Ação de cidadania do Programa Governo Presente chega a cidade de Toritama

Emissão da carteira de identidade e de trabalho, cortes de cabelo, testes de glicemia, aferição de pressão, tipagem sanguínea, elaboração de currículos e atendimentos do Programa Bolsa Família serão alguns dos serviços oferecidos gratuitamente, próxima terça – feira (04), em mais Ação de Cidadania do Programa Governo Presente. A ação acontecerá no Pátio de Eventos em frente a igreja católica e da Secretaria de Assistência Social das 8h às 12h.

A Ação de Cidadania é uma modalidade do Programa Governo Presente que tem como objetivo a oferta de garantia de direitos e cidadania às pessoas em situação de vulnerabilidade, coordenada pela executiva de Articulação Social da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ), em conjunto com parceiros públicos e privados. Nesta edição, a Prefeitura de Toritama é a grande parceira para juntos fortalecermos e elevar os números de serviços ofertados para beneficiar a população.

Na ocasião também serão realizados atendimentos, abordagens e divulgação do Núcleo de mediação de conflitos da Estação Caruaru, bem como, difusão do programas socioassistenciais, exames de prevenção do câncer de colo do útero, inscrições de jovens em cursos profissionalizantes, atendimentos da Celpe, cortes de cabelo, apresentações culturais entre outros.

Pernambuco simboliza compromisso de Lula com combate à pobreza

São Paulo 04/04/2016- Ex-Presidente Lula, durante entrevista a imprensa na sede do PT Nacional.
Foto: Paulo Pinto/Fotos Públicas

Lula é prova de que basta ter vontade política para melhorar a vida do povo brasileiro. Pernambuco é um dos símbolos do compromisso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com o combate à pobreza e à miséria.

Com as politicas públicas de transferência de renda, Lula e Dilma tiraram 39 milhões de brasileiros da miséria. Só no estado de Pernambuco, mais de 1,1 milhão de famílias eram atendidas mensalmente pelo Bolsa Família em 2016 e mais de 2 milhões de pessoas saíram da extrema pobreza desde 2011.

Para além dos números que impressionam, Lula foi o presidente que mais olhou pelo povo brasileiro. Ele viu e ouviu seus problemas de perto. Prometeu melhorias e cumpriu.

Em 2003, em seu primeiro ano como presidente, Lula reuniu 30 de seus 34 ministros e, em sua primeira viagem, conheceu áreas pobres de Teresina e de Recife. Um dos locais escolhidos foi a comunidade de Brasília Teimosa, em Recife, uma ocupação urbana localizada ao lado do bairro de Boa Viagem, um dos mais nobres da capital pernambucana.

Brasília Teimosa recebeu esse nome por ter surgido na mesma época da construção de Brasília. Todos os dias, os moradores eram retirados de lá e, no dia seguinte, “teimosamente’, voltavam a ocupar o local.

A ocupação foi crescendo e chegou à orla. Em 2003, os moradores “haviam construído suas casas sobre palafitas no mar. As pessoas viviam sob condição precária, insalubre, com dejetos no mar, rato e barata”, relembra o ex-prefeito de Recife João Paulo. Lula visitou casas, conversou com as pessoas e prometeu mudanças.

João Paulo conta que Lula levou toda a sua equipe de ministros para planejar o projeto. Três anos após a visita de Lula, em 2006, foram entregues as primeiras casas às famílias assentadas no processo de urbanização.

Bastou a decisão política de querer ajudar o povo que a mudança chegou. Foram feitos saneamento e esgoto para todo o bairro. Os equipamentos e equipes de saúde foram reforçados. Foi construída a avenida Brasília Formosa e ao menos 5 mil famílias foram auxiliadas na regularização fundiária em Brasília Teimosa.

Em Pernambuco, terra natal de Lula, os governos petistas entregaram mais de 83 mil moradias pelo programa Minha Casa Minha Vida e contrataram mais de 66 mil novas moradias, totalizando 148, 7 mil unidades.

Tony Gel tem agenda na feira do Boa Vista I e II

O deputado estadual Tony Gel (MDB), que concorre à reeleição, foi recebido pelos feirantes e compradores na tradicional feira do bairro Boa Vista I e II, enquanto cumpria agenda na manhã deste domingo (02) em Caruaru.

Acompanhado por integrantes da Onda Jovem ele percorreu os principais pontos da feira.

Tony Gel aproveitou a oportunidade para ouvir a população e reafirmar o compromisso em continuar lutando e trazendo benefícios para a região. “Vocês são a peça chave da economia de Caruaru, é através do empenho e trabalho de vocês que o nosso município cresce”, destacou o deputado, enquanto conversava com os presentes.

Seminário discute inovação e desenvolvimento sustentável, em setembro

O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), a Associação Brasileira de Desenvolvimento (ABDE) e a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) realizam no dia 13 de setembro, em São Paulo, o Seminário “Inovar para Transformar o Desenvolvimento Sustentável: Um ano do Lab”.

O Laboratório de Inovação Financeira (Lab) é pioneiro no país e foi criado em agosto do ano passado para impulsionar o debate e a criação no Brasil de ferramentas financeiras que permitam o avanço do desenvolvimento sustentável. Outro objetivo é fomentar a criação de instrumentos de investimento e de estruturas financeiras que maximizem a alavancagem do setor privado e que otimizem o uso de fundos doadores.

Rachel de Oliveira Sampaio de Andrade, advogada do escritório Marins Bertoldi, foi convidada para participar dos debates sobre Instrumentos Financeiros e Investimentos de Impacto. “O mercado de finanças sociais ainda gera dúvidas e estarei à disposição para atender os interessados no tema”, explica a especialista.

Mais informações sobre o evento podem ser obtidas no site http://abde.org.br/

Artigo – Empreendedor: a carreira da nova geração

*Por Eros Jantsch

Que a nova geração está mudando a forma como nos relacionamos com o mundo, nós já sabemos, mas essa “safra” de jovens está transformando, também, o mercado de trabalho. E, não apenas no sentido de buscar ambientes mais informais e flexíveis, ela está redefinindo o que sabíamos sobre carreira.

São pessoas que cresceram na era da Internet e que se encantam cada vez mais com os mantras “quero ser meu próprio patrão” ou “crie uma startup de sucesso”. A inspiração, é claro, vem dos tempos atuais, em que empresas como o Facebook, que é comandada por um jovem de 33 anos, Google, o Uber, Netflix, Airbnb e Spotify são exemplo de negócios empreendedores que deram certo.

As profissões tradicionais até podem seguir em pauta – mesmo porque muita gente ainda quer ser engenheiro, por exemplo, mas, aos poucos, o empreendedorismo começa a ganhar mais e mais espaço. Agora, surgem algumas perguntas: o ato de empreender pode ser considerado uma carreira? Como estar preparado para seguir essa opção? Terei que responder em etapas – Sim! Claro que é um caminho profissional, porém, que exigirá conhecimentos específicos para fazer isso dar certo – não só para abrir o negócio, mas para mantê-lo funcionando!

A cultura empreendedora é algo mais recente por aqui, no Brasil, e foi impulsionada, principalmente, pela crise econômica, que deixou milhares de pessoas sem um emprego formal e “obrigou” muitos a se aventurarem por conta própria. Entretanto, quem quer seguir uma carreira autônoma, dificilmente encontra em uma faculdade tradicional, a instituição que vai prepará-lo para isso.

Se analisarmos o conteúdo do que é lecionado em uma dúzia de universidades, vamos nos surpreender ao perceber que a maioria dos cursos de graduação brasileiros forma estudantes para seguirem trajetórias em empresas ou investir na carreira acadêmica. O tema empreendedorismo, quando muito, é tratando em atividades extracurriculares.

O problema da falta de preparo é que muita gente abre um negócio sem ter nenhuma noção de gestão e, aí, a chance de uma parcela grande terminar dentro da estatística do Sebrae – que diz que a taxa de mortalidade nas microempresas é de 45% nos dois primeiros anos de existência – é gigante.

Hoje, pouquíssimas instituições consideram a possibilidade dos seus alunos partirem para a carreira de empreendedorismo quando terminarem os seus cursos. A grande deficiência do ensino superior é justamente essa defasagem no conteúdo programático diante de novos tempos.

Por exemplo, no curso de odontologia, ter aulas sobre noções básicas de administração e fluxo de caixa, poderia ajudar muito o futuro dentista que vai abrir o seu consultório. Mas, infelizmente, ele só vai aprender tudo isso na prática, errando e, quem sabe, até falindo.

Se o empreendedorismo fosse considerado realmente uma alternativa profissional, aulas que tratem de assuntos essenciais para a sobrevivência de uma empresa seriam parte do grade curricular de todos cursos. Disciplinas que preparam para lidar com gestão de pessoas, contabilidade, obrigações fiscais e por aí vai, seriam no mínimo, parte opcional do currículo.

Com tanta gente empreendendo, é necessário mostrar para a nova geração que esse caminho é uma opção de carreira sim, mas que sem os conhecimentos essenciais, ela não vai decolar.

*Eros Jantsch é vice-presidente de Micro e Pequenos Negócios da TOTVS.

O Sebrae está com inscrições abertas para o Empretec

São seis dias de imersão com exercícios, jogos simulados, palestras e trabalhos para aprimorar o perfil de empreendedor, a partir de uma pesquisa sobre os dez comportamentos dos empreendedores de sucesso. Assim é o Empretec, programa criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e coordenado no Brasil pelo SEBRAE. Duas turmas estão com inscrições abertas, em Caruaru, informações no Sebrae 21038400 e, em Gravatá, no (81) 35334175/1699.

A inscrição é feita em duas fases. Na primeira, o candidato preenche um questionário. O perfil é avaliado e o candidato passa por uma entrevista. Caso seja aprovado, aí sim, é feita a inscrição definitiva, com investimento de R$600,00. Em Caruaru, as entrevistas vão acontecer de 17 a 20 de setembro e o workshop acontece de 24 a 29 de setembro. Em Gravatá, as entrevistas começam na segunda semana de outubro.

Realizado há 25 anos no Brasil, o Empretec já teve mais de dez mil turmas, com quase 260 mil participantes. O índice de satisfação, apontado nas pesquisas de avaliação, é muito alto porque 67% dos participantes disseram que aumentaram o lucro das empresas, 62% disseram que registraram aumento nas vendas, tudo depois da participação no workshop. Dos mais de 400 mil empretecos ( pessoas que participaram do seminário) no mundo, 258 mil são brasileiros, deixando o Brasil em posição de destaque em relação a outros países que realizam o seminário. Francisco Braga, analista de Sebrae, destaca a importância de fazer o workshop diante do “momento econômico e da grande concorrência, é preciso buscar um diferencial. O Empretec muda a cabeça do empresário, estimula as mudanças”.

Um dos segredos do sucesso do Empretec é a atualização da metodologia. “Isso faz com que o programa se renove e continue sendo eficaz em sua proposta. Buscamos sempre estar atualizados com as tendências de mercado e a realidade das empresas brasileiras, a fim de dar o melhor para fortalecer o empreendedorismo no Estado”, explicou Victor Hugo Gonçalves, um dos facilitadores do Empretec.

SERVIÇO

EMPRETEC

Inscrições em Caruaru e Gravatá. O processo tem várias etapas e a primeira é o preenchimento de questionário/formulário. Essa fase é gratuita.
Informações – Caruaru no Sebrae (81) 2103.8400 / Gravatá na CDL ou Sala do Empreendedor. (81) 3533.4175/1699
Investimento – Depois da entrevista. R$ 600,00 (3x no cartão)

Prefeitura de Caruaru lança cursos do projeto “Mulher Que Faz”

Nesta segunda-feira (03), a Prefeitura de Caruaru, através da Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM), estará promovendo a aula inaugural de lançamento dos cursos do projeto “Mulher Que Faz: Visibilidade e Trabalho Feminino”, oferecido pela SPM, através do Programa Qualifica Caruaru. O evento será às 14h, no auditório do Campus II, da ASCES-UNITA, e contará com a presença das alunas beneficiadas. A solenidade marcará o início dos cursos gratuitos de formação de qualificação profissional e sociopolítica para 100 mulheres nos segmentos de culinária, corte e costura e cabeleireiro, em bairros e comunidades da zona urbana e rural no município.

Serviço:

O quê? Lançamento do dos cursos do projeto “Mulher Que Faz”.

Quando? Segunda-feira, 03 de setembro.

Onde? Auditório do Campus II, da ASCES UNITA,

Horário? 14h

Caruaru atinge 98% das crianças vacinadas contra pólio e sarampo

Antes mesmo de finalizar o último dia da Campanha de Vacinação contra Poliomielite e Sarampo, no sábado (1º), a Secretaria de Saúde de Caruaru já ultrapassou a meta do Ministério da Saúde, que é de 95%, vacinando, até o momento, 98% das crianças de um a menores de cinco anos.

Foram aplicadas 19.782 doses para pólio e 19.749 para sarampo, o que equivale, a 98,36% e 98,20%, respectivamente. Até às 17h, o Centro de Saúde Ana Rodrigues, localizado no bairro São Francisco, irá receber as crianças da faixa etária alvo da campanha para tomar as doses da vacina.

“Os pais e responsáveis entenderam o nosso recado e trouxeram os filhos para tomar a vacina. Outro fato importante foi a parceria com a Secretaria de Educação que atuou junto com as equipes de saúde levando a vacinação para dentro das creches do município. Isso também contribuiu para ultrapassarmos a meta e, se possível, chegar aos 100% até o fim do dia de hoje”, explicou a gerente geral da Atenção Básica, Lillian Leite.

A vacinação contra a pólio e o sarampo oferece uma proteção eficaz e segura diante do cenário epidemiológico que o Brasil está enfrentando com muitos casos de sarampo no país, ocasionando mortes em crianças e o risco da reintrodução da paralisia infantil através da Venezuela.

Foto: Janaina Pepeu

Atletas de Caruaru disputam nos XVII Jogos Escolares Municipais

Os estudantes caruaruenses já entraram nas disputas pelos XVII Jogos Escolares Municipais de Caruaru. As competições iniciaram no último sábado (25) com as modalidades de xadrez, no Colégio Criativo e continuaram nesta semana com a bocha paralímpica, no Colégio Construtivo, e o futsal nos colégios Municipal e Altair Porto (que seguem na próxima semana). Neste sábado, 1º de setembro, as disputas estão acontecendo pelas modalidades do tênis de mesa, no Ginásio Municipal, e pelo judô, no Polo Comercial.

A emoção da vitória e o espírito esportivo de competição, assim como a superação dos limites físicos e emocionais têm entrado em quadra a cada disputa. Foi assim com os paratletas cadeirantes da bocha paralímpica Lucas de Andrade, primeiro lugar na categoria “BC-1”, e Letícia Karoline dos Santos, que ganhou na categoria “BC-2”. “A emoção é muito grande para mim, que estou disputando pela primeira vez nos Jogos Escolares e já conquistei o primeiro lugar”, destacou Lucas, que disputou pelo GGE.

Apesar da timidez, Letícia competiu com bravura e comemorou a vitória. A mãe, emocionada, não se conteve em demonstrar a alegria de ver a filha entrar na disputar e sair vitoriosa. “É muito bom ver minha filha competindo e alcançando bons resultados. Fico orgulhosa de ver que a participação dela incentiva outros atletas”, destacou Rosicleide dos Santos, mãe de Letícia Karoline, que competiu pela segunda vez nos JEMC, representando a Escola Municipal Laurentino dos Santos.

Das disputas do xadrez, que aconteceram no último sábado (25), saíram vencedores: José Thiago (Colégio Alternativo – pré-mirim “B” masculino); Gabriela Tavares (Colégio Criativo – pré-mirim “B” feminino); José Mateus (Colégio Alternativo – pré-mirim “C” masculino); Lucas Vasconcelos (Colégio Batista – mirim masculino); Raquel Araújo (Colégio Criativo – mirim feminino); Luiz Felipe (Colégio Alternativo – infantil masculino); Hevile Quézia (Colégio Batista – infantil feminino); Adeton Feitosa (Colégio Elizete Lopes – juvenil masculino) e Ângela Santos (Colégio Elizete Lopes – juvenil feminino).

Nesta edição, os JEMC superaram também em números, se comparados a edição do ano passado, com mais de 5000 atletas inscritos de mais de 80 instituições de ensino participantes. Em 2017 foram mais 4.000 alunos de 69 instituições. Os estudantes participantes são das redes municipal, estadual, particular e federal. As competições são em 14 modalidades, nas categorias pré-mirim, mirim, infantil e juvenil, no feminino e masculino, sendo elas: futsal, futebol de campo, voleibol, vôlei de praia, handebol, basquetebol, natação, atletismo, judô, karate, xadrez, tênis de mesa, badminton e bocha paralímpica.

Os embates estão previstos para acontecer nos períodos da manhã e tarde, no Ginásio Municipal de Esportes, Escola Municipal Altair Porto, Escola Municipal Laura Florêncio, ASCES, AABB, Colégio Criativo, GGE, Polo Comercial de Caruaru, na pista de atletismo e no campo de futebol do Colégio Municipal Álvaro Lins. Assim como foi no ano passado, nesta edição também serão oferecidos os festivais esportivos, para possibilitar a participação de alunos do Ensino Fundamental I (do 1° ao 5° ano) como forma de promover a iniciação para a prática esportiva.

Os JEMC terão duração média de 45 dias e contarão com a inserção de paratletas em diversas modalidades. O evento esportivo é considerado o mais importante do interior de Pernambuco e tem a realização da Prefeitura de Caruaru, através das secretarias de Educação e de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, através da Gerência de Esportes e Lazer.

Alunos de Enfermagem da UNINASSAU realizam visita técnica à IV Geres

Estudantes do quarto período do curso de Enfermagem da Faculdade UNINASSAU Caruaru vão realizar, no próximo mês de setembro, uma série de visitas técnicas à IV Geres (Gerência Regional de Saúde), que gerencia a Vigilância em Saúde dos 32 municípios que compõe a Regional, sediada em Caruaru. A atividade será vivenciada pela disciplina de Vigilância em saúde, acompanhada pelo professor Efraim Naftali, que também é o gerente regional das vigilâncias da IV Geres. A visita tem como objetivo mostrar o funcionamento e fluxo das vigilâncias em saúde, e sua relevância para a promoção da saúde da população.

A coordenadora do curso de Enfermagem da UNINASSAU Caruaru, Kelly Pessôa, explica que, diante de um novo contexto que a saúde está inserida, em que diferentes estratégias e tecnologias são incorporadas às ações de saúde pública, a vigilância em saúde passa a ser entendida como um processo contínuo e sistemático de coleta, consolidação, disseminação de dados sobre eventos relacionados à saúde. “Isso reforça a importância da visita, já que a vigilância visa do planejamento a implementação de medidas de saúde pública para a proteção da saúde da população, a prevenção e controle de riscos, agravos e doenças, bem como para a promoção da saúde”, destaca.

O professor da UNINASSAU, Efraim Naftali, ressalta o objetivo principal dessas visitas. “A visita técnica busca mostrar aos alunos como funcionam o controle de doenças transmissíveis como dengue, malária, hepatites virais, doenças imunopreveníveis (que tem como objetivo prevenir e manter sob controle as doenças passíveis de imunização), leishmaniose, hanseníase e tuberculose. Mostra ainda como funciona o Programa Nacional de Imunizações (PNI) para a região de saúde, por exemplo, além de outras atribuições da Gerência, seus processos cotidianos na prática, entre outros aspectos”, destaca.

/**/