Empresas familiares enfrentam desafios na sucessão

Pesquisa realizada pela da PwC revelou que, no mundo todo, somente 12% das empresas familiares chegam à terceira geração. No Brasil, esse número é ainda menor. Atualmente 90% das empresas brasileiras são familiares (porcentagem que representa aproximadamente 7 milhões de empresas no país). Dessas, apenas 30% chegam à segunda geração e somente 5% chegam à terceira.

O maior desafio das empresas é encontrar quem será o profissional que irá substituir o fundador e saber a forma correta de fazer a transição. “A dificuldade do empresário em aceitar o momento adequado para a sua sucessão e as barreiras causadas pelos conflitos de interesse nas empresas, acentuados pela falta de preparo dos empresários para gerir a sua própria sucessão e pela excessiva carga de tributos, tem acarretado na extinção da grande maioria das empresas familiares”, destaca Leonardo Theon de Moraes, advogado especialista em direito empresarial.

Para evitar que isso ocorra, é necessário usar estratégias e planejamento. “O planejamento patrimonial e sucessório tem possibilitado às empresas familiares maior organização, segurança e eficácia na governança, pois ele permite a disposição e a partilha dos bens e, ainda, economia tributária”, explica o advogado.

Atualmente, as empresas familiares de sucesso têm optado pela sucessão familiar por meio de estratégias societárias, como a constituição de sociedades denominadas holdings. “Elas têm o intuito de possibilitar a conjugação das atividades das empresas familiares e os bens da família, em sociedades distintas, regulando a sucessão e garantindo certa proteção patrimonial”, afirma.

Essa opção possibilita fácil acesso ao crédito no mercado e agilidade no processo de inventário. Leonardo Theon de Moraes conta que geralmente, desta forma, os processos de negociação ocorrem mais rapidamente, pois evita que problemas emocionais e familiares atrapalhem no planejamento sucessório e nos negócios.

A constituição de empresas, com o objetivo de levar a efeito um planejamento patrimonial e sucessório eficaz, deve ser analisada de forma criteriosa. “Deve-se analisar a forma de sociedade, a composição acionária ou societária e o principal objetivo, como familiar ou patrimonial, por exemplo”, afirma o especialista em direito empresarial.

Além disso, ele aponta que é preciso verificar fatores relevantes para o sucesso da empresa, como as estratégias de negócios, a forma de administração, as finanças, o mercado, entre outros.

Vantagens do Planejamento Sucessório

Permite maior centralização das decisões financeiras
O planejamento sucessório possibilita que diretrizes e decisões fiquem mais clara e focadas no grupo empresarial familiar. Isso reduz a margem de erros cometidos pelos detentores do poder de decisão na sociedade empresária.

Ajuda a identificar a arquitetura tributária mais eficiente
Desta forma, o empresário tem a oportunidade de obter, de forma lícita, a menor carga tributária sobre os rendimentos habitualmente percebidos, tais como juros, alugueis, entre outros.

No entanto, embora haja inúmeras vantagens no planejamento patrimonial e sucessório, isso não significa que o patrimônio se torne “blindado” contra credores, como os oriundos de responsabilidades tributárias, trabalhistas e consumeristas, por exemplo. “Por isso, é preciso tomar cuidado com propostas no mercado que assegurem proteção total e irrestrita do patrimônio”, reitera Leonardo Theon.

Leonardo Theon de Moraes

Advogado, graduado em direito, com ênfase em direito empresarial, pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, inscrito na Ordem dos Advogados do Brasil, Seção de São Paulo (OAB/SP) sob nº 330.140.

Pós-Graduado e Especialista em Fusões e Aquisições e em Direito Empresarial pela Escola de Direito de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas, Mestre em Direito Político e Econômico pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, autor de livros e artigos, palestrante, árbitro, professor universitário, membro da Associação dos Advogados de São Paulo.

Sócio-fundador do escritório Theon de Moraes Advocacia Empresarial (www.theondemoraes.com.br). Professor nos cursos de Graduação, Reorganizações Societárias, Planejamento Patrimonial e Sucessório em Empresas Familiares e Técnicas de Negociação, na FIPECAFI (Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras).

Consumidor gasta mais na Black Friday do que no Natal

A Linx, líder e especialista em tecnologia para o varejo, acaba de divulgar o valor médio gasto pelo brasileiro no varejo físico durante o Natal de 2018. De acordo com o levantamento, o consumidor desembolsou R$ 212,09 em lojas dos segmentos de moda, food service e big retail, que engloba lojas de departamento e home centers, por exemplo.

O estudo, que compreende as compras feitas no varejo físico entre os dias 21 e 24 de dezembro, aponta que o ticket médio do Natal foi inferior ao valor gasto na Black Friday deste ano, que foi, em média, de R$ 279,27. Segundo especialistas da Linx, a famosa sexta-feira de promoções tem se estabelecido como uma data em que há um represamento nas compras e o usuário fica de olho em itens para si mesmo, enquanto o Natal é mais voltado para investir em presentes para amigos e familiares.

“O consumidor aproveita a Black Friday para as compras de maior envolvimento, com grande aumento no volume de eletroeletrônicos e linha branca. Já o Natal eleva sobretudo categorias de menor preço médio, como vestuário e cosméticos”, explica Daniel Zanco, diretor de Ofertas para o segmento de Moda na Linx.

Natal em Pernambuco

Em Pernambuco, o valor médio gasto durante o Natal de 2018 foi de R$ 227,35, segundo a Linx.

O levantamento no estado também levou em consideração lojas físicas dos segmentos de moda, food service e big retail.

Instituições do Ser Educacional alcançam notas satisfatórias no IGC

Por Paulo Feijó

As Instituições mantidas pelo Grupo Ser Educacional, que participaram do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE), em 2017, atingiram o Índice Geral de Cursos (IGC) satisfatório. O resultado foi divulgado pelo Ministério da Educação (MEC), no último dia 17 de dezembro. A avaliação ainda apontou que 96% dos cursos ofertados pelas marcas do Grupo obtiveram um índice três ou superior no Conceito Preliminar de Curso (CPC).

O IGC é um indicador de qualidade que avalia periodicamente as Instituições de Ensino Superior do Brasil. Para definir o índice, o MEC leva em consideração a média dos CPCs do último triênio, a média dos conceitos de avaliação dos programas de pós-graduação stricto sensu e a distribuição dos estudantes entre os diferentes níveis de ensino.

No ano de 2017, foram avaliados os cursos Bacharelados e Licenciaturas nas áreas de Ciências Exatas, Licenciaturas e áreas afins e os Eixos Tecnológicos de Controle e Processos Industriais, Informação e Comunicação, Infraestrutura, além de Produção Industrial.

Para o presidente do Ser Educacional, Jânyo Diniz, o resultado obtido na avaliação comprova a qualidade do ensino. “Estamos colhendo os frutos do nosso trabalho e da nossa dedicação para levar uma educação de qualidade e de alto padrão para os estudantes. Prezamos por oferecer, diariamente, o melhor ensino, estrutura e recursos didáticos para nossos alunos. Assim, nos destacamos como uma Instituição que pensa na educação como forma de transformação da sociedade”, destaca.

A diretora acadêmica do grupo, Simone Bérgamo, ressalta a importância do desempenho alcançado. “Este resultado comprova o nosso comprometimento com a formação dos discentes”, destaca. “As notas são consequência de um trabalho que envolve não apenas o corpo docente, mas também os nossos funcionários e, principalmente, os nossos alunos”, ressalta.

O Ser Educacional é mantenedor das marcas UNINASSAU, UNINABUCO, UNAMA, UNIVERITAS/UNG e UNIVERITAS

Desacelere neste verão com o slow tourism

Com a chegada do fim de ano, o tema “viagens” toma conta das conversas e passamos a sentir uma incrível necessidade de nos desligar. Para quem está vivenciando essa sensação, é preciso reconhecer que ela é verdadeira e já é, inclusive, comprovada cientificamente.

O ser humano tem a necessidade de entrar em contato com a natureza para descarregar as energias e reconectar-se consigo mesmo. Dentro desse contexto, pensar em desligar-se é reconhecer a necessidade de um tempo próprio para não fazer nada e apenas desfrutar.

Uma opção, então, é o turismo lento ou slow tourism, prática que prevê a sustentabilidade e a convivência. Prima pela relação e pela valorização do lugar e da hospitalidade, tendo como premissa a entrega e o desfrute do tempo para alcance da experiência turística. O turismo lento está relacionado, portanto, à maneira com que você atribui e dedica o seu tempo para desfrutá-lo, seja em outro País, em outro Estado ou até mesmo dentro da sua própria cidade.

É fundamental que nesta prática exista a entrega total de quem quer vivencia-la. Elementos como consciência socioambiental, sabores, sentidos, valorização do território e do entorno vão se somar para oportunizar a experiência slow.

Que tal aproveitar o tempo livre das férias e vivenciar o slow? O primeiro passo é olhar para si, reconhecer o que gosta (mar, montanha, gastronomia, esportes, cultura…) e buscar dentro dessa imersão em si mesmo um lugar e principalmente um tempo para dedicar-se a isso. Vale aprender um pouco mais sobre a cultura, praticar uma nova modalidade esportiva, experimentar novos sabores – tudo de maneira que haja entrega e que a lentidão permeie a experiência.

Momentos sem pressa, muitas vezes, são impossíveis durante uma vida inteira – é fundamental reconhecer que a lentidão é essencial para o reconectar e dar novo sentido as experiências.

Escolha o seu destino e o vivencie sem pressa!

Autora: Grazielle Ueno Maccoppi, professora do curso de Turismo do Centro Universitário Internacional Uninter.

Funase padroniza ações de segurança em suas 24 unidades

A Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) instituiu, em portaria publicada na edição desta sexta-feira (28) do Diário Oficial do Estado (DOE), o Procedimento Operacional de Segurança Socioeducativa (POSS). Com cerca de 50 páginas, o documento unifica e padroniza as ações a serem desenvolvidas nesse setor, norteando funcionários e reduzindo o espaço para a discricionariedade na tomada de decisões. A normativa, que é um dos principais avanços construídos na atual gestão da Funase e da Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ) – à qual a fundação é ligada –, entra em vigor nas 24 unidades da instituição.

O POSS estabelece regras de segurança interna e externa, postos de serviço, controle de acesso e circulação de pessoas e outras competências, abrangendo agentes socioeducativos, profissionais das equipes técnicas (assistentes sociais, pedagogos, psicólogos, advogados) e os coordenadores dos centros e casas administrados pela Funase. O documento foi construído ao longo de 2018, durante reuniões com setores como as Coordenadorias de Segurança e de Inteligência – ligadas à prevenção e contenção de eventos de crise na Funase – a Corregedoria, a Diretoria Jurídica, a Diretoria Geral de Planejamento e Orçamento e a Diretoria Geral da Política de Atendimento – responsável pela área técnica –, com acompanhamento da SDSCJ e da presidência da Funase.

O secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Cloves Benevides, destaca que a criação do POSS se soma a uma série de esforços que já vêm dando resultado. “Tivemos avanços, por meio da contratação de novos agentes socioeducativos, de investimentos estruturais, e conseguimos reduzir o número de incidentes com uma conjugação de esforços dos agentes, das equipes de direção das unidades e dos parceiros externos da Funase”, destacou. “Com esse conjunto de procedimentos de segurança, estamos buscando proporcionar, cada vez mais, condições adequadas para evitar ocorrências. A segurança é um elemento muito importante para garantir o trabalho desenvolvido junto aos adolescentes”, completou a presidente da Funase, Nadja Alencar.

Ano-Novo já chegou à Nova Zelândia, Austrália e ao Reino de Tonga

Reveillon Sidney, 2018/2019Twitter City of Sidney/Divulgação

O Ano-Novo já chegou à Nova Zelândia e ao Reino de Tonga, na Polinésia. O ano de 2019 foi recebido com muita festa, fogos de artíficio e desejos de sonhos e projetos realizados. A imprensa neozelandesa destacou imagens das celebrações. Porém, no Reino de Tonga a preocupação é com a possibilidade de um vendaval atingir a região.

O Ano Novo também chegou à Austrália. Sidney, uma das cidades mais populosas do país, fez uma verdadeira festa com fogos de artíficos, shows e muita comemoração.

No Reino de Tonga houve alerta de ventos intensos oriundos de Fiji, com ameaça de ciclone tropical. Um aviso de tempestade e fortes ondas também está em vigor.

Na Nova Zelândia, houve espetáculos de música em várias cidades. O jornal Nova Zelândia Herald, um dos principais do país, destaca a presença de caravanas de turistas estrangeiros, inclusive brasileiros.

Confira a restrospectiva 2018 do Jornal Vanguarda

Janeiro

Aprovação do Finisa

Depois de muito diálogo, reuniões e debates, a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), conseguiu aprovar, no dia 16, o Projeto de Lei 6015-2018, que trata do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), uma linha de crédito disponibilizada para todos os 184 municípios pernambucanos, mas que apenas sete estavam aptos a receber esses recursos. O valor foi de R$ 83 milhões e o dinheiro iria possibilitar uma série de obras estruturadoras para a cidade, como, por exemplo, a construção da Via Parque. “Foi uma vitória para o povo de Caruaru”, comemorou a prefeita.

Bloqueio contra a febre amarela

No dia 22, a Gerência Geral da Vigilância em Saúde da Capital do Agreste realizou um treinamento para os profissionais da área no Centro de Zoonoses, localizado no Alto do Moura, com o objetivo de monitorar e prevenir o aparecimento da doença. De acordo com o titular da pasta, Paulo Florêncio, participaram 50 profissionais que atuam à frente dos setores de Epidemiologia e Vigilância Sanitária e Ambiental. “Tivemos o cuidado e a preocupação de mostrar todas as condutas necessárias para se efetuar um bloqueio ou até mesmo evitar que o vírus chegue ao nosso município”, explicou Florêncio.

Fevereiro

Civil investiga morte de idoso

A Polícia Civil de Pernambuco instaurou inquérito, na primeira semana de fevereiro, para apurar a morte do técnico de equipamento odontológico, Francisco Cavalcante do Amaral, o “Chico”, de 67 anos. O idoso faleceu na madrugada do dia 5, a caminho de um hospital particular do Recife, após ter discutido com o filho Ivison do Amaral, de 38 anos, em frente da sua casa, que fica localizada na Rua Aracati, no Bairro Maurício de Nassau. Informações que circularam pelas redes sociais deram conta de que “Chico” teria sido morto pelo próprio filho em uma sequência de agressões físicas.

Cinco anos sem Fernando Lyra

No dia 14 completou cinco anos que a política pernambucana e nacional perdeu um dos maiores articuladores no processo pós-Ditadura Militar, com a morte do ex-ministro da Justiça, Fernando Lyra. Eleito deputado estadual uma vez e sete vezes federal, o político, bastante respeitado, caso estivesse vivo, com certeza ajudaria o país hoje a encontrar uma saída para essa crise ética, moral e econômica que se abateu sobre o Brasil. Fernando Lyra morreu de falência múltipla de órgãos, com 74 anos.

Março

Motorista mata casal

Em março, duas mortes deixaram a população estarrecida em Caruaru. De acordo com as investigações da Polícia Civil, o casal Rogério José Santos da Silva, de 31 anos, e Adelma Alaíde da Silva, de 29, teria perdido a vida devido à irresponsabilidade e negligência do suspeito Aurélio Santos de Meira, de 36 anos. Este último, segundo a polícia, teria atingido em cheio com o seu Golf, de cor branca e de placas JPS-2297, a Biz de cor preta e de placa não informada, que estava sendo conduzida por Rogério e tendo como garupa Adelma. O detalhe é que as vítimas estariam trafegando na moto no sentido correto da via, enquanto que o carro de Aurélio em plena contramão.

PMC entrega mais uma creche

A Prefeitura de Caruaru entregou à população do Bairro João Mota a Creche Babu, totalmente requalificada. A reinauguração ocorreu na manhã do dia 24 e contou com a presença do ministro da Educação, Mendonça Filho. O equipamento tem capacidade para atender 200 crianças e dispõe de berçário, refeitório, lactário, biblioteca, pátio, dentre outros benefícios. “Desde o primeiro mês de 2018, nós já investimentos R$ 6 milhões em requalificação de escolas que está acontecendo na cidade inteira. São 36 unidades que já estão passando por reforma”, lembrou, na época, a prefeita Raquel Lyra (PSDB).

Abril

Jucazinho volta a acumular água

Chuva é sinal de bênção, de prosperidade, de fartura e de bons fluídos. Tanto é que bastou apenas um fim de semana para que ela trouxesse esperança para uma realidade que há quase dois anos sucumbia com a seca castigante. De acordo com o estudo da Apac (Agência Pernambucana de Águas e Climas), no intervalo do dia 6 e 7, choveu 153 milímetros em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste, que compõe a Bacia do Capibaribe, principal fornecedora de água da Barragem de Jucazinho, em Surubim. Resultado: esta última, que por muito tempo havia entrado em colapso e deixando de abastecer a 15 municípios da região, passou a operar em seu volume morto.

Central fica com vice

Para a torcida centralina, infelizmente o tão almejado título do Campeonato Pernambucano não veio. Sob os olhares atentos de pouco mais de 42 mil espectadores, o Central acabou sendo derrotado pelo Náutico por 2 a 1, no dia 8, na Arena de Pernambuco, ficando com o vice do Estadual. Por um longo período do segundo jogo da decisão, a Patativa esteve melhor em campo em relação ao adversário, criando boas oportunidades de gol e tendo um tento anulado pela arbitragem, porém não conseguiu reverter o placar. Porém, mais do que fazer uma final histórica da competição, o alvinegro caruaruense se orgulhou por tudo aquilo que vivenciou nos poucos mais de quatro meses de temporada.

Maio

Ex-prefeito comemora 90 anos

Um novo nonagenário surgiu em Caruaru. No dia 11 de maio, o ex-prefeito de Caruaru, Anastácio Rodrigues, comemorou 90 anos, lúcido e com vontade de continuar realizando. O passar dos anos está refletido em sua cabeleira branca. Os caminhos que percorreu permanecem na memória e são compartilhados nas longas conversas que gosta de manter com um conhecido, aqui e ali, em qualquer ponto de Caruaru. Quem pensa que Anastácio está em fim de carreira, engana-se. A depender dele próprio, quer chegar aos 100 anos. “Vale a pena viver. O viver é um sopro divino”, definiu o ex-prefeito, no tom poético que lhe é peculiar.

Caminhoneiros mantêm protestos

Governo e representantes de caminhoneiros chegaram “a um acordo” e a paralisação da categoria nas rodovias que cortam o país deveria ter sido suspensa por completo já no dia 25 de maio. Porém, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que ainda não havia registrado nenhuma desmobilização de pontos de manifestação nas rodovias do país, após o anúncio na quinta-feira (24). Devido à paralisação, especificamente em Caruaru, postos fecharam porque o estoque de combustível zerou. Greve só foi encerrada no dia 31.

Junho

Abertura do São João é prestigiada

No dia 2, a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra (PSDB), deu início, oficialmente, ao São João. Na abertura do evento, estiveram presentes os ex-ministros da Educação, Mendonça Filho (DEM), e das Cidades, Bruno Araújo (PSDB), além dos prefeitos de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Viera, e Joaquin Neto, de Gravatá. No aspecto político, a falha foi a falta do governador Paulo Câmara (PSB), que não veio e não enviou nenhum representante. No ano passado, ele também não esteve presente, porém enviou o secretário de Turismo, Felipe Carreras. “O governador errou politicamente ao não prestigiar a festa”, avaliou, na época, o cientista político Arnaldo Dantas.

Racionamento de água é reduzido

O retrospecto favorável de chuvas caídas, no primeiro semestre, na região, motivou a diminuição do racionamento de água em Caruaru. Na primeira quinzena de junho, a Compesa confirmou a redução do rodízio, que vinha sendo empregado já há meses no tocante à distribuição do produto. De acordo com as informações repassadas pela companhia, o novo calendário, que entrou em vigor no dia 11, compreendeu a cinco dias com água e outros dez dias sem. Até a modificação, a população local vinha sendo abastecida com a adoção do calendário referente a cinco dias com água e outros 15 dias sem.

Julho

Brasil dá adeus à Copa

Não foi desta vez que o hexa veio. O sonho de o Brasil levantar pela sexta vez a taça da Copa do Mundo foi interrompido na tarde do dia 6. Na data, a seleção canarinho perdeu para a Bélgica por 2 a 1, em Kazan, dando adeus, já nas quartas de final, ao torneio da Rússia. Em contrapartida, a seleção belga se classificou para pegar a França, no dia 10, em São Petersburgo, pelas semifinais. Nas quartas, a seleção francesa venceu o Uruguai por 2 a 0, em jogo disputado também no dia 6, em Nizhny Novgorod.

Advogado é executado à bala

Semana violenta em Caruaru, quando foram assassinadas quatro pessoas, sendo três no dia 11 e uma no final da tarde do dia 12, sendo este último o que chamou mais atenção por se tratar de um advogado trabalhista. André Ambrósio Ribeiro Pessoa, de 46 anos, morava no Recife e foi executado sumariamente com cinco tiros na cabeça, no Loteamento Itamaraty. Os serviços do Samu foram acionados, mas, ao chegar ao local, a vítima já estava em óbito. O corpo do advogado foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML).

Agosto

Morre o ator José Pimentel

Morreu, no dia 14, o ator, escritor e diretor de teatro, José Pimentel, de 84 anos. Ele estava internado no Hospital Esperança, no Recife, desde o dia 9 de agosto, por causa de um enfisema pulmonar. O artista era conhecido por interpretar Jesus nos espetáculos da Paixão de Cristo do Recife e de Nova Jerusalém, em Brejo da Madre de Deus. O corpo foi velado, na Alepe, e o enterro aconteceu no Cemitério de Santo Amaro, na região central do Recife. Pimentel foi sepultado com o figurino de Jesus, que usava na Paixão de Cristo, segundo a família, a pedido dele.

17º Jogos Escolares de Caruaru

Os XVII Jogos Escolares Municipais de Caruaru, que movimentam o meio estudantil da cidade, teve vasta programação a partir do dia 25. A abertura ocorreu na noite do dia 23, no Sesc Caruaru. O evento, considerado como a maior competição esportiva do Interior de Pernambuco, contou com mais de 5.000 atletas inscritos, de mais de 80 instituições de ensino das redes federal, estadual, municipal e particular

Setembro

Resultado do Ideb é comemorado

A Prefeitura de Caruaru comemorou, em setembro, o resultado do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), referente ao ano de 2017, onde apontou que a Capital do Agreste esteve no ranking dos poucos municípios que superaram a meta estipulada de 5.1. A pontuação, divulgada pelo Ministério da Educação (MEC), foi exitosa e obtida com sucesso, segundo a PMC, tendo como nota 5.2 para as séries iniciais. Nos anos finais, a cidade também se destacou com a média 4.0.

Anac interdita aeroporto

Em setembro, Caruaru teve uma péssima notícia com a interdição do Aeroporto Oscar Laranjeira pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). A decisão pegou empresários e políticos de surpresa, já que o Governo do Estado havia prometido – através do então secretário de Turismo, Felipe Carreras – reformar e entregar o equipamento totalmente pronto e em condições de receber voos comerciais diários. A interdição do Aeroporto Oscar Laranjeira se deu através da portaria 2.881, de 13 de setembro de 2018.

Outubro

Câmara por mais quatro anos

O candidato do PSB, Paulo Câmara, foi reeleito, no dia 7, governador de Pernambuco. Com 100% das urnas apuradas, ele teve 50,70% dos votos. O segundo colocado, senador Armando Monteiro (PTB), obteve 35,99%. Os postulantes reeditaram a disputa de 2014, quando o pessebista também venceu no primeiro turno. Em terceiro lugar, com 4,97%, ficou Dani Portela (Psol). Julio Lossio (Rede) pontuou 4,67%; o ex-deputado Maurício Rands (Pros), 3,43%, e Simone Fontana (PSTU), 0,24%. Os votos brancos somaram 6,84% e os nulos 22,99%. Abstenções, 17,90%.

Via Parque vai impulsionar economia

Em circulação na manhã do dia 15, pela primeira área da Via Parque, que vai do trecho da linha férrea do Parque de Eventos Luiz ‘Lua’ Gonzaga até o viaduto de entrada, a reportagem VANGUARDA ouviu alguns empreendedores e colaboradores que operam neste espaço territorial da cidade. No âmbito geral, os entrevistados se mostraram otimistas, quando perguntados sobre os efeitos que deverão ser gerados pela Via Parque no tocante à lucratividade nos seus respectivos negócios.

Bolsonaro será o novo presidente

Jair Messias Bolsonaro, do PSL, foi eleito, no segundo turno, o 38º presidente da República, ao derrotar o petista Fernando Haddad, interrompendo um ciclo de vitórias do PT que vinha desde 2002. Com 100% das seções apuradas, Bolsonaro recebeu 57.797.847 votos (55,13%) e Haddad, 47.040.906 (44,87%).

Novembro

Mais um motim ocorre na Funase

Mais uma vez um princípio de motim foi contabilizado na Funase de Caruaru, o quinto somente neste ano, conforme apurou o Jornal VANGUARDA. Desta vez, o tumulto foi iniciado por volta das 19h do dia 6, levando efetivos da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros a comparecerem até o local a fim de conter a situação. Além de atearem fogo, os rebelados ainda fizeram um buraco num dos muros da unidade para conseguir escapar, entretanto acabaram sendo dominados rapidamente pela polícia e por agentes. Não houve feridos.

Caruaru se despede de Miranda

Aos 95 anos, morreu, em decorrência de um infarto no miocárdio, na manhã do dia 15, no Recife, Antonio Miranda, ou simplesmente “Miranda”. De acordo com informações repassadas por familiares, o ex-jornalista do VANGUARDA e do Diario de Pernambuco estava prestes a fazer um passeio, quando teria passado mal. O corpo de Antonio Miranda chegou à Capital do Agreste no fim da tarde da quinta. Familiares, amigos, colegas de profissão e admiradores de seu trabalho fizeram questão de prestar as últimas homenagens ao jornalista.

Dezembro

Prêmio TOP Marcas 2018

Representantes de vários segmentos da sociedade pernambucana tiveram a oportunidade de acompanhar, na noite do dia 4, no Maria José Recepções I, em Caruaru, a 13ª edição do Prêmio TOP Marcas. Realizado anualmente pelo Jornal VANGUARDA, o projeto tem como objetivo apontar os produtos e serviços que os consumidores caruaruenses mais gostam e simpatizam. Como não poderia ser diferente, a festa de premiação deste ano contou com a participação maciça de, entre outros, empresários, políticos, jornalistas, publicitários, agentes de turismo e destaques da cultura local.

Operação tem reoxigenado vias

Em proporcionalidade à área territorial do município, atualmente as demandas a serem atendidas em relação à infraestrutura de Caruaru ainda se encontram gigantes. Mas, aos poucos, a Capital do Agreste vem ganhando ‘cara nova’ com os investimentos que têm sido empregados ao longo dos últimos anos. Um bom exemplo disso tem se referido à Operação Asfalto Novo, que vem recapeando, desde o primeiro semestre de 2018, várias ruas e avenidas da cidade. Em entrevista na manhã do dia 19, o secretário municipal de Urbanismo e Obras, Rodrigo Miranda, destacou o andamento desta operação, que tem beneficiado diversos bairros da zona urbana.

Apostas da Mega da Virada podem ser feitas até as 16h

Agência Brasil

Hoje (31) à noite, a Caixa Econômica Federal vai pagar um prêmio estimado de R$ 280 milhões. O valor vai para o apostador que acertar todas as dezenas da 10ª edição da Mega da Virada. O sorteio acontece às 20h e as apostas vão até as 16h em qualquer lotérica do país ou no Portal Loterias Online .

De acordo com a Caixa, caso apenas um ganhador leve o prêmio e aplique todo o valor na poupança, receberá mais de R$ 1 milhão em rendimentos mensais, valor suficiente para comprar um carro popular por dia. Ou, se preferir, pode comprar 140 apartamentos de R$ 2 milhões cada, ou ainda uma frota de mais de 37 helicópteros.

A Mega da Virada não acumula. Se não houver ganhador na faixa principal, de seis números, o prêmio será dividido entre quem acertar cinco números, e assim sucessivamente.

Pela internet, o valor mínimo exigido para apostas por dia é R$ 30 e o máximo de R$ 500. Titulares de conta corrente na Caixa podem fazer jogos pelo computador, tablet ou smartphone utilizando o Internet Banking.

A aposta simples custa R$ 3,50. De acordo com a Caixa, responsável pela loteria, a probabilidade de acerto da aposta simples de seis números é uma em 50 milhões. Já no caso da aposta de 10 números, aumenta para uma em 238 mil.

Como sacar
É preciso também ficar atento aos prazos para resgate do prêmio. O apostador tem até 90 dias corridos a partir da data do sorteio para sacar o valor, tanto em agências bancárias quanto nas casas lotéricas. O início do prazo é contado a partir do dia seguinte da realização do sorteio.

De acordo com a Caixa, passado o prazo prescricional, os valores são repassados ao Tesouro Nacional para aplicação no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Em 2018, R$ 266,6 milhões deixaram de ser sacados e foram revertidos para o programa.

Para prêmios de menor valor, até R$ 1.903,98, o ganhador tem a opção de sacar o valor tanto nas lotéricas quanto nas agências da Caixa. Acima desse valor, o prêmio só pode ser retirado nas agências.

Atleta etíope Belay Tilahun vence a prova da São Silvestre em SP

O etíope Belay Tilahun Bezabh, de 22 anos, venceu a prova masculina da São Silvestre com o tempo de 45 minutos e cinco segundos. O brasileiro, Giovani dos Santos, ficou em oitavo lugar e fez o tempo de 46 minutos e 38 segundos.

Na competição feminina, venceu a queniana Sandrafelis Tuei, com o tempo de 50 minutos e dois segundos. Jenifer Nascimento Silva foi a brasileira mais bem colocada, com o tempo de 54 minutos e cinco segundos. Ela ficou no oitavo lugar.

No pelotão de elite, participaram 30 competidores estrangeiros da Etiópia, do Bahrein, Quênia, de Uganda, da Tanzânia, Argentina, do Equador e da Bolívia.

O percurso teve 15 quilômetros, passando por diversos pontos de São Paulo, com largada e chegada na Avenida Paulista. A prova é tradicionalmente disputada todo dia 31 de dezembro e reuniu, este ano, 30 mil participantes.

Atletas profissionais e amadores dividiram a pista, inclusive com participantes fantasiadas. Enquanto alguns correram focados em alcançar o menor tempo, outros ficaram satisfeitos apenas em completar a prova e superar o desafio.

João Rosário, 91 anos, é um exemplo. Ele mostrou que nunca é tarde para começar a correr. “A importância da corrida na minha vida é que eu cheguei aos 91 anos fazendo atividade física. Comecei já com 67 anos. Antes, eu não praticava atividade física”, disse João participou de 20 São Silvestres e, hoje, incentiva as duas filhas, com correm ao seu lado.

Aposentadoria tem novo cálculo a partir de hoje

Agência Brasil

O cálculo das aposentadorias por tempo de contribuição mudou hoje (31), quando foi acionada uma regra implementada por lei em 2015. A regra exige um ano a mais para homens e mulheres se aposentarem. A atual fórmula, conhecida como 85/95, vai aumentar um ponto e se tornar 86/96.

De acordo com a fórmula 85/95, a soma da idade e do tempo de contribuição era de 85 anos para mulheres e 95 para homens. O tempo de trabalho das mulheres era de 30 anos e o dos homens, de 35 anos. Isso significa, por exemplo, que uma mulher que tenha trabalhado por 30 anos, precisaria ter pelo menos 55 anos para se aposentar.

A partir de hoje, para se aposentar com o tempo mínimo de contribuição, ela deverá ter 56 anos. A mesma soma precisará alcançar 86 e 96. A fórmula será aumentada gradualmente até 2026.

O pedido de aposentadoria pode ser solicitado pelo número 135 ou pelo site do INSS.

Fórmula

A regra de aposentadoria é fixada pela Lei 13.183/2015. Nos próximos anos, a soma voltará a aumentar, sempre em um ano. A partir de 31 de dezembro de 2020, passará a ser 87/97; de 31 de dezembro de 2022, 88/98; de 31 de dezembro de 2024, 89/99; e, em 31 de dezembro de 2026 chegará à soma final de 90/100.

Além de se aposentar por essa regra, os trabalhadores podem atualmente se aposentar apenas por tempo mínimo de contribuição: 35 anos para os homens e 30 anos para as mulheres, independente da idade. Nesses casos, no entanto, poderá ser aplicado o chamado fator previdenciário que, na prática, reduz o valor da aposentadoria de quem se aposenta cedo.

/**/