Última semana para inscrições no programa de Trainee Editorial do SAS

As inscrições para a primeira edição do programa de Trainee Editorial do SAS Plataforma de Educação entraram na reta final. A empresa busca talentos de todo o Brasil que apostem na construção de carreira sólida no meio editorial voltado para a educação em uma companhia que é referência em soluções educacionais. As inscrições podem ser feitas até 12 de dezembro pelo site www.traineesas.com.br.

Para participar é preciso ser graduado em Pedagogia ou nos cursos de Licenciatura e Comunicação há no máximo quatro anos e possuir experiência na área editorial e/ou educacional. Possuir experiência em sala de aula é um diferencial. “O programa foi criado porque queremos transformar Fortaleza em um polo de referência em produção editorial voltada para o mundo da educação. Nada melhor do que começar isso dentro do SAS, uma plataforma que está presente em mais de 700 escolas do país com um material didático completo e de ótima qualidade”, conta Carla Araújo, trainee responsável pelo projeto.

O programa tem duração de um ano e seis meses e a expectativa é de que sejam contratados quatro trainees para trabalhar em Fortaleza (CE).

O processo seletivo consiste em quatro etapas:

Teste on-line – gramática e interpretação textual;
Dinâmica em grupo e teste prático presenciais*;
Entrevista on-line com líderes do SAS;
Dia SAS – Experiência para conhecer a matriz da empresa, em Fortaleza, e participar de um desafio final**.

Carla explica que o programa busca pessoas de todo o Brasil capazes de aliar um perfil técnico à capacidade de gestão e liderança de equipes. “O trainee será dono de projetos que impactarão diretamente a produção editorial do SAS, cujos materiais didáticos estão em constante evolução”, afirma.

Atualmente, Carla também faz parte de um programa de trainee do SAS. Com a ajuda do time de Gente e Gestão da empresa, criou o programa de Trainee Editorial para atrair jovens talentos que estejam dispostos a liderar o desenvolvimento e o crescimento do departamento editorial da empresa. “Ser responsável por esse projeto é um grande desafio e, ao mesmo tempo, uma oportunidade incrível de aprender ao mesmo tempo em que possibilito essa experiência para outras pessoas”, completa.

*Localidades confirmadas: SP e CE / Localidades a serem confirmadas: RJ, MG e PR

**O SAS custeará passagem e hospedagem para a etapa Dia SAS

Brasil reciclou quase 300 mil toneladas de latas de alumínio

Dados divulgados nesta quarta-feira (5) pela indústria do alumínio confirmam os bons resultados do setor no campo da sustentabilidade. Quase todas as latas de alumínio para bebidas vendidas em 2017 retornaram para o ciclo produtivo, alcançando um índice de 97,3% de reciclagem. Das 303,9 mil toneladas de latas de alumínio para bebidas colocadas no mercado em 2017, 295,8 mil toneladas foram recolhidas e recicladas. Desde 2004, o índice se mantém acima dos 90%, colocando o país entre os líderes mundiais da reciclagem dessa embalagem.

Os números foram anunciados pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alumínio (Abralatas) e pela Associação Brasileira do Alumínio (Abal), durante o lançamento, em Brasília (DF), da Frente Parlamentar visando à criação de estímulos econômicos para a preservação do meio ambiente.

Para Renault Castro, presidente executivo da Abralatas, o elevado índice de reciclagem da lata deixa clara a necessidade de um debate como o que será traçado pela Frente Parlamentar. “Hoje, o reaproveitamento do mesmo material já tributado nem é considerado como atenuante para a carga tributária. O consumidor paga imposto sobre o mesmo produto várias vezes, já que a latinha mantém índice de reciclagem próximo a 100% há mais de 10 anos”, esclarece. Renault acha que o tema ganha impulso com a criação da Frente. “O principal objetivo da utilização de instrumentos tributários deve ser o de fazer com que os preços de mercado dos diversos bens e serviços reflitam seus custos sociais e ambientais, além dos custos materiais, de produção e de comercialização, sem elevação de impostos”.

O presidente executivo da Abal, Milton Rego, lembra que, mesmo diante das adversidades, o setor não deixa de investir. Ele destacou que, apesar da forte retração econômica que o país sofre desde 2015, a reciclagem de alumínio está em plena expansão no Brasil. “As duas maiores empresas do segmento, a Novelis e o Grupo ReciclaBR, nossas associadas, acabam de anunciar planos importantes para o ano que vem. O Grupo ReciclaBR vai inaugurar novos centros de coleta no país e uma planta de fundição em Minas Gerais. Já a Novelis, investirá R$ 650 milhões em sua fábrica em Pindamonhangaba (SP). Movimentos assim é que garantem a liderança mundial do Brasil no índice de reciclagem de latas”, conclui o executivo.

Para Mário Fernandez, Coordenador do Comitê de Reciclagem da ABAL e CEO do Grupo Recicla BR, o índice de reciclagem de latas de alumínio mostra com otimismo como a cadeia da lata do alumínio está inserida na Economia Circular. “E no que depender do Grupo ReciclaBR, iremos contribuir para a manutenção do alto índice de reciclagem, pois temos sólidos investimentos planejados”, completa.

Vantagens ambientais

O índice elevado revela não só a eficiência do processo de reciclagem dessas embalagens no país, mas também evidencia os benefícios dessa prática sustentável. Estudos mostram que o processo consome apenas 5% da energia que seria utilizada na produção da mesma quantidade de alumínio primário. A Análise de Ciclo de Vida da lata aponta também que a reciclagem reduz em 95% a emissão de gases de efeito estufa.

Outra vantagem ambiental da reciclagem, destacaram os representantes da Abralatas e da Abal, é relacionada ao impacto evitado com a extração da bauxita, mineral que dá origem ao alumínio industrial. Cada quilo de latinha reciclada representa uma economia de cinco quilos de bauxita, que deixa de ser extraída para a produção de alumínio primário.

Na área social, a atividade reflete na geração de emprego e renda para os catadores de materiais recicláveis, além de estimular maior consciência da sociedade sobre a importância da reciclagem e da conservação dos recursos naturais. Somente na etapa da coleta da latinha, R$ 1,2 bilhão foram injetados diretamente na economia brasileira em 2017. O montante corresponde a 1,2 milhão de salários mínimos ou a remuneração de 1 salário mínimo por mês para a população de uma cidade com cerca de 100 mil habitantes, como Araxá (MG) ou Assis (SP) ou Paulínia (SP).

Estímulos Econômicos

O anúncio do índice de reciclagem ocorre em um momento importante para o setor. Os números foram divulgados no mesmo dia em que um grupo multipartidário de parlamentares da Câmara dos Deputados anunciou a criação de um foro específico para debater estímulos atrelados a práticas sustentáveis, a chamada Tributação Verde.

A partir de 2019, a Frente Parlamentar pela Criação de Estímulos Econômicos para a Preservação Ambiental, irá debater na Câmara dos Deputados questões importantes para a adaptação do país a um modelo mais justo, que privilegie uma economia circular e garanta recursos para as próximas gerações.

A criação dessa Frente foi motivada por uma iniciativa da Abralatas, que reuniu o apoio de 26 entidades, incluindo a Abal, a um manifesto lançado em julho deste ano, que defende a regulamentação de dispositivos constitucionais sobre defesa e preservação ambiental, mediante estímulos econômicos diferenciados, de acordo com o impacto ambiental das cadeias produtivas dos diversos bens e serviços, incluindo aperfeiçoamentos da Política Nacional de Resíduos Sólidos.

Para a Abralatas e a Abal, o momento atual, em que se discutem reformas estruturais indispensáveis para o Brasil, é oportuno para buscar formas de utilizar a política tributária brasileira com a finalidade de conduzir o país rumo a uma economia de baixo carbono.

Pediatra contrária ao Mais Médicos é chamada para assumir secretaria que gere o programa

A atual presidente do Sindicato dos Médicos do Ceará, a pediatra Mayra Pinheiro, foi convidada ontem (4) para assumir uma secretaria no futuro ministério da Saúde, que será comandado pelo deputado Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS) em 2019.

Contrária ao Mais Médicos, Pinheiro foi chamada para assumir a Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (STGES), que hoje cuida justamente do programa, além de políticas públicas de gestão da área e formação de profissionais no país. Sua ida para a pasta estaria dependendo de detalhes para ser confirmada.

“O programa Mais Médicos não é e nunca foi uma solução sequer razoável para solucionar os problemas que motivaram sua criação. E o desfecho de agora deixa claro que a saúde da população brasileira não era a motivação da iniciativa. Trata-se de uma tentativa de retaliação, porque quiseram passar o atendimento primário de saúde para Cuba. E agora Cuba quer tentar desarticular o atendimento da população. Os médicos brasileiros não vão permitir”, escreveu a pediatra no Facebook em 15 de novembro, após Cuba anunciar que deixaria a iniciativa.

A médica pediatra, que concorreu ao senado pelo PSDB nas últimas eleições (ficou em 4° lugar, com 882.019 votos), foi uma indicação da frente parlamentar da Medicina, da qual Mandetta é o líder.

“Médicos por amor”

Assim que Cuba anunciou o fim do acordo com o Brasil, no mês passado, a pediatra lançou pelo sindicato o programa “médicos por amor”. A iniciativa é buscar doutores voluntários para atuar, no Ceará, nas cidades onde existiam intercambistas caribenhos.

Mayra Pinheiro afirmou ter recrutado, até o dia 25 de novembro, 211 brasileiros para atender nesses municípios.

O deputado Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE), colega de partido e de estado de Pinheiro, diz que ela colaborou por quase um ano na criação da bancada da Medicina, que só foi formalizada em novembro do ano passado. A fundação do grupo foi assinada por 198 deputados e 16 senadores, segundo o site da Câmara.

“Ela tem o perfil que o presidente Jair Bolsonaro procura”, afirmou o congressista.

Maioria do TSE rejeita ação do PT contra Bolsonaro

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) formou ontem (4) maioria de cinco votos para rejeitar o pedido protocolado pelo PT para cassar a candidatura do presidente eleito Jair Bolsonaro. Apesar do placar, um pedido de vista do ministro Edson Fachin suspendeu o julgamento.

Até o momento, votaram os ministros Jorge Mussi, relator do caso, e os ministros Og Fernandes, Admar Gonzaga, Tarcísio Vieira e Luís Roberto Barroso. Faltam os votos de Fachin e da presidente, Rosa Weber. Não há data para a retomada do julgamento.

Na ação, a campanha eleitoral do PT acusou Bolsonaro e seu vice, general Hamilton Mourão, de abuso de poder econômico durante as eleições deste ano.

O partido alegou que os candidatos se beneficiaram do suposto constrangimento provocado pelo empresário Luciano Hang, dono das lojas Havan. Segundo as alegações da chapa petista, em vídeo divulgado na internet, Hang teria constrangido seus funcionários a votarem em Bolsonaro “sob ameaças de fechamento de lojas e dispensa”.

Votos

Ao julgar o caso, o relator, ministro Jorge Mussi, entendeu que o PT não apresentou provas suficientes para justificar a cassação por abuso. De acordo com Mussi, a ação se limitou em reproduzir matérias jornalísticas e publicações em redes sociais, além de uma ação do Ministério Público do Trabalho (MPT), contra Hang.

“Para se caracterizar o abuso de poder apto a incidência de penalidade é impositivo constar, de forma inequívoca, a gravidade dos fatos, demonstrada a partir do alto grau de reprovabilidade da conduta”, disse o ministro.

Mussi também disse que o empresário tem direito assegurado pela Constituição de se manifestar publicamente sobre política. Na avaliação do relator, as declarações de Hang foram direcionadas ao público em geral e não aos funcionários.

“O fato de Luciano Hang afirmar, em vídeo divulgado em sua rede social, que poderia deixar de abrir mais lojas conforme o resultado da eleição não constitui ato de coação, mas de desabafo.”, concluiu.

Em parecer enviado ao TSE, o Ministério Público Eleitoral (MPE) se manifestou pela improcedência da ação por entender que Bolsonaro não tinha conhecimento do suposto abuso. Além disso, o MPE alegou que as declarações não interferiram no resultado do pleito.

Defesa

Durante o julgamento, a defesa da coligação de Bolsonaro afirmou que o PT busca a cassação do registro do presidente eleito, mas não apresenta provas concretas.

Segundo o advogado Tiago Aires, a afirmação de Luciano Hang sobre o eventual fechamento de lojas foi feita em sua rede social pessoal e não tem relação com o presidente eleito.

“Em que essa declaração teria comprometido a normalidade das eleições? Onde estaria o corte da anomalia? Houve uma diferença de mais de 10 milhões de votos entre o candidato eleito e o segundo colocado”, disse.

Na manifestação feita no plenário, a defesa de Luciano Hang disse que o nome do empresário foi usado de forma indevida para atacar o presidente eleito. De acordo com o advogado Alisson Nichel, o fato de ser empresário não retira de Hang o direito constitucional de se manifestar publicamente sobre política.

“Não houve constrangimento a quem quer que seja. Não há determinação para que os funcionários votem no candidato Jair Bolsonaro, não existe essa determinação no vídeo, nem de forma expressa, nem de forma implícita. Nós estamos diante de clara forma de pensamento, direito constitucionalmente assegurado tanto ao empregado com ao empregador”, argumentou.

Fonte: Congresso em Foco

Funase contrata 64 novos agentes para quatro regiões do Estado

A Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) contratou 64 novos agentes socioeducativos para atuar em unidades situadas em quatro regiões de Pernambuco. Só na Região Metropolitana do Recife, 46 profissionais começarão a trabalhar. Em Vitória de Santo Antão, na Mata Sul, serão seis, em Caruaru, no Agreste, 11, e em Arcoverde, no Sertão, um. Todos foram aprovados em seleções simplificadas promovidas entre 2017 e 2018. A lista de nomes foi publicada nesta quarta-feira (5) no Diário Oficial do Estado.

Os certames tiveram o objetivo de preencher vagas abertas nas unidades da Funase após desligamento, desistência ou término de contratos de agentes socioeducativos. A seleção simplificada mais recente foi a da Região Metropolitana, que ofertou 496 vagas. Um diferencial foi a capacitação introdutória dos aprovados, realizada, pela primeira vez, no Centro de Formação dos Servidores e Empregados Públicos de Pernambuco (Cefospe), o que assegurou uma qualidade maior ao curso. Os 46 recém-contratados fazem parte das duas últimas turmas, com aulas até sexta-feira (7). Outras 16 turmas foram concluídas, e os agentes já estão trabalhando.

TIMBAÚBA – No Case Timbaúba, na Mata Norte, a Funase tem 12 vagas abertas para agentes socioeducativos. Os interessados podem se inscrever até 30 de dezembro. Para participar, o candidato deverá pagar uma taxa de R$ 33,70 por meio de boleto bancário emitido no site do Instituto de Desenvolvimento Institucional Brasileiro (Idib) – www.idib.org.br
IDIB www.idib.org.br –, banca organizadora da seleção simplificada. Ainda serão disponibilizadas 120 vagas de cadastro de reserva. O resultado será divulgado em 5 de fevereiro de 2019.

Imagem: Celso Araújo/SDSCJ

Comissão aprova relatório de Armando para reduzir os juros

A proibição do CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) a que um grupo financeiro detenha, ao mesmo tempo, a bandeira e a emissão e seja também credenciadora dos cartões de crédito e débito é uma das propostas de relatório do senador Armando Monteiro (PTB-PE) para redução dos juros aprovado ontem (terça, 4) pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

“Proibir essa verticalização, como já ocorre nos Estados Unidos, Chile, Israel, Argentina, Austrália e União Europeia, é uma medida mais efetiva para coibir condutas anticompetitivas no sistema financeiro do que o atual padrão do CADE de punições por meio de multas”, assinala Armando.

Seu relatório, de 48 páginas, resultado de amplos debates na CAE ocorridos desde março último, que incluíram duas audiências públicas, lista projetos em tramitação no Congresso que barateiam e democratizam o crédito e sugestões de medidas ao Banco Central e ao CADE nesta direção.

“É uma das maiores contribuições do Legislativo para diminuição dos custos da intermediação financeira e consequente melhoraria do ambiente de negócios do país”, definiu o presidente da CAE, senador Tasso Jereissati (PSDB-CE). Concordaram com Tasso os senadores Ricardo Ferraço (PSDB-ES), Ataídes Oliveira (PSDB-TO) e Rose de Freitas (MDB-ES), unânimes em elogiar na CAE o que classificaram de “propostas consistentes”..

Maior concorrência -Armando propõe como uma das medidas para diminuir os custos do crédito eliminar a exigência de decreto presidencial para bancos estrangeiros operarem no país, de forma a aumentar a concorrência.

Sugere que o Banco Central apresse a criação no país do chamado open banking, existente na União Europeia, um sistema de compartilhamento de informações bancárias que confere ao consumidor, e não aos bancos, o poder de decidir com quais instituições seus dados financeiros serão compartilhados.

O senador petebista defende também a aprovação rápida da Câmara dos Deputados ao Cadastro Positivo, já votado no Senado, que institui a listagem dos bons pagadores, e da nova Lei de Falências, que fortalece as garantias dos credores.

Seu relatório, intitulado “Novos Caminhos para Redução dos Spreads Bancários” (diferença entre as taxas de captação dos bancos e o juro final cobrado do tomador), sugere ainda o estímulo à ampliação das fintechs, empresas que oferecem serviços financeiros por meio digital e ajudam a desconcentrá-los. Segundo Armando, o número delas cresceu 648% nos últimos três anos no país, passando de 54 para 404 empresas.

/**/

FCT divulga calendário de eventos para o Autódromo no mês de dezembro

A Prefeitura de Caruaru, através da Fundação de Cultura e Turismo, divulga o calendário de eventos, no mês de dezembro, do Autódromo Internacional Ayrton Senna.

Datas / Eventos

09 – Corrida de Atletismo Turma de Engenharia

15 e 16 – Festa de encerramento do circuito da Federação Pernambucana de Automobilismo

23 – Corrida de bicicleta

Servidores da Prefeitura Municipal de Caruaru nascidos em dezembro devem se recadastrar

Os servidores da Prefeitura Municipal de Caruaru nascidos em dezembro estão convocados a realizar o seu recadastramento. Para isso, os aniversariantes do mês devem acessar o site oficial da Prefeitura e preencher os dados. Caso haja alguma alteração de informações, o servidor deve anexar o documento correspondente e, no final, deve imprimir a declaração de vínculo e apresentar-se ao setor de RH da sua secretaria entregando a declaração. Quem não se recadastrar poderá ter seu salário bloqueado.

O link para o recadastramento dos servidores públicos fica localizado na aba “Serviços on-line” > opção “Servidor” > Recadastramento Servidor, ou no endereço: recadastramento.caruaru.pe.gov.br.

O CaruaruPrev também está realizando a prova de vida dos servidores aposentados e pensionistas, de segunda a sexta, das 8h às 12h, na Avenida Rio Branco, 315, Centro Administrativo.

Primeira etapa da Operação Asfalto Novo contempla mais de 15 vias da cidade

Iniciado desde o dia 7 de novembro, a operação Asfalto Novo, com serviços de recapeamento de vias, já percorreu diversas localidades, com execuções em cinco bairros da cidade, sendo eles: Boa Vista I, Boa Vista II, Indianópolis, Centro e Universitário.

Ao total, mais de 15 ruas receberam os serviços. No Centro, por exemplo, das ruas contempladas nesta primeira etapa, todas já estão finalizadas. A previsão é que mais vias do local recebam os serviços na segunda etapa da operação.

As obras foram realizadas sempre no período noturno, com o objetivo de não prejudicar o fluxo normal do trânsito. A cada via concluída, a mesma foi sendo liberada logo no período da manhã seguinte.

Em andamento seguem as execuções na Avenida Portugal, no Bairro Universitário, com previsão de término até o próximo domingo (9).

Confira as vias/bairros recapeadas até o momento:

Centro:

Rua dos Sapateiros

Travessa Saldanha da Gama

Rua Tobias Barreto

Rua da Conceição

Rua Saldanha da Gama

Boa Vista I e II:

Rua Sanharó

Rua Limoeiro

Rua São José do Egito

Rua Belém de São Francisco

Rua São Vicente Férrer

Rua Santa Maria da Boa Vista

Rua Paulista

Indianópolis:

Rua Dantas Barreto

Rua Francisco Otaviano

Rua Oscar Laranjeira

Rua Francisco de Castro