Mais quatro mortes no saldo de abril

Pedro Augusto

Pelo menos até agora, o mês de abril tem sido marcado por vários crimes de morte contabilizados em Caruaru. Somente da sexta-feira (12) até a manhã da terça-feira (16), quando esta matéria foi produzida, quatro assassinatos haviam sido confirmados na cidade. Os homicídios ocorreram nos loteamentos Copacabana e Severino Afonso, bem como no Bairro José Liberato e nas proximidades do distrito de Lajes, na zona rural. Após os levantamentos cadavéricos do Instituto de Criminalística, os corpos das vítimas foram encaminhados ao IML local.

A primeira vítima da nova série de mortes atendia pelo nome de José Roberto da Silva Macedo, o “Tito da Vila Teimosa”, de 20 anos. De acordo com informações repassadas pela Polícia Civil, ele estava na companhia da esposa Amanda Joice da Silva Guedes, também com 20, quando foram surpreendidos com a chegada de dois criminosos em uma motocicleta. Baleados com disparos de arma de fogo, José Roberto morreu no local, enquanto Amanda Joice foi socorrida pelo Samu para o Hospital Regional do Agreste. Ela permanece internada na unidade hospitalar.

Segundo ainda a polícia, José era ex-presidiário e teria envolvimento com o tráfico de drogas. “Eles estavam em casa com o filho, quando os bandidos entraram no imóvel e fizeram os disparos. Tanto o Tito como a esposa eram conhecidos aqui na comunidade por traficantes”, confirmou um morador, que preferiu não ter o nome revelado. José Roberto já havia sido preso por tráfico.
Já na madrugada do sábado (13), um filho matou o próprio o pai, na Rua Luciano Viana, no Bairro José Liberato. De acordo com informações repassadas pela Polícia Civil, Josinaldo Ramos da Silva, de 49 anos, estava em casa, quando acabou sendo morto a pauladas pelo primogênito de 17 anos. Este último, segundo testemunhas, teria agredido a vítima havia quatro meses nos mesmos moldes, levando o pai a ser internado no Hospital da Restauração, no Recife. Contra ele, foi lavrado um procedimento especial semelhante ao auto de prisão em flagrante por homicídio. O assassino já se encontra à disposição do Ministério Público de Caruaru.

Na sequência do fim de semana, o corpo do adolescente Alefhi Ystandly dos Santos Silva, de 14 anos, acabou sendo encontrado com marcas de tiros, na manhã do domingo (14), às margens do Riacho Mocó, no Loteamento Severino Afonso. A suspeita é de que o menor tenha sido assassinado na noite anterior. Moradores da comunidade teriam escutado disparos, porém informaram à Civil que ficaram com medo de se dirigirem até o local do crime. Alefhi teria se deslocado até o matagal, onde o seu corpo foi identificado, para usar droga juntamente com outros usuários. Em seguida, acabou sendo executado.

Para fechar a série, o jovem Isaque da Rocha Silva, de 25 anos, foi morto a tiros na manhã da segunda-feira (15), nas proximidades do Distrito de Lajes. De acordo com informações repassadas por uma testemunha, a vítima estava trafegando com o amigo numa motocicleta, quando acabou sendo atingida com dois disparos de arma de fogo. Isaque retornava para casa após ter treinado com cavalos num parque de vaquejada. Ele tinha perdido a esposa próximo do local onde foi morto, havia dois anos, em um acidente.
Até o fechamento desta matéria, dez assassinatos já haviam sido registrados, neste mês, na Capital do Agreste.

Pedro Augusto é jornalista e repórter do Jornal VANGUARDA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.