O que observar antes da matrícula na escola

escola

Fim do ano chegou e uma preocupação toma conta de muitos pais/responsáveis: escolher a escola em que seu filho irá estudar no próximo ano. Afinal, é nesse ambiente em que ele passará boa parte do tempo para aprender, descobrir coisas novas, fazer amigos e adquirir experiências que irão nortear sua vida.

Segundo Ana Regina Caminha Braga, psicopedagoga, Mestre em Educação Infantil e Especialista em Gestão Escolar, o primeiro passo para essa decisão está no aspecto familiar. Os pais/responsáveis precisam levar em consideração o que a família espera daquela instituição e os elementos que consideram fundamentais para a formação de seu filho.

“Cada família tem suas prioridades e o seu estilo de vida. É indicado que elas listem esses tópicos para visualizar com maior facilidade o que deseja para o futuro da criança. Não existe uma “fórmula mágica” para essa escolha, o importante é que os pais/responsáveis visitem os ambientes, conheçam a estrutura e a equipe pedagógica até decidir a que melhor atende seu perfil e a lista feita anteriormente. Ou seja, a família precisa que a criança faça parte de uma escola em que eles se sintam seguros em deixar seus filhos”, explica a especialista.

Segundo Ana Regina, uma análise significativa para diminuir as chances de erros na escolha é levando a criança junto para ver como ela reage e se ela se ambienta ao lugar. Além disso, a Psicopedagoga e Mestre em Educação sugere que os pais/responsáveis analisem não só a metodologia de ensino da instituição, mas também os projetos extraclasse, pois uma boa escola não se preocupa apenas com o conteúdo sistemático, mas com o desenvolvimento do aluno como um todo. “É importante que os pais/responsáveis escolham uma instituição que vá além das matérias propostas, mas que ensine valores éticos e morais a criança, estimulando seu desenvolvimento como cidadã”, comenta.

Para finalizar, a psicopedagoga alerta que após a escolha feita, é importante que os pais/responsáveis continuem acompanhando de perto a evolução da criança naquele ambiente, perguntando como tem ido à escola, se ela tem gostado das atividades, dos colegas, evitando que a criança passe por determinadas situações. “Os pais precisam se fazer presentes, perguntando como foi o dia e durante a aula, o que ela aprendeu, o que mais gostou e o que não gostou. Isso faz com que os pais e responsáveis tenham uma base de como aquela criança está se adaptando ao novo ambiente escolar”, completa Ana Regina.

Seis dicas rápidas para escolha da escola do seu filho segundo o Ministério da Educação (MEC):

- Confira se a escola tem a autorização de funcionamento (o documento é expedido pela Secretaria Estadual de Educação);

- Confira o alvará sanitário, este deve estar sempre afixado em um lugar visível;

- Confira se a escola possui o documento (Projeto Político Pedagógico – PPP) com a sua proposta pedagógica;

- Fique atento aos horários e a facilidade com que a escola permite acesso aos pais;

- Observe o comportamento da criança quando ela chega à instituição, isso pode revelar como ela vem sendo tratada;

- Observe atentamente enquanto estiver conversando com a criança, seu olhar, seus gestos, sua fala suas reações podem ajudar a avaliar o estado físico e emocional.

Comitê Juntos Pela Segurança realiza penúltima reunião de 2017

comando

Durante a manhã desta quarta-feira (22), a prefeita Raquel Lyra, juntamente com a Secretaria de Ordem Pública e o poder público federal e estadual, realizou a 7ª reunião do Comitê Municipal Juntos Pela Segurança. “Ninguém faz nada sozinho. Sabemos que a segurança pública é uma questão de todos, compreendemos o papel que o município pode exercer, conhecemos as restrições constitucionais que o município tem, mas decidimos que vamos fazer a nossa parte sim” relatou a prefeita de Caruaru, Raquel Lyra.

O Comitê consiste numa forte visão de governança, de ações integradas e de monitoramento em conjunto da Secretaria de Ordem Pública e demais secretarias municipais, em esforço articulado com entes como o Ministério Público, Defensoria Pública, Ordem dos Advogados do Brasil, Polícias Militar, Civil, Federal, Rodoviária Federal, Bombeiro Militar, Câmara Municipal, Judiciário, Conselho Tutelar, Penitenciária Juiz Plácido de Souza, representantes da sociedade civil e os CONSECs abrangendo espacialmente todos os territórios de gestão, tanto na zona urbana como na rural. “A interatividade social é a premissa maior do plano, dialogar diretamente com a comunidade, como nas sistemáticas reuniões realizadas nos CONSECs, ensejarão na captura mais factível da realidade vivida e nas necessidades locais quanto ao aspecto da segurança” destaca o Secretário de Ordem Pública, Coronel Luis Aureliano.

Hoje á noite será realizada a terceira reunião do Conselho de Segurança Cidadã, no 4º distrito da zona rural a partir das 18h, na Escola Municipal Santa Inês, Lajedo do Cedro.

Prefeitura de Caruaru lança site com atrativos turísticos e históricos da cidade

site

A Prefeitura de Caruaru, através da Fundação de Cultura e Turismo (FCTC), lançou, nesta quarta-feira (22), um site voltado exclusivamente para o turismo da cidade. O “Visite Caruaru” traz os principais equipamentos e atrativos culturais, históricos e naturais e tem como grande diferencial um tour virtual que possibilita, para o internauta, ver a cidade por vários ângulos.

“Passamos cerca de oito meses realizando pesquisas e preparando um inventário com os principais equipamentos turísticos da cidade. O último havia sido feito em 2005. Tivemos todo um cuidado para oferecer as informações de forma mais completa”, comentou o presidente da FCTC, Lúcio Omena.

O site está disponibilizado em português e, posteriormente, será atualizado, também, em inglês e espanhol, e traz fotos e informações dos principais pontos turísticos. Além disso, a página oferece ao visitante o calendário anual de eventos e, ainda, a programação cultural da cidade atualizada semanalmente. “O turista precisa saber tudo o que tem de bom na nossa cidade, na culinária, na cultura, na arte, no turismo de negócios e reunir tudo no mesmo lugar facilita a programação dele. Isso valoriza todo o nosso trade turístico”, complementou.

Para a prefeita, além de divulgar Caruaru e suas particularidades para o mundo, o site entusiasma o internauta a querer visitar a cidade. “É totalmente diferente buscar informações sucintas num só lugar do que procurá-las de forma solta, como quem quer visitar a cidade precisava fazer. Agora, quem quer vir para Caruaru já vai sentir o gostinho do que a cidade tem só de olhar o site. Isso, com certeza, estimula ainda mais a vinda das pessoas”, pontuou.

A página possui cinco abas: Sobre Caruaru, que traz história e dados socioeconômicos do município; Aonde ir, que contém uma lista com os principais equipamentos turísticos, estabelecimentos de compras e de gastronomia; Divirta-se, que conta com agenda cultural, calendário anual de eventos, além de teatros e cinemas da cidade; Outras informações, com hotéis, restaurantes, telefones úteis e, ainda, como chegar aos principais locais; e, por último, o Tour virtual, que mostra fotos em 360 graus de lugares importantes da cidade. O visitecaruaru.com.br está disponível, também, em versão para celular.

Estiveram presentes no lançamento secretários municipais de Governo e de Desenvolvimento Econômico e Economia Criativa, Rubens Júnior e João Melo Neto, respectivamente; o presidente da Câmara de Vereadores, Lula Torres; o representante da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), André Teixeira Filho; o diretor do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Caruaru, André Melo Gomes; a representante da Fundarpe, Amélia Silva; a diretora do Teatro Experimental de Arte (TEA), Arary Marrocos, entre diversos representantes da sociedade civil.

Caruaru Shopping recebe mais uma edição do Show Kids

Show Kids_Divulgação

Acontece entre os dias 23 e 26 de novembro, no Caruaru Shopping, o Show Kids. O evento, organizado pela promoter Cleide Santos, é conhecido por deixar a criançada por dentro de tudo relacionado à moda do alto verão. Além do mais, muitas outras atrações estão esperando pelo público, somado a novidades como a escolha da Miss e Mister Infantil. Tudo será montado no Pavilhão de Eventos.

No Show Kids a criançada vai poder participar e também assistir a uma série de desfiles que estão programados. Fora isso, um verdadeiro parque de diversões estará montado, com direito a touro mecânico, futebol de sabão, pintura de rosto, palhaços, malabaristas e a participação de personagens infantis. Como se ainda não bastasse, o público vai acompanhar apresentações de danças e musicais.

Ainda no segmento de atrações, a novidade da vez fica por conta de um barman kids e uma boate, que prometem fazer a animação da garotada. “Pelo que já deu para perceber, diversão é o que não vai faltar em mais essa edição do Show Kids”, afirma Cleide Santos. Ela ainda adianta que não vai faltar pipoca e algodão doce para quem for conferir todas as novidades do evento.

Já em relação à escolha da Miss e Mister Infantil, as crianças de 4 a 13 anos vão poder participar. Para tanto, basta fazer a inscrição e conferir todos os detalhes no regulamento. Serão duas categorias: Mini, que vai de 4 a 8 anos e Mirim, dos 9 aos 13 anos. Os vencedores de cada categoria serão a representação de Caruaru nos concursos do mesmo segmento a nível estadual.

Para marcar a abertura oficial desta que é a terceira edição do Show Kids, um coquetel será servido na noite da quinta-feira (23), para convidados e o público em geral. Lembrando que a entrada no evento acontece de forma gratuita. Quanto ao funcionamento, ele seguirá o mesmo horário do Caruaru Shopping: de quinta a sábado, das 10h às 22h e no domingo das 11h às 21h.

Secretaria de Políticas para Mulheres de Caruaru realiza formação em sobre enfrentamento a violência contra mulher

A Secretaria de Políticas para Mulheres (SPM) promove, neste momento, a “Formação com a Rede de Saúde e Assistência Social: Enfrentar, Notificar e Prevenir as Violências contra as Mulheres de Caruaru”.

O objetivo é orientar os profissionais não especializados de atendimento e que em geral, constituem a porta de entrada da mulher em hospitais, serviços de atenção básica e programas assistenciais através do Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) e também do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS).

A ação que faz parte dos “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres”, acontece até às 17h, no Auditório da Faculdade ASCES – Campus II.

Casa de Saúde Bom Jesus recebe biliberços

Biliberço 02 - Foto Divulgação

Os profissionais do Hospital Casa de Saúde Bom Jesus receberam, na manhã desta quarta-feira (22), um treinamento para utilização dos novos biliberços adquiridos pela instituição. Cerca de 300 bebês, que nascem a cada mês na unidade, serão beneficiados com o novo equipamento.

Os biliberços são destinados ao tratamento de bebês que desenvolvem icterícia logo após o nascimento e precisam realizar o tratamento por fototerapia. Eles têm este nome, pois a icterícia está relacionada à taxa de bilirrubina no sangue. Então, sempre que houver necessidade, o tratamento poderá ser feito na própria maternidade, sem necessidade de transferência. Embora, só um pequeno percentual desses bebês precise do tratamento.

“Caruaru ganha com melhoria na qualidade da assistência prestada aos recém-nascidos, pois com o aumento do número de biliberços diminui o tempo de internação do bebê e a necessidade de transferência”, explicou Coordenadora de Neonatologia da Casa de Saúde Bom Jesus, Ana Luiza Ramalho

Atualmente, o Hospital Casa de Saúde Bom Jesus opera com seis biliberços, sendo que quatro foram adquiridos nesta gestão.

Iluminação do viaduto da Leão Dourado será inaugurada nesta quarta

A Secretaria de Serviços Públicos, através da Gerência de Iluminação Municipal, vai inaugurar a iluminação do viaduto da Leão Dourado, às 18h, desta quarta-feira (22). Foram instalados oito refletores. A equipe também está trabalhando a iluminação do viaduto do João Mota, que, possivelmente, também será acesa nesta quarta.

Cesta básica de Caruaru continua apresentando queda

Alunos dos cursos de Ciências Contábeis e Gestão Financeira do Centro Universitário Vale do Ipojuca do Centro Universitário do Vale do Ipojuca (DeVry|Unifavip) realizaram o levantamento do custo da cesta básica em Caruaru no mês de outubro de 2017. O resultado da pesquisa mostrou que o valor da cesta caruaruense continua apresentando queda no seu valor total, como demonstrado desde agosto. Entre os itens que mais influenciaram essa redução, estão a banana (-10,75%), a farinha (-9,59%), o tomate (-9,30%) e o leite (-7,65%). Já entre os itens que apresentaram alta nesse período, estão o café (+11,44%), o óleo (+4,6%), o arroz ( + 4%) e a carne ( + 2,9%). O trabalho seguiu a metodologia do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos).

No total, o custo da alimentação básica em Caruaru no mês de outubro foi de R$ 235,20, que representa o menor valor dos últimos 12 meses. O custo permanece menor que a da cesta básica de Recife, apresentando diferença de R$ 90.86 nesse período. O levantamento também concluiu que comprar em supermercados continuou sendo a opção mais barata para os caruaruenses. Em média, o cidadão de Caruaru gastaria, nos supermercados, menos R$ 0,27 comparando com os preços dos mercadinhos.

Para poder pagar pelo valor do custo total da cesta básica em Outubro, a pesquisa mostrou que o trabalhador assalariado de Caruaru precisou trabalhar 58 horas e 48 minutos. Por fim, o levantamento também concluiu que considerando o salário mínimo líquido mensal, o trabalhador de Caruaru desembolsou 27,28% da sua renda apenas com as despesas de alimentação.

Em marcha da Consciência Negra, Laura Gomes aponta injustiça salarial de caráter racista

laura

Em pronunciamento como participante convidada, na Marcha da Consciência Negra, na terça-feira (21), em Paulista, a deputada Laura Gomes citou dados do IBGE que mostram vantagem para os brancos, em detrimento dos negros, na média salarial dos dois grupos, e revelam que os índices de desemprego atingem mais pesadamente os negros do que os que se declaram brancos, na última pesquisa PNAD-Contínua, divulgada na sexta-feira, 17. Para a deputada “os traços racistas vindos da escravidão ainda permanecem no Brasil do Século XXI e a superação dessa triste realidade ainda vai exigir muita luta”.

A última versão da PNAD informa que os negros (soma de pretos e pardos, no conceito do IBGE), representam 63,7% dos desempregados no país ou 8,3 milhões num universo de 13 milhões de brasileiros que buscam trabalho. Assim, os negros alcançam a taxa de desemprego de 14,6%, contra 9,9% dos brancos. Quando se trata de rendimentos, os que se declaram brancos recebem uma média de R$ 2.757 contra R$ 1.531 dos negros.

Entre a população que trabalha o quadro é também desigual. Os pretos e pardos ganham menos, ocupam vagas piores e têm menos estabilidade no emprego. Em setembro, a organização internacional Oxfam informou que o Brasil ainda levaria 70 anos para equiparar os rendimentos dos negros aos dos brancos. Isso ocorreria em 2089, mais de dois séculos depois da Lei Áurea. A projeção, no entanto, terá que ser revista. De acordo com a PNAD, a desigualdade voltou a crescer nos últimos 12 meses.

“O Brasil, um dos últimos países do mundo a abolir a escravidão, ainda hoje promove a discriminação racista tanto no plano social como no aspecto econômico. A mentalidade escravocrata está viva, como demonstram os números insuspeitos do IBGE. A data da morte de Zumbi, o herói do Quilombo dos Palmares, e Dia da Consciência Negra, deve nos levar a refletir profundamente sobre essa marca nefasta da nossa história”, analisou a socialista, que foi convidada da Secretaria de Educação de Paulista para a Marcha da Consciência Negra.

Artigo: Sustentabilidade muito além das políticas ecologicamente corretas

Quando olhamos para o mundo que nos cerca, é possível imaginar e aceitar que tudo o que vemos pode acabar? E quando me refiro ao fim, quero levantar a reflexão justamente para o esgotamento dos recursos naturais e não apenas para a escassez de todos os elementos utilizáveis da terra.

De acordo com a Organização Meteorológica Mundial (OMN), o ano de 2017 está entre os três anos mais quentes desde que há registros – reflexo de um termo muito comum utilizado nos últimos anos chamado de ‘aquecimento global’, e que traz como consequência um clima propício a terremotos, inundações e secas. O assunto, que já foi consideravelmente discutido, está sendo base de estudos científicos apresentados na 23ª Conferência do Clima das Nações Unidas realizada até o dia 17 de novembro em Bona, na Alemanha, com a presença de membros de 196 países.

Entre as constatações plausíveis que se pode fazer sobre todos esses acontecimentos climáticos, a sustentabilidade chega como forma rápida, direta e eficaz de combate aos fatores agressivos do nosso planeta. E quando me refiro ao termo sustentabilidade, reforço a ideia que ele vai muito além da economia de energia e água, da coleta seletiva e da reciclagem. Não se limita a entender que ser sustentável é diminuir a produção de resíduos e do uso de agrotóxicos, ou simplesmente preservar o meio ambiente.

Adotar práticas ecologicamente corretas também inclui alternativas viáveis e diversas. Ou seja, a alimentação é um forte canal para desempenharmos hábitos saudáveis e conscientes. Alimentos naturais e orgânicos funcionam como válvulas propulsoras de um forte sistema que envolve a preservação do ar, do solo, da água e, sobretudo, da saúde. Desta forma, a sustentabilidade aplicada à alimentação se enquadra na sustentabilidade ambiental. Esta é a verdadeira ideia de que: precisamos descascar mais ao invés de desembrulhar.

Além disso, engana-se quem pensa que a educação não tem muito a oferecer sobre o tema. Arrisco-me a dizer, inclusive, que ela é a maior e mais importante arma de prevenção e solução dos problemas que envolvem o esgotamento dos recursos naturais do nosso planeta. A diferença consiste na formação de uma sociedade que não vai apenas pensar em solucionar as questões já existentes que ameaçam a nossa sobrevivência, mas também na implementação de hábitos que irão prevenir e evitar que muitos problemas ambientais aconteçam. Enxergar que o planeta precisa ser salvo vai muito além da solução dos contratempos, ela se baseia principalmente na prevenção e na apropriação de hábitos conscientes.

Janguiê Diniz – Mestre e Doutor em Direito – Reitor da UNINASSAU – Centro Universitário Maurício de Nassau – Fundador e Presidente do Conselho de Administração do Grupo Ser Educacional – janguie@sereducacional.com