Perkons marca presença no maior evento do mundo em mobilidade e segurança no trânsito

Referência na apresentação de novas tecnologias e no que existe de mais moderno na indústria do trânsito e mobilidade, a Intertraffic – realizada há mais de quatro décadas e aberta ao público – acaba de encerrar mais uma edição. Dessa vez, promovida na Cidade do México entre os dias 16 e 18 de novembro, a feira reuniu mais de 150 expositores de todas as partes do mundo e recebeu cerca de 4 mil visitantes. Em busca de uma maior atuação em mercados internacionais, em especial na América Latina, a Perkons – empresa que desenvolve e aplica tecnologia para a segurança no trânsito há mais de 25 anos – participou pela primeira vez como expositora e apresentou tecnologia de vanguarda, como as câmeras e sensores de fiscalização embarcados em drones.

De acordo com o diretor técnico da empresa, Régis Eidi Nishimoto, participar de eventos dessa dimensão é uma grande oportunidade de mostrar para especialistas da área e possíveis clientes, a tecnologia que a empresa desenvolve, e que visa mais segurança para o trânsito. “Tivemos o stand cheio na maior parte do tempo, com visitantes não apenas do México, mas de toda América Latina, Europa, e América do Norte. O custo-benefício dos nossos produtos chamou a atenção, o que nos coloca em uma posição estratégica frente aos competidores mundiais”, salienta.

Muitas das pessoas que passaram pelo stand da empresa foram atraídas pelo drone, que permite um monitoramento mais amplo das vias e também de pontos específicos. “O produto-conceito drone, da Perkons, despertou muita curiosidade e interesse. Muita gente que vinha perguntar por ele acabava conhecendo toda nossa linha de produtos”, completa. Outro produto bastante elogiado foi o equipamento de “foto-multa”, conhecido no Brasil como equipamento de fiscalização eletrônica, e desenvolvido e aperfeiçoado pela Perkons há mais de duas décadas.

Conforme o diretor, esse reconhecimento partiu não apenas do público, mas da organização da feira, que também repercutiu a inovação levada pela Mobilis, startup de simuladores de direção que foi co-expositora no evento, juntamente com a Perkons. “O simulador gerou muita curiosidade e os visitantes chegaram a fazer fila para passar por ele. A própria Intertraffic o considerou uma das cinco tecnologias de vanguarda apresentadas na feira”, destaca o Gerente de Negócios da Mobilis, Jobel Araújo.

Para Nishimoto, os retornos positivos recebidos ainda durante a feira já revelam o peso da expertise brasileira no mercado internacional, know-how também evidente pela atuação consolidada, desde 2007, em Callao, região metropolitana de Lima, no Peru. “Nosso produto é equivalente a qualquer outro apresentado lá por fabricantes europeus e norte-americanos. O mercado latino é promissor e por isso buscamos distribuidores na região, com potencial de colocar nossa tecnologia no mercado”, analisa. A expectativa é firmar novos contatos a partir da feira e, por isso, a presença na Intertraffic de 2017 já está garantida. “Com essa primeira participação da Perkons em feiras internacionais, e já com o planejamento de uma nova participação ano que vem, pretendemos desenvolver o mercado na América Latina. Mas temos pretensões maiores, e vamos nos preparar para isso”, conclui.

Com receio de protesto, Temer reforça segurança

Da Folha de São Paulo

Com receio de protestos contra o presidente Michel Temer, o governo federal reforçará o aparato de segurança e modificará procedimentos de identificação no Palácio do Planalto.

As mudanças têm como objetivo evitar o trânsito de servidores das administrações petistas e a entrada de eventuais manifestantes em eventos presidenciais.

Além de aumentar a quantidade de seguranças nas entradas da sede administrativa do governo federal, a Presidência da República pretende restringir o acesso à garagem coberta, por onde circulam ministros e parlamentares, e tem testado a utilização de detector manual de metais.

O governo federal também deve alterar os broches de identificação de servidores da Presidência da República. Segundo a Folha apurou, a maioria dos funcionários públicos do governo Dilma Rousseff não devolveu os distintivos, o que permite a entrada ainda hoje no Palácio do Planalto.

Em conversas reservadas, o presidente tem demonstrado preocupação com o clima de animosidade no país, sobretudo contra o governo federal.

Nas palavras de um assessor presidencial, os protestos vinham perdendo força desde o desfecho do processo de impeachment, mas voltaram a ganhar fôlego com o movimento de ocupação no país de escolas e universidades.

A iniciativa que inicialmente tinha como objetivo protestar contra a reforma do ensino médio proposta pelo governo federal, ganhou a adesão de sindicatos, grupos de oposição e partidos políticos.

Na semana passada, o presidente ironizou uma manifestação realizada em frente ao Palácio do Planalto contra a flexibilização de direitos trabalhistas.

Em discurso a uma plateia de empresários e comerciantes, o peemedebista afirmou que aqueles que protestavam com vuvuzelas “aplaudem este grande momento do governo federal” e sugeriu que fossem oferecidos empregos aos manifestantes que estivessem desempregados.

PE prioriza obras de segurança hídrica e ressocialização

O governador Paulo Câmara reuniu, na manhã de hoje, a bancada federal pernambucana para discutir o conjunto de ações prioritárias para o Estado a serem contempladas nas emendas que o grupo tem a prerrogativa de apresentar junto ao Orçamento Geral da União (OGU) – exercício de 2017.  Entre as áreas definidas no encontro, realizado no Palácio do Campo das Princesas, o chefe do Executivo estadual destacou a segurança pública e a segurança hídrica. Dos R$ 224 milhões da reserva parlamentar, R$ 164 milhões serão direcionados às obras da Adutora do Agreste e os outros R$ 60 milhões à conclusão do Complexo Prisional de Itaquitinga, localizado na Mata Norte.

“Entendemos que o momento é de priorizar a questão da água. É preciso ter um esforço das emendas de bancada para a Adutora do Agreste, para que possamos dar funcionalidade à obra. Quando totalmente pronta, ela beneficiará mais de 60 municípios pernambucanos, minimizando a situação hídrica da região”, afirmou Paulo Câmara. Além do valor das emendas já direcionado, Paulo também irá pleitear mais R$ 150 milhões, junto ao Ministério da Integração, para acelerar a obra federal. “O Governo Federal precisa assumir o compromisso de aportar um volume”, complementou.

Além do compromisso da bancada federal com o aporte de recursos para a Adutora do Agreste, o governador Paulo Câmara também assegurou a destinação de parte das emendas individuais as quais os deputados e senadores têm direito para a implantação de dessalinizadores em municípios atingidos pela estiagem, que já se estende por cinco anos. “É um importante mecanismo que contribui muito para enfrentarmos esse período de escassez de água em muitas regiões”, frisou Paulo. Cada parlamentar se comprometeu a destacar R$ 500 mil com esse fim.

Com relação à área de segurança pública, o governador frisou a importância de utilizar os recursos provenientes das emendas parlamentares para a conclusão do Complexo Prisional de Itaquitinga, pontuando que o investimento possibilitará uma importante mudança no sistema de ressocialização estadual.  “Sabemos que Pernambuco tem um índice elevado de superlotamento nas unidades, e a questão prisional é fundamental para a segurança pública do Estado. Por isso, vamos viabilizar novas vagas”, garantiu. Ao todo, o complexo demandará R$ 80 milhões. Os R$ 60 milhões da reserva parlamentar serão utilizados para a conclusão dos três pavilhões maiores, enquanto R$ 20 milhões serão de recursos do Tesouro Estadual para a finalização de obras de outros dois pavilhões que já estão em andamento.

O secretário de Planejamento e Gestão e coordenador do programa Pacto pela Vida, Márcio Stefanni, lembrou que a preocupação do Governo de Pernambuco com a questão hídrica se deve as dificuldades que, sobretudo, a Região Agreste vem apresentando. “É o pior balanço hídrico do Brasil, onde existe mais gente e menos água. Então, procura-se direcionar recursos para atender a população”, frisou. O gestor revelou ainda que o Governo de Pernambuco também está negociando com a bancada federal a destinação de algumas emendas individuais para reforçar a Polícia Científica, importante braço da segurança pública. “A melhoria dessa área seria uma forma de facilitar e melhorar as investigações em Pernambuco”, afirmou.

Representando a bancada federal, o deputado João Fernando Coutinho destacou que o apoio à Polícia Científica de Pernambuco implicará em uma maior efetividade nas ações desenvolvidas na área. “Dessa forma, teremos mais inteligência dentro da Polícia e mais capacidade para apuração. É um reforço que terá um papel muito importante para a garantia de um Estado mais seguro”, pontuou. Além do parlamentar, participaram da reunião o senador Humberto Costa, os deputados Danilo Cabral, Tadeu Alencar, André de Paula, Cadoca Pereira, Eduardo da Fonte, Marinaldo Rosendo, Severino Ninho, Kaio Maniçoba, Augusto Coutinho, Fernando Monteiro e Gonzaga Patriota. Os secretários Sebastião Oliveira (Transportes), Felipe Carreras (Turismo, Esporte e Lazer), Iran Costa (Saúde) e Pedro Eurico (Justiça e Direitos Humanos), o presidente da Compesa, Roberto Tavares, e o secretário executivo de Recursos Hídricos, Almir Cirilo, também estiveram presentes na reunião.

Destra faz parceria para reforçar segurança no São João

Em Caruaru, Destra, DER, PM, Guarda Municipal e Bombeiros estão realizando plantões em uma central de monitoramento móvel para proporcionar mais segurança à população que vai curtir os festejos juninos

Neste período, os órgãos estarão todos os dias detectando através da central de videomonitoramento todos os sinais de irregularidades e emergências, a fim de organizar o sistema de segurança da festa e do entorno do Pátio de Eventos. As câmeras estarão ligadas durante 24h para efetuar todo o balanço das ocorrências registradas.

Gravatá e MPPE assinam pacto pela segurança pública‏

A Prefeitura de Gravatá e o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) são parceiros na realização do projeto Pacto dos Municípios pela Segurança Pública. O documento foi assinado, nesta segunda-feira (18), pelo gestor da cidade, Mário Cavalcanti, e pelo procurador-geral de Justiça, Carlos Guerra, em audiência pública realizada no Fórum de Gravatá.

Participaram do ato oito secretários municipais, além de representantes do MPPE, Tribunal de Justiça, Conselho Tutelar de Gravatá, Conselho Municipal de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (COMDICA), PMPE, Bombeiros Militar, Guarda Municipal, Câmara de Vereadores, Associação Comercial de Gravatá e sociedade civil organizada.

Mário Cavalcanti destacou a importância desta parceria entre os órgãos nas ações preventivas de segurança. “É com grande satisfação que assinamos esse Termo de Cooperação Técnica, por meio do qual assumimos o compromisso de intensificar as ações de combate à violência. Esse é o caminho para melhorar a segurança pública. A nossa equipe já está trabalhando em ações preventivas. Antes mesmo de aderir a esse projeto, nos reunimos com todos os secretários municipais para dividir as tarefas, e, assim, realizar um excelente trabalho para reduzir o índice de violência e criminalidade na cidade”, ressaltou.

“Estamos passando por um momento delicado. Na atual situação, unir forças para trabalhar a segurança pública é fundamental. O Ministério Público procurou alternativas que não aumentassem os gastos e otimizassem os recursos que as prefeituras possuem”, disse Carlos Guerra, salientando que em Gravatá essa integração é muito positiva, pois a cidade desenvolve várias ações nesse sentido. “A exemplo da atuação nos grandes eventos, como o Juizado da Páscoa, na Semana Santa, que não registrou ocorrências no Pátio de Eventos”, pontuou.

Idealizador do projeto, o promotor de Justiça Paulo Augusto de Freitas Oliveira falou da iniciativa do MPPE. “Tivemos a iniciativa, por meio desse projeto, de incluir os municípios nas ações de segurança pública, não só a Prefeitura, mas também a Câmara Municipal de Vereadores, as entidades, a sociedade como um todo; para que, juntos, possamos iniciar essas ações preventivas”, comentou.

Prefeitura e entidades representativas discutem segurança pública com PM e Destra‏

Reunião_Secretaria de Desenvolvimento_entidades_PM

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Caruaru realizou uma reunião com as principais entidades representativas do município para dar sequência às reuniões trimestrais que vêm sendo realizadas desde o ano passado. Nos encontros são discutidos diversos pontos, porém, na reunião desta segunda-feira, 21, o tema que se destacou foi à segurança pública. Estiveram presentes representantes da Acic, Fiepe, CDL e SindLoja, além dos convidados da Polícia Militar, Tenente Coronel Roberto Galindo, Comandante do 4° BPM/PE José Pedro de Farias e o presidente da Destra Alex Monteiro.

Os participantes colocaram a preocupação com a crescente criminalidade que vem se apresentando em Caruaru. Por sua vez, os representantes da MP e da Destra destacaram algumas ações que são desenvolvidas na luta contra o crime, como o uso de sistemas de monitoramento 24 horas e a eficiência da equipe que cobre o município, que está em primeiro lugar nos indicadores do Pacto Pela Vida. Porém, pelo fato de ser uma grande cidade, recebe muita gente de fora e dá suporte aos municípios vizinhos, reconheceu que há um déficit no efetivo.

O presidente da Destra destacou o monitoramento por câmeras que é feito pela autarquia ”O sistema de monitoramento também é indispensável para a administração do trânsito. A Destra vai intensificar a fiscalização das motocicletas, que deverá ajudar no reforço da segurança pública, uma vez que é grande o número de ocorrências com este tipo de transporte”, acrescentou Monteiro.

O Comandante Farias sugeriu ao secretário de Desenvolvimento algumas orientações que poderão ajudar no reforça da segurança do Distrito Industrial, entre elas a instalação de câmeras de monitoramento. Ele se dispôs a cooperar no que for necessário naquela área.

Antes de encerrar o encontro, Erich Veloso sugeriu a criação de um comitê, composto por todas as entidades ali presentes, para aprofundar as discussões e acompanhar o andamento das ações em prol da segurança.

Juntos, airbag e cinto de segurança reduzem 60% o risco de ferimentos

Atenção, prudência e paciência são, definitivamente, alguns dos elementos indispensáveis à manutenção de vias seguras. As condições dos veículos também entram na lista e, por vezes, podem ocasionar acidentes ainda mais graves do que os provocados por falha humana. Neste contexto, além de práticos, versáteis e desenvolvidos para todas as categorias de automóveis, dos luxuosos aos compactos, os itens veiculares de segurança salvam vidas. A realidade brasileira, contudo, revela um cenário de atraso e negligência quando comparada a outros países.

“A demora fica ainda mais evidente pela perspectiva histórica de implantação de sistemas do gênero em países de primeiro mundo. Enquanto nos Estados Unidos o airbag frontal duplo e o freio ABS são exigidos desde 1995 e na Europa já se discute a instalação de direção autônoma em 2020, no Brasil, o cinto de segurança tornou-se obrigatório somente em 1998, pelo Código Brasileiro de Trânsito”, aponta o diretor e especialista em trânsito da Perkons, Luiz Gustavo Campos. Já o cinto de três pontos e o encosto de cabeça devem passar a compor a estrutura dos carros vendidos no Brasil até 2020, conforme Resolução nº 518/2015, do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito).

Pesquisas e levantamentos conduzidos por organizações conceituadas do segmento reforçam a urgência do tema. Estimativas da National Highway Traffic Safety Administration (NHTSA), instituto de segurança de trânsito dos EUA, indicam que o uso de airbag combinado com o do cinto de segurança reduz em cerca de 60% o risco de ferimentos em caso de acidente. Complementares ao cinto de segurança, as bolsas infláveis funcionam como minimizadores de danos. A importância de associar o uso dos dois itens fica ainda mais evidente a partir de dados do mesmo estudo, que mostram que com a utilização só do airbag, os ferimentos não acontecem apenas em cerca de 18% dos acidentes.

Outro levantamento do mesmo órgão concluiu que a instalação do sistema antitravamento de rodas, conhecido por ABS (Antilock Brake Sistem), reduz o risco de envolvimento em acidentes em 6% para carros. Em outra perspectiva, segundo estudo do Centro de Experimentação e Segurança Viária (Cesvi), se o sistema ABS tivesse sido instalado em toda frota brasileira entre 2001 e 2007, teria salvado 490 vidas por ano e evitado ferimentos em mais de 10 mil pessoas. Tal redução resultaria em um impacto positivo de R$630 milhões ao longo de dois anos.

“De maneira geral, todos os itens com a finalidade de preservar a integridade física dos ocupantes podem trazer resultados satisfatórios em eventualidades no trânsito”, salienta o analista técnico do Cesvi, Diego Lazari. Independentemente da maneira como atuam, a capacidade dos equipamentos em reverter tragédias tão recorrentes nas vias brasileiras permanece subjugada. Segundo Lazari, antes de se tornarem obrigatórios, os itens devem passar por acordos junto aos fabricantes e superar os níveis de confiabilidade definidos por legislações. “Esse processo moroso acaba, muitas vezes, tornando facultativa a disponibilidade dos dispositivos”, acrescenta.

Os processos burocráticos, no entanto, deixaram de ser um pretexto válido desde 2014, quando passou a ser obrigatório que todos os carros de passeio e caminhonetes saíssem da fábrica com freios ABS e airbags duplos frontais, tanto para condutor, quanto para passageiro do banco dianteiro. Em 2013, porém, na iminência da obrigatoriedade, o estudo do Cesvi verificou que um quinto dos veículos vendidos ainda ignoravam a norma, ao passo que, no mesmo período, 91% dos modelos importados e vendidos no Brasil já possuíam os equipamentos.

Governo do Estado reforçará segurança em Santa Cruz

3aa0396b-b6ed-4831-b18e-eb2d9c155eb5

O deputado estadual Diogo Moraes (PSB) e o prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), apresentaram ontem (02), um diagnóstico sobre a segurança pública atual da cidade do agreste ao governador do Estado, Paulo Câmara (PSB), no Palácio do Campo das Princesas, no Recife. O documento expôs a situação de risco, enfrentada pela população da região e os visitantes que circulam pelo Polo de Confecções diariamente. Câmara garantiu melhorias no serviço à população dentro de 30 dias e reforçou a responsabilidade da Secretaria de Defesa Social para solucionar a crise.

Segundo o governador Paulo Câmara, haverá um esforço do Governo e da Prefeitura para melhorar a segurança e ao mesmo tempo reduzir os números que preocupam todo o Estado. O diagnóstico apresentado foi prontamente encaminhado à Secretaria de Defesa Social pelo chefe do Executivo. “Um plano emergencial será traçado para a diminuição dos índices. Já vimos melhorias em termos de homicídios, mas os assaltos continuam acontecendo e a sensação de insegurança permanece. A gente tem que evitar isso com presença de efetivo militar, para que a população de Santa Cruz e de toda região tenha condições de cuidar de sua vida, de trabalhar, de levar seus filhos à escola com mais segurança”, garantiu Câmara. O governador ressaltou ainda o cenário desafiador que o Estado e o País vivem, mas declarou a convicção de que com o apoio dos representantes da cidade, haverão condições de superar a questão.

O deputado estadual Diogo Moraes declarou determinação ao combate à violência que ameaça a tranquilidade na região. “Pela sensibilidade do nosso governador Paulo Câmara, pela sua simplicidade, eu já sabia que o resultado desta reunião seria positivo. Por isso, temos a segurança de que iremos ter primeiro uma ação emergencial, uma ação para dar sensação de segurança maior ao nosso povo. E depois, a realização de um plano estratégico de acordo com as modalidades de crime recentes que estão chegando ao cidadão de bem. O governador já determinou ao secretário Alessandro, da SDS, celeridade na questão, junto à Casa Civil. A população de Santa Cruz do Capibaribe pode esperar este plano emergencial nos próximos dias”, informou.

“O governador nos disse que agilizará a questão da guarda patrimonial para o presídio de Santa Cruz, com isso, ganharemos cerca de 40 homens para o 24º Batalhão, proporcionando mais segurança. Também colocamos a questão de melhorar a infraestrutura da polícia, que será tratada diretamente com a Secretaria de Defesa Social. Nos próximos dias, realizaremos um monitoramento para apresentar ao governador e acredito que teremos respostas com índices positivos. A nossa região é um polo econômico, com grande circulação de dinheiro, e por isso temos a responsabilidade maior de reduzir os índices de violência do município”, afirmou o prefeito Edson Vieira.

Prefeitura de Caruaru recebe selo prata pela segurança do município

selo

Na tarde da última sexta-feira (18), no Centro Cultural Rossini Alves Couto, em Recife, o diretor-presidente da Destra, Cel. Jaílson Pacheco, representou a Prefeitura de Caruaru na cerimônia de entrega dos selos do Pacto dos municípios com a segurança público, realizado pelo Ministério Público.

O município de Caruaru foi contemplado com o certificado prata, que atesta o cumprimento de boa parte das metas, que abrange os seguintes eixos: cadastramento e controle de bares, restaurantes, boates, casas de shows e eventos; cumprimento do perímetro de segurança escolar; melhorar a iluminação pública nas áreas urbanas e rurais; instalação de câmeras e sistemas de monitoramento; ações nos grandes eventos; implementação do programa Pernambuco contra o Crack; estruturação dos conselhos tutelares e criação das comissões de controle de conflitos; criação das guardas municipais e/ou readequação de suas ações; criação da secretaria municipal de segurança e dos conselhos municipais, além da implantação do programa Liberdade Assistida.

/**/