Campeonato Pernambucano de Futebol de Botão chega à etapa final

O Caruaru Shopping sediará, nos dias 15 e 16 de dezembro, a final por equipes do Campeonato Pernambucano de Futebol de Botão, modalidade dadinho 9×3. Os jogos serão realizados no Pavilhão de Eventos, de acordo com o horário de funcionamento do centro de compras e convivência, isto é, no sábado, das 10h às 22h, e, no domingo, das 10h às 20h. A realização é da Federação Pernambucana de Futebol de Mesa (FPEFM).

Nesta final do campeonato estarão presentes só os melhores atletas de cada clube. As equipes participantes são a AABB Caruaru, Sport Recife, Santa Cruz, Unimesa e Olinda. Quem desejar assistir às partidas, a entrada será gratuita.

De acordo com Will Barreto, um dos representantes da Federação Pernambucana de Futebol de Mesa, trata-se de um torneio realizado por equipes, onde cada clube enfrentará outros numa sequência de quatro jogos. “O clube que tiver o maior número de vitórias se consagrará campeão pernambucano”, afirmou. “A AABB Caruaru é a atual campeã e defenderá o título em busca do bicampeonato”, completou Walace Carvalho, gerente de Marketing do Caruaru Shopping.

O centro de compras e convivência está localizado na Avenida Adjar da Silva Casé, 800, Indianópolis.

Poupança tem menor captação para meses de novembro em três anos

Depois de registrar retiradas expressivas de recursos em outubro, a caderneta de poupança voltou a atrair o interesse dos brasileiros em novembro. Os depósitos, no entanto, estão em níveis mais baixos que em outros anos. No mês passado, a captação líquida – depósitos menos retiradas – somou R$ 684,5 milhões, informou hoje (4) o Banco Central. O resultado é o mais baixo para meses de novembro desde 2015, quando os resgates tinham superado os ingressos (retirada líquida) em R$ 1,3 bilhão.

No acumulado do ano, a poupança continua registrando desempenho positivo. De janeiro a setembro, a caderneta teve captação líquida de R$ 23,65 bilhões. Esse foi o melhor resultado para o período desde 2013, quando a aplicação tinha registrado captações líquidas de R$ 59,84 bilhões de janeiro a novembro.

Até 2014, os brasileiros depositavam mais do que retiravam da poupança. Naquele ano, as captações líquidas chegaram a R$ 24 bilhões. Com o início da recessão econômica, em 2015, os investidores passaram a retirar dinheiro da caderneta para cobrirem dívidas, num cenário de queda da renda e de aumento de desemprego.

Em 2015, R$ 53,57 bilhões foram sacados da poupança, a maior retirada líquida da história. Em 2016, os saques superaram os depósitos em R$ 40,7 bilhões. A tendência inverteu-se em 2017, quando as captações excederam as retiradas em R$ 17,12 bilhões.

Parte da retirada dos recursos pode ser explicada pelo aumento recente da inflação, que corroeu os rendimentos da caderneta. Nos 12 meses terminados em novembro, a poupança rendeu 4,29%. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que funciona como uma prévia da inflação oficial, acumula 4,39% no mesmo período. Amanhã (7), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga o IPCA cheio de novembro.

Agência Brasil

Mercosul e UE retomam negociação com expectativa de acordo até março

Ministros das Relações Exteriores de países que formam o Mercosul (Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai, pois a Venezuela está temporariamente suspensa) anunciaram hoje (6) que haverá uma nova rodada de negociações entre o bloco e a União Europeia para tratar de um possível acordo de livre comércio. A reunião será em Montevidéu (Uruguai) na próxima semana.

Os ministros das Relações Exteriores do Uruguai, Rodolfo Nin Novoa, da Argentina, Jorge Faurie , do Brasil, Aloisio Nunes e do Paraguai, Luis Alberto Castiglioni, se reúnem em Brasília, para discutir detalhes do acordo de livre comércio que vem

Participaram da reunião, os chanceleres Aloysio Nunes Ferreira (Brasil), Rodolfo Nóvoa (Uruguai), Jorge Faurie (Argentina) e Luis Alberto Castiglioni (Paraguai).

O chanceler uruguaio, Rodolfo Nóvoa, disse que a expectativa é que as negociações sejam concluídas até março de 2019. O prazo, segundo ele, corresponde a uma “janela de oportunidade” antes das mudanças previstas no Parlamento Europeu.

Nóvoa fez a análise após a primeira etapa da reunião no Palácio do Itamaraty. As conversas irão até o fim da tarde.

O Mercosul e a UE discutem, desde 1999, um amplo acordo de associação, incluindo o tratado de livre comércio, embora as negociações tenham ficado completamente estagnadas entre 2004 e 2010 e só tenham sido retomadas em 2016.

Há divergências em pontos referentes à indústria automobilística e ao acesso aos mercados de produtos como a carne bovina, o açúcar e os produtos lácteos.

Agência Brasil

Damares assumirá Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos

A advogada Damares Alves assumirá o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos. O nome foi anunciado hoje (6) pelo ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni, confirmado para a Casa Civil. Assessora do senador Magno Malta (PR-ES), Damares comandará a pasta que será criada no governo de Jair Bolsonaro, a partir de janeiro.

O novo ministério também vai agregar ainda Fundação Nacional do Índio (Funai), responsável pela demarcação de terras indígenas e políticas voltadas para esses povos.

Com este anúncio, a equipe ministerial já conta com 21 ministros. Segundo Onyx Lorenzoni, o presidente eleito continua refletindo sobre a escolha para o Ministério do Meio Ambiente, a última pasta a ter o titular definido.

Apoiada por setores evangélicos, Damares Alves, que também é pastora, afirmou que terá como prioridade as políticas públicas para mulheres. Segunda ela, o objetivo é avançar nas metas que ainda não foram alcançadas e propôs um pacto nacional pela infância.

“A pasta é muito grande, muito ampla e agora a gente está trazendo para a pasta a Funai. Nós vamos trazer para o protagonismo políticas públicas que ainda não chegaram até às mulheres, e às mulheres que ainda não foram alcançadas pelas políticas públicas.”

De acordo com Damares Alves, a prioridade será para a “mulher ribeirinha, a mulher pescadora, a mulher catadora de siri, a quebradora de coco”. “Essas mulheres que estão anônimas e invisíveis, elas virão para o protagonismo nessa pasta. Na questão da infância, vamos dar uma atenção especial, porque está vindo para a pasta também a Secretaria da Infância, e o objetivo é propor para a Nação um grande impacto pela infância, um pacto de verdade pela infância”, disse.

Funai
A futura ministra negou que dificuldades e controvérsias envolvendo a Funai serão problemas. “Funai não é problema neste governo, índio não é problema. O presidente só estava esperando o melhor lugar para colocar a Funai. E nós entendemos que é o Ministério dos Direitos Humanos, porque índio é gente, e índio precisa ser visto de uma forma como um todo. Índio não é só terra, índio também é gente”, afirmou.

Pela manhã, indígenas de diversas etnias, vinculados à Articulação de Povos Indígenas do Brasil (Apib), estiveram no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) e protestaram contra a desvinculação da Funai do Ministério da Justiça.

Os indígenas entregaram uma carta a integrantes do governo de transição. Dois representantes do grupo se reuniram com integrantes do futuro governo. Segundo os indígenas, a manutenção da autarquia na pasta da Justiça daria mais segurança na defesa de seus direitos.

Agência Brasil

Dezembro de chuvas no Sertão

O mês de dezembro começou com chuvas fortes no Sertão pernambucano. O Instituto Nacional de Meteorologia emitiu um alerta de chuvas intensas para a região do Araripe e do Pajeú, com possibilidade de ventanias, quedas de árvores e descargas elétricas. Embora os meteorologistas digam que é comum ocorrer grandes precipitações na região “de uma só vez”, há quem acredite que a abundância de água é sinal de fartura no fim de ano. De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac), a tendência é de que as nuvens se dissipem em três dias.

Em Petrolina, a 712 km do Recife, onde choveu 37,7mm em 24 horas mais do que toda a precipitação prevista para o mês, foram registradas diversas ocorrências, como alagamentos de ruas, queda de árvores sobre veículos e muitas pessoas desabrigadas. Em Moreilândia (região do Araripe) e Cabrobó, nos últimos cinco dias choveu 20% a mais do que o dobro previsto para dezembro.

“Dois sistemas meteorológicos estão provocando essas fortes chuvas no Sertão do estado. O primeiro é uma zona de convergência do Atlântico Sul, que forma um corredor de umidade da Amazônia até o oceano. Ele dura de seis a oito dias (o registro inicial de chuvas intensas foi no dia 1º de dezembro). O outro é o vórtice ciclônico de altos níveis formado em consequência do primeiro, que tem duração de cinco a sete dias. Uma das características deles é que as chuvas não são contínuas, mas em formato de pancadas. Também formam nuvens intensas (altas e escuras), que ficam bastante carregada no fim da tarde/início da noite”, explicou o meteorologista da Apac, Thiago do Vale.

Segundo ele, a maior precipitação se deu no município de Trindade, a 665 km do Recife, na região do Araripe, quando choveu 65mm entre as 9h da última terça e às de ontem. Em São José do Belmonte, caiu 50mm de água nessas mesmas 24 horas. No caso de Petrolina, o índice de 37,7mm registrado pela Apac é 5% maior que a média histórica do mês de dezembro. Ainda de acordo com a agência, 57 municípios do Sertão pernambucano foram atingidos pelas fortes chuvas, sobretudo região do Araripe.

“Por enquanto, não há alerta de chuva forte para nenhuma área de Pernambuco. A tendência agora é de que as precipitações continuem enquanto os sistemas estiverem ativos mas diminuam até que eles percam a força e se dissipem. É importante observar que, durante esses cinco dias, as chuvas aconteceram de forma de isolada. Ou seja, eram fortes mas pontuais, que podiam cair em um município e não em outro no mesmo horário e dia”, completou o meteorologista.

Segundo a Companhia Pernambucana de Saneamento, muitas cidades da região são abastecidas pelas adutoras do Rio São Francisco. Por isso, as chuvas que caíram nos últimos cinco dias não influenciaram o cenário hídrico local.

Diario de Pernambuco

Tia do estudante de medicina morto no Paraguai diz que laudo aponta morte súbita

O corpo do estudante de medicina Anderson Araújo, encontrado morto em um apartamento no Paraguai, deverá chegar ao Recife nesta quinta-feira (6) de acordo com informações repassadas por uma tia do rapaz. Ainda segundo ela, o laudo apontou para morte súbita, já que não houve ingestão de substâncias tóxicas ou álcool nas 48 horas que antecederam a morte.

O corpo será transportado de carro até a metade do percurso, por questão de custos. Ao passar da fronteira entre Paraguai e Brasil, a família vem de avião para o Recife. Velório e enterro devem ocorrer no Parque dos Arcos, em Caruaru, cidade do Agreste de Pernambuco onde a família do rapaz vive. O horário ainda não foi confirmado.

A família de Anderson recebe orientações – sobre liberação e repatriação do corpo – do consulado brasileiro em Salto do Guaíra, que foi notificado pelas autoridades do Paraguai.

As investigações do caso, de acordo com o Ministério das Relações Exteriores (Itamaraty), ficarão a cargo do governo e da polícia paraguaios. “Em atenção à Lei de Acesso à Informação e em respeito à privacidade do cidadão, esta assessoria não está autorizada a fornecer informações de cunho pessoal sobre o caso”, dizia a nota do Itamaraty.

Entenda o caso
O estudante de medicina pernambucano Anderson Araújo, 36 anos, foi encontrado morto na terça-feira (4) no condomínio Towers Residencial, localizado em Salto del Guairá, no Paraguai. Cursando o sexto período de medicina na Universidade Sudamericana, Anderson era do município de Caruaru, Agreste do Estado, e estava no Paraguai para estudar. Segundo a tia do rapaz, Thamar Lígia Barbosa, ele pretendia retornar ao país no dia 15 de dezembro para celebrar as festividades de fim de ano.

“Não conseguimos entender o que aconteceu. Ele era um rapaz muito tranquilo. Estamos muito abalados com tudo isso”, afirmou. “Uma colega tinha falado com ele na quarta-feira (28), no dia seguinte os colegas estranham a ausência dele. Dias depois os vizinhos notaram um mau cheiro vindo do apartamento e chamaram a polícia, que o encontrou morto”, comentou. Anderson tinha planos de transferir o curso de medicina para o Recife. Divorciado, ele deixa uma filha de 15 anos.

Folhape

Em Pernambuco, 1,2 milhão de pessoas vivem em extrema pobreza

Cinco pessoas em casa e uma renda de R$ 100 para todos. Essa é a realidade de Rúbia Ferreira da Silva, 33 anos, que vive juntamente com quatro filhos em uma casa de madeira no bairro dos Coelhos, área central do Recife. Rúbia está no contingente da população brasileira que é enquadrado em situação de extrema pobreza. Tanto no Brasil como em Pernambuco esse contingente aumentou – isso significa que mais pessoas estão vivendo com renda inferior a R$ 140 por mês de acordo com a linha proposta pelo Banco Mundial. Segundo a pesquisa divulgada pelo IBGE, no Brasil, 15,2 milhão de pessoas viveram em extrema pobreza no ano passado contra os 13,5 mi de pessoas em 2016. Em Pernambuco, 1,2 mi de pessoas viveram na situação em 2017 enquanto em 2016 foram 1,1 milhão de pessoas.

“A minha renda é das latinhas de lixo que eu fico catando durante a semana. Com as latinhas que eu recolho, consigo ganhar entre R$ 20 e R$ 30. O aluguel do barraco que eu vivo com meus quatro filhos custa R$ 100, mas meu ex-marido que manda o dinheiro pra eu pagar”, contou Rúbia, que ainda tem mais cinco filhos, mas que não moram com ela. “O dinheiro que pego eu compro comida porque roupa é de doação das pessoas”, disse.

De acordo com o economista da Fecomércio-PE Rafael Ramos, esse é um reflexo da crise econômica. “Com a crise, vem o desemprego. E o desemprego é um dos principais causadores desse cenário. Isso faz reduzir a renda, o que diminui o rendimento médio da família”, explicou Ramos, ao acrescentar que Pernambuco foi um dos estados em que o desemprego atingiu de forma mais intensa. Na última pesquisa do IBGE, referente ao terceiro trimestre de 2018, Pernambuco apresentou a quarta maior taxa de desocupação no Brasil, o equivalente a 703 mil pessoas. No País, 12,4 milhões de pessoas estão desempregadas.

Da mesma forma, o número da população que vive na pobreza cresceu. Esse cenário abrange as pessoas que têm rendimento de até R$ 406 por mês. No País, mais 2 milhões viveram nessa situação entre 2016 e 2017 – o contingente passou de 52,8 mi de pessoas para 54,8 mi de pessoas. Em Pernambuco, esse número passou de 3,7 mi de pessoas para 3,8 mi de pessoas. “A maior incidência está nos estados do Nordeste, região que apresenta os maiores índices de pobreza”, comentou o analista da pesquisa do IBGE, Leonardo Athias.

Esse resultado é estrutural no País, segundo a socióloga Maria Eduarda Rocha. “Isso é a extrema polarização no Brasil, uma concentração de renda. Ou seja, há uma diferença grande de quem ganha muito e de quem ganha pouco. A partir da crise econômica muitas pessoas migraram do trabalho formal para o informal ou perderam o emprego”, analisou a socióloga.

Folhape

Samu Agreste recebe novas ambulâncias

Ontem (05) foi realizada a cerimônia de entrega de duas novas ambulâncias para substituir as antigas da frota do Samu Agreste. Os veículos são fruto de uma solicitação da prefeita Raquel Lyra e da secretária de Saúde Ana Maria Albuquerque junto ao Ministério da Saúde.

“Fomos até Brasília lutar para trazer essas novas ambulâncias do SAMU. Conseguimos uma no início do ano e agora mais duas. É uma vitória pra gente e, principalmente, para quem precisar usar esses equipamentos, pois estão todos em ótimas condições de uso e serviço”, declarou a prefeita de Caruaru.

Atualmente, o Samu faz a regulação de 53 municípios da 2ª Macrorregião IV e V Região de Saúde. Em Caruaru existem quatro ambulâncias básicas e uma de suporte avançado, além de duas motolâncias.

/**/

Boteco Difusora conta com programação nesta quinta (06) e sexta (07)

O Boteco Difusora está fazendo o maior sucesso entre o público que quer aproveitar o fim do expediente para encontrar com os amigos e curtir aquela música bacana. Somado a isso tudo, ainda tem a variedade gastronômica que o Shopping Difusora oferece, já que o projeto acontece de quinta a sábado, nas Praças de Alimentação. Vale destacar que as apresentações são gratuitas.

Para quem quiser conferir os shows que estão sendo realizados nas Praças de Alimentação, basta ficar de olho na programação: Nesta quinta (06), a animação fica por conta da apresentação de Jessy Black. Já na sexta (07), é a vez do cantor Ângelo Loyo mostrar todo o seu talento. Lembrando que as apresentações são gratuitas e começam a partir das 18h30.

Serviço

Boteco Difusora

Onde: Praças de Alimentação do Shopping Difusora

Quando: Quinta (06) e sexta (07), às 18h30

Local: Praças de Alimentação do primeiro e segundo piso

O projeto é gratuito

Sexta tem mais uma edição do Projeto Colmeia

Com o intuito de promover o bem-estar à população, o Sesc Garanhuns realiza, nesta sexta-feira (7/12), mais uma edição do Projeto Colmeia. Das 9h às 14h, serão oferecidos serviços de saúde e cidadania gratuitamente, em frente ao ginásio da Unidade, na Rua Benigno Lira. A expectativa da organização é que sejam realizados mais de 10 mil atendimentos.

Na área da saúde, serão oferecidas consultas médicas, exames de tipagem sanguínea, teste de glicemia, teste rápido de HIV, atendimento psicológico, aplicação de flúor e avaliação bucal. Em relação à assistência social e cidadania, haverá cadastro e atualização cadastral de programas do Governo Federal como o NIS, o Cadastro Único e a Carteira do Idoso, além de serviços rápidos oferecidos pelo Detran-PE, como consultas, detalhamento de débito e marcação para emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). Serão realizadas ainda atendimento jurídico, uma oficina de produtos naturais e exposição e orientação sobre animais peçonhentos.

“Ao realizar o Projeto Colmeia, o Sesc atinge um de seus objetivos, que é o de promover o bem-estar da população. Nossos parceiros sempre trazem serviços de qualidade que contribuem para o sucesso do evento”, ressalta Ivânia Barros, gerente do Sesc Garanhuns. Este ano o projeto é promovido em parceria com o Exército, Senac, Secretaria Municipal de Saúde e Assistência Social, Corpo de Bombeiros, Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), Universidade de Pernambuco (UPE), Detran, INSS, Uniodonto, Hinode, Laboratório Adolfo Lutz, Academia duo, Newts life, Unopar e Aesga.

Serviço: Projeto Colmeia

Data: 7 de dezembro

Horário: 9h às 14h

Local: Em frente ao ginásio da Unidade, na Rua Benigno Lira

Informações (87) 3761-2658