Tricolor arranca vitória fora de casa e entra no G4

Na base do sofrimento, o Santa Cruz venceu a primeira partida fora de casa na Série C do Campeonato Brasileiro 2019, neste sábado (1º), contra o Imperatriz/MA. O único gol da partida foi marcado aos 23 minutos do primeiro tempo, por Dudu, que voltou a campo após lesão na coxa direita e marcou pela primeira vez vestindo a camisa coral. Com o resultado, o Tricolor foi a nove pontos e entrou pela primeira vez no G4 do Grupo A, ocupando a quarta colocação. O Imperatriz é o sétimo colocado, com cinco pontos. O próximo adversário do Santa é o Confiança, no dia 9, no Arruda. O Imperatriz joga um dia antes, contra o ABC, fora de casa.

Jogo
Embora o primeiro chute da partida tenha saído dos pés de Junior Chicão, referência ofensiva do Imperatriz, foi o Santa quem tomou conta dos minutos iniciais do primeiro tempo. Com uma marcação alta, povoando o campo do Imperatriz e jogando próximo à meta adversária, o Tricolor criou boas chances. Charles e Marcos Martins tentaram, mas foi Dudu quem inaugurou o marcador, aos 23 minutos. Ele recebeu passe de Everton na intermediária do ataque, arriscou de pé direito e se deu bem. A bola fez uma linda curva e entrou no ângulo esquerdo do gol de Jean. Foi o primeiro gol dele com a camisa coral.

Após o gol, contudo, o time pernambucano mudou de postura e a retração deu espaço para o Imperatriz crescer na partida, municiando Junior Chicão, que deu trabalho para Anderson. Para a sorte tricolor, o goleiro estava em uma noite inspirada e segurou as investidas dos donos da casa, que finalizaram nove vezes na primeira etapa, enquanto a Cobra Coral ficou só nas três jogadas criadas até o gol.

Milton Mendes tentou ajustar a marcação para diminuir os espaços dos adversários na etapa complementar, mas as melhores chances foram novamente criadas pelos adversários. Méritos para Anderson, que segurou as investidas perigosas de Junior Chicão, Adauto e Lucas Campos. Enquanto o Santa Cruz tinha dificuldades para trabalhar a bola e alimentar seus atacantes – Pipico, por exemplo, pouco apareceu -, o Imperatriz adiantou o time e colocou pressão na defesa coral, flertando com o empate a todo o momento. A chance de ouro para os donos da casa surgiu aos 43 minutos, quando Anderson cometeu pênalti em Matheus Lima. No entanto, Adauto, que vinha sofrendo com cãibras, cobrou e isolou.

Adauto ainda teve uma chance de se redimir nos acréscimos. Anderson perdeu o tempo na saída do gol e ele cabeceou, mas a bola saiu por pouco. A falta de capricho nas finalizações do Imperatriz acabou por beneficiar o time pernambucano, que conquistou a primeira vitória fora de casa na Série C do Brasileiro.

Ficha do jogo

Imperatriz/MA 0
Jean; Jonas Cândido, Gustavo Henrique, Renan Dutra e Renan Luiz; Xaves, Sousa Tibiri (Rafael Caju), e Daniel Barros; Lucas Campos, Adauto e Junior Chicão (Val Barreto) (Matehus Lima).
Técnico: Paulinho Kobayashi

Santa Cruz 1
Anderson; Marcos Martins, João Victor, William (Vitão) e Charles; Bruno Ré, Misael e Allan Dias; Pipi, Dudu e Everton (Marcelo Mattos).
Técnico: Milton Mendes

Local: estádio Frei Epifânio (MA)
Árbitro: Wasley do Couto Leão (PA)
Assistentes: Heronildo Sebastião Freitas da Silva e José Ricardo Guimarães Coimbra
Gol: Dudu (aos 23 minutos do 1º T)
Cartões amarelos: Cesinha, Anderson, William, Misael (S); Daniel Barros (I)
Cartão vermelho: Catatau (massagista do Santa)

Folhape

Pedro Augusto é jornalista e repórter do Jornal VANGUARDA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.