Prefeitura de Caruaru inicia cursos do Qualifica 2019

Noventa alunas de três cursos do Projeto Mulher Que Faz III, do Programa Qualifica Caruaru, participaram nesta terça-feira (11) da aula inaugural de três novas capacitações. O encontro foi o início da formação de qualificação profissional e sociopolítica para as mulheres que irão cursar manutenção e mecânica de motocicleta, manutenção e mecânica de máquina de costura industrial e o curso de agricultura familiar com base em agroecologia.

A prefeita Raquel Lyra também esteve presente no evento, que contou com a participação do consultor da Empresa COONSULT, José Dimas, responsável pelos cursos. A Prefeitura de Caruaru, através da Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM) está realizando as capacitações.

O encontro aconteceu no Citi Hotel Premium, onde as alunas receberam os kits de material didático. As formações serão realizadas em bairros e comunidades da zona urbana e rural de Caruaru e para as mulheres que têm filhos, uma equipe de apoio estará à disposição para cuidar das crianças, enquanto elas participam das capacitações. “Não adianta a gente vir só com discurso político sobre empoderamento feminino, palavras tão da moda, se a gente não tem alternativas verdadeiras para fazer essas pessoas mudarem de vida. Daí a iniciativa da gente ter uma sistemática de cursos profissionais promovida pela Secretaria de Políticas para Mulheres. É assim que a gente acredita que nossa cidade possa se transformar, com políticas públicas de verdade, chegando na vida das pessoas e garantido mais autonomia, renda, sustentabilidade, independência para cada um”, destacou Raquel Lyra.

Bloco de oposição se mantém com seis edis

Anunciado na semana passada, o bloco de oposição liderado pelo vereador Daniel Finizola (PT), junto aos vereadores Galego de Lajes (PSD), Marcelo Gomes (PSB) e Sérgio Siqueira (AVANTE), agora conta também com os vereadores Fagner Fernandes (AVANTE) e Moysés Santos (PRP).

“A vinda dos colegas para o bloco é extremamente importante para nós. Moysés é jovem, está chegando na Câmara com muita vontade de trabalhar e contribuir. O vereador Fagner Fernandes sempre se posicionou com firmeza em suas colocações. Recentemente, estávamos juntos no mesmo processo. Assim como nosso mandato, Fagner apresentou emenda à Lei Orçamentária Anual (LOA), que também foi rejeitada pela Casa. Vamos avançar, abrir frentes, dialogar com quem apresentar disposição em construir uma oposição propositiva, responsável, qualificada e temos certeza que os novos colegas assim conduzirão suas nesse bloco”, disse Daniel.

Candidata do PSL na mira da Polícia Federal e Procuradoria Eleitoral

Candidata é suspeita de cometer fraude eleitoral. Foto: Reprodução/Justiça Eleitoral
Candidata é suspeita de cometer fraude eleitoral. Foto: Reprodução/Justiça Eleitora

Diário de Pernambuco

A Polícia Federal ouvirá nesta quinta (14), no Recife, a secretária administrativa do PSL, Maria de Lourdes Paixão, 68 anos, que disputou como candidata a deputada federal pelo partido do presidente Jair Bolsonaro. Há suspeita que o grupo do vice-presidente da Câmara dos Deputados, Luciano Bivar, criou uma candidatura laranja para receber dinheiro. Nesta terça-feira (12), a Procuradoria Regional Eleitoral em Pernambuco (PRE-PE) informou que propôs ação de impugnação de contas eleitorais da ex-candidata.

Maria de Lourdes recebeu R$ 400 mil de contribuição da direção nacional do partido e obteve apenas 276 votos. Segundo a Procuradoria Eleitoral, a ação busca esclarecer os fatos e elucidar eventuais irregularidades. A PRE-PE informou que o caso está sob sigilo e nenhuma outra informação sobre a ação poderá ser fornecida neste momento. A suspeita de fraude eleitoral envolvendo a secretaria administrativa do PSL foi revelado no último domingo pela Folha de São Paulo.

O caso chamou atenção porque o valor repassado para Maria de Lourdes pela direção nacional do PSL na campanha foi praticamento igual ao que foi repassado para a eleição do presidente Jair Bolsonaro, que foi de R$ 433.346,73. Segundo apurou a Folha de São Paulo, o recurso foi enviado no dia 03 de outubro de 2018.

Do valor total de R$ 400 mil, Maria de Lourdes declarou a Justiça Eleitoral ter gasto R$ 380 mil de recursos públicos em uma gráfica faltando quatro dias para a eleição. Acontece que no local indicado na nota fiscal da Gráfica Itapissu, no Arruda, existe uma oficina de carro que funciona há quase um ano no local, segundo revelou a Folha.

Na semana passada, a reportagem havia relevado que o atual ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, promoveu um esquema de candidaturas de fachada em Minas Gerais. Nesse caso, a sigla recebeu altos valores Fundo Eleitoral do PSL nacional. Curiosamente, os candidatos não conseguiram receber 2 mil votos. Parte do gasto declarado foi para empresas ligadas ao gabinete de Marcelo Álvaro Antônio, na Câmara dos Deputados.

Em Recife, Maria de Lourdes será ouvida pela Polícia Federal em um procedimento chamado registro especial, cujo objetivo é obter informações antes da instauração do inquérito policial.

Com empate no Maranhão, Náutico avança na Copa do Brasil

No jogo mais importante da temporada até aqui, o Náutico mostrou o futebol mais competitivo em 2019. Com uma defesa muito bem postada e boa proteção do meio de campo, o alvirrubro pernambucano empatou com o Imperatriz por 1 a 1, no estádio Frei Epifânio, no interior do Maranhão, e com isso se classificou para a segunda fase da Copa do Brasil, faturando uma premiação de R$ 625 mil. Valor suficiente para bancar duas folhas do elenco.

Agora, no torneio nacional, o Timbu espera o vencedor do confronto entre Sinop-MT e Santa Cruz, na quinta-feira. Para a próxima fase, a conta sobe para R$ 1,45 milhão. Com o alívio financeiro, os alvirrubros voltam a campo no próximo sábado, pelo Campeonato Pernambucano, para encarar o Flamengo de Arcoverde, nos Aflitos.

Chuvas fortes deixam Rio de Janeiro em alerta

A cidade do Rio de Janeiro registra chuva forte na noite desta terça-feira (12) em diversos bairros, segundo o Centro de Operações da prefeitura do Rio. Há núcleos de chuva forte em Guaratiba, Recreio dos Bandeirantes e Barra da Tijuca, na zona oeste da cidade.

A concessionária de energia Light informou que está faltando luz no Jardim Botânico, na zona sul, devido a queda de um galho de árvore na rede de alta-tensão. Técnicos da companhia estão no local para restabelecer o fornecimento de energia. Falta luz também em Barra de Guaratiba, onde choveu forte agora à noite.

O Centro de Operações registrou bolsões d’água na Avenida Epitácio Pessoa com Vinícius de Moraes, em Ipanema, e também na Linha Vermelha, que liga o Aeroporto Tom Jobim a municípios da Baixada Fluminense.

Chuva nesta quarta-feira

Nesta quarta-feira (13), a previsão é que a passagem de uma frente fria deixará o tempo instável na cidade, com aumento da nebulosidade ao longo do dia e previsão de pancadas de chuva forte a muito forte, acompanhadas de rajadas de vento forte e raios, a qualquer hora do dia, sendo mais intensas a partir da tarde.

As escolas das redes estadual e municipal do Rio não terão aulas amanhã, como parte das ações para reduzir os efeitos das chuvas previstas para esta quarta-feira.

Limpeza da cidade
Desde o temporal da última quarta-feira (6), as equipes da Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) recolheram 9.925 toneladas de terra, lama e resíduos. No total, foram registradas 781 quedas de árvores.

As equipes de limpeza tem ainda de retirar 70 árvores que não estão obstruindo vias, mas que precisam ser removidos para facilitar o trânsito de pedestres.

Os ventos chegaram a uma velocidade de 110 quilômetros por hora (km/h), na zona sul do Rio e 116 km/h, na Marambaia, na zona oeste. Segundo meteorologistas, a partir de 118 km/h, a ventania pode ser considerada um tornado.

Nesta terça-feira, a Comlurb intensificou o trabalho em São Conrado, com a remoção de 269 toneladas de resíduos. No bairro, foram removidas 2.055 toneladas de detritos nos últimos quatro dias.

Rocinha e Vidigal
Nas comunidades da Rocinha e do Vidigal, em São Conrado, as regiões mais atingidas da zona sul, a Comlurb concentrou as equipes nos serviços de varrição, raspagem de lama e remoção. Para esta quarta-feira, o serviço de remoção de entulhos e bens inservíveis prossegue na comunidade.

A companhia pede que os moradores não coloquem lixo e entulho nas ruas, mas em uma das 49 caixas coletoras dispostas ao longo da Estrada da Gávea. Os moradores do Vidigal devem colocar o lixo em caixas coletores na Rua João Goulart, no Mercadinho, no Caminho Boavista e na Biquinha.

Supremo deve julgar hoje ação para criminalizar homofobia

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar nesta quarta-feira (13) uma ação protocolada pelo PPS para criminalizar a homofobia, que é caracterizada pelo preconceito contra o público LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, transexuais). Em tramitação na Corte desde 2013, a ação é relatado pelo ministro Celso de Mello.

Ontem (12), o presidente do Supremo, Dias Toffoli, recebeu integrantes das comunidades evangélica e LGBT. A Ação Direta de Inconstitucionalidade por Omissão (ADO) 26, ajuizada pelo PPS, pede a equiparação da homofobia e transfobia ao crime de racismo.

“Todas as formas de homofobia e transfobia devem ser punidas com o mesmo rigor aplicado atualmente pela Lei de Racismo, sob pena de hierarquização de opressões decorrentes da punição mais severa de determinada opressão relativamente à outra”, diz a ação.

Em outra ação, que será analisada em conjunto com a do PPS, um mandado de injunção, a ABGLT, pede que o Supremo reconheça ser um crime específico de homofobia.

Regras

Os ministros devem definir se a Suprema Corte pode criar regras temporárias para punir agressores do público LGBT, até a votação de um projeto que trata sobre o tema no Congresso Nacional.

Pelo atual ordenamento jurídico, a tipificação de crimes cabe ao Poder Legislativo, responsável pela criação das leis.

Tifipicação

O crime de homofobia não está tipificado na legislação penal brasileira. Nos casos envolvendo agressões contra homossexuais, a conduta é tratada como lesão corporal, tentativa de homicídio ou ofensa moral.

No entendimento do partido, a minoria LGBT deve ser incluída no conceito de “raça social” e os agressores punidos na forma do crime de racismo.

Vítimas de Brumadinho terão acesso ao Minha Casa Minha Vida

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse nesta terça-feira (17) que o governo estuda uma forma de atingidos pela tragédia em Brumadinho (MG) acessarem o programa Minha Casa Minha Vida para reconstrução de suas casas. Onxy citou uma previsão no regulamento do programa para a participação de pessoas vítimas de episódios de emergência ou calamidade. Desta forma, segundo o ministro, as famílias não teriam de usar o dinheiro do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para arcar com os prejuízos, que devem ser cobrados da mineradora Vale.

“Estamos tentando resolver isso através do Minha Casa Minha Vida calamidade, que dá a mesma condição de resolver sem ter que mexer no fundo de garantia. E depois a AGU vai cobrar da Vale, que é quem tem que pagar a conta”, afirmou, após almoço com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli.

Para o ministro, não é justo alguém usar o dinheiro acumulado com “o suor do seu esforço” para se recuperar de um dano causado por um terceiro, no caso a empresa. “É justo que as pessoas tenham que acessar esse dinheiro [do FGTS] para corrigir algo que foi feito por uma empresa? Achamos que não é justo. Estamos trabalhando para corrigir o decreto anterior”.

A Caixa Econômica Federal anunciou a liberação de saques do FGTS para trabalhadores que tiveram suas casas afetadas. A Advocacia-Geral da União (AGU) confirmou que o governo manterá a liberação do FGTS.

Atualmente, a Lei 8.036/1990, que trata do FGTS, permite que os beneficiários movimentem suas contas em caso de “necessidade pessoal, cuja urgência e gravidade decorra de desastre natural”. Desde o rompimento da barragem da Samarco, em Mariana, Minas Gerais, em 2015, esse tipo de acidente passou a ser equiparado a desastre natural para que as vítimas pudessem movimentar esses recursos.

União dos Poderes

Onxy Lorenzoni almoçou com Toffoli, com a participação, por telefone, do presidente Jair Bolsonaro. Segundo o ministro e o magistrado, o encontro foi em prol da “pacificação do Brasil”. “Já vivemos muitos momentos de conflitos, é momento de pacificação do Brasil. Estamos construindo uma grande aliança pelo Brasil. Todos nós, cada um na sua competência, estamos preocupados em construir canais para fazer o Brasil crescer”, disse Onyx.

Toffoli destacou a necessidade de harmonia entre Executivo, Legislativo e Judiciário, mas afirmou que não significa uma aprovação automática de um poder a respeito das ações do outro. “Evidentemente que isso não significa que tudo que for aprovado o Supremo vai chancelar. É um diálogo pelo respeito entre os poderes dentro daquilo que a Constituição prevê. O importante é que haja esse diálogo para que saia o melhor produto possível”.

Feirões auxiliam brasileiros a quitar dívidas

Todo inicio de ano muitos brasileiros costumam fazer uma lista de desejos que gostariam de ver realizados, ao longo dos 12 meses seguintes. Solucionar dívidas é um dos anseios mais frequentes.

Para auxiliar as pessoas interessadas em quitar débitos e transformar sonhos em realidade, a MultiCrédito promoverá a partir desta quinta (14), e até 28 de fevereiro, o Feirão de Negociação MultiCrédito, com propostas de descontos de até 60% sobre o valor devido.

A campanha estima oferecer condições especiais de pagamento para mais de 100 mil pessoas em todo o Brasil. “Esta é uma excelente oportunidade para começar o ano com as finanças de forma equilibrada e, assim, recuperar crédito no mercado”, ressalta Carlos Eduardo de Oliveira e Souza, diretor de Recuperação da MultiCrédito.

O consumidor interessado em renegociar seu débito poderá realizar a operação sem sair de casa. A MultiCrédito oferece diversos canais de comunicação, como telefone (0800 282 8855 e (21) 2123-0585) e até mesmo WhatsApp (21 97255-9145). Ainda é possível entrar em contato com a empresa por meio de chat, acessando o site www.multicredito.com.br

Dívidas com cheques:

De acordo com levantamento da MultiCrédito, o índice de inadimplênciade pessoas físicas no cheque se manteve em 77%, e entre pessoas jurídicas, em 23%,comparando números de 2017 e 2018.
Na análise do ramo de atividade que mais gera pendências financeiras, o setor demadeireira ocupa a primeira posição, com 10,49%, seguido por compras em supermercados, 10,25%. Na análise por sexo, os homens são os mais inadimplentes, com 55,22%;mulheres somam44,78%.

Dívidas com crediário:

No levantamento de dívidas feitas por crediárioem 2018, consumidores entre 21 e 30 anosconcentram o maior número de inadimplentes: 23,02%. Na análise por sexo, as mulheres têm mais dividas, 68,58%;homens registram 31,42%.
Quando a avaliação é por Estado, São Paulo ocupa a primeira posição, com 31,52%, seguido de Minas Gerais, com 17,89%, e Pernambuco,13,42%.
Ao verificar a ocupação de quem deve, trabalhadores assalariados são os que acumulam mais pendências financeiras, 37,30%; em seguida estão os autônomos, com 36,92%, e aposentados ou pensionistas, 14,35%.

Dicas para uma vida financeira saudável

– Identifique todos os gastos realizados durante o mês e classifique em três categorias. Procure definir o que reduzir e principalmente o que eliminar dos gastos mensais. Separe os gastos entre os que devem ser mantidos, os que necessitam de redução e os que podem ser eliminados.

– Organize as dívidas em ordem de prioridade. Priorize os credores mais abertos a negociação e os que ofereçam mais vantagens.

– Avalie o que você já possui e evite novas aquisições desnecessárias. Para não cair nessa armadilha, organize tudo o que é prioridade no seu dia a dia e avalie o que realmente é necessário comprar.

– Tenha disciplina e foco até alcançar o objetivo de gastar menos do que ganha. A principal estratégia não está em quanto se ganha, e sim em gastar sempre menos do que se ganha.

UniFavip|Wyden oferece minicurso de produção de Ovos de Páscoa

O curso de Gastronomia do Centro Universitário UniFavip|Wyden, em Caruaru, promove, no dia 21 de fevereiro, às 13h, uma oficina prática de produção de Ovos de Páscoa artesanais, recheados e decorados. Quem ministra é Gláucia Machado, Chef Chocolatier da Mavalério, marca de produtos para confeitaria e decoração.

Em três horas de aula, os participantes irão aprender a produzir as casquinhas de chocolate, opções de recheios, técnicas de decoração em bico e pasta americana de Leite Ninho. O investimento é de R$35 (mais uma barra de cobertura Premium Mavalério). As vagas são limitadas. Informações e inscrições pelo telefone (81) 99874-0559.

Em um mês e meio de Bolsonaro, Brasil está paralisado, diz Humberto

A promessa de um novo Brasil feita por Jair Bolsonaro na campanha presidencial, sem corrupção, com um Estado eficiente e livre de indicações políticas já se confirmou como mais falsa que as fake news disseminadas na eleição – e o país já sente os graves efeitos negativos da nova gestão. Esta é avaliação do líder do PT no Senado, Humberto Costa (PT).

Em discurso no plenário do Senado, o parlamentar criticou, nesta terça-feira (12), a inércia governamental e disse que, até agora, o que houve, de fato, foram um bate-cabeça sem fim, disputas intestinas no governo e tantas idas e vindas em decisões tomadas, que a soma final foi zero.

“Desde 1º de janeiro, o país está paralisado, em ponto morto. Quando faz um movimento, é para dar marcha à ré. Eu espero, sinceramente, que esse governo comece logo para que nós possamos discutir os temas que interessam aos brasileiros e confrontar, para além da rede subterrânea de mídias sociais e WhatsApp onde eles se escondem e por onde difundem suas mentiras, os projetos que temos para recuperar o Brasil”, disparou.

Para Humberto, Bolsonaro ainda está em campanha e nada apresentou para diversas áreas, inclusive para debelar um quadro resistente de desemprego na casa dos 13 milhões de brasileiros.

“Ele faz de conta que governa pelo Twitter e sua desconfiança com o vice-presidente e algumas pessoas que o cercam é tão grande que, nem mesmo internado, ele aceitou passar o bastão, deixando, nestes dias, o país num imenso vácuo de comando”, comentou.

O senador acredita que a edição do decreto que facilita o porte de armas num país que é campeão mundial em mortes por armas de fogo é o exemplo mais bem-acabado de que Bolsonaro está numa jogatina eleitoral sem fim. Segundo o parlamentar, o mercado assiste a tudo isso com extrema reticência porque vê a nova gestão absolutamente sem norte.

“O presidente disse que ia aumentar impostos e foi desmentido por assessores. Sua primeira viagem internacional a Davos na tentativa de vender essa sua fake news de novo Brasil foi um enorme vexame, um tremendo fiasco, como, ademais, todos os passos que temos dado em política externa”, ressaltou.

O líder do PT avalia que a única coisa que está avançando são, infelizmente, as ações sistemáticas contra os direitos dos trabalhadores e medidas extremamente danosas ao setor produtivo, como o aumento dos pedágios em 58%.

“É um governo absolutamente sem bússola, errante, em que a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, acusada de tomar para si ilegalmente uma criança indígena, passa os dias dizendo aberrações e mentiras que causam constrangimentos internacionais, ladeada em suas bobagens pelo ministro da Educação para quem o brasileiro turista é um bandido e universidade é uma instituição reservada somente à elite intelectual”, detonou.

/**/