Olinda: Coutinho indicou Educação e Cadoca, Cultura

O secretariado que o prefeito eleito de Olinda, Professor Lupércio (SD), anunciou, há pouco, tem três apadrinhados do governador Paulo Câmara: Evandro Avelar, de Serviços Públicos, o mais conhecido da equipe pelo fato de já ter sido secretário estadual em várias oportunidades, além de secretário em Jaboatão. Também entram como indicações do Palácio o secretário de Segurança Urbana, Coronel Pereira Neto, e a secretária de Obras, Simone Lucchese, esta até recentemente atuava na Secretaria estadual de Cidades.

Já o deputado federal Augusto Coutinho, presidente estadual do SD, emplacou o secretário de Educação, o ex-vereador do Recife, Paulo Roberto, que disputou novamente um mandato na Câmara da capital, mas não foi eleito. O deputado federal Carlos Eduardo Cadoca, atualmente no PDT, ganhou, igualmente, um minifúndio na gestão de Lupércio: é da sua cota o secretário de Cultura, Afonso Oliveira.

Outro deputado contemplado no primeiro escalão olindense é Álvaro Porto, que emplacou o irmão Eduardo Porto na pasta de Assuntos Jurídicos. O vice-prefeito Márcio Botelho indicou o irmão André Botelho para a Secretaria de Meio Ambiente. Para a Secretaria de Desenvolvimento Social foi anunciado Wolney Queiroz, mas não se trata do deputado federal, filho do prefeito de Caruaru, José Queiroz, mas de um advogado ligado a Lupércio.

PSB não indicará nomes para eventual governo Temer

A Executiva Nacional do PSB decidiu, hoje, que a direção do partido não vai indicar nem chancelar nomes para compor o ministério de um eventual governo de Michel Temer (PMDB). Na resolução aprovada em reunião que terminou no começo da noite, em Brasília, o partido afirma que contribuirá com propostas e que deve ser dada a ampla liberdade para o peemedebista reunir quadros qualificados para enfrentar a crise.

No documento o PSB destaca o quadro atual de “crises simultâneas no terreno social, político, econômico e federativo, que se retroalimentam e conduzem à degradação dos serviços prestados pela União, Estados e municípios”. Assinada pelo presidente nacional da legenda, Carlos Siqueira, a resolução responsabiliza o governo da presidente Dilma Rousseff pela falta de um “projeto estratégico de desenvolvimento sustentável” e aponta para o “esgotamento de um modelo socioeconômico que se pretendeu levar muito adiante de suas possibilidades”.

O PSB compreende a necessidade de se “mudar radicalmente o legado que será transmitido pelo governo Dilma Rousseff”. Para isso, a resolução reitera os dez pontos de uma agenda mínima para o país, já proposta ao vice-presidente Michel Temer. Essa agenda prevê, por exemplo, a reengenharia do Estado, a adequação das políticas fiscal, monetária e cambial, a adoção de estratégias de desenvolvimento e a preservação dos direitos sociais conquistados na Constituição de 1988.

Indicação de Rodrigo Janot seguirá agora para a CCJ do Senado

Da Agência Brasil

A indicação de Rodrigo Janot para novo mandato de dois anos no cargo de procurador-geral da República, confirmada neste sábado (8) pela presidente Dilma Rousseff, seguirá primeiro para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), onde nove dos 27 integrantes são investigados pela Operação Lava Jato, comandada por Janot. Se aprovado na CCJ, o nome dele será submetido a votação no plenário do Senado, onde precisará de, no mínimo, 41 dos 81 votos. A votação é secreta.

Na lista dos investigados que integram a CCJ estão os senadores Lindbergh Farias (PT-RJ), Edison Lobão (PMDB-PI), Romero Jucá (PMDB-RR), Valdir Raupp (PMDB-RO), Benedito de Lira (PP-AL), Gleisi Hoffmann (PT-PR), Ciro Nogueira (PP-PI), Antônio Anastasia (PSDB-MG), único da oposição, e o líder do PT na Casa, Humberto Costa (PE).

Costa disse que apoia a recondução de Janot. “De maneira geral, a avaliação de todos e a minha pessoal é de que o doutor Rodrigo Janot se conduziu de forma muito equilibrada nessa tarefa de ser o procurador-geral da República. Mostrou equilíbrio até agora em todos esses processos e investigações sobre integrantes do Congresso Nacional e do governo. Ele tem se mostrado uma pessoa aberta ao diálogo, acho que tem todas as condições de ser aprovado no Senado”, avaliou.

O líder do PT acredita que o nome de Janot será confirmado no cargo. Na sua opinião, o fato de ser de maneira mais folgada ou mais apertada vai depender de como se dará a sabatina e dos posicionamentos que o próprio procurador assumir.

A senadora Ana Amélia (PP-RS), que integra a CCJ, também aposta na aprovação de Janot. “Eu não tenho nenhuma dúvida, sou eleitora do Janot. É importante que a votação transcorra dentro da normalidade. Nesse tipo de votação é difícil prever como será, mas seja como for, o importante é que o resultado seja positivo e ele seja reconduzido”, disse.

“Para o Brasil superar esse momento de crise, é imprescindível que as apurações que estão sendo feitas na Lava Jato, no âmbito do Ministério Público Federal, sejam as mais amplas, mais transparentes e mais rigorosas possíveis”, afirmou o senador Acir Gurgacz (PDT-RO), que também apoia Janot e considera que o procurador tem feito um bom trabalho no cargo.

O líder do DEM, senador Ronaldo Caiado (GO), disse que com base em conversas com colegas no plenário do Senado, Janot terá ampla maioria dos votos. Para ele, a recondução mantém essa política de assepsia e resgata o prestígio das classes política e empresarial”.

Na eleição interna feita no Ministério Público, com base na lista tríplice elaborada pela Associação Nacional dos Procuradores da República, Rodrigo Janot obteve 799 votos, seguido de Mário Bonsaglia, com 462 votos, e Raquel Dodge, com 402 votos.

Presidente confirma indicação de Janot para novo mandato na PGR

asasasa

Atual procurador-geral da República ficará mais dois anos à frente do Ministério Público Federal (Foto: ABr)

Da Agência Brasil

A presidente Dilma Rousseff confirmou neste sábado (8) a indicação do atual procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para um novo mandato de dois anos à frente do Ministério Público Federal (MPF).

Após participar de reunião com Dilma e o próprio Janot no Palácio da Alvorada, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, avaliou que a escolha da presidente reflete respeito pela autonomia do MPF, que já havia aprovado a recondução do procurador-geral ao cargo.

Sobre as críticas de alguns investigados à atuação de Janot na condução da Operação Lava Jato, Cardozo voltou a defender a autonomia do MPF e ressaltou que a Constituição garante liberdade investigatória aos que atuam nessa área.

“É evidente que nós não podemos jamais condenar pessoas sem que lhes seja assegurado o direito ao contraditório e à ampla defesa, também estabelecidos na Constituição. Mas as instituições do Brasil, na medida em que a Constituição estabelece essas prerrogativas, devem funcionar e funcionar com eficiência. E a autonomia é o que está assegurado na Constituição Federal.”

João Fernando Coutinho atuará também pelo Agreste pernambucano

asasasasasasa

Deputado do PSB foi indicado para a Comissão Mista de Orçamento da Câmara Federal (Foto: Divulgação)

O deputado federal João Fernando Coutinho foi indicado pelo PSB para a Comissão Mista de Orçamento e terá, como um de seus compromissos, a defesa por mais recursos para o Agreste. “Minha indicação para esta comissão fortalece o Agreste e aumenta a possibilidade de atrair mais recursos federais para a região”, afirma.

Como titular do colegiado, que é formado por deputados federais e senadores, João Fernando irá participar diretamente, este ano, da análise do PPA (Plano Plurianual). Ainda está na pauta de 2015 a apreciação da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) e da LOA (Lei Orçamentária Anual).

Além das peças orçamentárias, a comissão também é responsável, entre outras atribuições, por examinar e emitir parecer sobre as contas apresentadas anualmente pela Presidência da República.

Jorge Côrte Real é indicado para a Comissão de Desenvolvimento Econômico da Câmara

Em seu segundo mandato na Câmara dos Deputados, o deputado federal Jorge Côrte Real (PTB) é o mais novo membro titular da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio (CDEIC) da Casa. O nome do pernambucano foi avalizado pelo líder do PTB na Câmara, o deputado Jovair Arantes (GO). A comissão foi instalada nesta quarta-feira (4) e ficará sob o comando do deputado federal Júlio César (PSD-PI).
Entre as atribuições, a Comissão de Desenvolvimento Econômico tem a incumbência de analisar e fiscalizar projetos e programas relativos ao desenvolvimento da economia brasileira, à expansão da política industrial nacional, bem como ações que visam ampliar as relações comerciais do Brasil com o mercado internacional.
O deputado Jorge Côrte Real comenta quais serão os desafios à frente da Comissão de Desenvolvimento Econômico. “Nossa atuação será pautada no sentido de criar um ambiente favorável para a retomada do crescimento da economia brasileira e expansão da atividade industrial nacional, além de contribuir para celebrar acordos que possam abrir as portas do nosso mercado. Vamos propor medidas que contribuam para tornar mais barato o processo de produção e ajudar a geração de emprego e expansão da renda no País”, garantiu o petebista.
Liderança política e empresarial respeitada em todo o Brasil, Jorge Côrte Real tem afinidade com os temas de competência da Comissão de Desenvolvimento Econômico. Desde 2004, o petebista preside a Federação das Indústrias de Pernambuco (Fiepe) e compõe a diretoria da Confederação Nacional da Indústria (CNI), uma das principais entidades do setor industrial brasileiro.
Além de ser membro titular da CDEIC, o deputado federal Jorge Côrte Real também foi designado pela liderança do PTB para suplência na Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público (CTASP). Na CTASP, o pernambucano foi membro titular na legislatura passada, encerrada em 2014.comissão

PROS divulga nota renegando indicação de Cid Gomes para o MEC

Partidos da base de apoio da presidente Dilma Rousseff (PT) aproveitaram os últimos dias para demonstrar insatisfação com o espaço recebido na composição ministerial neste segundo governo e ameaçar com retaliações nas próximas semanas.

Apenas nesta segunda-feira (5) duas manifestações ocorreram nesse sentido: o Prós divulgou uma nota em que reitera que a indicação de Cid Gomes para o Ministério da Educação não teve o apoio do partido. Já o PMDB evitou comparecer à posse da ministra da Agricultura, Kátia Abreu. Na semana passada, foi o PT que procurou demonstrar insatisfação com a indicação de Pepe Vargas para a Secretaria de Relações Institucionais .

No PMDB, a insatisfação decorre da avaliação praticamente unânime no partido de que, a despeito do crescimento do número de Pastas -de cinco para seis- houve diminuição no alcance político que elas têm. Além de Agricultura e Minas, o PMDB comanda Pesca, Portos, Turismo e Aviação Civil. A legenda considera que os ministérios que recebeu têm pouca capilaridade e força política e prometem retaliação no Senado, discutindo caso a caso medidas do governo e rejeitando projetos que aumentem impostos. Também ameaçam conceder à oposição espaços nas eleições da Mesa Diretora e nas comissões do Congresso. Chegam até a falar de apoiar a criação de um novo partido-satélite seu, de forma a desidratar um eventual fortalecimento do ministro das Cidades, Gilberto Kassab, que pretende criar mais um partido neste ano.

No partido, há a avaliação de que o Planalto agiu na reforma com o objetivo de reduzir seu poder e ampliar a força de outros aliados, como Kassab. A insatisfação é tamanha que deixou de ser exclusiva de deputados e chegou também ao Senado. Algo perceptível na posse de Kátia Abreu, também nesta segunda. O partido tem a maior bancada da Casa, mas, dos 19 integrantes, apenas três estiveram na cerimônia.

Já o Pros resolveu tornar oficial seu descontentamento. Divulgou nota demonstrando que sua cúpula não se sente representada com a escolha do ex-governador cearense. “A pior coisa do mundo é a gente pagar pelo que não deve”, disse o líder do partido na Câmara, Givaldo Carimbão (AL). O mal-estar é tamanho que ele e o presidente da sigla, Euripedes Junior (GO), não foram nem sequer convidados para a transmissão de cargo de Gomes, na semana passada. Euripedes e Carimbão tentarão uma audiência nesta terça-feira, 6, com o ministro.

O partido, que tem apenas 11 representantes na Câmara, mas trabalha para formar um bloco parlamentar para ampliar seu cacife. Espera também ao menos manter os cargos que têm na Sudene (Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste) e na Codevasf (Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba), ligadas ao Ministério da Integração, comandado agora pelo PP.

Sebá tem nome indicado ao Prêmio Patrimônio Vivo de Pernambuco

unnamedO ator, diretor e mamulengueiro Sebastião Alves, conhecido popularmente como Sebá, que desde 1978 enriquece a cultura do povo caruaruense e leva o nome da Princesa do Agreste e os fantoches para os cantos por onde anda, foi indicado mais uma vez ao Prêmio Patrimônio Vivo de Pernambuco.

Anualmente, o Governo do Estado concede o título vitalício de Patrimônio Vivo de Pernambuco a três personalidades que fazem parte da história cultural do E stado. Sebastião Alves – Sebá está concorrendo e representando Caruaru mediante indicação da Fundação de Cultura e Turismo.

A seleção dos contemplados é realizada através de um processo de candidatura por indicação de entidades culturais e órgãos governamentais e da avaliação do Conselho Estadual de Cultura (CEC). Os vencedores assumem a missão de transmitir os seus conhecimentos a alunos e aprendizes em programas de ensino e aprendizagem.

De acordo com a Lei do Registro do Patrimônio Vivo (nº 12.196, de 2 de maio de 2002), será concedida uma bolsa vitalícia no valor de R$ 750 reais mensais para pessoas físicas e de R$ 1.500 reais mensais para grupos, como incentivo aos artistas e grupos culturais (valores atualizados, em 2012, para  R$ 1.021,00 para pessoa física e R$ 2.043,00 para grupos/associações).

Os caruaruenses Manoel Eudócio e Teatro Experimental de Artes – TEA já conquistaram esse prêmio em edições anteriores. A expectativa é que o resultado de 2013 seja divulgado em dezembro.

/**/

Marcelo Gomes pede posto dos Correios no Gonçalves Ferreira

Durante a sessão de ontem da Câmara Municipal de Caruaru, o vereador Marcelo Gomes (PSB) fez uma indicação ao Ministério das Comunicações e aos Correios para instalação de um posto comunitário do serviço de correspondência no distrito de Gonçalves Ferreira, zona rural da cidade.

A indicação, segundo o socialista, é para ajudar a população da localidade que não recebe as correspondências em suas residências, sendo necessário ir ao centro de Caruaru buscar as postagens.

“Os moradores do Gonçalves Ferreira não possuem acesso fácil às suas correspondências. Esse serviço deve ser universal e prático, para melhorar a vida das pessoas. A população daquele distrito tem direito ao serviço dos Correios e essa é a forma que encontramos para ajudar a população, mesmo sendo uma medida paliativa e que deve ser provisória”, afirmou Marcelo.

Prefeitura de Caruaru recebe mais uma indicação a prêmio por políticas LGBT

A Prefeitura de Caruaru, em nome do prefeito José Queiroz e da secretária especial da Mulher e Direitos Humanos, Elba Ravane, foi indicada para receber o troféu Monique Rodrigues, prêmio máximo concedido às pessoas que atuam no desenvolvimento das políticas públicas para a população trans. A gestão municipal foi indicada pela Articulação e Movimento de Travestis e Transexuais (AMOTRANS-PE), instituição sem fins lucrativos que atua desde 2008 na defesa dos direitos humanos de travestis e transexuais do Estado.

A implementação da Assessoria Municipal de Políticas LGBT- Lésbicas, Gays,
Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros – em junho de 2013, e a assinatura do decreto que institui o nome social para a população trans nas repartições públicas são marcos apontados na justificativa da indicação.

A premiação ocorre em janeiro do próximo ano, nas atividades alusivas ao Dia
da Visibilidade Trans, 29 de janeiro.