Miguel inaugura escola em tempo integral e anuncia 10 integrais até 2020

Os estudantes da Escola Municipal Monsenhor Bernardino, na Vila Eulália, iniciaram uma nova rotina na formação educacional. A partir desta semana, os alunos da comunidade passarão a estudar em dois turnos, com métodos de ensino inovadores e acesso a equipamentos para incentivar o interesse pelo aprendizado. A unidade da Vila Eulália foi inaugurada,nesta terça (19), pelo prefeito Miguel Coelho e será modelo para ser replicado em outras nove sedes escolares do município.

A abertura da nova escola foi marcada pela curiosidade dos 360 alunos e familiares, que desejavam saber como funcionarão as aulas a partir de agora. Numa visita guiada pelo prefeito, foram apresentadas as 12 salas climatizadas com ar condicionado, o amplo pátio para recreação, biblioteca, cozinha, brinquedoteca e um ateliê criativo, onde as crianças terão aulas com jogos e materiais pedagógicos.

As aulas ocorrerão entre as 7h30 e 16h30, com disciplinas tradicionais a exemplo de Português, Matemática, Inglês e Ciências. A escola ainda vai oferecer conteúdos inovadores como Protagonismo, quando as crianças serão estimuladas a desenvolverem capacidades como liderança e senso de responsabilidade.

Todo o processo será acompanhado pelas famílias e com o suporte do Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE), entidade sem fins econômicos que concebeu esse modelo e aplicou na primeira escola do Estado, o Ginásio Pernambucano. Esse mesmo padrão, segundo o prefeito Miguel Coelho, será aplicado em 10 unidades municipais até o final de 2020. “Depois de mais de 10 anos, retomamos um sonho iniciado com o ex-prefeito Fernando Bezerra. Infelizmente, depois dele, nenhuma outra escola com esse nível foi construída em Petrolina. Mas com a gente será diferente, vamos entregar 10 unidades, fazendo nossa cidade dar um salto de qualidade no ensino e garantindo o futuro de nossa gente”, firmou o compromisso Miguel.

Além da Escola Monsenhor Bernardino, foi implantado pela Prefeitura de Petrolina, neste ano, o modelo em tempo integral na Anézio Leão (Vila Eduardo). Essas se somam a Domingos Sávio, aberta em 2006, no Gercino Coelho, mas que também será adaptada para o formato de ensino similar ao das duas outras unidades. As escolas novas integram às ações da plataforma “Petrolina Educa”, iniciativa da Prefeitura para avançar na qualidade do ensino público na capital do Sertão do São Francisco.

Natural do Rio de Janeiro, é jornalista formado pela Favip. Desde 1990 é repórter do Jornal VANGUARDA, onde atua na editoria de política. Já foi correspondente do Jornal do Commercio, Jornal do Brasil, Folha de S. Paulo e Portal Terra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.