Sem mais chances de vacilar

Pedro Augusto

Pelo Campeonato Brasileiro da Série D, o Central mais uma vez deixou escapar pontos preciosos na briga pela classificação à próxima fase. Embora tenha aberto o placar, a Patativa acabou levando a virada diante do Altos, perdendo por 2 a 1, no domingo passado (26), no Estádio Lindolfo Monteiro, sendo derrotada pela segunda vez na competição. Sem poder mais vacilar, se quiser permanecer com o sonho de subir de divisão, o alvinegro caruaruense não busca outro resultado a não ser a vitória contra o Maranhão, neste domingo (2), a partir das 17h, no Estádio Castelão. No outro duelo da chave A5, o Atlético Cearense recebe o Altos, no sábado (1º), às 16h, no Presidente Vargas.

Após quatro jogos disputados, o Central ocupa a vice-liderança do grupo com seis pontos, seguido pelo Altos que possui a mesma pontuação, mas é superado pela Patativa nos critérios de desempate. Com nenhum ponto somado, o Maranhão não larga a lanterna e já está eliminado da 4ª Divisão. O líder da chave é o Atlético, com 12 pontos, que, até agora, encontra-se com 100% de aproveitamento e está bastante próximo de garantir, de forma antecipada, à classificação para a segunda fase. Uma vitória por placar simples diante do Altos garantirá matematicamente o time cearense como o primeiro colocado da chave.

Além de confirmar o avanço do Atlético, um placar desfavorável para o Jacaré piauiense, será muito bem-vindo para a Patativa, haja vista que o time caruaruense está brigando de forma direta com o Altos para passar de fase. Entretanto, primeiro, é necessário fazer a sua parte diante do MAC. Quem se mostrou consciente disso foi o técnico Celso Teixeira. “Nas duas derrotas em que colecionamos nesta etapa inicial, tomamos gols no minutos finais das partidas. Mas não adianta ficar lamentando, ou seja, o campeonato se encontra em aberto e vamos tentar errar o mínimo possível para continuarmos com o nosso objetivo de alcançarmos a classificação. Como não poderia ser diferente, o pensamento é de vitória contra o Maranhão.”

Para isso, o técnico alvinegro novamente poderá contar com o faro de gol de atacante Leandro Costa. Chateado com os tropeços obtidos nos minutos finais, o artilheiro cobrou atenção por parte da sua equipe. “Futebol são 11 contra 11, então, precisamos encarar o Maranhão com bastante seriedade se quisermos sair de lá com o resultado positivo. Nada de já ganhou!”, comentou. Trazido para o Lacerdão para defender as cores preta e branca, em uma parceria firmada entre a diretoria e o grupo de torcedores Coração Alvinegro, o meia Diego Palhinha pode retornar à equipe titular.

Pelo menos é o que espera um dos líderes da Coração Alvinegro, o torcedor Jairo Pereira. “Quando o Palhinha entrou de titular, o Central venceu as duas partidas. Esperamos que ele retorne ao seu posto diante do Maranhão”, disse. Com exceções dos meio-campistas Fábio Neves (machucado) e Cristiano Fontes (dispensado), até o fechamento desta matéria, Celso Teixeira contava com todo o elenco à disposição para essa verdadeira decisão contra o MAC.

Pedro Augusto é jornalista e repórter do Jornal VANGUARDA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.