Ceaca discutirá plano diretor e calendário anual

Na próxima segunda-feira (27), às 9h, a Ceaca realizará encontros para discutir o plano diretor e o calendário anual de produtos. O primeiro é voltado para os comerciantes da instituição, que poderão discutir o plano diretor, abordando as estratégias e infraestrutura para o ano de 2016. O segundo é aberto também para compradores, que terão acesso a informações sobre o calendário anual dos produtos comercializados no local, safra e investimentos.

De acordo com o diretor da Ceaca, Marco Casé, estes encontros auxiliam diretamente no desempenho dos comerciantes e compradores. “Organizamos estes encontros com o objetivo de orientar tanto quem compra como quem vende para que eles possam aprimorar seu negócio. Além disso, o plano diretor precisa ser discutido em conjunto, para que seja elaborado da melhor maneira possível”, afirmou.

Seepe discute situação dos enfermeiros plantonistas

O Sindicato dos Enfermeiros no Estado de Pernambuco – SEEPE vai se reunir nesta sexta-feira (24), com os profissionais ligados à Secretaria Estadual de Saúde – SES, no município de Caruaru. O objetivo é discutir a situação dos enfermeiros que prestam plantões extras no Estado (enfermeiros sem vínculo trabalhista), que estão com o pagamento atrasado.

A proposta das reuniões com a categoria é traçar estratégias de ações que visem pressionar o governo a regularizar o pagamento dos profissionais – atrasado há meses -, e reivindicar a mudança da política de Recursos Humanos do Estado, que atualmente possui no quadro um número expressivo de enfermeiros plantonistas sem vínculo trabalhista (concursados ou contratados). O SEEPE se reuniu nos dias 20 e 21 de julho com os enfermeiros de Arcoverde e Garanhuns.

Vale ressaltar que o SEEPE já vem pressionando o Estado a convocar os enfermeiros aprovados no concurso público vigente, realizado em dezembro de 2014, no qual foram aprovados 253 enfermeiros assistenciais, 77 enfermeiros obstetras e 56 enfermeiros uteístas. O SEEPE protocolou denúncias no Tribunal de Contas do Estado e no Ministério Público de Pernambuco mostrando a necessidade da convocação dos profissionais. Até hoje, após as intervenções do sindicato, o governo convocou os 77 enfermeiros obstetras aprovados neste concurso.

“A situação é alarmante. Esse modelo de trabalho gera insegurança ao profissional que não possui nenhum direito trabalhista. Vamos discutir essa situação com a categoria e tomar as medidas jurídicas cabíveis para garantir a regularização desse modelo de vínculo e o pagamento dos repasses atrasados, além de continuar lutando pela convocação dos profissionais aprovados no último concurso”, destacou a presidente do SEEPE, Berenice Garcês.

 

Tony Gel indicado para colegiado que vai discutir a Revitalização do Rio São Francisco

69cd879896030bef

O Deputado Tony Gel, foi um dos indicados para fazer parte do  colegiado instalado na Assembleia Legislativa que discutirá e irá estimular políticas públicas em defesa do maior rio brasileiro e de outros cursos d’água do Estado.

A missão do colegiado será elaborar um diagnóstico sobre os problemas locais, fazer visitas e realizar reuniões com órgãos como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), a Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) e a Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) preparando no final dos trabalhos, um amplo relatório com recomendações que serão encaminhados aos órgãos competentes.

Além de Tony Gel, o colegiado será integrado, pelos deputados Lucas Ramos (PSB), Miguel Coelho (PSB), Rodrigo Novaes (PSD),  e Júlio Cavalcanti (PTB), Socorro Pimentel (PSL) e Odacy Amorim (PT).

Marina vai a FHC discutir crise política

Do Blog do Magno

Ex-presidenciável pelo PSB, Marina Silva tem se aproximado do ex-presidente tucano Fernando Henrique Cardoso para discutir o cenário de crise política. Em artigo nas redes sociais, ela destacou “o exemplo de lucidez e responsabilidade republicana de Fernando Henrique”.

“Temos conversado sobre o momento, quais as melhores maneiras de caminhar com a responsabilidade que o país exige, sem a ansiedade de instrumentalizar a crise em benefício próprio ou com agendas ocultas eleitorais”, disse ela.

A ex-senadora petista, que ainda luta para criar a Rede Sustentabilidade, afirmou ainda, em entrevista ao ‘Globo’, que sua atuação é condizente com aquela de uma política sem mandato, mas negou agenda com os tucanos.

Ela, que no segundo turno de 2014 fechou apoio a Aécio Neves, hoje critica o golpismo tucano. Ela se posicionou contra o impeachment da presidente, embora afirme que Dilma vive uma “cassação branca”:

“A maior gravidade da crise é a falta de reconhecimento da crise por parte do governo. O governo toma medidas dramáticas sem reconhecer que existe uma crise”.

URB E FIDEM discutem Plano Diretor em Recife

foto 1

O presidente da Empresa de Planejamento e Urbanismo de Caruaru (URB), Aldo Arruda, reuniu-se nesta segunda-feira (27), com o presidente da Agência Estadual de Planejamento e Pesquisa (FIDEM), Flávio Figueiredo e sua equipe técnica.

O encontro aconteceu na sede da FIDEM, localizada no Recife. Em pauta estava a revisão do Plano Diretor e o Plano de Mobilidade Urbana de Caruaru.

Uma nova reunião de trabalho ficou agendada para os dias 04 e 05 de maio, onde ocorrerá a conclusão dos Termos de Referência.

/**/

Gestão Pública Educacional em discussão em Caruaru

O vice-governador do Estado, Raul Henry, será o conferencista de abertura do IV Congresso de Administração Pública da Faculdade Asces, na quarta-feira (08/04), no auditório da ACIC/Caruaru.

O tema da exposição é “Gestão Pública Educacional: Os desafios, as demandas sociais e as decisões dos gestores”. O evento tem programação também na quinta-feira (09/04). As inscrições estão abertas no site www.asces.edu.br. O investimento é de R$ 40 (estudantes) e R$ 60 (profissionais).web_email-marketing_02

Queiroz discute feriados com Sindecc e Sindloja

O prefeito de Caruaru, José Queiroz, e o secretário de Administração, Antônio Ademildo, receberam os representantes do Sindicato dos Empregados do Comércio de Caruaru – Sindecc e do Sindicato dos Lojistas do Comércio de Caruaru – Sindloja, Milton Manoel e Alberes Lopes, para discutir sobre os feriados que coincidem com as segundas-feiras, dia de realização da tradicional Feira da Sulanca.

A discussão teve como foco a alteração destes dias, com prévia divulgação, para que o comércio e os feirantes não tenham prejuízos. Queiroz irá se reunir também com a Associação dos Sulanqueiros para analisar esta questão e divulgar as possíveis mudanças.

Compesa discute transposição do Capibaribe

Do Blog do Magno

Após se reunir com o presidente da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa), Roberto Tavares, na noite de ontem, o governador Paulo Câmara (PSB) definiu quais as obras que o Estado tratará como prioritárias para minimizar os efeitos da crise hídrica em Pernambuco.

Na Região Metropolitana do Recife, Paulo quer atenção total para o projeto de transposição do Rio Capibaribe. O objetivo do governo é levar água do Capibaribe para a Barragem de Botafogo, em Igarassu, que hoje está com menos de 16% de sua capacidade e prejudica o abastecimento d´água na área Norte da Região Metropolitana. “A gente tem uma segurança de ter a barragem (de Carpina) lá atrás, fazer a captação do Rio Capibaribe e uma adutora jogando na Barragem de Botafogo. É obra estimada em R$ 30 milhões e de rápida execução, em torno de dez meses ”, informou Tavares.

O presidente da Compesa viaja hoje para Brasília com dez técnicos do governo estadual e terá reuniões com integrantes do Ministério da Integração Nacional até amanhã. Ele diz que o governador está otimista para a obtenção dos recursos necessários à transposição do Rio Cabiparibe. “Temos um projeto pronto, que fizemos no ano passado. É uma obra na zona rural e por isso mais fácil de fazer. O governador nivelou as prioridades e mandou a gente ir em frente”, disse.

Além da transposição do Rio Capibaribe, o governo estadual elencou outras duas obras como prioritárias na Região Metropolitana. Trata-se das barragens do Engenho Pereira (em Moreno) e do Engenho Maranhão (em Ipojuca). “Chegamos a um momento de tomar decisões e priorizar”, falou o presidente da Compesa.

No interior do Estado, a maior preocupação do governador é com o Agreste. Caberá ao presidente da Compesa buscar verbas para a Adutora do Moxotó e para a Adutora da Barragem de Serro Azul. “Ela está em fase final de construção para se integrar com o sistema Prata-Camivô, que atende a Caruaru, Santa Cruz e Toritama”, explicou Tavares.

O governo estadual ainda busca  recursos para agilizar a Adutora do Agreste. De acordo com dados da Compesa, a obra custa R$ 1,3 bilhão dos quais R$ 450 milhões já foram executados. “Não é hora de desacelerar essa obra, principalmente em um quadro desses de seca e com prenúncio de que possa se repetir no próximo ano”, disse o presidente da companhia.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico, Thiago Norões, responsável pela Compesa, se a União liberar recursos prometidos ao Estado haverá um aumento da capacidade de armazenamento d´água de 30% em cinco anos.

Plano Habitacional conclui mais uma etapa

As oficinas de discussão do Plano de Habitação Social foram realizadas em nove regiões da cidade desde o último dia 31 de janeiro. Essa fase é uma das mais importantes do projeto por contar com a presença e participação da sociedade civil, que teve a oportunidade de esclarecer suas dúvidas e se preparar para o Fórum do PLHIS Caruaru, que vai acontecer no próximo dia 20 de março.

Sônia Lima, assistente social, comentou a importância da participação dos caruaruenses no processo do PLHIS. “Ouvir a população é um dos requisitos para que possamos desenvolver um planejamento habitacional que leve em consideração a realidade e necessidades dos caruaruenses em cada região da zona urbana e do campo. É dessa forma que será possível colocar em prática ações que diminuam os déficits habitacionais a partir de convênios com o governo federal nos próximos dez anos”, afirmou.

Desde dezembro, já foram realizados o lançamento do PLHIS, a criação do Conselho de Habitação, capacitações das equipes técnicas e dos representantes de movimentos sociais e a definição da metodologia que será aplicada até o final dos trabalhos.

Prefeitura planeja concurso para escolher modelo de bicicletários

A Casa da Participação debateu mais mobilidade para Caruaru na tarde de ontem, com representantes da Destra, URB, Secretaria de Participação Social e ciclistas caruaruenses. Em pauta, modelos de bicicletários para o município e sugestões para aperfeiçoar os Espaços de Lazer, Ciclofaixa e Ciclovia do Pátio de Eventos Luiz Gonzaga.

No que diz respeito aos bicicletários, foram discutidos alguns modelos possíveis, que já são utilizados no Brasil e em outros países: um formato adaptado para postes, o modelo de “U” invertido, atualmente o mais utilizado no mundo, e um modelo com identidade visual que pode ser adaptada para diferentes formatos. Diante das possibilidades, chegou-se ao consenso de aproximar mais esse debate da população através de um concurso com edital e regulamentação.

“Queremos envolver diferentes áreas profissionais e acadêmicas, a fim de definir um modelo que atenda adequações de mobilidade para ciclistas e especificidades de Caruaru em um processo no qual a população possa opinar”, ressaltou o gerente de Diálogos Sociais da Secretaria de Participação Social, Rafael Moreira.

Nesse sentido, Destra, URB e Participação Social se colocaram à disposição para desenvolver o projeto em parceria com grupos de ciclismo. “É fundamental essa mobilização das secretarias e órgãos do governo municipal. Valorizamos muito o envolvimento dos ciclistas, que se amplia da mesma forma que os demais diálogos que estamos construindo com outros segmentos da sociedade, conversando e encontrando soluções coletivas”, defendeu o Secretário de Participação Social, Leonardo Bulhões. O integrante do grupo 1DiadeBike, Caio Barbosa, também reforçou esse engajamento: “A prefeitura está abrindo portas para esse diálogo e devemos engajar o máximo de pessoas possível para desenvolver ações que causem impacto na realidade do município”.