Bruno Lambreta participa de roda de conversa com alunos da ASCES – UNITA

unita

Com o tema “Perspectivas da Juventude: esportes, lazer, educação, cultura e trabalho”, o vereador eleito, Bruno Lambreta (PDT), participou na noite desta sexta (4), de uma roda de conversa com alunos dos cursos de Relações Internacionais e Educação Física, do Centro Universitário ASCES – UNITA,organizada pelo Núcleo CIVITAS.Com foco na política voltada para a juventude da cidade, o evento foi pautado na inclusão e participação ativa dos jovens nas decisões que ocorrem no Poder Legislativo acerca do tema.

O momento foi marcado pela apresentação do histórico dos edis presentes, suas propostas acerca dos temas, bem como, perguntas que foram elaboradas pelos estudantes. “Agradeço a faculdade pela oportunidade de debater esta temática junto aos alunos, e também friso a grande importância e diferença que  o jovem faz em nosso processo político”, pontuou Bruno.

Ao final do debate, foi elaborado um “Pacto pela Cidadania”, focado nos próximos quatro anos da próxima legislatura (2017-2020), que firmou o compromisso dos parlamentares junto a juventude da cidade, a exemplos como:

– Construir projetos em prol da juventude, no que concerne ao espaço de convivência dos jovens, com base nos princípios de ética, paz, democracia e valores universais;

– Atuar juntamente com a Prefeitura para viabilizar outras formas de expressão jovem, a fim de promover políticas públicas baseadas no diálogo, solidariedade e parceria para promoção de uma cidadania proativa;

– Incentivar e ampliar as ações do Conselho Municipal de Juventude;

– Estimular a capacitação dos jovens para facilitar a entrada deles no mercado de trabalho, bem como incentivar o empreendedorismo;

– Promover atividades voltadas para cultura e arte, esporte e lazer, além de práticas de desenvolvimento sustentável;

– Fomentar políticas de inclusão tecnológica no setor de educação da cidade, impulsionando o desenvolvimento e
agregando valor ao mesmo;

– Propor quatro edições de Parlamento Jovem, em parceria com o Núcleo Civitas, realizando uma a cada ano, baseado no princípios do amor cívico, co-responsabilidade, honestidade, transparência e fraternidade.

Paulo Câmara debate futuro do setor elétrico

Reforçando o compromisso do Governo do Estado em consolidar Pernambuco como Polo Energético, o governador Paulo Câmara participará, hoje, do Fórum Pernambuco e o Setor Elétrico Nacional, no Sheraton Reserva do Paiva Hotel & Convention, para discutir o futuro do setor. O evento será promovido pelo Centro de Treinamento e Estudos em Energia (CTEE), do Grupo CanalEnergia, em parceria com o Governo do Estado.

O Fórum será dividido em três painéis: pela manhã, será realizado um debate sobre os “Desafios da Geração, Transmissão e Distribuição”; à tarde, será discutido o painel “Perspectivas da Energia Renovável em Pernambuco”; e, por fim, os “Desafios do Mercado de Energia no Brasil”. Durante o evento será firmada a “Carta de Pernambuco”, com diretrizes e sugestões para o desenvolvimento do Setor Elétrico Nacional e do Estado.

Em debate, João Paulo e Geraldo trocam farpas

Do Portal LeiaJá

A três dias do 2º turno, os candidatos a prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB) e João Paulo (PT), se enfrentaram, na manhã de hoje, em um debate na TV Jornal. No primeiro bloco, onde os postulantes trocaram perguntas entre si, as farpas soltas entre eles abafaram a exposição das propostas. Entre uma acusação e outra, João Paulo chamou Geraldo de “ingrato” e o atual prefeito rebateu, ponderando não ter feito parte da gestão do PT quando ele e o ex-prefeito João da Costa governaram a capital pernambucana.

Primeiro a questionar, João Paulo pontuou a construção do Hospital do Idoso. Geraldo disse que a unidade prometida por ele vai suprir a necessidade da população idosa e destacou que o PT “não fez nenhuma unidade de saúde” durante 12 anos. A partir daí, iniciou-se uma série de troca de acusações.

“Geraldo não seja tão ingrato, você participou do meu governo. O PSB participou. Esta realidade que você coloca do bom atendimento da saúde não é no Recife, pode ser em outro país. O que vemos são filas, as pessoas chegando às 4 horas da manhã para disputar um atendimento e sobre o hospital vocês prometeram na campanha de Eduardo Campos, de Paulo Câmara”, disparou João Paulo. “Ele fica me chamando de ingrato, não governei com ele não. Ele governou com João da Costa. Quando ele governava a cidade, eu participava do governo de Eduardo Campos”, respondeu Geraldo.

Em seguida, o socialista questionou João Paulo sobre as propostas que ele tinha para o lazer na capital. Em resposta, o petista ironizou: “você é o prefeito mais desaconselhado para se falar em lazer”. “Você fechou equipamentos no Pátio de São Pedro e nós cuidamos essencialmente da nossa cultura. Se teve um governo que mais investiu, foi a nossa gestão”, argumentou.

Sobre a questão da habitação na cidade, João Paulo disse que atualmente “há uma deficiência na cidade” e na retirada de palafitas. “As casas que ele construía, gente, sinceramente, sem reboco, os banheiros sem azulejo, muitas vezes sem balcão, ele entregava algo inacabado para a população. A gente não. Entregamos 1.319 casas, com todo acabamento para dar dignidade às famílias”, destacou o prefeito.

Em réplica, João Paulo voltou a acusar Geraldo de ilusionismo. “Ele sempre fala de uma cidade que não é a cidade do Recife”, salientou o petista. “Ele discute tudo menos o futuro da cidade. Fazer do debate uma briga e uma arenga não quero. Quem briga e arenga é o PT que é o seu partido e não o meu”, retrucou o socialista.

No último questionamento, o candidato à reeleição perguntou se João Paulo era contra o Hospital do Idoso. O petista disse que a prevenção era mais importante do que a construção da unidade de saúde. “É difícil dialogar com ele porque sempre tenta mostrar um futuro, mas vamos para o presente. Vá ver os postos de saúde, as escolas, a qualidade das merendas. Temos que acima de tudo fazer o preventivo. Em Casa Amarela, são diversos postos de saúde fechados, medicamentos faltando. Esta é a verdadeira face do Recife”, ponderou.

Debate em BH: dívida trabalhista e Aécio na Lava Jato

Folha de S.Paulo

No penúltimo debate dos candidatos à Prefeitura de Belo Horizonte, na noite desta terça (25), o deputado João Leite (PSDB) levou à plateia uma ex-funcionária de uma empresa de seu adversário, Alexandre Kalil (PHS), que o processa por causa de dívidas trabalhistas. Diante da insistência do tucano no assunto, Kalil, ex-presidente do Atlético-MG, partiu para o ataque contra aliados do rival. Disse ter “visto na imprensa” que Leite contará com a presença do senador Aécio Neves (PSDB-MG) em sua campanha nos próximos dias, e provocou: “Na condição de investigado na Lava Jato, o povo mineiro vai receber bem o senador?”.

Leite é a aposta de Aécio para se fortalecer politicamente em Minas, após o PSDB perder o governo para o PT na eleição de 2014. Em pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta (26), Leite tem 48% das intenções de votos válidos, contra 52% de Kalil. Como a margem de erro é de três pontos percentuais, eles estão em empate técnico.

Leite utilizou boa parte de seu tempo para afirmar que Kalil não recolhe FGTS e INSS de funcionários de suas empresas e deixa os salários atrasarem, enquanto, pessoalmente, leva uma vida de luxo. A estratégia foi a mesma dos programas de TV do tucano.

Kalil minimizou as críticas, sorriu em alguns momentos, disse que “essa lorota não cola” e culpou o rigor da Justiça do Trabalho pelos problemas com seus ex-funcionários – ele não confirmou nem negou que a mulher levada à plateia por Leite tenha trabalhado em sua firma. “Juro por Deus que eu não lembro da cara dela”, disse.

“Escândalo na minha empresa não tem, não tem Lava Jato. [A empresa] Deve, mas vai pagar”, disse Kalil. “Quando sair a delação da Andrade Gutierrez, vai ter gente com tornozeleira [eletrônica]. A Cidade Administrativa está chegando perto”, provocou, novamente em alusão a Aécio.

O senador Aécio Neves é investigado em um inquérito autorizado pelo STF (Supremo Tribunal Federal) por, supostamente, ter atuado em uma CPI com o objetivo de esconder o mensalão tucano em Minas. Além disso, como a Folha revelou em junho, um assessor próximo de Aécio deve ser citado na delação de um sócio da OAS por suposto recebimento de propina na construção da Cidade Administrativa, durante o governo do tucano (2003-2010).

Jorge Gomes participa de debates da Acace e OAB

O candidato a prefeito de Caruaru, Jorge Gomes, participou de dois importantes encontros nesta quarta. Na parte da tarde, na Acace – Associação Caruaruense de Cegos, houve um diálogo sobre a inclusão de políticas para as pessoa com deficiência. Jorge falou para os presentes sobre as ações que já foram implantadas na atual gestão. “Foi na nossa gestão, junto com Queiroz, que realizamos a primeira conferência para discutir as questões das pessoas com deficiência. Outras conquistas são a implantação das salas de recurso, a tradução simultânea em libras durante o São João, que também está presente no final das nossas caminhadas, além de muitos outros pontos”. Ao final, o candidato recebeu um caderno com as deliberações que foram definidas na conferência.

À noite, Jorge Gomes esteve presente no debate da OAB Caruaru, onde respondeu a algumas perguntas elaboradas pelas comissões da Ordem.  Dentre os temas debatidos, Jorge abordou propostas para os esportes. “Queremos utilizar as áreas vizinhas às escolas para estimular a prática esportiva, tanto junto aos alunos quanto à comunidade. Além disso, vamos trabalhar para a realização dos jogos escolares no próximo ano”. Outro assunto discutido foi relacionado às pessoas idosas. “Vamos ampliar os serviços que já são oferecidos no Centro de Convivência dos Idosos. Lá, eles podem praticar atividades físicas, lúdicas, cuidar da saúde, além de fortalecer os vínculos de amizade”, afirmou.

Devry Unifavip promove debate entre candidatos a prefeitura de Caruaru

Com o foco no plano diretor de cidade, os candidatos à prefeitura de Caruaru irão se encontrar na próxima quarta-feira, dia 14, às 15h, no auditório da biblioteca da DeVry Unifavip para um debate com alunos, professores e colaboradores da instituição, apresentando suas propostas e ideias sobre os temas: agenda ambiental, mobilidade, patrimônio e habitação social. Três cursos do Unifavip estão envolvidos diretamente com o evento: arquitetura, direito e jornalismo.

Serão cinco blocos: nos quatro primeiros serão discutidos os quatro temas base. No quinto, e último bloco, os candidatos vão responder a uma pergunta: como será sua proposta de participação da população no processo de gerenciamento do município, considerando o contexto urbano e rural?

“O debate é uma proposta pedagógica de cidadania, trazendo a relação dos problemas do município e o processo da gestão”, afirmou o coordenador do curso de Arquitetura e Urbanismo, Eduardo Moura. O debate faz parte das comemorações dos dez anos do curso que fez um estudo sobre os problemas e potencialidade da cidade. O levantamento resultou em um documento com recomendações para o plano diretor. Cada candidato recebeu uma cópia do documento que irá subsidiar as perguntas do debate.

De acordo com as regras aprovadas em reunião com os representantes de cada candidato, em três blocos cada candidato vai responder a uma pergunta lida por um aluno previamente definido. As perguntas e os candidatos serão sorteados. No primeiro bloco os candidatos terão dois minutos para fazer uma apresentação e falar sobre sua proposta de agenda ambiental.  No último bloco eles falarão sobre a participação popular em sua gestão.

ADUFEPE promove debate com candidatos à Prefeitura de Caruaru

dc8e0098-60d9-45bf-a2e6-46dbfb02bd5d

Nesta segunda-feira (12), das  17h às 19h, a Associação dos Docentes da UFPE (ADUFEPE) realiza debate entre prefeituráveis de Caruaru.  Detalhes foram acertados em reunião, na tarde da última quarta-feira (31), com as assessorias dos candidatos à prefeitura no Centro Acadêmico do Agreste (CAA).

Apenas os candidatos Tony Gel (PMDB) e Jefferson Abraão (PCB) não apresentaram representantes nesta reunião. Com três horas de duração, o evento ocorre no Auditório Luiz Gonzaga, Terceira Etapa – Bloco Pedagogia, nas imediações do CAA. Já confirmaram participação no debate os seguintes candidatos Raquel Lyra (PSDB), Jorge Gomes (PSB), Ricardo Soares( PHS), Erick Lessa (PR), Eduardo Guerra (PSOL) e Jefferson Abrãao (PCB).

O DEBATE – Seguindo a lógica do debate no Recife, as discussões serão divididas em cinco blocos. Sob mediação do Presidente da ADUFEPE, Augusto Barreto, o primeiro bloco será destinado à apresentação (com cinco minutos para cada). Já a segunda rodada, é voltada a perguntas e respostas – após definição em sorteio, cada candidato terá direito a réplica e tréplica.

E os últimos blocos serão voltados a questionamentos gerais, da entidade e do público, respectivamente. Por fim, a última rodada encerra o evento com as conclusões finais. Além do município do Agreste, a ADUFEPE planeja realizar debate com os prefeituráveis de Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata. Na quinta-feira, dia 15/09, às 15h, no auditório do Centro Acadêmico de Vitória de Santo Antão (CAV), será realizada a reunião com as assessoria dos candidatos à Prefeitura de Vitória para definição do dia, horário e as regras do debate.

Humberto participa de debate sobre a saúde em Recife

Para o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), que participou na noite de ontem de uma reunião intitulada “Ciranda da Saúde”, junto com o candidato a prefeito João Paulo (PT), é preciso levar aos recifenses um debate sobre todos os avanços de 12 anos de gestão do PT na capital. O encontro serviu para reunir um grande grupo de representantes da saúde e dialogar sobre a situação atual na área.

“Criamos programas de excelência como o SAMU e a Academia da Cidade, quando eu ainda era secretário de Saúde de João Paulo. Saímos de 27 para mais de 120 equipes do Programa de Saúde da Família (PSF) em apenas um ano e, hoje, vemos que muitos desses avanços pararam lá atrás, desde que o PT saiu da gestão do Recife”, avaliou o senador.

Estiveram no evento representantes da CUT, sindicatos e outros representantes da sociedade civil, que discutiram saídas para melhorar a saúde na cidade. Esses grupos apontaram diversos problemas na rede da capital, como filas, falta de médicos e o mau atendimento nos postos, que haviam sido superados na gestão do PT, mas que, nos últimos três anos, voltaram a acontecer.

Humberto falou da importância do investimento na saúde e lembrou que o presidente interino Michel Temer (PMDB) enviou a PEC 241 para o Congresso Nacional, com o propósito de limitar as despesas com saúde e educação. “Não podemos deixar essa PEC passar, pois essas duas áreas vão sofrer muito com a falta de recursos e, consequentemente, isso traz prejuízos ao povo brasileiro.”

O senador apresentou também os números do programa criado por Dilma, o Mais Médicos, que hoje atende 62 milhões de brasileiros e está levando profissionais para cidades onde antes médicos não existiam ou eram em número insuficiente. “O Mais Médicos também corre perigo de acabar. Os profissionais cubanos, que são mais de 60% do total do programa, podem voltar para Cuba a qualquer momento pela falta de articulação desse presidente sem voto. Isso não pode acontecer”, alertou o senador.

“Temos condições, sim, de fazer um SUS com excelência, é preciso apenas muito trabalho. Não podemos aceitar que queiram desmantelar o que é público para entregar tudo à iniciativa privada”, afirmou o líder do PT.

Daniel Finizola debate limitação da internet com estudantes

fin

O professor e pré-candidato à Câmara de Vereadores de Caruaru, Daniel Finizola, voltou a debater a limitação da internet fixa. Desta vez, o bate-papo foi com estudantes da Universidade de Pernambuco (UPE), durante a tarde desta terça-feira (19), no Armazém da Criatividade.

Ainda em debate: uso da internet na sala de aula e mecanismos de participação social na web. Para Finizola, limitar a internet é impedir o acesso à informação. “Precisamos ocupar os espaços virtualmente e cumprir o nosso papel enquanto cidadãos e cidadãs, no monitoramento dos governos e agentes públicos. A internet é fundamental para que isso aconteça”, destacou.

Em clima de pré-campanha, Daniel Finizola realiza roda de diálogo para discutir políticas específicas para as mulheres. O encontro, aberto ao público, será nesta quinta-feira (21), no Bar Cafofo (Rua da Má Fama), a partir das 19h.

LBV participa de debate mundial e fala sobre educação e inclusão social‏

Autoridades internacionais e líderes de governos de todo o mundo se reunirão entre 18 e 22 de julho na sede das Nações Unidas (ONU), em Nova York, para a Reunião de Alto Nível do Conselho Econômico e Social (Ecosoc/ONU), onde debaterão sobre como “Implementar a agenda de desenvolvimento pós-2015: transicionando compromissos a resultados”.

Este será o primeiro encontro ministerial do órgão desde que os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) foram adotados por unanimidade em setembro de 2015. Trata-se de um dos principais eventos da ONU que avaliam medidas para realizar a nova agenda de desenvolvimento, substituindo os Objetivos do Milênio.

Buscar soluções para os problemas ligados à educação, à pobreza e à saúde e compartilhá-las também é o que fará a Legião da Boa Vontade (LBV) nesta importante reunião. Ela apresentará aos participantes recomendações, boas práticas e o resultado do ensino de excelência nas unidades da Instituição, que têm feito com que alunos em situação de vulnerabilidade social alcancem o desenvolvimento acadêmico semelhante aos de estudantes de países ricos e desenvolvidos, contrariando a crença de que a condição social é fator determinante no futuro do indivíduo. A ONU, por sua vez, acolheu essas recomendações e as retransmitiu a todos os participantes da conferência em seus idiomas oficiais.

As recomendações também podem ser conferidas na edição especial da revista BOA VONTADE Desenvolvimento Sustentável, 2016 (disponível em português, inglês, espanhol e francês), que traz em destaque o artigo do diretor-presidente da Instituição, José de Paiva Netto, intitulado “Agenda Global Solidária”, no qual ele evidencia a importância da Espiritualidade Ecumênica e da Fraternidade na formação do ser humano: “A defesa pioneira da LBV por uma Cidadania Planetária visa ao desenvolvimento do potencial pleno das criaturas em todas as suas dimensões, ou seja, espírito-biopsicossocial. Logo, juntar cidadania política com a Cidadania do Espírito é propiciar o surgimento da Cidadania Planetária, Global, cujo alicerce é a Generosidade, a Solidariedade, tendo os valores espirituais como sustentáculo”.

Para ler o conteúdo da publicação é só baixar o aplicativo gratuito da revista BOA VONTADE para iOS e Android. Mais informações sobre o assunto acesse www.boavontade.com.

LBV na ONU

A Legião da Boa Vontade é uma organização da sociedade civil com status consultivo geral no Ecosoc, desde 1999, e associada ao Departamento de Informação Pública da ONU (DPI) desde 1994. Essa condição lhe permite participar e contribuir para a discussão dos temas de desenvolvimento propostos pelo organismo internacional e seus países- membros.

/**/