Revalida: prazo para candidatos entrarem com recursos é prorrogado

O prazo para solicitar recursos na prova de habilidades clínicas do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos (Revalida), para médicos formados no exterior, foi prorrogado para esta sexta-feira (30). Os candidatos poderão pedir alteração nos padrões esperados de procedimento até as 23h59 (horário de Brasília). Para entrar com recurso, é necessário acessar o sistema do Revalida e fazer login em “Acompanhe sua inscrição”.

Nas provas realizadas nos dias 17 e 18 de novembro, os candidatos tiveram de percorrer dez estações dentro do hospital para resolução de tarefas sobre investigação de história clínica, interpretação de exames complementares, formulação de hipóteses diagnósticas, demonstração de procedimentos médicos e aconselhamento a pacientes ou familiares.

/**/

Desemprego recua para 11,7% no Brasil

A taxa de desemprego no Brasil recuou para 11,7% no trimestre encerrado em outubro. O índice caiu 0,6 ponto percentual em comparação ao trimestre anterior (maio/julho). De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população desempregada soma 12,4 milhões de pessoas, 4% (517 mil) a menos que o total registrado no período terminado em julho.

Com esse resultado, o Brasil registra a sétima queda mensal seguida do desemprego e a taxa mais baixa desde o trimestre terminado em julho de 2016, quando foi de 11,6%. As informações fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad Contínua).

IBGE: Pernambuco tem a menor taxa de mortalidade infantil do Norte/Nordeste

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quinta-feira (29.11) a “Tábua completa de mortalidade para o Brasil – Breve análise da evolução da mortalidade”. O estudo, além de divulgar os níveis e padrões de mortalidade da população brasileira, é utilizado pela previdência social do país. De acordo com a análise, Pernambuco alcançou a menor taxa de mortalidade em toda a série histórica, tendo o menor índice do Norte e Nordeste e ficando na 9º colocação no Brasil. De acordo com o IBGE, a taxa do Estado ainda é melhor do que a média nacional.

Segundo a análise, para cada 1 mil crianças nascidas vivas, 12,1 podem falecer antes do primeiro aniversário em Pernambuco. No Brasil, a probabilidade é de 12,8 para cada mil nascidos vivos. Outro dado no balanço é a expectativa de vida ao nascer. A de um pernambucano é de 74,3 anos, de acordo com o IBGE, ficando na 2º colocação do Nordeste e a 13º do Brasil. No levantamento anterior a expectativa no Estado era de 73,9.

O IBGE afirma no documento que a análise é proveniente de uma projeção da mortalidade a partir da tábua de mortalidade construída para o ano de 2010, na qual foram incorporados dados populacionais do Censo Demográfico 2010, estimativas da mortalidade infantil com base no mesmo levantamento censitário e informações sobre notificações e registros oficiais de óbitos por sexo e idade.

DADOS – Além do IBGE, o Ministério da Saúde (MS) adota outra metodologia para o cálculo da taxa de mortalidade infantil. Os números apresentados pelo Instituto foram calculados a partir de uma projeção, tomando como base o número de óbitos e de nascidos vivos em 2010, portanto dados indiretos. Já o Ministério usa como parâmetro os dados do ano em análise. Por essa metodologia, nos últimos dez anos, a taxa de mortalidade infantil em Pernambuco teve uma queda acumulada de 35,1%, passando de 20,1 em 2007 para o patamar atual de 13,7 – menor índice de mortalidade infantil da história da saúde pública no Estado.

Analisando a série histórica, no período específico entre 2015 e 2016, foi registrado um aumento da Taxa de Mortalidade Infantil, apesar de uma redução de 3,4% no número de óbitos infantis (foram 2.264 óbitos de menores de 1 ano em 2015, contra 2.188 em 2016). Este fato sofreu o efeito da redução de 8,4% no número de nascidos vivos de mães residentes no Estado, já que a taxa é obtida a partir do número de óbitos de crianças menores de um ano de idade dividido pelo número de nascidos vivos multiplicado por 1.000. Assim, a taxa de mortalidade aumenta se o número de nascidos vivos diminui. É importante ressaltar que, nesse período, o Estado registrou uma epidemia da Síndrome Congênita do Zika Vírus (SCZ) e o desconhecimento dos seus efeitos, acrescido dos fatores condicionantes para ocorrência dos óbitos infantis, pode justificar, em parte, o aumento da taxa em 2016.

“Os dados positivos tanto da redução da mortalidade infantil, como do aumento da expectativa de vida, são reflexo da efetividade das políticas públicas implantadas pelo Governo Paulo Câmara o objetivo da melhoria da qualidade da assistência à saúde”, ressalta o secretário Iran Costa.

Entre as ações do Governo de Pernambuco que foram fundamentais para a expressiva redução da taxa de mortalidade infantil, está o Programa Mãe Coruja, presente em 105 municípios pernambucanos. Além disso, destaca-se a qualificação da rede materno-infantil, com o estímulo ao parto normal, a ampliação de acesso aos métodos contraceptivos e a formação contínua dos profissionais da rede. Ao mesmo tempo, o Governo do Estado tem atuado na implantação do pré-natal de alto risco na rede própria, principalmente no Interior, nos hospitais regionais e nas Unidades Pernambucanas de Atenção Especializada (UPAEs), com o objetivo de qualificar a assistência ao pré-natal de alto risco e assim reduzir o número de internamentos excessivos por conta de problemas durante a gestação.

Caruaru recebe ações do Dezembro Vermelho

Será lançada, neste sábado (1º), a campanha Dezembro Vermelho, em Caruaru. A iniciativa visa promover atividades direcionadas ao enfrentamento do HIV/AIDS e outras infecções sexualmente transmissíveis (ISTs).

A campanha terá foco na prevenção, assistência, proteção e promoção dos direitos humanos dos pacientes. No município, as ações serão realizadas pela Secretaria de Saúde, por meio do Programa Municipal de IST/HIV/AIDS e Hepatites virais e seguirão até o dia 21 de dezembro.

A programação conta com palestras educativas, testes rápidos, simpósio, CTA Itinerante e um ônibus especial com ações e testes rápidos no centro de Caruaru.

Confira a programação completa:

1º/12

Dia Mundial: Ação de panfletagem nas feiras do Parque 18 de Maio

03/12

Atividade educativa no Hospital Santa Efigênia

Café da manhã e roda de conversa com os residentes de medicina e depoimento de paciente que convive com o HIV, no SAE.

04 e 05/12

Simpósio Multidisciplinar em HIV/AIDS

07/12

Atividade educativa no Hospital Mestre Vitalino (funcionários)

10/12

Atividade com os arte-educadores no SAE

11/12

CTA Itinerante na Feira de Gado

Roda de conversa com equipe multidisciplinar no SAE

12/12

CTA Itinerante no 4º BPM

13/12

Ônibus itinerante no Marco Zero

17/12

Roda de conversa com a enfermagem do SAE

18/12

Atividade educativa no Hospital Mestre Vitalino (acompanhantes)

21/12

Atividade educativa na APODEC

Severino Vitalino volta para a UTI do HMV


Jaciara Fernandes

Segue internado no Hospital Mestre Vitalino (HMV), o artesão Severino Vitalino, que, devido a uma infecção nos pulmões, precisou voltar para a UTI Coronariana, na manhã de ontem (29). Até o fechamento desta matéria, o paciente encontrava-se sedado e entubado, porém, o quadro é considerado estável, ou seja, sem alteração.

De acordo com Esther Vitalino, neta mais velha do artesão e que acompanha de perto o estado de saúde do avô, a família está apreensiva, mas muito confiante. “Após 10 dias de internação, a notícia aguardada por todos nós era que ele recebesse alta e não retornar para a UTI Coronariana. Mas, vamos seguindo orando e com pensamentos positivos”, comentou Esther. Ainda segundo ela, Severino teria se sentiu mal e após um exames médicos foi constatado falta de oxigênio no cérebro. Com essa mudança no quadro, o paciente foi levado para a Sala Vermelha e posteriormente para a UTI.

O artesão tem 78 anos foi submetido a uma cirurgia de revascularização do miocárdio, conhecida popularmente como ‘ponde de safena’, no dia 8 de novembro. Ficou sob os cuidados da UTI por 10 dias, quando foi encaminhado para um quarto, e desde então não recebeu alta, sendo que na última semana ele começou a se alimentar através de sonda diante de reclamação de fortes dores. No início desta semana, o paciente passou por um exame de tomografia.

Quanto à cirurgia, segundo Esther, ele se recupera dentro do esperado e que a fragilidade apresenta nos pulmões não esperada. “Por nunca ter fumando, acredita-se que esse problema pulmonar tenha sido resultado de muitos anos inalando fumaça com a queima das peças de barro que produz”, pontuou.

GGE arrecada brinquedos e alimentos para ação solidária de Natal

O fim de ano das famílias carentes do sertão pernambucano será transformado pela solidariedade. O Grupo Gênese de Ensino (GGE), através do Serviço de Orientação Educacional e Psicológica (SOEP), está arrecadando brinquedos novos ou/usados e alimentos não perecíveis para a ação “Natal Solidário 2018” que irá beneficiar os projetos Anjos Multiplicadores e Natal Sertanejo.

“Estamos nos aproximando de um momento muito importante do nosso calendário: o Natal. Este é um período em que a gente se confraterniza, presenteia os amigos e fica mais próximo um do outro. É muito importante trazer esse momento e esse clima para o ambiente escolar. Por isso, estamos desenvolvendo mais uma ação do projeto social GGE Solidário em parceria com duas instituições sérias e de credibilidade que nós já trabalhamos em anos anteriores”, explica a gestora pedagógica da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I, Anabelle Veloso.

O GGE Solidário é desenvolvido ao longo de todo ano letivo nas cinco unidades GGE, localizadas em Recife, Aldeia e Caruaru. O projeto tem como objetivo principal incentivar os alunos a refletir sobre a importância dos princípios de caridade e solidariedade e a praticá-los no cotidiano da vida escolar como aspecto fundamental para formação social e cidadã.

Onyx fecha equipe da Casa Civil com Manato, Leonardo Quintão e Abraham Weintraub

O futuro ministro da Casa Civil no governo de Jair Bolsonaro (PSL), Onyx Lorenzoni (DEM), fechou a formação da equipe que o ajudará na relação com o Congresso Nacional. O coordenador do governo de transição escalou dois parlamentares e um economista para auxiliá-lo.

Caberá ao deputado Carlos Manato (PSL-ES) o comando da Secretaria Especial para a Câmara. Já a Secretaria Especial para o Senado ficará sob a responsabilidade do deputado Leonardo Quintão (MDB-MG). O economista Abraham Weintraub, professor da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e integrante da equipe de transição, será o secretário-executivo da Casa Civil.

Manato está em seu quarto mandato na Câmara, disputou o governo do Espírito Santo, mas não foi eleito. Sua mulher, Soraya Manato (PSL-ES), foi eleita deputada. Em seu terceiro mandato, Quintão não conseguiu se reeleger. Weintraub está há cerca de dois anos na equipe de Bolsonaro, dedicando-se principalmente ao estudo de propostas de reforma da Previdência.

De acordo com o futuro secretário especial para a Câmara, Weintraub cuidará da parte burocrática da Casa Civil e foi indicado por ser uma pessoa de confiança de Bolsonaro. Manato diz que a escolha do economista não tem relação com as negociações futuras para a aprovação da reforma da Previdência.

Divisão de papéis

O anúncio do general Carlos Alberto dos Santos Cruz para a Secretaria de Governo, posto ocupado por Carlos Marun no atual governo de Michel Temer, suscitou rumores de que o papel de Onyx no governo está sendo “esvaziado”.

Manato afirma que a criação das secretarias tem o objetivo de dar “uma atenção especial ao Congresso” e não diminuirá os poderes do futuro ministro à frente da Casa Civil. “Ele cuidará do mundo político como um todo, será o grande líder”, disse.

Para o deputado, o futuro ministro ficaria sobrecarregado se tivesse de cuidar da articulação com todo o Congresso Nacional. “Foi feita essa divisão porque seria impossível para o Onyx cuidar de tudo sozinho. Há muito para fazer e não vai faltar trabalho para ninguém”, afirmou.

Relacionamento estreito

A Casa Civil, afirma Manato, vai se concentrar no relacionamento com o Congresso e com a sociedade civil. A definição e o acompanhamento da pauta legislativa do governo estarão entre as maiores prioridades. A pasta não atuará, porém – como tem sido a tradição – no relacionamento entre os diversos órgãos de governo: ministérios, estatais, agências reguladoras, etc. Essa parte ficará com a Secretaria de Governo.

Segundo Manato, os futuros ministros que atualmente são parlamentares também vão ajudar no estreitamento da relação do Executivo com o Legislativo, como Tereza Cristina (DEM-MS), indicada para a Agricultura pela bancada ruralista, Osmar Terra (MDB-RS), apoiado por várias frentes parlamentares para a pasta da Cidadania, e Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS), cujo nome foi indicado para o Ministério da Saúde pela frente parlamentar da saúde.

Promessa de diálogo

O futuro secretário especial disse que Bolsonaro não quer se envolver na eleição das presidências da Câmara e do Senado. “Se nos envolvermos, nós podemos pecar”, afirmou. Segundo ele, o governo vai se mobilizar apenas na escolha das lideranças. Segundo o deputado capixaba, o próximo governo terá muito diálogo com o Congresso.

Manato descartou ainda haver qualquer mal-estar com a bancada evangélica após Bolsonaro não nomear indicados pelo grupo para a Esplanada. “Não vejo razão para críticas. O Marcelo Álvaro Antônio [futuro ministro do Turismo] é Maranata [denominação de uma igreja evangélica], como eu também sou. Há vários evangélicos no governo. Entendo que os evangélicos já estão contemplados”, afirmou.

Mal-estar com evangélicos

Ontem o deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), um dos líderes da bancada, cobrou explicações de Bolsonaro sobre a não nomeação de um dos três nomes apresentados pela frente parlamentar a Bolsonaro a pedido do próprio presidente.

“Quem pediu foi o próprio presidente Jair Boslonaro. Então ele é quem tem que explicar como é que ele pede nome e decide por outro, quais foram os critérios que ele usou e decidiu sem comunicar ninguém. Aí é com ele”, disse Sóstenes ao Congresso em Foco. “Para nós [deputados], ele vai ter que explicar na hora dos votos no ano que vem”, disse.

Os evangélicos haviam sugerido os deputados Marco Feliciano (Podemos-SP), Ronaldo Nogueira (PTB-RS) e Gilberto Nascimento (PSC-SP). Hoje, porém, a bancada divulgou nota baixando o tom da insatisfação, reiterando apoio ao presidente eleito e negando que tenha havido clima de mal-estar por conta do episódio.

Artigo – Somos todos brasileiros

Após o término do processo eleitoral de 2018, marcado por uma intensa batalha de argumentos e polêmicas, especialmente nas redes sociais, são necessárias posições que ajudem o povo brasileiro. Durante a campanha, os comportamentos dos candidatos contribuíram para aumentar as polêmicas. A falta de análise dos principais problemas do País também foi destaque nesse processo. Surgiram atos de violência, acusações e notícias falsas, influenciando os ânimos e a tomada de decisões.

Enfim, os dias se passaram e o pleito decorreu em paz. Como dizem alguns, agora estamos vivendo o rescaldo das eleições, período no qual perguntas e indefinições sobre os destinos do País são diversas.

Apesar de tudo somos todos brasileiros. Existe um anseio geral para que o nosso País se desenvolva bem, esperamos ter uma economia estável, desejamos diminuir os índices de desigualdade – que são extremos – e carecemos de um fortalecimento do sistema educacional. Necessita-se reduzir o déficit habitacional, pois ainda temos muita gente sem casa para morar.

Entre outros desafios, apresenta-se o alto nível de desempregados, e o ser humano sem emprego tem a sua dignidade afetada. Carecemos de segurança, os pais precisam perder o medo de que seus filhos não voltem para casa, precisamos de liberdade para ir e vir, para acreditar e não acreditar, liberdade para expressar opiniões e não ter medo de represálias.

Sendo assim, precisamos nos unir como brasileiros e buscar o bem comum, lembrando sempre de ajudar os pobres, apoiar aqueles que sofrem, lembrar das crianças e daqueles que estão no processo de formação. Atender os idosos em suas carências, físicas e mentais. Sem falar que ainda temos índices alarmantes de desigualdade no Brasil – é o décimo País mais desigual do mundo, segundo o Relatório de Desenvolvimento Humano (RDH), elaborado pelas Nações Unidas.

Cabe às principais categorias desse País darem a sua contribuição para que as melhorias atendam a todos. Aos professores e professoras, cabe o bom ensino; aos políticos, cabe a boa política, sem negociações fraudulentas, sem corrupção e injustiças; aos médicos, cabe os verdadeiros cuidados com os pacientes; aos militares, cabe a boa defesa do País e dos cidadãos.

Às famílias, por sua vez, cabe seguir os princípios e valores ensinados pelos antigos; à religião, cabe ser pura e sem interesses dúbios; aos trabalhadores, cabe o compromisso pelo desenvolvimento do País.

Somos todos brasileiros em busca de uma cultura de paz que ultrapasse os interesses pessoais e se estenda para o bem comum. Devemos sonhar e buscar um País melhor, onde o bem-estar de toda a população seja um compromisso de todos.

Esse texto parece utópico, sendo que não leva em conta as diferentes ideologias que permeiam o contexto social brasileiro, mas se não sonharmos ou trabalharmos por um País melhor, não seremos todos pertencentes à mesma nação.

Autor: Cícero Bezerra é coordenador do curso de Teologia Bíblica Interconfessional do Centro Universitário Internacional Uninter.

Estudantes do curso de Direito realizam visitas técnicas em Caruaru

Estudantes do curso de Direito da Faculdade UNINASSAU, em Caruaru, realizaram diversas visitas técnicas durante o mês de novembro. Os discentes puderam conhecer a rotina de trabalho e como funciona a Justiça Comum Estadual (Fórum) e o Ministério Público, em Caruaru. Durante as visitas, os alunos conheceram a estrutura física e dialogaram com servidores e promotores.

A coordenadora do curso de Direito da UNINASSAU Caruaru, Teresa Tabosa, ressalta que a essas visitas técnicas têm como objetivo principal aproximar o estudante de Direito com a realidade profissional no início da sua formação. ‘’Elas ajudam também a torná-los profissionais qualificados quando estiverem atuando em suas respectivas áreas do Direito’’, destaca a coordenadora.

Estudante do curso, Ezequias Belo destaca o aprendizado adquirido durante as visitas. ‘’Elas contribuíram muito para nosso conhecimento e desenvolvimento. Ter contato com esse universo nos estimula e nos proporciona sensações diversas no sensitivo e cognitivo’’, afirma. ‘’A UNINASSAU está sendo assertiva em promover esses momentos para os alunos. Essa atitude, com certeza, está proporcionando o alinhamento dos conhecimentos adquiridos em sala com a realidade prática, plantando logo no início a semente do querer saber e conhecer’’, conclui o discente.

Prefeitura de Caruaru inicia requalificação do Mercado de Carne do Juá

A Prefeitura de Caruaru, por meio da Secretaria de Urbanismo e Obras (SEURB), iniciou, na última quarta-feira (28), as obras de requalificação do Mercado de Carne do Juá, 2º distrito da cidade.

Sua estrutura interna será demolida, dando espaço para a construção de um novo telhado, novas tarimbas de carne, com espaços totalmente padronizados, além de uma nova parte elétrica.

A previsão é que em até 40 dias a reforma seja concluída.