Maior investimento privado do País, fábrica do Aché começa a ser construída em Pernambuco

Há menos de um mês após a inauguração do novo complexo industrial do Grupo Inbetta no Paulista, Pernambuco conta com o início da construção de mais uma fábrica, desta vez, da empresa Aché Laboratórios Farmacêuticos. A nova unidade está sendo instalada no Complexo Industrial Portuário de Suape, no Cabo de Santo Agostinho, e contará com um investimento de R$ 500 milhões. E para celebrar o início das obras, o governador Paulo Câmara participou, na manhã desta segunda-feira (07.05), da cerimônia de lançamento da pedra fundamental do empreendimento, que irá gerar 200 novos empregos imediatos. A conclusão da primeira etapa do projeto está prevista para o primeiro semestre de 2019. A expectativa é de que sejam ofertados mais três mil postos de trabalho diretos e indiretos após a conclusão total do parque fabril.

“Aproveitamos essa oportunidade com o grupo Aché, de avançar, de se desenvolver. Um grupo que já tem mais de 50 anos fazendo medicamento no Brasil, de maneira tão profissional e correta. E hoje, o Ache dá vida a esse empreendimento, com o lançamento da pedra fundamental. E, com certeza, essa indústria de medicamentos em Pernambuco será referência não só para o Nordeste, mas para o Brasil. Digo isso sem medo de errar, porque todos os empreendimentos que aqui chegaram, tiveram a certeza de que investir em Pernambuco vale a pena. Eles conhecem o nosso potencial, tanto no aspecto da infraestrutura quanto na questão tributária, e, principalmente, no fornecimento de uma mão de obra de qualidade, que dá conta do recado e que efetivamente faz toda a diferença”, destacou o governador.

O Aché Laboratórios vai atuar em Pernambuco com a fabricação de medicamentos alopáticos e fitoterápicos para uso humano, em uma estrutura total de 25 hectares. O projeto, que será entregue em duas fases, contempla a implantação de uma fábrica para produção de medicamentos sólidos e um centro de distribuição. Na primeira fase, será construída uma área dedicada para embalagem de produtos sólidos e o centro de distribuição, os quais serão inaugurados ainda no primeiro semestre de 2019. Já a segunda etapa, que contempla o espaço para a fabricação dos medicamentos, está prevista para 2021. Quando totalmente concluída, a planta de Pernambuco terá capacidade para produzir cerca de 700 milhões de unidades de medicamentos por ano.

Inicialmente, os produtos serão trazidos de Guarulhos (SP) em granel (comprimidos e cápsulas) para o complexo fabril de Pernambucano, onde serão embalados e distribuídos para as regiões Norte e Nordeste. Após a finalização da segunda fase do projeto, em 2021, os medicamentos sólidos também serão fabricados em Suape. “Ao constatar o foco que esse Governo dá a esses dois pilares – que nós entendemos ser fundamentais para qualquer região em desenvolvimento -, que são a educação e a saúde, só reafirma a certeza da nossa escolha por Pernambuco. Eu tenho a certeza de que esse é apenas o início de um projeto de muito sucesso, que trará bons frutos para todos aqueles que acreditam e que estão engajados nesta nova empreitada. Agradeço a parceria até aqui, com o desejo de que nossos vínculos se estreitem ainda mais para que possamos, de maneira sustentável, apoiar e promover o desenvolvimento do nosso amado Brasil”, explanou a presidente do Aché, Vânia Nogueira de Alcântara Machado.

/**/

KFC chega a Pernambuco

A rede KFC, uma das maiores do mundo e especializada em frango frito, chega ao estado de Pernambuco ainda este ano, levando aos consumidores o frango mais gostoso do mundo. A primeira unidade da região estará localizada no RioMar Shopping, no Recife, e tem previsão de inaugurar no fim de junho.

A operação pertence aos franqueados Afrânio Plutarco e Guilherme Fujita, também à frente das outras unidades KFC no Nordeste. “As expectativas são muito positivas. Recife é uma das capitais mais populosas e com a melhor renda per capita da região. Acreditamos que o produto do KFC tem muita sinergia com o público pernambucano e que terá grande aderência”, afirma Plutarco. “Além disso, a loja está muito bem localizada na praça de alimentação”, completa.

Sobre a escolha do ponto, os franqueados explicam que se deu devido à boa visibilidade e localização privilegiada. “Optamos pelo RioMar por ser um dos maiores shoppings da cidade”, diz o franqueado. Ele ainda ressalta que os planos não param por ai e, ainda para os próximos 12 meses, prevê a abertura de mais lojas na capital.

Com essa inauguração no Recife, a rede passará a ter 48 operações no Brasil, localizadas nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia e Ceará.

Reconhecido pelo icônico balde de frango, que também é o carro chefe da marca, o KFC é referência mundial em frango frito e conta com cardápio diversificado, que oferece sanduíches, Box com pedaços ou tirinhas de frango, pratos quentes criados exclusivamente para os brasileiros, snacks e sobremesas.

Sobre KFC

O KFC – Kentucky Fried Chicken – é uma rede de restaurantes norte-americana criada em 1952 pelo Coronel Harland Sanders, na cidade de Corbin, no estado do Kentucky, nos EUA. A receita secreta do delicioso frango – grande sucesso feito à base de 11 ingredientes secretos – está trancada numa caverna em Louisville, no Kentucky, com cópias parciais de segurança em outros locais.

A rede soma mais de 20 mil restaurantes distribuídos em mais de 125 países e faz parte do Grupo Yum!Brands, detentor também das marcas Pizza Hut e Taco Bell.

Mundialmente conhecido, KFC é referência global em frango frito. Atualmente, a marca tem 45 lojas distribuídas no Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Bahia, Espírito Santo e Ceará. Mais informações no site www.kfcbrasil.com.br

Prêmio SAE BRASIL de Jornalismo: trabalhos mostram a diversidade da mobilidade

Os primeiros trabalhos inscritos para concorrer ao 12° Prêmio SAE BRASIL de Jornalismo proporcionam uma ampla noção do quanto a imprensa nacional está atenta a todas variantes da mobilidade, seja ela a automobilística, a ferroviária, dos segmentos aeroespacial e naval ou, ainda, a grande importância que o transporte público tem para o usuário brasileiro.

Além de matérias que abordam o impacto do VLT como transporte barato e seguro para o cidadão, temos reportagens que debatem o que há de mais moderno em termos de engenharia: a mobilidade híbrida, elétrica e autônoma. O quanto cada uma dessas tecnologias já são realidade, e o quanto cada uma delas enfrentará adversidades para se efetivar no nosso dia a dia. Não há dúvida que o corpo de jurados do Prêmio SAE BRASIL Jornalismo terá um difícil e aprazível trabalho para escolher as vencedoras entre as melhores obras inscritas.

Participe: sua matéria pode ser premiada

As inscrições continuam abertas para trabalhos jornalísticos voltados para a tecnologia da mobilidade, que foram publicados em seus veículos de comunicação. Os jornalistas que estiverem interessados em concorrer ao Prêmio deste ano devem inscrever suas obras por meio do portal da SAE BRASIL – http://portal.saebrasil.org.br/reconhecimento/premio-jornalismo/formulario

Estão habilitadas a participar da premiação matérias veiculadas pela imprensa nacional no período de 01 de março de 2017 a 01 de março de 2018, que deverão ser inscritas até 02 de julho de 2018. Os trabalhos podem ser tanto da Mídia Impressa quanto da Internet, e o número de matérias inscritas por autor é ilimitado. Para maiores informações ou ter acesso ao regulamento entre no link: http://portal.saebrasil.org.br/reconhecimento/premio-jornalismo

A comissão julgadora nomeada pela SAE BRASIL escolherá seis finalistas, três por categoria – Impressa e Internet. Os primeiros colocados (um por categoria) receberão R$ 3.000,00 (Três mil reais em dinheiro; as menções honrosas (duas por categoria) serão contempladas com R$ 1.000,00 (Hum mil reais) cada.

Para Mauro Correia, presidente da SAE BRASIL, “É com grande satisfação que estamos percebendo a qualidade e a abrangência dos temas que estão sendo inscritos nesta edição do Prêmio SAE BRASIL de Jornalismo. Isso mostra que, ainda que engenharia e jornalismos sejam atividades extremamente diferentes, elas podem andar juntas no sentido melhorar a vida do usuário da mobilidade. A grande maioria das tecnologias desenvolvidas nos centros de pesquisas, chegam ao conhecimento do público em geral por meio da consistente divulgação da imprensa”.

Pedidos de empréstimos para novos negócios aumentam 132%

Levantamento da Lendico, fintech especializada em crédito pessoal online, que consegue analisar o comportamento do tomador de crédito por meio de sua plataforma, comparou perfis de consumidores que procuraram por crédito entre abril de 2017 e abril deste ano.A Lendico recebe mais de 160 mil pedidos de empréstimo por mês e constatou que o número de empréstimos cresce não apenas para quitação de dívidas.

De acordo com o levantamento, o número de pedidos de empréstimos para novos negócios cresceu 132% no período analisado. Ainda no que se refere a negócios, a Lendico detectou uma elevação de 67% nas solicitações de empréstimos destinados a investimentos em empresas.

Motivo

O aumento da quantidade de empréstimos para estes fins pode ser explicado pelo crescimento do número de empreendedores neste ano e também em 2017. Os microempreendedores individuais (MEIs), por exemplo, vêm alavancando o número de novas empresas no Brasil. De acordo com o indicador Serasa Experian de Nascimento de Empresas, em fevereiro deste ano, o número de MEIs cresceu 14,4% em relação a igual período de 2017, representando 82,5% das empresas criadas.

Sobre a Lendico

Atuando no Brasil desde julho de 2015, a Lendico já emprestou mais de R$ 220 milhões em crédito pessoal online no país. São mais de 30 mil clientes atendidos com taxas personalizadas e encontrando todas as facilidades de um serviço totalmente digital. Correspondente do Banco BMG, em 2018 a fintech fez parceria com o Banco CBSS e passou então a atender um público ainda maior.

Ações judiciais por falta de pagamento de condomínio aumentam 40,5%

De acordo com levantamento realizado pelo Secovi-SP (Sindicato da Habitação) no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, foram ajuizadas 1.155 ações por falta de pagamento nos condomínios em março, aumento de 40,5% em relação ao mês anterior, que registrou 822 casos.

No acumulado de janeiro a março deste ano, foram protocoladas 2.665 ações, 24,8% acima do apurado no mesmo período do ano anterior, com 2.136 casos registrados.

Hubert Gebara, vice-presidente de Administração Imobiliária e Condomínios do Sindicato, recomenda aos síndicos e administradoras que reforcem as negociações de cobrança e promovam medidas de conscientização dos condôminos quanto à importância desse pagamento, a fim de manter o equilíbrio das contas do condomínio.

“O síndico deve estimular o condômino inadimplente a regularizar sua situação”, reitera Gebara, para quem o acordo amigável é o melhor caminho para resolver a questão. “O acordo é vantajoso para as duas partes – condomínio e condômino. Uma ação de cobrança na Justiça pode levar vários anos para ser resolvida”, afirma.

Brasil ocupa 102º lugar no ranking com mais liberdade de imprensa

Ameaças, ataques físicos durante manifestações e assassinatos de jornalistas, infelizmente, ainda são realidade no Brasil. De acordo com a Classificação Mundial de Liberdade de Imprensa, divulgada pela organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF), o Brasil ocupa, este ano, a posição 102ª no ranking dos 180 países com mais liberdade de imprensa.

Segundo a organização, as dificuldades são agravadas pela falta de um mecanismo nacional para a proteção dos profissionais da mídia e por um clima de impunidade alimentado pela corrupção onipresente.

“A liberdade de informar está longe de ser uma prioridade para as autoridades em meio ao alto nível de instabilidade política. A propriedade dos meios de comunicação continua a ser muito concentrada, especialmente nas mãos de grandes famílias industriais que estão frequentemente ligadas à classe política. A confidencialidade das fontes dos jornalistas está sob ataque constante e muitos repórteres investigativos foram submetidos a processos judiciais abusivos”, defende a RSF.

Na América Latina, entre os países piores colocados estão o México (147º), Venezuela (143º), Honduras (141º), Colômbia (130º), Guatemala (116º), Bolívia (110º) e Paraguai (107º).

O Uruguai está na 20º colocação e é visto como um modelo para a região. De acordo com a RSF, “as regulamentações comunitárias de transmissão e o acesso à informação garantem um ambiente favorável aos jornalistas no Uruguai. A Lei dos Serviços de Comunicação de Radiodifusão, adotada em dezembro de 2014, incentiva o pluralismo dos meios de comunicação e estabeleceu um Conselho de Comunicações de Radiodifusão independente do governo”.

Europa

A animosidade em relação aos jornalistas é crescente e os dados chamaram a atenção do Parlamento Europeu, que fez um apelo à proteção da liberdade e do pluralismo dos meios de comunicação, numa resolução adotada semana passada, no dia 3 de maio, Dia Internacional da Liberdade de Imprensa.

O Parlamento Europeu, em uma resolução votada no final de abril, recomendou a criação de um organismo regulador independente para identificar ameaças e uso da violência contra jornalistas em cooperação com organizações do setor.

Apenas no final do ano passado, em um intervalo de cinco meses, dois jornalistas foram mortos na Europa. Daphne Caruana Galizia, uma jornalista de investigação maltesa que ficou conhecida pela sua apuração referentes aos “Panama Papers”, foi assassinada na explosão do seu carro armadilhado em Malta. E o jornalista eslovaco Ján Kuciak, que investigava a máfia, foi assassinado com a sua companheira, Martina Kušnírová.

Os eurodeputados apelaram ainda aos Estados-Membros que garantam um financiamento público adequado aos meios de comunicação como forma de promover e proteger os meios de comunicação pluralistas, independentes e livres. A resolução também sublinha a importância de garantir condições dignas de trabalho para os jornalistas, o que inclui a ausência de pressões externas, da dependência, da vulnerabilidade e da instabilidade.

Para a RSF, a classificação reflete a influência de líderes como Putin, na Rússia (148ª) e Xi Jinping, na China (176ª), “que limitam vozes independentes e controlam o fluxo de notícias e informação”.

Preocupação Mundial

Para a RSF, a pressão e as ameaças aos profissionais da mídia vem sendo encorajadas abertamente por líderes políticos que, cada vez mais, desacreditam o papel dos meios de comunicação, identificando os jornalistas como adversários e recorrendo ao abuso verbal.

Mesmo na Europa, região onde é mais seguro ser jornalista, de acordo com os dados,foram observadas quatro das maiores quedas na classificação deste ano: Malta desceu da 18ª para a 65ª posição; a República Tcheca da 11ª para a 34ª; a Sérvia da 10ª para a 76ª; e a Eslováquia da 10ª para a 27ª posição.

Os primeiros do ranking são Noruega, Suécia, Países Baixos, Finlândia e Suíca.

Em 2018, em todo o mundo, os dados revelam a morte de 12 jornalistas, 4 jornalistas cidadãos e de 2 outros profissionais da mídia. Entre os presos estão 177 jornalistas, 126 jornalistas cidadãos e 15 outros profissionais dos meios de comunicação.

Inscrições no Enem começaram hoje

Começaram nesta segunda-feira(07), às 10h, o período de inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O prazo vai até 18 de maio. As inscrições devem ser feitas na Página do Participante.

Mesmo os candidatos que pediram isenção da taxa de inscrição do Enem devem fazer a inscrição. O pagamento da taxa de inscrição para quem não conseguiu a isenção, no valor de R$ 82, pode ser feito até 23 de maio nas agências bancárias, casas lotéricas e agências dos Correios.

Para fazer a inscrição, o participante deverá apresentar o número do CPF (Cadastro de Pessoa Física) e do documento de identidade e criar uma senha.

Mais informações
Na hora da inscrição, o candidato deverá informar um endereço de e-mail válido e um número de telefone fixo ou celular, que serão usados para enviar informações sobre o exame.

Também deve ser indicado o município onde o candidato quer realizar o exame e a língua na qual quer fazer a prova de língua estrangeira (inglês ou espanhol).

O candidato que necessitar de atendimento especializado ou específico deve fazer essa solicitação no ato da inscrição. Os candidatos travestis ou transexuais que desejarem também poderão pedir atendimento pelo nome social.

As provas do Enem deste ano serão realizadas em dois domingos, nos dias 4 e 11 de novembro.

Membros do MP e Magistrados repudiam declarações desrespeitosas do Ministro Gilmar Mendes

Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público, constituída pelas entidades ao final subscritas, congregando mais de 40 mil juízes e membros do Ministério Público em todo o país, repudia as declarações desrespeitosas do Ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes, por ocasião do julgamento, na quinta-feira (03), de questão de ordem levantada nos autos da Ação Penal no 937, contra a atuação dos juízes e membros do Ministério Público brasileiros.

Após formada ampla maioria em favor da tese apresentada pelo relator, Min. Barroso, no sentido de que o foro por prerrogativa de função aplica-se apenas aos crimes cometidos durante o exercício do cargo e relacionados às funções desempenhadas, o Min. Gilmar lançou ataques ao Juízes e membros do Ministério Público. Disse que o sistema de Justiça Criminal nos diversos estados da federação é disfuncional e não está preparado para julgar detentores de foro. De forma desrespeitosa, após discorrer sobre pontos não diretamente ligados à questão jurídica discutida no plenário do Supremo Tribunal Federal sobre o alcance do foro por prerrogativa de função, chegou a dizer que, ao deixar os processos “com essa gente”, a situação vai ser pior do que é no Supremo. “Vai dar errado”, manifestou S. Exa. “Essa gente”, a que se referiu o ministro, eram os juízes de primeiro grau.

Causa espécie, também, que um Ministro da Corte guardiã da Constituição Federal se indague sobre a necessidade de “25 ou 26” (na verdade 24) Tribunais Regionais do Trabalho, diante dos diversos comandos constitucionais de garantia de acesso à justiça aos cidadãos. No caso da Justiça do Trabalho, o constituinte expressou a importante preocupação com sua atuação em todo o território nacional, como se percebe claramente dos artigos 112 e 115, §§ 1o e 2o (com a redação dada pela EC no 45/2014).

Bastaria ao Ministro consultar os dados do relatório Justiça em Números, do Conselho Nacional de Justiça – órgão do qual, aliás, já foi Presidente. Os 24 Tribunais Regionais do Trabalho cumprem satisfatoriamente sua missão constitucional e garantem uma Justiça do Trabalho altamente operosa (número
de processos julgados), célere (média de tempo da tramitação), eficaz (valores distribuídos) e informatizada (números do Pje).

É exatamente nestes trágicos tempos de reformas legislativas e institucionais agravantes do desemprego, da precarização do trabalho, da insegurança jurídica, das perdas de receitas ao Erário, de rendição do governo aos interesses do grande capital financeiro e, com tudo isso, de descumprimento da Constituição, que se torna ainda mais imprescindível a Justiça do Trabalho interiorizada, funcional, espraiada por todo o País, próxima e acessível ao cidadão.

Ao tecer críticas aos Juízes e membros do Ministério Público, Mendes também atacou, de forma descontextualizada, o sistema remuneratório da justiça. De forma genérica, sem dados específicos, questionou a remuneração de juízes e membros do Ministério Público, mas não apresentou, como de costume, soluções adequadas. De outra parte, as declarações desrespeitosas contra a atuação dos juízes e membros do Ministério Público brasileiros são despropositadas e com o nítido objetivo de desestabilizar o sistema de Justiça. Ao votar, o ministro deixou de se ater ao cerne da discussão jurídica e passou a ofender e desqualificar o trabalho dos magistrados, membros do Ministério Público e servidores que atuam incansavelmente nas mais diversas e caóticas regiões do Brasil.

Os ataques ao sistema remuneratório das referidas carreiras são descontextualizados e fora de uma discussão maior, que envolve a ausência de reajuste por anos de vencimentos das categorias. A Magistratura e o Ministério público não se furtam à discussão sobre férias e outros direitos, mas entendem deve ocorrer o âmbito correto.

A FRENTAS defende a independência funcional da Magistratura e do Ministério Público e manifesta apoio integral aos juízes e membros do MP de todo o País, que têm atuado com firmeza, coragem, desprendimento e ética nas suas atividades. Os resultados do trabalho dos juízes e seu retorno à sociedade são públicos, com avanço civilizatório na defesa dos direitos fundamentais individuais e sociais dos cidadãos e no combate à corrupção.

José Robalinho Cavalcanti

Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) Coordenador da Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público (FRENTAS)
Roberto Carvalho Veloso
Associação dos Juízes Federais do Brasil (AJUFE)
Victor Hugo Palmeiro de Azevedo Neto
Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (CONAMP)
Jayme Martins de Oliveira Neto
Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB)
Guilherme Guimarães Feliciano
Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (ANAMATRA)
Antônio Pereira Duarte
Associação Nacional do Ministério Público Militar (ANMPM)
Elísio Teixeira Lima Neto
Associação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (AMPDFT)
Fábio Francisco Esteves
Associação dos Magistrados do Distrito Federal e Territórios (AMAGIS DF)

Delegado Lessa lança pré-candidatura a deputado estadual

Em um ato que marcou o início de sua pré-candidatura a deputado estadual, o Delegado Lessa reuniu mais de 300 pessoas para prestigiar a 2ª Feijoada da Família. O evento ocorreu no Espaço Foutaine, em Caruaru, na tarde do último sábado (05 de maio).

Lideranças de cidades como Caruaru, Gravatá, Bezerros, São Caetano, Belo Jardim, Santa Cruz do Capibaribe, Toritama, São Benedito do Sul, Recife, entre outras, prestigiaram a Feijoada.

Na ocasião, o Delegado Lessa apresentou as três bandeiras básicas de sua pré-candidatura: eficiência na segurança pública; combate à corrupção e defesa da família. “As pessoas estão cansadas de uma política velha, baseada na troca de favores. Queremos uma política nova, que preze pela excelência no serviço público e atenda aos anseios da sociedade”, declarou o Delegado Lessa.

O Delegado Lessa foi um dos destaques das eleições no município de Caruaru em 2016, obtendo 41.102 votos para o cargo de prefeito, ficando na terceira colocação.

 

Sete doenças que podem apresentar sintomas na boca

A boca é fundamental para a saúde geral do indivíduo. Afinal, de forma natural, é somente a partir dela que se inicia o processo digestão dos alimentos necessários para a nossa sobrevivência. Através da mastigação é que se prepara o alimento para que, ao longo de todo o processo digestivo, o corpo obtenha a energia necessária para seu funcionamento, extraindo o máximo de nutrientes, vitaminas, proteínas, sais minerais, entre outras riquezas energéticas contidos nos alimentos.

Dr. Marcos José Silva Costa, superintendente de operações da OdontoPrev, comenta sobre a importância de se consultar um profissional cirurgião dentista regularmente, independente de qualquer sintoma de dor ou sinal de qualquer anormalidade na região da boca. “Mais do que diagnosticar cáries e trata-las, o cirurgião dentista vai examinar toda a cavidade bucal, estruturas internas e externas, como os lábios, além de avaliar a face e o pescoço, avaliando inchaços, assimetrias, associando possíveis sinais a relados de sintomas descritos pelo paciente, para um criterioso diagnóstico de saúde. Na boca podem ser encontrados sinais de outras doenças e problemas que têm origem em outras partes do corpo”, afirma. “Além disso, visitas regulares ao dentista são importantes para o bem-estar geral, pois muitas vezes o primeiro diagnóstico de uma doença geral do corpo surge exatamente após o olhar criterioso do dentista”, conclui.

A OdontoPrev, empresa líder em planos odontológicos no Brasil, com uma rede credenciada composta por mais de 28 mil dentistas, está há mais de 30 anos no mercado e lista abaixo algumas das doenças que podem ser descobertas ficando atento à boca:

Língua: o despapilamento da língua, que a deixa com aspecto liso, brilhante e seco, pode estar relacionado à deficiência nutricional e é comum em pacientes com taxa de suco gástrico do estômago abaixo do necessário (hipoacidez gástrica) ou alcoolismo crônico. A doença avançada do fígado conhecida como cirrose, também está associada a essas alterações na língua e a outras feridas que podem surgir embaixo da língua, que por sua vez, parecem ter relação com o aumento da incidência de câncer nessas regiões. Já a macroglossia (aumento do volume da língua), edema, indentações de suas bordas (formato dos dentes na borda da língua) e ulcerações (feridas) na língua estão associados a certos tipos de anemia (falta de ferro na alimentação) e deficiência de vitaminas.
Lábios: a queilite angular (pequena ferida no canto da boca, originada de uma inflamação da mucosa labial) é comum em pacientes sem dentes ou usuários de próteses totais (dentaduras) desgastadas e também pode estar relacionada à deficiência de vitaminas. Feridas que não cicatrizam em 15 ou 20 dias, e que geralmente não doem, podem ser lesões associadas a algum tipo de câncer bucal em desenvolvimento, também chamado de “carcinoma de lábio”.

Gengiva e mucosa interna da boca: inchaço e sangramento espontâneo da gengiva e a aparição de feridas na mucosa da parte interna da boca, podendo até apresentar áreas necrosadas, podem ser sinais de leucemia, de doenças autoimunes – como é o caso do Lúpus – ou de diabetes. A deficiência de vitaminas C pode levar ao escorbuto, que se representa por sangramentos gengivais intensos e inchaço das gengivas. Pequenas lesões granulosas na parte interna da boca, que na verdade são pequenos tumores associados com feridas que demoram a cicatrizar, podem estar relacionadas à sífilis, Doença Sexualmente Transmissível. Outra DST que pode apresentar sinais na boca, em formato de verrugas, é o HPV (Papiloma Vírus Humano).