Após quebrar, empreendedor fatura R$ 1,5 mi com papelaria fina a preços acessíveis

Papelaria fina e personalizada a preços acessíveis. Foi esse o insight que manteve Daniel Paciornik no mundo do empreendedorismo quando ele já começava a atualizar o currículo para buscar emprego, após duas tentativas de negócios que não deram certo. Os planners no qual se especializou tiveram sucesso e o currículo do empresário ganhou linhas de uma história próspera. Nascida na internet, a Evertop (evertop.com.br) expandiu para além do e-commerce e hoje está presente em 24 estados do Brasil, com faturamento anual de R$ 1,5 milhão.

Depois de trabalhar por quase dez anos no mercado financeiro em São Paulo, Daniel decidiu que precisava mudar de vida após algumas desilusões na carreira, no final de 2014. De volta a Curitiba, onde nasceu, apostou na venda de jogos americanos descartáveis. Não deu certo. Nascido em uma família com tradição no ramo de impressão, montou uma gráfica rápida completa, com cartões e itens simples de papelaria. Sem melhora. “Eu já tinha gasto R$ 70 mil e o empreendimento não decolava. Estava começando a juntar as coisas para procurar emprego em empresas tradicionais”, diz.

Na época, início de 2015, a hoje esposa de Daniel, Camila, viu um item que chamou sua atenção no Instagram de uma influenciadora americana. Era um planner, uma espécie de agenda sofisticada, com foco maior em planejamento, metas e organização do dia a dia. “Ela sugeriu tentarmos produzir aquilo. Após uma pesquisa de mercado, eu vi que existia apenas uma marca do tipo no Brasil, mas que era muito cara”, conta o empreendedor. Com os equipamentos rudimentares que possuía – uma impressora básica e uma antiga guilhotina –, o casal fez cinco unidades e as colocaram à venda no Mercado Livre por R$ 210 – metade do preço do então único concorrente. Venderam todas em dois dias.

Percebido o potencial, a dupla decidiu apostar na mesma rede de onde tiraram inspiração. Enviaram alguns planners para instagrammers brasileiras que postaram fotos com eles. Uma prática rara na época. “Foi uma loucura”, lembra Daniel. “Nós ainda estávamos sozinhos, e precisamos virar noite para dar conta de todos os pedidos”.

Na avaliação do criador da Evertop, a marca se destacou por popularizar esse tipo de produto no Brasil – antes, ou era necessário encomendar dos Estados Unidos, pagar em dólar e esperar meses até receber, ou comprava-se de empresas nacionais por um custo elevado. “Agora, eles se democratizaram”, diz.

Marca consolidada

No fim daquele mesmo ano, durante a Black Friday, a Evertop vendeu 256 planners. Em 2018, foram mais de mil, em apenas um dia. Essa expansão também se refletiu na estrutura da empresa – que passou de uma salinha de 30 m² para um galpão de 300 m² –, assim como no portfólio de produtos. Entre os destaques desta última área, estão módulos temáticos de planejamento, como estudos em geral, financeiro e fitness. “No começo, vendíamos para que fossem anexados às agendas. Mas a demanda foi tamanha que disponibilizamos de maneira independente”, explica Daniel.

Em 2018, a empresa passou a vender os produtos em papelarias. Hoje, apenas Rondônia, Roraima e Acre não têm planners da marca em alguma loja – uma realidade que deve mudar em 2019. Com a expansão, a expectativa de Daniel e Camila é crescer 30% no próximo ano, assim como dobrar a participação no mercado B2B.

Sobre a Evertop

Empresa de ferramentas de organização pessoal. Fundada em 2015 com foco na criação e venda de planners, a Evertop expandiu seu portfólio de produtos para outros itens de papelaria fina e auxílio no gerenciamento de rotina. https://evertop.com.br/.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.