Professores de Oceanografia embarcam no Laboratório de Ensino Flutuante do MEC

Sete professores do curso de Oceanografia da Universidade do Vale do Itajaí (Univali) embarcam hoje, dia 11, no Laboratório de Ensino Flutuante Ciências do Mar I (LEF I), do Ministério da Educação (MEC). O embarque dos docentes ocorre em Rio Grande (RS), para padronizar as atividades de operação de equipamentos, no intuito de proporcionar uniformidade das práticas a bordo aos estudantes do curso.

Na embarcação realizam-se operações de equipamentos científicos, navegação, coleta, processamento, armazenamento de amostras biológicas, coleta e tratamento de amostras, dados abióticos nas quatro áreas de abrangência em oceanografia e pesca. Estarão neste embarque de padronização os professores Adriano Weidner Cecciatori Marenzi, Charrid Resgala Junior, José Gustavo Natorf de Abreu, Kátia Naomi Kuroshima, Maria Inês Freitas dos Santos, Mauro Michelena e Roberto Warlich. A operação segue até o dia 22 de fevereiro.

Em dezembro do ano passado, um grupo de acadêmicos e professores da Univali também participou de atividades no LEF I, em duas operações (pernadas) que contemplaram trajetos em alto-mar, em Itajaí e próximo ao município de São Francisco (RS).

Laboratórios flutuantes

O projeto dos laboratórios flutuantes foi idealizado e elaborado pelo Comitê para Formação em nível de Graduação e Pós-graduação em Ciência do Mar (PPGMar), que envolveu os cursos da área e foi submetido ao MEC para aprovação. O LEF I começou a ser construído em 2014 e foi entregue em novembro de 2017 pelo MEC à Universidade Federal do Rio Grande (Furg), que ficou responsável por administrá-lo, para uso dos cursos de Graduação e Programas de Pós-Graduação em Ciências do Mar da Região Sul. No Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, os cursos de graduação que utilizam a embarcação são os cursos de Biologia Marinha, Engenharia de Pesca e Oceanografia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.