PV libera bancada para votar Reforma da Previdência

NOTA DA BANCADA DO PARTIDO VERDE SOBRE A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

A bancada do Partido Verde, reunida para debater a Reforma da Previdência, entendeu que é chegada a hora de o Congresso Nacional decidir sobre o tema e, por isso, não orientará favoravelmente à obstrução.

Quanto ao texto principal, pelas inúmeras especificidades propostas, não foi obtida maioria e a opção foi pela liberação do voto dos seus integrantes, respeitando a consciência de cada um.

Decidiu, ainda, unificar posição na votação dos destaques para manutenção das regras atuais relativas à pensão por morte e ao cálculo do benefício de aposentadoria, além da retirada integral dos professores do âmbito da reforma.

Humberto assina CPI para apurar conduta ilegal de Sergio Moro na Lava Jato

Em mais um dia de divulgação de conteúdo por parte do site The Intercept, que reforça a conduta ilegal de integrantes da Operação Lava Jato, especialmente contra Lula, o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), assinou o requerimento de criação de uma Comissão Parlamentar Inquérito (CPI) para apurar a quebra do princípio da imparcialidade por parte do ex-juiz Sergio Moro.

O requerimento foi proposto pelo senador Fabiano Contarato (Rede-ES), professor de direito, advogado e delegado por mais de 20 anos. De acordo com o parlamentar, que foi eleito com a bandeira em defesa da Lava Jato e da renovação política, os fatos demonstrados até aqui pelo site editado pelo jornalista premiado mundialmente Glenn Greenwald demonstram uma violação à democracia e ao Estado Democrático de Direito. Contarato chegou a dizer a Moro, em audiência no Senado, que sairia preso das delegacias que comandou se tivesse adotado as mesmas práticas do ex-juiz.

Para Humberto, é fundamental apurar o que está sendo divulgado pelos principais veículos de comunicação do Brasil e entender o momento estranho vivido pelo país, marcado por uma série de iniciativas suspeitas tomadas pelo governo Bolsonaro.

Reparos no canal da Transposição do Rio São Francisco interferem no abastecimento no Estado

A Companhia Pernambucana de Saneamento- Compesa- informa que o bombeamento do Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco para a Barragem do Moxotó, operação realizada pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, foi retomado na última quinta-feira (04) e a previsão é que até a próxima sexta-feira (12), a Barragem volte ao seu nível normal, que é de 1 milhão de metros cúbicos de água. Em função desse processo de enchimento, que se estenderá por toda esta semana, o abastecimento dos municípios de Arcoverde, Alagoinha, Pesqueira, Belo Jardim, Tacaimbó, São Bento do Una e Sanharó sofrerá alteração.

Durante todo o período que o reservatório do Moxotó ficou sem receber água da Transposição do Rio São Francisco, a reserva acumulada foi utilizada e, por isso, o abastecimento desses municípios precisou ser alterado. Segundo o Ministério da Integração Regional, a suspensão do bombeamento foi uma determinação da Agência Nacional de Águas (ANA) que solicitou revisão nas estruturas e equipamentos que compõem o sistema.

Em Belo Jardim, o calendário vigente deverá sofrer atraso de dois dias. Em São Bento do Una, o atual ciclo de rodízio não será concluído e, em Tacaimbó, a Compesa estuda utilizar o Sistema Tabocas-Piaça para não interromper o ciclo atual de abastecimento.

Outras duas cidades atendidas pelo Sistema Moxotó-Adutora do Agreste, Arcoverde e Alagoinha, também terão repercussão no abastecimento. Em Arcoverde, a solução encontrada foi abastecer o município pela barragem de Riacho do Pau e não será possível manter o abastecimento de água 24h por dia nos bairros do Centro, São Miguel e Pôr-do-Sol durante este período. Em Alagoinha, a barragem de Ipaneminha será utilizada para atender a população esta semana. Já em Sanharó, o próximo ciclo de abastecimento será realizado apenas na próxima semana, com o retorno da operação do sistema.