São mais de 200 expositores especializados para tornar o sonho do casamento em realidade. “Por lá, as noivas e noivos irão encontrar tudo o que precisam para montar a sua festa, com uma grande variedade de prestadores de serviços”, disse Cleide Santos.

Estão em exposição, entre outros, stands de confecção de convites, aluguel de roupas, decoração, fotos, filmagens, bolos, doces, buffet, dia da noiva e noivo, cabelo, maquiagem, tratamentos estéticos, lua de mel, atrações musicais, bem como aluguel de carros para transporte da noiva e serviços para os noivos. “Entre as novidades estão uma Limousine e uma Kombi, que se transforma em cabine fotográfica”, afirmou Cleide.

A Feira de Noivas tem ainda uma vasta programação, com desfiles de vestidos de noivas, madrinhas e de dama de honra, bem como com ternos de noivos e pajens, além de apresentações musicais com orquestras, bandas e cantores, todos os dias. “O evento oferece uma grande facilidade de encontrar tudo relacionado a casamento em um só lugar, em um ambiente totalmente climatizado”, concluiu Walace Carvalho, gerente de Marketing do Caruaru Shopping.

André Rio, Roberto Menescal e Luciano Magno apresentam show exclusivo no Recife

Após uma temporada de 40 dias na Europa, André Rio e Luciano Magno se juntam a Roberto Menescal para apresentar o show “MPBossa, 60 Anos da Bossa Nova”. O espetáculo apresentado no FIG 2018, em julho, chega ao palco do Clube Alemão, no dia 31 de agosto, às 20h, ainda dentro das comemorações à sexagenária Bossa Nova.

A apresentação, baseada no repertório do álbum MPBossa lançado recentemente no Brasil e no exterior, é um grande espetáculo musical, que une esses três grandes expoentes da música brasileira, fazendo releituras de clássicos da Bossa Nova e da MPB.

Canções que são o cerne da Bossa nova, de Menescal, Tom Jobim, Marcos Vale e também composições próprias de André Rio, norteiam o roteiro do espetáculo, que conta com a maestria da dupla de virtuoses: Luciano Magno e Roberto Menescal e a voz do cantor e compositor André Rio. O Show conta também com uma banda, formada de grandes instrumentalistas pernambucanos.

O trio, parceiro de longas datas, se conheceu em um festival no interior de Pernambuco em 2005. Juntos, fizeram inúmeros espetáculos ao longo dos anos. Este novo encontro musical consolida a admiração e a amizade que um artista tem pelo outro. Roberto Menescal presenteou o guitarrista Luciano Magno, com a música:” Samba Magno”, e o cantor e compositor André Rio colocou a letra na canção. Em contrapartida, Luciano e André homenagearam Menescal com o tema: “Frevo Menescal”.

Em 2011, Magno, Rio e Menescal apresentaram o show “Outras Bossas”, no Rio de Janeiro e na “Virada Cultural do Recife”. A partir daí os encontros foram muitos, com participações especiais de Menescal em diversos shows de André Rio e de Luciano Magno. “MPBossa é isto, a música popular brasileira em sua excelência. Bossa, samba, frevo e canções. Tudo isto é nossa música, tudo está vivo e pulsante em MPBossa”, explica André Rio.

SERVIÇO
Festa Alemão Cultural com o show MPBossa, 60 anos da Bossa Nova
Onde: Clube Alemão (Estr. do Encanamento, 216 – Parnamirim, Recife)

Quando: sexta-feira (31 de agosto)

Horário:20h

Ingressos: R$ 200 (mesa para 4 pessoas – sócios) | R$ 250 (mesa para não-sócios

Informações: 81. 3441-0044

Pesquisa aponta maior queda do valor da cesta básica em Caruaru

No mês de julho, o valor da cesta básica em Caruaru apresentou uma importante redução, seguindo a tendência nacional. É o que mostra a pesquisa mensal feita por alunos dos cursos de Ciências Contábeis e Gestão Financeira do Centro Universitário UniFavip|Wyden. Segundo o levantamento, o custo da alimentação básica do caruaruense teve uma redução de 6,82% em seu valor total, a maior queda registrada esse ano, chegando a custar R$249,21.

Segundo a professora Eliane Alves, responsável pela pesquisa, os itens que mais contribuíram para a redução da cesta básica foram o tomate, a banana e a farinha. Já o arroz, o leite e o açúcar registraram alta. Seguindo a tendência dos meses anteriores, a cesta básica de Caruaru continuou apresentando um valor menor que a de Recife. A diferença foi de R$ 98,22.

O comportamento dos preços dos gêneros alimentícios foi de queda em 19 das 20 capitais onde o DIEESE – Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos – realizou a Pesquisa Nacional da Cesta Básica. As reduções mais expressivas foram registradas nas seguintes capitais: Cuiabá (R$388,43), São Luís (R$336,67), Brasília (R$390,34), Belém (R$361,11) e o Rio de Janeiro (R$421,89). Já a elevação foi registrada apenas em Goiânia (R$366,38). A cesta mais cara do país foi a de São Paulo (R$437,42) e a cesta mais barata continua sendo a de Salvador (R$321,62).

A pesquisa mostrou ainda que, em julho, considerando o salário mínimo líquido, o trabalhador caruaruense desembolsou 28,39% da sua renda apenas com as despesas de alimentação. De acordo com o Ministério do Trabalho, ao considerarmos que a jornada oficial de trabalho é de 220 horas mensais, o trabalhador de Caruaru, no mês passado, precisou trabalhar 57 horas e 47 minutos para pagar o valor apresentado pela cesta básica.