Ministério da Saúde promove a Semana Nacional da Doação de Sangue

Para reforçar a importância da doação de sangue, sensibilizar novos doadores e fidelizar os que já existem, o Ministério da Saúde promove a Semana Nacional do Doador de Sangue, antecipando a celebração do Dia Nacional do Doador de Sangue, comemorado no dia 25 de novembro. O objetivo é fazer com que mais brasileiros tenham a doação de sangue como um hábito, não apenas em datas específicas ou quando conhecem alguém que necessita de transfusão.

“Precisamos expandir essa compreensão e doar sangue de forma regular, voluntária e solidária. Uma bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas, mas o sangue é insubstituível. Por isso, as doações são fundamentais o ano inteiro”, reforça o ministro da Saúde, Ricardo Barros.

Nesse sentido, o Ministério da Saúde está apoiando a iniciativa desenvolvida pela Uber, em parceria com 40 hemocentros, de 25 cidades do país, para estimular a doação de sangue. Ações como essa ajudam os hemocentros na manutenção dos estoques estratégicos, o que pode salvar muitas vidas. Clique aqui para conhecer a iniciativa.

Atualmente, 1,8% da população brasileira doa sangue. Embora o percentual esteja dentro dos parâmetros recomendados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), de que pelo menos 1% da população seja doadora de sangue, o Ministério da Saúde trabalha constantemente para aumentar o índice, uma vez que não há substituto do sangue, que pode ser utilizado para diversas finalidades, como tratamento de pessoas com doenças crônicas (talassemia e doença falciforme), alguns tipos de câncer, transplante, cirurgias eletivas de grande porte, acidentes ou outras situações que necessitam de transfusão.

Em 2015, cerca de um milhão de pessoas doaram sangue pela primeira vez, o que representa 38% do total das doações. Já outras 1,6 milhão de pessoas, ou 62% do total, retornaram para doar. Durante o período, foram realizadas 3,7 milhões de coletas de bolsa de sangue no país, resultando em 3,3 milhões de transfusões. Apesar disso, os serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) e da Hemorrede Pública Nacional encontram-se com os estoques no limite, apresentando dificuldades na manutenção dos estoques estratégicos e necessitando de mais doadores. “Embora o sistema brasileiro seja uma referência internacional, é fundamental fazer a manutenção e a ampliação permanente das doações”, lembra a coordenadora-substituta de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, Rosana Nothen.

CAMPANHA – A Campanha Nacional de Doação de Sangue tem como slogan “Doar sangue é compartilhar vida”, trazendo uma mensagem de agradecimento aos atuais doadores. A ideia central da campanha é constituir uma cultura solidária de doação de sangue espontânea na população brasileira, independentemente das características individuais e de o doador conhecer ou não a pessoa que precisa de sangue.

Além das campanhas anuais, o Ministério da Saúde mantém divulgação permanente de incentivo à doação de sangue por meio do Facebook, na página www.facebook.com/DoeSangueMS. Somado a isso, há qualificações regulares para os profissionais envolvidos com a promoção da doação de sangue nos hemocentros, para que suas ações incentivem mais pessoas a doarem.

Também existem outras estratégias empreendidas pelos setores de captação de doadores e de comunicação dos hemocentros, que promovem a doação de sangue localmente, por meio de campanhas, trabalhos junto à comunidade, entre outras ferramentas de sensibilização da população.

ASSISTÊNCIA – No Brasil, pessoas entre 16 e 69 anos podem doar sangue. Para os menores (entre 16 e 18 anos) é necessário o consentimento dos responsáveis e entre 60 e 69 anos a pessoa só poderá doar se já o tiver feito antes dos 60 anos. É preciso pesar no mínimo 50 quilos e estar em bom estado de saúde. O candidato deve estar descansado, não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação, não fumar e não estar de jejum. No dia da doação, é imprescindível levar documento de identidade com foto.

A doação é 100% voluntária e beneficia qualquer pessoa, independente de parentesco. Atualmente, 32 hemocentros coordenam os 530 serviços de coleta distribuídos por todo o país. Em 2015, o Ministério da Saúde investiu R$ 617,2 milhões na rede de sangue. Os recursos foram destinados ao fortalecimento da rede nacional do Sistema Único de Saúde (SUS) para a modernização das unidades, qualificação dos profissionais e processos de produção da hemorrede.

SERVIÇO – Para quem quer ser um doador, é importante buscar o hemocentro mais próximo, conhecer as condições básicas para a doação e ser sincero na entrevista que antecede a doação. É importante, depois da doação, continuar se hidratando, tomar o refresco ou o lanche que o local de coleta oferece.

Médicos doam sangue para alerar sobre necessidades do Hemope‏

Com intuito de mostrar à população que não há risco em doar sangue e que o corpo se recupera rapidamente, médicos, representantes laboratoriais e demais profissionais de saúde, irão doar sangue nesta sexta-feira (15), das 8h30 às 16h, na sede do Sinvepro (Sindicato dos Propagandistas da Indústria Farmacêutica). A ação é uma parceria do Prevencor – Centro de Cardiologia Diagnóstica – com o Hemope.

“Queremos, com esta ação, mostrar que doar sangue não faz mal, ao contrário. Além de salvar vidas, ainda faz bem para o coração”, destaca a médica cardiologista Rosângela Leocádio, do Prevencor.

“Neste mês de férias, há uma grande redução no número de doações, no entanto, os atendimentos emergenciais continuam e a população precisa ficar atenta em relação a isso”, informa Josinete Gomes, supervisora de captação de doadores de sangue do Hemope. De acordo com órgão, todos os fatores RH são importantes, mas, neste momento, há uma necessidade maior do A+ e de fatores negativos.

Para doar sangue é preciso estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos – desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos. Pesar, no mínimo, 50 kg, estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas), alimentado e apresentar documento original, com foto, emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social).  Os menores de 18 anos devem estar acompanhados dos pais ou apresentar formulário de autorização.

As ações conjuntas entre o Prevencor e o Hemope acontecem também durante a realização de corridas de ruas realizadas no Estado. Durante os eventos, uma equipe de 20 profissionais médicos e enfermeiros, distribuídos em quatro postos de atendimento realiza exames de aferição de pressão arterial, glicose, medição da circunferência abdominal, peso e altura e instruções com médicos cardiologistas e preparadores físicos.

A campanha de cuidados junto aos corredores de rua também conta com a parceria do Sindicato dos Propagandistas de Produtos Farmacêuticos de Pernambuco (Sinvepro) e Caderno1 Comunicação Integrada.

IV Geres: Secretários de Saúde incentivam doação de sangue‏

Os secretários de Saúde dos 32 municípios que compõem a IV Gerência Regional de Saúde (Geres), com sede em Caruaru, participam, nesta terça-feira (14), de uma mobilização para incentivar a doação de sangue. A ação, promovida pela IV Gerência Regional de Saúde (Geres) em parceria com a Fundação Hemope de Caruaru, terá início às 8h, na sede da Geres, localizada na Rua Estilac Leal, S/N – Salgado.

No local, o Hemope de Caruaru montará uma infraestrutura específica para captar sangue dos secretários e servidores presentes. “A nossa expectativa é que todos os secretários possam doar, assim como os servidores da Geres. Nas últimas semanas, temos realizado uma série de palestras sobre a importância desse ato que pode salvar vidas”, comentou o gerente da IV Regional de Saúde, Djair Ferreira. A expectativa é captar, no total, cerca de 80 bolsas de sangue.

Entre os maiores hemocentros do Estado, o Hemope de Caruaru atende 61 unidades hospitalares da IV Regional, além de algumas Geres mais próximas. Por mês, a unidade libera mais de 2,5 mil bolsas de sangue para transfusões. “Uma ação como essa será fundamental para incentivar a doação e nos ajudar a atingir a meta da nossa campanha junina deste ano, que é aumentar o nosso estoque em 15%”, afirmou o gerente de interiorização da Fundação Hemope, Carlos Costa.

Entre os doadores do dia, a secretária de Saúde de Caruaru, Maria Aparecida de Souza, lembra a importância de incentivar a doação de sangue. “Todos precisam ter a compreensão e a consciência de que doar sangue não é apenas um ato de solidariedade, mas também de responsabilidade social, por isso, nosso exemplo é fundamental”, justificou Aparecida. Principal município da Região, Caruaru concentra as unidades de saúde que mais utilizam bolsas de sangue do Hemocentro de Caruaru, como o Hospital Regional do Agreste (HRA) e o Hospital Mestre Vitalino.

Após a doação, os secretários participarão de uma reunião da Comissão Intergestores Regionais (CIR), que discutirá, entre os temas, a importância do papel dos gestores para ampliar os estoques de sangue para o Hemope. “Vamos discutir estratégias para fortalecer a participação dos municípios no nesse trabalho, estreitando o contato entre os gestores municipais e Hemope, por meio, principalmente, do projeto Parceiro Solidário, no qual os municípios fazem a captação dos doadores e façam a marcação da doação”, finalizou Djair.

Campanha Nacional de Doação de Sangue visa sensibilizar novos doadores

Sensibilizar novos doadores e fidelizar os já existentes é o objetivo da Campanha Nacional de Doação de Sangue em 2015. A ação vai ao ar a partir desta de hoje (26) com o slogan “Doar sangue é compartilhar vida” e também uma mensagem de agradecimento aos atuais doadores. Em 2014, cerca de um milhão de pessoas praticaram o ato de solidariedade pela primeira vez, o que representa 38% do total das doações de sangue. Já outras 1,6 milhão (62%) retornaram para doar.

Atualmente, 1,8% da população brasileira doa sangue. Embora o percentual fique dentro dos parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS) – de pelo menos 1% da população – o Ministério da Saúde trabalha para aumentar o índice. A expectativa é reforçar a importância dessa atitude por meio da campanha, que contará com spot, vídeo e peças para redes sociais, além da distribuição de material gráfico nos estabelecimentos de saúde.

“O mais importante é despertar o compromisso de um gesto de solidariedade, concretizado com o ato da doação. Por isso, devemos aproveitar este dia para conclamar a população a doar vida, sendo um doador de sangue”, ressalta o ministro da Saúde, Marcelo Castro.

Entre 2013 e 2014, houve aumento de 5% nas coletas de bolsa de sangue no país, passando de 3,5 milhões para 3,7 milhões. Já as transfusões de sangue aumentaram 6,9%. Em 2013, foram realizados 3 milhões de procedimentos, sendo que no ano passado foram 3,3 milhões. O perfil dos doadores de sangue se mantém estável ao longo dos últimos anos. Em 2014, 61% eram do sexo masculino e 39% do sexo feminino. O maior percentual está na faixa etária a partir dos 29 anos, com 59% do total dos doadores, enquanto as pessoas de 18 a 29 anos representam 41%.

“A grande preocupação é sensibilizar novos doadores e agradecer aos que já doaram no sentido de mobilizar que sejam fidelizados no ato da doação. Doar sangue é compartilhar vida, já que uma simples doação pode salvar até quatro vidas. Por isso a importância de conscientizarmos cada vez mais a população para se sensibilizarem com o tema e ajudarem cada vez mais pessoas”, coordenador Geral de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, João Paulo Baccara.

ASSISTÊNCIA – No Brasil, pessoas entre 18 e 60 anos podem doar sangue. Para os menores, é necessário o consentimento dos responsáveis e entre 60 e 69 anos a pessoa só poderá doar se já o tiver feito antes dos 60 anos. Além disso, é preciso pesar no mínimo 50 quilos e estar em bom estado de saúde. O candidato deve estar descansado, não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação, não fumar e não estar de jejum. No dia, é imprescindível levar documento de identidade com foto.

A doação é 100% voluntária e beneficia qualquer pessoa independente de parentesco. É importante lembrar que o sangue é essencial para os atendimentos de urgência, realização de cirurgias eletivas de grande porte e tratamento de pessoas com doenças crônicas, como Doença Falciforme e a Talassemia, além de doenças oncológicas variadas que necessitam de transfusão frequentemente. Atualmente, 32 hemocentros coordenam os 530 serviços de coleta (hemocentros regionais e núcleos de hemoterapia) distribuídos por todo o país.

INVESTIMENTO – Em 2014, o Ministério da Saúde investiu R$ 917,6 milhões na rede de sangue e hemoderivados. Os recursos foram destinados ao fortalecimento da rede nacional do Sistema Único de Saúde (SUS) para a modernização das unidades, qualificação dos profissionais e processos de produção da hemorrede, além da atenção aos pacientes.

Campanha de doação de sangue será realizada em Gravatá

o próximo sábado (19/09) a cidade de Gravatá recebe a equipe do Instituto de Hematologia do Nordeste (IHENE) para a realização da campanha de doação de sangue. Na ocasião a unidade móvel do instituto estará no pátio do Hospital Municipal Dr. Paulo da Veiga Pessoa para realizar a coleta dos doadores das 09:00h às 17:00h. Esta iniciativa pode salvar muitas vidas. Confira abaixo o perfil das pessoas que podem doar sangue.

Qualquer pessoa que apresente um documento oficial com foto (RG) e possua peso superior a 50kg e com idade superior a 18 anos e inferior a 69 anos. O candidato não pode ser portador de doença cardíaca ou pulmonar e não ter tido icterícia ou hepatite após os 10 anos de idade. As mulheres não devem estar em período gestacional ou amamentando. Não pode ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 12 horas antes da doação e deve-se evitar fumar 2 horas antes da doação.

Guarda Municipal de Caruaru promove campanha de doação de sangue

Em comemoração ao seu 5º aniversário, a Guarda Municipal de Caruaru está promovendo um ato público de doação de sangue em sua 3ª Campanha “GUARDA SANGUE BOM.” A ação acontecerá no dia 23 de junho, data em que se comemora o aniversário da corporação, na sede da Fundação HEMOPE, localizada na avenida Oswaldo Cruz, Maurício de Nassau.

A campanha teve início no último dia 08 e seguirá até o final deste mês, com o objetivo de estimular a população à doação. O dia da Guarda Municipal de Caruaru foi instituído através da Lei municipal nº 5.136/2011 e vem sendo comemorado anualmente sempre com ações sociais em benefício dos caruaruenses.

Para efetuar a doação é preciso estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos, pesar no mínimo 50kg, ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas, estar bem alimentado e apresentar documento original com foto, emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho ou Previdência Social. Os menores de 18 anos devem estar acompanhados dos pais ou apresentar formulário de autorização.

Asces promove campanha de doação de sangue e ação social

Em alusão ao dia nacional de doador de sangue, celebrado neste mês,
estudantes e professores do Projeto Doação e Ação, da Faculdade Asces,
estarão na quarta-feira (19), mobilizando a comunidade acadêmica e a
sociedade em geral para doar sangue. A ação, que acontece pela terceira
vez, será realizada das 09h às 17h no Campus II da Instituição (Av.
Portugal, 1.019, Bairro Universitário), onde um ônibus do Hiene estará
montado para receber doadores voluntários.

As doações serão destinadas para crianças em tratamento de câncer no
Hospital do IMIP e do Osvaldo Cruz, em Recife. Entre os pré-requisitos para
a doação, o doador deve pesar ao menos 50 kg e ter, no mínimo, 16 anos
completos e no máximo 69 anos. Para os doadores menores de idade é
necessário a presença e o acompanhamento de um dos pais ou responsável
legal, durante o processo. É importante fazer uma refeição leve antes da
doação e não estar em jejum prolongado (mais de 12 horas).

Já na quinta-feira (20), das 8h às 12h, será promovida uma ação no Marco
Zero de Caruaru em homenagem ao Dia do Biomédico. Na ocasião, estudantes e
professores oferecerão diversas orientações, como a campanha sobre
prevenção do câncer de colo de útero, ação educativa sobre diabetes
mellitus e consumo consciente da água com a análise das amostras de água
levadas pela população.

O grupo também realizará serviços gratuitos como a aferição de pressão
arterial, testes de glicose e detecção de micoses. As atividades fazem
parte da programação do V Biomedicina Workshop, evento interno voltado para
os estudantes do curso que, além de promover palestras e apresentação de
trabalhos científicos, busca celebrar os 10 anos do curso na Instituição.

Advogados de Caruaru realizam campanha de doação de sangue

A Comissão de Cidadania da OAB-Caruaru estará nesta terça-feira (26) no Hemope realizando a ação “Doe Sangue pela Causa”, que visa estimular os advogados a contribuir com o estoque do banco de sangue.

A campanha faz parte da programação do Mês do Advogado. “Nosso objetivo é exercer a cidadania de diversas formas e, sabendo da necessidade de doação constante, esperamos transformar muitos dos nossos colegas advogados em doadores, inclusive nós mesmos, que integramos a Comissão de Cidadania”, disse a presidente da comissão, Raquel Souto.

As doações terão início às 9h. Haverá ainda um café da manhã comemorativo.

/**/

Ação busca atrair novos doadores de sangue em Bezerros

A Secretaria de Saúde de Bezerros, em parceria com o Hemope, promoverá no sábado (30) a campanha “Doe Sangue, Doe Vida”, que será realizada no Colégio Municipal Desembargador Felismino Guedes, das 9h às 15h.

Podem ser doadores pessoas entre 18 e 70 anos, e jovens de 16 a 18 anos que estejam acompanhados dos pais. Antes do procedimento, serão realizados exames e avaliação médica de todos os participantes gratuitamente.

É necessário levar documento com foto.