Câmara dos Deputados homenageia Caruaru

A importância de Caruaru como polo de desenvolvimento do interior e de ensino e saúde do Agreste será um dos temas da sessão solene que, por requerimento do deputado federal Fernando Rodolfo (PL-PE), a Câmara dos Deputados promove amanhã (sexta, 24), a partir das 15h, em homenagem aos 162 anos do município. Será a primeira vez em que Caruaru é homenageada pela Câmara, com direito ao Hino Nacional executado pela Banda de Pífanos, um ícone da cultura brasileira.

Participarão da mesa da sessão solene, a ser presidida por Rodolfo, a prefeita Raquel Lira (PSDB); seu pai, João Lyra Neto, prefeito por dois mandatos e ex-governador; os presidentes do Sindloja (Sindicato dos Lojistas do Comércio), Manoel Santos, e da Câmara Municipal, Lula Tôrres; o Bispo de Caruaru, Dom Bernardino Marchió, e o empresário e ex-senador Douglas Cintra. Foram convidados, além dos vereadores caruaruenses e de outras autoridades locais, todos os deputados estaduais e federais de Pernambuco.

“A justa e oportuna homenagem a Caruaru transcende toda e qualquer divergência ideológica, partidária e política”, ressalta Fernando Rodolfo. “Na defesa dos interesses do município, estamos todos unidos”, completou. Segundo ele, já não era sem tempo o reconhecimento nacional, por meio de sessão solene da Câmara dos Deputados, com transmissão ao vivo da TV Câmara para todo o país, da importância econômica, social e cultural do município.

Com mais de 350 mil habitantes, Caruaru é a mais populosa cidade do interior pernambucano e a terceira maior do interior do Nordeste, atrás apenas de Feira de Santana (BA) e Campina Grande (PB). Além de referência como polo médico e de ensino, promove a maior festa de São João do mundo, de acordo com o livro Guinness de recordes, e abriga a Feira, uma das maiores ao ar livre do mundo, tombada pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) como patrimônio imaterial brasileiro.

O artesanato de barro de Caruaru, concentrado no Alto do Moura, tido pela Unesco como um dos mais relevantes centros de arte figurativa das Américas, é reverenciado internacionalmente. O Alto do Moura foi consolidado por Mestre Vitalino, um dos maiores artesãos brasileiros, com obras expostas no Museu do Louvre, em Paris.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.