SESI lança campanha de prevenção aos cânceres de mama e próstata no Agreste

O Serviço Social da Indústria de Pernambuco (SESI/PE) lança, nesta terça-feira (11), a campanha de prevenção aos cânceres de mama e próstata nas indústrias do Agreste. A entidade vai realizar palestras educativas para esclarecer os trabalhadores sobre as doenças, seus impactos e como preveni-las, já que o diagnóstico precoce aumenta as chances de cura em até 90%. O SESI reforça as ações do Outubro Rosa, de combate ao câncer de mama na região, e antecipa o Novembro Azul, contra o câncer de próstata, para tentar reduzir as vítimas dessas doenças que matam cerca de 30 mil brasileiros todos os anos.

Na ocasião, a equipe do SESI mostrará como funcionam os sistemas reprodutor, o câncer de mama e o de próstata, seus sintomas e os fatores de risco. As palestras têm 1h de duração para até 80 pessoas, o que permite atingir o maior número de pessoas e viabiliza oportunidades para esclarecer as dúvidas dos participantes. “Essa é uma oportunidade de desmistificar essas doenças, especialmente para o industriário, estimular o cuidado com a saúde e preservar a força de trabalho das empresas pernambucanas”, afirma a coordenadora do programa de Educação Continuada da instituição, Grace Barbosa.

Os interessados devem entrar em contato com as unidades do SESI em Caruaru e Belo Jardim, pelo telefone (81) 3412.8352, e-mail relacionamento@pe.sesi.org.br ou pelo WhatsApp (81) 9.8829.3330.

/**/

Sesi expande rede de atendimento em Pernambuco

Comprometido com o atendimento das necessidades das indústrias e seus trabalhadores, o Serviço Social da Indústria de Pernambuco (Sesi/PE) amplia a prestação de serviços de Educação e Qualidade de Vida no Estado. Para isso, a entidade investiu mais de R$ 4 milhões na modernização da unidade de Moreno, inaugurada dia 15, que está beneficiando mais de 700 empresas da localidade e do polo industrial de Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata Sul. No Agreste, a estratégia foi reforçar o atendimento com uso das unidades móveis de odontologia e educação.

De acordo com o superintendente do Sesi/PE, Ernane Aguiar, a reabertura do espaço “fortalece o suporte dado às novas indústrias e as já existentes na região, especialmente, neste delicado momento que o país passa”. Na inauguração da unidade, o prefeito de Moreno, Adilson Gomes, afirmou que “a população da cidade ansiava pela volta do Sesi ao município, que através da prestação de seus serviços aos trabalhadores da indústria, seus dependentes e à comunidade reforça os serviços sociais realizados pela prefeitura”.

Para isso, o bloco de Educação foi reformado e agora conta com salas de aula climatizadas, laboratórios de informática, laboratório de ciências, sala de robótica e biblioteca. Também foram executadas as reformas de todo o parque aquático e vestiários, da quadra coberta e do bloco principal, abrangendo as áreas administrativa, de saúde e salão de festas. Todas as adequações estão alinhadas com as normas de acessibilidade. Tudo isso distribuído ao longo de 6 mil m². Segundo Aguiar, “a unidade de Moreno foi totalmente reformada em 2014, e está pronta para atender o público com mais conforto e agilidade”.

Entre os serviços oferecidos pela Unidade estão a Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Educação Básica (Ensino Fundamental do 6º ao 9º ano), na área de Educação; programas de Segurança e Saúde no Trabalho, laudos técnicos, exames laboratoriais e ocupacionais, imunização, e odontologia em Saúde. Programas de Ginástica na Empresa, CorporAtivo, Circuito do Bem-Estar, Alimentação Saudável, gestão de eventos e práticas esportivas, como futsal, hidroginástica e natação, voltados à melhoria da Qualidade de Vida. Além da locação de espaços, tais como o ginásio esportivo, o parque aquático e o salão de festas.

SESI-PE patrocina curso de estudante em Stanford, nos EUA

Aprovado depois de uma rígida seleção em Stanford, segunda melhor universidade do mundo, o estudante Cleyson Duarte precisava reunir R$ 10 mil até meados deste mês para concretizar o sonho de estudar fora do país. Por reconhecer a dedicação do aluno aos estudos, o SESI/PE doou o valor que faltava em dinheiro para que Cleyson possa participar, em julho, do curso de Ciências Ambientais da renomada universidade dos Estados Unidos. O estudante foi recebido, na Casa da Indústria, pelo superintendente e a diretora de Operações da instituição, Ernane Aguiar e Eveline Remígio.

Durante o encontro, Cleyson, que faz o 3º ano do Ensino Médio no SESI Paulista, disse que estava muito obstinado a fazer contatos com outros estudantes e entender como é o processo para estudar na universidade, após a conclusão do curso de verão. “Sou grato pelo cuidado e proximidade que os professores do Ebep tiveram comigo, sempre me apoiando e envolvendo em projetos. Noto a diferença e evolução que tive após estudar ao longo desses anos no SESI e SENAI”, afirmou o aluno.

Além de um aluno dedicado em sala de aula, no programa Educação Básica articulada com a Educação Profissional, principalmente nas disciplinas de Física, Química e Biologia, Cleyson é monitor voluntário do observatório astronômico da Torre Malakoff, no Recife Antigo, e voluntário do Museu de Ciência, no Espaço Ciência, em Olinda.

Sesi inscreve em campanha de vacinação contra gripe H1N1 no Agreste

O Serviço Social da Indústria em Pernambuco (Sesi/PE) está com inscrições abertas para a Campanha de Vacinação contra a Gripe (H1N1). As doses fazem parte de um lote preparado para combater a mutação mais recente do vírus Influenza em suas três formas mais graves, a gripe A (H1N1, H3N2) e a Influenza B, que podem levar à morte. A meta da entidade é imunizar 15 mil trabalhadores em todo o Estado para evitar prejuízos à saúde do colaborador e à produtividade das empresas. A adesão pode ser feita até o final de abril, já a vacinação ocorrerá até junho. No Agreste, o atendimento será realizado pelas unidades de Belo Jardim e Caruaru. Mais informações pelos telefones: (81) 3722.9520 (Caruaru) e (81) 3726.1166 (Belo Jardim).

Para facilitar o acesso, a vacina está com custo de R$ 20,00 para indústria e R$ 35,00 para empresas de outros segmentos, um valor 60% abaixo do praticado pelo mercado. A aplicação é realizada na própria empresa, durante o expediente, para reduzir o tempo que o colaborador se ausenta do posto de trabalho. Segundo a Organização Mundial da Saúde, a gripe é a maior causa de perturbações na vida diária e faltas ao trabalho de pessoas entre 18 e 64 anos.

Os resultados positivos que a campanha de imunização contra a gripe traz para as indústrias é comprovado. De acordo com pesquisa do médico do trabalho Eduardo Arantes, referência na área, a cada R$ 1,00 investido em vacina, a empresa possui um retorno de R$ 3,50 em redução do absenteísmo. “Outra vantagem de se imunizar o trabalhador é garantir a produtividade, pois quando o colaborador gripa seu rendimento caí e ainda pode contaminar os demais, já que se trata de uma doença muito contagiosa”, afirma Lígia Sacramento, gerente da Unidade de Qualidade de Vida do Sesi/PE. Ela lembra ainda que “anualmente, são registrados de 250 mil a 500 mil óbitos decorrentes de gripe no mundo”.

Para participar da campanha, basta enviar um e-mail para relacionamento@pe.sesi.org.br e informar o número de funcionários que deverão ser vacinados.

Sesi promove mobilização nacional contra o Aedes aegypti

Alunos do SESI e SENAI participam, nesta sexta-feira (4) e sábado (5), da Mobilização Nacional contra o Mosquito Aedes Aegypti, promovido pelo Sistema Indústria. Simultaneamente, as escolas do SESI e SENAI dos 26 Estados e o Distrito Federal vão realizar ações para engajar os alunos, pais e responsáveis na luta contra o mosquito transmissor da dengue, a febre chikungunya e o vírus Zika.

Em Pernambuco, palestras e esquetes teatrais, ambas com duração média de 40 minutos, estão programadas para acontecer durante toda a sexta-feira (4), em dez escolas, da Região Metropolitana ao Sertão, com meta de atingir 18 mil pessoas. No Agreste, a unidade de Caruaru do SESI terá palestras em quatro horários, a partir das 9h30, para ensinar o público a não deixar o mosquito nascer, e a reconhecer os sintomas da doença.

As esquetes teatrais serão no Recife e Moreno. A mobilização nacional pretende alertar sobre a importância da sociedade no combate ao mosquito e será um reforço à campanha que o SESI está promovendo com as indústrias sobre a temática, desde o final de fevereiro.

As unidades que vão participar do evento desta sexta-feira são: Cabo, Camaragibe, Ibura, Paulista e Vasco da Gama, na Região Metropolitana do Recife ; Escada, na Zona da Mata; Caruaru, no Agreste; Araripina e Petrolina, no Sertão. No SENAI, os professores vão orientar os alunos por meio de blitz nas escolas da entidade, onde eles poderão colocar em prática os conhecimentos recebidos de como eliminar os focos do mosquito.

Para Empresas – Indústrias interessadas em contratar palestras de saúde ou as esquetes teatrais do SESI, podem entrar em contato com a entidade pelo 81 3412-8330 ou relacionamento@pe.sesi.org.br.

Sesi/PE inscreve para educação de Jovens e Adultos

Terminam nesta segunda-feira (29) as inscrições para novos alunos no programa Educação de Jovens e Adultos (EJA), antigo supletivo, do Sesi no Agreste. A modalidade de ensino é voltada a pessoas que desejam retomar os estudos, mas estão fora da faixa etária praticada nas escolas regulares. Há vagas para Caruaru, no Agreste. Os interessados devem comparecer à unidade do Sesi com a documentação exigida. Não haverá prorrogação do prazo. Mais informações pelo telefone (81) 3722.9520.

A EJA permite que o aluno conclua os estudos na metade do tempo praticado nas escolas regulares: dois anos para o Ensino Fundamental (I ou II) e 18 meses para o Ensino Médio. As aulas acontecem no período da noite, de segunda à sexta-feira, para facilitar a conciliação entre trabalho e estudo. Já no Centro de Ensino Supletivo da entidade, que fica no Centro do Recife, há turmas também pela manhã e à tarde. O aluno deve ter, pelo menos, 15 anos completos para cursar o Ensino Fundamental I ou II e 18 anos para fazer o Ensino Médio.

Os preços são populares para promover a inclusão de pessoas de baixa renda no programa e trabalhadores da indústria ou dependentes têm desconto especial. Segundo o gerente de Educação do Sesi/PE, Michael Groarke, há uma demanda do setor industrial por profissionais mais qualificados, devido aos avanços tecnológicos nas empresas. “Essa qualificação passa pela Educação Básica. Especialmente neste momento de crise, quanto mais preparado o trabalhador estiver, maiores as chances de se manter empregado ou conseguir se recolocar no mercado. Por isso, é fundamental que o trabalhador invista na sua formação escolar”, afirmou.

Há vagas também para Recife; Araripina e Petrolina, no Sertão do Estado. Outras informações no site www.pe.sesi.org.br.

Aulas na empresa – O Sesi também oferece turmas específicas de EJA para indústrias, com aulas na própria empresa. O fato das aulas serem ministradas no ambiente corporativo estimula a adesão dos funcionários, que não precisam se deslocar do local de trabalho para estudar. Segundo dados do Banco Mundial, um ano a mais de escolaridade representa elevação de 10% na capacidade produtiva do trabalhador. Para saber mais detalhes, entrar em contato pelo telefone (81) 3412.8330 ou na unidade do Sesi mais próxima.

SESI mobiliza indústria e trabalhadores no combate ao mosquito da dengue no Agreste

O SESI Pernambuco, em parceria com o Sistema FIEPE (Federação das Indústrias, CIEPE, SENAI e IEL), lança nesta semana, campanha estadual contra o mosquito Aedes Aegypti, principal transmissor de doenças como a Dengue e os vírus Zika e da febre Chikungunya. O SESI será o responsável por levar gratuitamente aos trabalhadores da indústria pernambucana e seus familiares orientações sobre a adoção de medidas simples, mas efetivas, para a prevenção de doenças transmitidas pelo mosquito.

A entidade prestará esclarecimentos sobre o assunto, levando para dentro das fábricas 25 mil panfletos e 2 mil cartazes explicativos sobre a importância do combate e os sintomas das doenças. A expectativa é atingir 100 mil pessoas no Estado e cerca de mil indústrias.

A entidade iniciou a campanha no ano passado, na Região Metropolitana do Recife, juntamente com a Secretaria de Saúde da capital pernambucana, agora o SESI expande a campanha para todo o Estado. No Agreste, as empresas interessadas em receber a campanha devem entrar em contato com as unidades Belo Jardim pelo telefone (81) 3726.1166 ou Caruaru pelo número (81) 3722.9520.

O Ministério da Saúde ainda não terminou de compilar todos os casos de dengue registrados em 2015, mas até 5 de dezembro o número de vítimas do vírus havia chegado a 1,59 millhão de brasileiros. O Ministério ainda não conseguiu concluir os números de 2015 sobre chikungunya e zika, outros dois vírus transmitidos pelo Aedes Aegypti, mas confirmou a gravidade das endemias. O mosquito espalhou vírus chikungunya por 10 estados e zika por 19.

Em Pernambuco, desde o início deste ano, foram notificados 923 casos de dengue, o que representa um aumento de 40,92% em comparação com o mesmo período do ano passado. Três mortes que teriam sido provocadas pela doença estão sendo investigadas. Já entre os dias 3 e 9 de janeiro, foram notificados 255 casos suspeitos de chikungunya e 200 de zika vírus. No ano passado, houve ao todo 2.605 ocorrências da primeira doença. Quanto ao zika, foram registrados 1.386 casos desde o dia 12 de dezembro de 2015, quando as notificações da doença passaram a ser obrigatórias.

Microcefalia – O Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), fez ainda testes em 38 bebês com microcefalia buscando relacionar os casos ao vírus da zika. Destes, 34 bebês tiveram o anticorpo IgM no líquido cefalorraquidiano detectado – correlacionando assim com o zika. Outros três casos deram negativo e um teve o resultado inconclusivo. Os reagentes para realização do exame foram fornecidos pelo Centro de Controle de Doenças dos EUA (CDC).

SESI Indústria do Conhecimento oferece programação de férias no Agreste

Quem deseja se divertir, fazer algo diferente e, de preferência, sem gastar já tem uma opção: conferir a agenda de atividades da biblioteca Indústria do Conhecimento do SESI mais perto. Dentre as 20 bibliotecas que a entidade possui distribuídas em todas as regiões do Estado, doze estão situadas no Agreste. Assim como as demais, as bibliotecas de Agrestina, Bezerros, Bonito, Garanhuns, Itaíba, Limoeiro, Panelas, Passira, Poção, Santa Cruz do Capibaribe (devido a parceria com a Rota do Mar), São Caetano e São João realizam uma programação de férias bem variada.

Seções de cinema, oficinas artísticas, gincanas, atividades recreativas, entre outras ações lúdicas já estão garantindo a alegria de crianças, jovens e adultos. Além disso, as palestras educativas sobre saúde e direitos do cidadão completam o calendário.

“Todas essas atividades buscam aproximar ainda mais o público das bibliotecas e oportunizar, especialmente à população carente, uma opção de lazer sadia e de qualidade”, afirma a coordenadora do programa no SESI/PE, Bruna Santos. “Para isso, a programação contempla tanto as pessoas que gostam de ação, com as gincanas, colônias de férias, e aqueles que preferem atividades mais relaxantes ou analíticas, como saraus, palestras, etc”, complementa. Esse tipo de estratégia aliada ao amplo acervo composto por 1000 livros, além de cds, dvds e 10 computadores com navegação gratuita na internet garantem o sucesso das bibliotecas, que – apenas em 2015 – obtiveram mais de 250 mil acessos.

Além das bibliotecas do Agreste, o programa SESI Indústria do Conhecimento encontra-se nas cidades de Abreu e Lima (graças a parceria com a Fibrasa), Itapissuma e Paulista (esta última em parceria com a Brilux), na RMR; Chã de Alegria, Nazaré da Mata e Tamandaré, na Zona da Mata; Araripina e Floresta, no Sertão do Estado.

Aperfeiçoamento – Outro ponto que merece destaque é o empenho da instituição em aperfeiçoar constantemente os serviços prestados nas bibliotecas ao disseminar as melhores práticas e multiplicar novos conhecimentos à equipe por meio dos Encontros Monitores em Ação e os de Líderes da Indústria do Conhecimento. Um exemplo dessas iniciativas ocorreu no dia 21 de dezembro, quando houve o 4º Encontro de Líderes, na Casa da Indústria, cuja abertura foi realizada pelo superintendente do SESI/PE, Ernane Aguiar e a diretora de Operações da entidade, Eveline Remígio, e contou também com oficinas de contação de história, com a psicopedagoga Vera Lúcia Mota; de projetos especiais, com o gerente da Editora Paulus de Recife, José Henrique Siqueira, e de 5S empregada na gestão, com o analista de qualidade do SESI/PE, Joaquim Ferreira. ​

Alunos do Sesi se destacam em vestibulares

Mais de 200 alunos pernambucanos do Serviço Social da Indústria em Pernambuco (SESI/PE) comemoram nesse momento a aprovação nos vestibulares das principais universidades do Estado. Da capital ao interior, 220 jovens conseguiram se destacar nas provas, graças ao esforço próprio e ao suporte dado pela estrutura da Rede SESI de Educação. Entre as regiões do Estado, o Agreste foi a que conseguiu maior índice, chegando a mais de 90% dos concluintes aprovados nos vestibulares. Os estudantes da unidade Caruaru conseguiram vagas em cursos concorridos como Medicina, Engenharias e Direito, na Universidade Federal de Pernambuco, entre outras.

“A estrutura física das unidades do SESI e os professores fazem a diferença. Eles estão sempre se reinventando para a aula não ser chata. Essas aulas práticas e oficinas ajudam a fixar o conteúdo teórico”, diz a Andrielly Calheiros Ribeiro, estudante do SESI Ibura, que conquistou o 3 º lugar em Direito na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). As escolas do SESI Pernambuco contam com salas de aula climatizadas, bibliotecas, laboratórios, quadras poliesportivas e piscinas, além de professores graduados e pós-graduados em várias especialidades.

Segundo a analista de Educação do SESI/PE, Grace Barbosa, além de toda a estrutura e equipe de docentes, os alunos são preparados desde o início do ano letivo com aulões que ajudam a sanar dúvidas de cada disciplina e têm a ferramenta “Portal SESI”, com simulados para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

OPORTUNIDADE – As matrículas para Ensino Fundamental e Ensino Médio na Rede SESI de Educação ainda estão abertas e podem ser realizadas até 31 de janeiro. Para garantir a vaga é preciso levar os documentos solicitados aqui, e se dirigir à unidade mais próxima. Mas é necessário que os interessados se apressem, pois nas unidades com grande procura, como a de Caruaru, as matrículas são asseguradas por ordem de inscrição.

Alunos do Sesi carimbam passaporte para os Estados Unidos

Depois de cinco meses de aulas intensivas de inglês, nove estudantes pernambucanos do ensino básico e técnico (Ebep) do Sesi e Senai embarcam, dia 30 de janeiro, para a cidade de Denver, nos Estados Unidos. Dentre os alunos contemplados pelo Sesi e Senai com a viagem de aperfeiçoamento na língua inglesa, quatro são de Recife (Ibura e Casa Amarela), três de Paulista, Região Metropolitana; e dois de Petrolina, no Sertão. Os jovens se destacaram no Programa Conexão Mundo, oferecidos pelas entidades em parceria com a ONG US Brazil Connect, e receberam como reconhecimento um intercâmbio de 15 dias no exterior com tudo pago. Eles integram o grupo de 80 alunos do Sesi/Senai de todo o Brasil que viajam nos próximos dias para a América do Norte.

Segundo a coordenadora, Roberta Kacowicz, dificilmente esses jovens ou seus familiares teriam condições de arcar com um intercâmbio cultural por 15 dias no exterior e essa será uma grande oportunidade de vivenciar a cultura que aprenderam no Conexão Mundo. “O diferencial do programa é permitir o contato dos jovens com americanos desde o início do projeto, já que eles são monitores voluntários que acompanham o desenvolvimento do aluno desde o início”, explica. Os jovens vão ficar instalados em casas de famílias americanas, indicadas pela US Brazil Connect, e vão ter grande parte da programação acompanhada pelos monitores, o que inclui visita a museus, escolas, indústrias e órgãos públicos.

O aluno Lucas Vinicius, de 14 anos, estudante e morador do Ibura, disse que conversar com americanos durante todo o curso, nas etapas à distância, pela internet, e presencial, quando vieram ao Brasil, fez toda a diferença. “Eles explicam melhor a pronúncia e como são os hábitos dos Estados Unidos, sem filtros. É a primeira vez que vou sair do Brasil e estou muito animado, porque só conheço por filmes”, afirma.