Efraim é favorito para liderança do DEM

De Brasília

O clima está acirrado na liderança do Democratas na Câmara, que definirá, em fevereiro, o novo comandante da bancada, em substituição a Pauderney Avelino (AM). Estão no páreo Alberto Fraga (DF), Carlos Meles (MG), Efraim Filho (PB), Jorge Mudalen (SP) e José Carlos Aleluia (BA).

Ainda assim, Efraim tem vantagem na disputa. Como cartão de visita, ele se apresenta como ex-presidente da CPI dos Fundos de Pensão, que investigou um esquema envolvendo os governos do PT. O Palácio do Planalto tem simpatia pelo nome do paraibano.

Ao fim dos trabalhos, mais de 150 pessoas foram indiciadas pela comissão de inquérito. Ele é atual vice-líder do partido e já está com a candidatura em campo.

“O trabalho na CPI foi muito produtivo. É meu cartão de visita”, recorda o deputado, com 37 anos de idade.

Geraldo mantém liderança com 61% dos votos válidos

Do Portal LeiaJá

O novo levantamento do Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau (IPMN), encomendado pelo Portal LeiaJá em parceria com o Jornal do Commercio, divulgado neste sábado (22), revela que o prefeito do Recife e candidato à reeleição mantém a liderança no pleito do próximo dia 30. No balanço, ao aferir a intenção de votos de forma estimulada, o socialista aparece com 61% das intenções de votos válidos enquanto o candidato João Paulo (PT) aparece com 39%.

O socialista também foi o mais indicado na pesquisa espontânea com 49% dos eleitores que preferem a sua vitória enquanto 31% apostam em João Paulo. O nível estimado de confiança é de 95% e uma margem de erro estimada de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos. Votos brancos, nulos e os entrevistados que não responderam ou não quiseram responder somam 20%, na pesquisa espontânea e de 19%, na estimulada.

Para o cientista político e coordenador do IPMN, Adriano Oliveira, a nova rodada de pesquisa mostra um quadro de estabilidade. “Também mostra que o quadro já está definido. Nós podemos afirmar isso com certa tranquilidade. Só o imponderável pode fazer com que o prefeito Geraldo Julio venha a perder essa eleição”, declarou.

Oliveira pontua ser importante destacar alguns fatores quando se observa a diferença entre os dois candidatos. “Encontramos uma variação negativa do candidato João Paulo. Não sabemos se essa variação negativa irá continuar ou não. Essa é uma pergunta que é preciso fazer pelo fato de que isso indica uma possibilidade de o prefeito Geraldo Julio vir a ampliar sua vantagem”, pontuou. Outro ponto destacado pelo estudioso da pesquisa é sobre os eleitores de Daniel Coelho (PSDB) e Priscila Krause (DEM) que podem votar no atual prefeito. “Os eleitores de Priscila e de Daniel continuam migrando para Geraldo. Portanto, neste momento, a vitória de Geraldo Julio fica consolidada. A previsão nesse instante é que Geraldo seja eleito com mais de 200 mil votos neste segundo turno”, afirmou.

A pesquisa foi registrada junto à Justiça Eleitoral, sob o número PE-07679/2016, no dia 16 de outubro de 2016. O objetivo do estudo é investigar a opinião dos eleitores da área de abrangência em relação às próximas eleições assuntos afins. Foram entrevistadas 816 pessoas nos dias 20 e 21 de outubro deste ano.

Crescimento de Geraldo

Na última pesquisa do IPMN, divulgada no dia 15 deste mês, Geraldo Julio obteve 60,2% das intenções de voto, enquanto João Paulo ficou com 39,2%. Sobre o balanço, o coordenador do IPMN já havia dito que “o fato de ter herdado a maior parte dos votos dos outros candidatos que disputaram o primeiro turno também terá peso no resultado final. Assim, ele está consolidando o seu favoritismo”, disse.

Geraldo Júlio lidera com 38% no Recife

Do G1-PE

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (22) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na disputa pela Prefeitura do Recife:

– Geraldo Julio (PSB) – 38%

– João Paulo (PT) – 29%

– Daniel Coelho (PSDB) – 13%

– Priscila Krause (DEM) – 3%

– Edilson Silva (PSOL) – 2%

– Branco/nulo – 8%

– Não sabe – 6%

Os candidatos Carlos Augusto (PV), Pantaleão (PCO) e Simone Fontana (PSTU) foram citados, mas não alcançaram 1%.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal ‘Folha de S.Paulo’.

O Datafolha ouviu 864 eleitores no dia 21 de setembro. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que significa que, se levarmos em consideração a margem de erro, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral Pernambuco (TRE-PE) sob o protocolo PE-04534/2016.

No levantamento anterior, realizado pelo Datafolha no dia 9 de setembro, Geraldo Julio tinha 36%; João Paulo tinha 34%; Daniel Coelho,11%; Priscila Krause, 2%; Edilson Silva, 2%; Carlos Augusto, 1%. A candidata Simone Fontana foi citada, mas não alcançou 1%, e o candidato Pantaleão não foi citado. Brancos e nulos eram 10%, enquanto indecisos correspondiam a 4%.

Já na primeira pesquisa, feita pelo instituto entre os dias 23 e 24 de agosto, João Paulo tinha 32%; Geraldo Julio, 28%; Daniel Coelho,10%; Priscila Krause, 6%; Edilson Silva, 3%; Carlos Augusto, 1%. Os candidatos Pantaleão e Simone Fontana foram citados, mas não alcançaram 1%. Brancos e nulos eram 13%, enquanto indecisos eram 7%.

Segundo turno

Na simulação de segundo turno entre os candidatos Geraldo Julio (PSB) e João Paulo (PT). Confira o resultado:

– Geraldo Julio (PSB) – 49%

– João Paulo (PT) – 38%

– Branco/nulo/nenhum – 10%

– Não sabe – 3%

No levantamento anterior, divulgada em 9 de setembro, a simulação de segundo turno entre os mesmos candidatos mostrava Geraldo Julio também com 49% e João Paulo com 39%. Os que pretendiam votar em brancos ou nulo eram 9%, enquanto os eleitores indecisos representavam 3%.

Humberto diz que liderança do Governo ajuda em mais recursos para Pernambuco

Recém-nomeado líder do governo no Senado, Humberto Costa (PT-PE) garantiu hoje, em entrevista a uma emissora de rádio local, que no novo posto poderá buscar mais investimentos para o Estado. “Politicamente, isso nos dá a possibilidade de acesso aos ministérios e de lutar por mais recursos para Pernambuco”, afirmou.

O senador admitiu que terá muitos desafios na nova função, mas que vai trabalhar pelo diálogo e ajudar a superar o momento de crise que vive o país. “Terei que me dedicar muito mais às tarefas do Congresso Nacional, do Governo Federal e acompanhar as matérias mais importantes detidamente”, afirmou Humberto, que completou: “isso significa mais trabalho, mais responsabilidade, mas não podia negar um convite da presidenta, especialmente no momento de dificuldade que nós estamos vivendo”.

O senador aproveitou também para confirmar novos investimentos do Governo Federal para a ampliação do aeroporto no município de Serra Talhada, no Sertão de Pernambuco. “Acredito que, em um espaço de tempo curto, vamos ter um aeroporto moderno e muito bom”, disse o senador. O aeroporto vai receber voos da Azul, que já iniciou as operações do seu Hub em Pernambuco.

No momento, Humberto acumula as funções de líder do Governo e líder do PT. Na próxima terça-feira, a bancada do partido deve se reunir para escolher o nome que irá substituir o senador no comando da legenda na Casa.

/**/

Caixa lidera ranking de reclamações de clientes pelo terceiro mês seguido

Da Agência Brasil

A Caixa Econômica Federal lidera, pelo terceiro mês seguido, o ranking de reclamações de clientes bancários. Em setembro, o Banco Central (BC) recebeu 842 reclamações contra a instituição consideradas procedentes.

Segundo o BC, a maioria das queixas contra a Caixa são de irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços de cartões de crédito.

Para fazer o ranking, as reclamações são divididas pelo número de clientes da instituição financeira que originou a demanda e multiplicadas por 1 milhão. Assim, é gerado o índice, que representa o número de reclamações de cada instituição financeira para cada grupo de 1 milhão de clientes.

No caso da Caixa, o índice ficou em 10,88. Em seguida, vem o Bradesco, com índice em 9,28. Em terceiro lugar ficou o Itaú, com 7,69. No ranking estão as instituições financeiras com mais de 2 milhões de clientes.

A maioria das reclamações registradas em setembro foi relacionada à restrição de portabilidade de operações de crédito consignado, com 435 casos considerados procedentes. Em seguida estão as irregularidades relativas à integridade, confiabilidade, segurança, ao sigilo ou à legitimidade das operações e serviços relacionados a cartões de crédito (411 casos). Em terceiro lugar ficaram as queixas relativas a débito em conta de depósito não autorizado pelo cliente, com 293 situações.

Em nota, a Caixa disse que avalia todas as reclamações registradas no Banco Central, procedentes ou não, assim como as demandas dos clientes nos canais do banco, como Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) e Ouvidoria. “A redução das reclamações e o aumento da solução nos canais externos e internos são prioridades do banco”. O banco diz ainda que “constantemente adota medidas para aprimorar o atendimento, produtos e serviços, para garantir a satisfação dos clientes”, acrescentou o banco.

Procurados pela Agência Brasil, o Bradesco e o Itaú ainda não se manifestaram sobre a divulgação do ranking.

Artigo: Contar histórias inspiradoras, habilidade essencial no exercício da liderança

Por Amauri Nóbrega

Em tempos de mercado extremamente competitivo, os gestores e líderes têm papel fundamental para garantir a sobrevivência das organizações. Uma das estratégias para tal é o posicionamento de uma liderança autêntica, que gere identificação e motivação em sua equipe. Mas como conseguir isso? Acredito que um líder precisa saber contar histórias, tem que ser genuíno, com raízes fortes, ou seja, ter uma história motivadora para conseguir manter o seu time inspirado e focado em atingir o objetivo desenhado.

Saber contar histórias inspiradoras, que façam todos abraçarem uma causa, é uma habilidade essencial para quem ocupa um cargo de liderança ou deseja assumir esta posição. Um exercício que sugiro é colocar sua própria história no papel, ação que fará com que se aprimore a capacidade de contar uma história. Será uma excelente oportunidade de refletir sobre as diversas passagens e decisões da sua vida.

“Sem base, não existe construção.”

Contando sua própria história, será possível analisar suas raízes, onde estão seus valores e crenças. A história da sua vida é a base da sua liderança, logo, se não existe base, não existe construção. Notem que não existe uma árvore sem raiz, e, se existisse, ela não ficaria em pé por muito tempo.

Assim, proponho ao líder uma análise de toda a sua trajetória pessoal e profissional, listando as experiências que o fizeram chegar ao posto de liderança e como ele fez isso. Essa estruturação da história pessoal e profissional será de grande importância para diferenciar aqueles líderes que chegaram à posição por questão de poder e os que fizeram por mérito. Há os líderes que cresceram a partir do poder, que tiraram vantagens das pessoas menos poderosas para crescer ou que usaram as pessoas boas como trampolim. Este tipo de liderança não tem uma vida longa, além disso, uma pessoa que ocupa tal cargo sem contar com uma história, pode ocasionar até o declínio da empresa que o contratou.

Passível de imprevisibilidade como qualquer outra esfera da vida, os negócios são atingidos por diversas forças e o líder precisa perceber as mudanças para traçar uma nova rota. É nesse momento que ele deverá ser autêntico em seu discurso com o time para conseguir atingi-lo com o coração e fazer com que a equipe continue engajada, mesmo com os novos desafios e pressões, para seguir em frente rumo ao novo objetivo.

Amauri Nóbrega é consultor executivo, palestrante, coach, escritor, conselheiro e especialista em estratégia e finanças. Site: www.amaurinobrega.com.br

Oposição cobra solução imediata para greve dos professores

A liderança da oposição na Assembleia Legislativa resolveu cobrar do Governo do Estado solução imediata para que a greve dos professores, iniciada na tarde desta sexta-feira (10), seja resolvida e os estudantes não sejam prejudicados. Para a oposição, a greve se deu por inabilidade do governo em negociar com a categoria e pelo não cumprimento da lei do piso salarial do magistério.

“Até agora, o Estado não cumpriu o piso, que era para ter sido feito em janeiro. Esse aumento de 13,01% já foi implementado em mais da metade dos Estados brasileiros. Nós não estamos nem cobrando a promessa de campanha que foi de dobrar o salário dos professores, até porque o governador ainda tem tempo. Queremos que a lei possa ser cumprida. É fundamental que o governo apresente solução o quanto antes para impedir que a greve dos professores se estenda por mais alguns dias”, disse o líder da oposição, deputado Sílvio Costa Filho (PTB), exigindo que o governo abra imediatamente o diálogo com os professores e implante o piso para toda a categoria.

A liderança da oposição ainda se dispôs a ajudar nas negociações entre sindicato dos trabalhadores em educação e Governo do Estado.

Ricardo Liberato deixa liderança do governo municipal na Câmara

O vereador Ricardo Liberato (PSC) teve um encontro na manhã desta quinta-feira (2) com o prefeito José Queiroz e resolveu deixar a função de liderança do governo na Câmara Municipal.  “A função de liderança do governo na Câmara tem me tomado muito tempo dentre as minhas atribuições como vereador. Fiz um planejamento estratégico que envolve reestruturação no gabinete e até as ações que pretendo desempenhar até o fim do próximo ano, o que requer muito trabalho e tempo”, explica o vereador.

Ricardo Liberato continua na base de apoio do prefeito José Queiroz, mas agora contribuindo de outra forma com a gestão. “Passei um ano e seis meses ajudando o prefeito na Câmara e o trabalho desempenhado foi satisfatório. Vou continuar contribuindo com a gestão a resolver os problemas das comunidades tanto da zona urbana como também rural“, afirma Liberato.

Oficina da Fiepe sobre liderança reúne profissionais de diversas áreas

A responsabilidade de liderar equipes em ambientes corporativos é um desafio para a maioria dos profissionais. Com a missão de capacitar gestores, executivos e demais profissionais que exercem funções de comando, a Unidade Regional Agreste da Fiepe promoveu a oficina “Liderança com Foco em Resultados”. O público de cerca de 60 pessoas esteve reunido no auditório da Fiepe, nesta quinta-feira (19), para dialogar sobre o papel do novo líder.

As orientações sobre o tema foram dadas pela psicóloga, coordenadora do curso de Gestão de Pessoas e da pós-graduação em Marketing Digital e Comunicação Corporativa da Faculdade Boa Viagem- Devry Brasil, Maria Piedade Coutinho. Dando início à capacitação, os participantes além de apresentarem seus nomes e cargos, falaram das expectativas sobre a oficina. Entre elas, a melhoria da assertividade nas tomadas de decisão e da análise de seus colaboradores.

Na ocasião, a palestrante apresentou tópicos como a identificação da relação entre gestão e liderança, o reconhecimento das características do ambiente atual e seu impacto nas empresas, análise dos estilos de liderança e gestão e do vínculo entre inteligência emocional e liderança.

“A oficina foi muito proveitosa, primeiramente no sentido da reciclagem profissional. Tenho certeza de que só trará benefícios para a minha equipe, porque irei repassar tudo que assimilei aqui”, declarou a coordenadora de crédito Andreia Azevedo.

Para a palestrante Maria Piedade Coutinho, “essa é uma abordagem contemporânea de observar os conceitos de gestão e liderança, porque independente de você estar exercendo a função de gestor ou líder, você precisa trazer resultados para a empresa. Então, a Fiepe está convidando as pessoas a entenderem melhor estes dois conceitos e saberem que eles devem andar juntos. Os profissionais precisam ser gestores, mas, também, líderes de suas equipes de trabalho, porque isso é o que vai garantir o alcance dos resultados que as empresas precisam”, finalizou.

Claro lidera crescimento de mercado em Pernambuco

A Claro liderou o crescimento de mercado no mês de janeiro, com aumento de 0,27 ponto percentual em Pernambuco, segundo o último balanço divulgado pela Anatel. A companhia concluiu o mês com 29,40% de market share e com a adição de mais de 49,8 mil novos clientes em sua base.

Na regional Nordeste, a Claro foi a operadora que conquistou mais consumidores em janeiro, totalizando mais de 141,9 mil novos assinantes. A empresa também registrou aumento de 0,08 p.p em participação de mercado na região e fechou o mês com 29,27% de market share.