Operadores portuários de todo Brasil discutem futuro do setor em evento no Recife

A determinação do Governo Federal em dar início ao processo de privatização das administrações dos portos brasileiros está deixando em alerta o setor empresarial brasileiro portuário.

O ministério da Infra-estrutura já solicitou ao Banco de Desenvolvimento de Econômico (BNDES) a contratação de consultoria para elaboração do processo de privatização. Enquanto isso, pairam muitas dúvidas com relação ao futuro do setor que vem sofrendo ao longo da sua história em decorrência da deficiência na gestão ocasionada, sobretudo, por nomeações de gestores com base em indicações políticas.

Com o objetivo de discutir as alternativas para o setor e também definir propostas que possam contribuir para a formatação do processo de privatização que possibilite que os portos brasileiros sejam geridos com base nas boas práticas internacionais, os operadores portuários realizarão um seminário nacional na próxima quinta-feira (23), no Mar Hotel Conventions, em Recife, a partir das 9h.

No evento serão discutidos temas como “O futuro dos negócios portuários frente às alterações legais, técnicas e aduaneiras”, “ A administração portuária brasileira e as propostas de privatizações” e também “O setor empresarial brasileiro portuário – como atuamos? O que pretendemos? Como atingiremos nossos objetivos?”

Como palestrantes do seminário estarão participando especialistas do setor como John Edwin Mein, coordenador executivo da Aliança Pró-Modernização Logística de Comércio Exterior Procomex, além do presidente da Federação Nacional dos Operadores Portuários, Sérgio Aquino e do diretor presidente do Complexo Industrial Portuário de Suape, Leonardo Monteiro Cerquinho.

Natural do Rio de Janeiro, é jornalista formado pela Favip. Desde 1990 é repórter do Jornal VANGUARDA, onde atua na editoria de política. Já foi correspondente do Jornal do Commercio, Jornal do Brasil, Folha de S. Paulo e Portal Terra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.