Agenda de Armando para esta quarta-feira

Agenda de Armando Monteiro (PTB), candidato a governador da coligação Pernambuco Vai Mais Longe, nesta quarta-feira (23):

09h – Instalação do Conselho Político no Recife

11h30h – Coletiva de imprensa sobre a instalação do Conselho Político
Local: Escritório político da Rosa e Silva, nº 839, Aflitos – Recife – PE

13h – Almoço do Caxangá Ágape em homenagem ao candidato Armando Monteiro
Local: Restaurante Boi e Brasa, Av. Boa Viagem, nº 97, Boa Viagem – Recife – PE

18h – Plenária da militância da Coligação Pernambuco Vai Mais Longe em Olinda
Local: Quadra do Colégio Dom – Av. Ministro Marcos Freire, nº 2855, Casa Caiada, Olinda – PE

Pacto pela Vida precisa ser aperfeiçoado, defende Armando

ARMANDO MONTEIRO, CANDIDATO AO GOVERNO DE PE PELA COLIGACAO ¨PECom o objetivo de debelar os crescentes índices de violência no Estado, Armando Monteiro (PTB), candidato a governador da Coligação Pernambuco Vai Mais Longe, vai aperfeiçoar o Pacto pela Vida, programa de segurança pública implantada em 2007. Armando se comprometeu a institucionalizar o Pacto, tornando-o uma política de Estado e não apenas de um governo. O petebista prevê ajustes na gestão do programa, com melhor distribuição dos efetivos das polícias Civil, Militar e Científica, incentivos salariais por desempenho, estruturação nas carreiras profissionais, entre outras medidas para o setor.

“O Pacto pela Vida foi uma experiência exitosa. O arranjo deve ser mantido e institucionalizado como política de Estado. Na gestão da segurança pública há ajustes que precisam ser feitos. Pernambuco ainda tem problemas sérios. Os efetivos, além de serem mal distribuídos, há déficits em alguns locais, como no Sertão do Araripe”, argumentou Armando Monteiro, em entrevista à Rádio Olinda, na manhã desta terça-feira (22), citando que na região há cerca de 20 policiais por cada turno para cobrir toda a região.

Armando Monteiro apontou ainda que Pernambuco amarga índice de 36 homicídios para cada 100 mil habitantes, quando a média nacional é de 24 por 100 mil. “Temos quase 50% de homicídios acima da média do País”, destacou o candidato a governador. O candidato lembrou que há um recrudescimento em algumas áreas no Estado nos crimes contra o patrimônio, que envolve roubos, sequestros e assaltos.

Vereadores da Mata Sul fecham com Armando Monteiro

unnamed (23)Um dia depois de visitar a Mata Sul, quando realizou ato na cidade de Sirinhaém, o candidato ao governo de Pernambuco, Armando Monteiro (PTB), recebeu, em seu escritório político, na Ilha do Leite, área central do Recife, dezenas de lideranças da região. Representantes de oito municípios da Mata Sul – Ribeirão, Cortês, Gameleira, Primavera, Amaraji, Joaquim Nabuco, Palmares e Escada – declararam ou reafirmaram o apoio a Armando.

Ao todo, 11 vereadores e dois vice-prefeitos estavam entre os que reforçaram o palanque do petebista na Mata Sul. Também nesta segunda-feira (21) oito vereadores de Pesqueira, no Agreste, reafirmaram a determinação de estar ao lado de Armando.

Entre as lideranças, o vice-prefeito de Escada, Laílton Sávio (PP), que liderou comitiva de sua cidade, trazendo seis vereadores: Flávio Rodrigues (PSL), Arlindo Oliveira (PDT), Elias Carvalho (Solidariedade), Alberto Oliveira (Solidariedade), Macedônio Soares (PHS) e Severino Júnior (PTB).

Também declararam apoio a Armando e ao futuro senador João Paulo (PT) a vice-prefeita de Ribeirão, Josefa Lindalva (PT), além de vereadores dos municípios de Joaquim Nabuco e de Palmares.

No domingo (20), Armando defendeu, em ato na cidade de Sirinhaém, investimentos em infraestrutura para dotar a Mata Sul de condições para atrair empreendimentos industriais para a região.

MANHÃ – Pela manhã, Armando recebeu a confirmação do apoio de nove vereadores do PROS de Jaboatão dos Guararapes.

Segundo Armando qualificação e emprego são prioridades

unnamed (4)A valorização dos programas de educação e qualificação profissional e o aumento dos investimentos para impulsionar a geração de empregos, sobretudo na indústria. Essas são algumas das propostas apresentadas por Armando Monteiro (PTB), candidato a governador de Pernambuco, para alavancar o desenvolvimento equilibrado do Estado.

O petebista defendeu em entrevista ao programa PE no Ar, na TV Clube/Record, na manhã desta segunda-feira (21), a criação de um “padrão pernambucano de educação” para elevar os índices educacionais do Estado e o reforço na atenção básica na rede estadual de saúde.

Para Armando, o ponto crucial para dar uma nova dinâmica à economia pernambucana é a capacitação dos jovens e adultos. É preciso prepara-los para o mercado de trabalho. O candidato a governador ressalta que as ações devem ser conjugadas, ampliando os investimentos feitos pelo Estado, de modo a gerar mais empregos para a população.

Na Saúde, Armando Monteiro garantiu que seu governo vai focar em ações na melhoria da atenção básica, requalificar e articular a rede estadual existente e definir especialidades regionalizadas. “Precisamos dar um sentido de articulação à rede existente. E uma maior atenção básica, porque grande parte dos problemas que sobrecarregam a rede podem e devem ser resolvidos com uma melhor atenção primária, com orientação, prevenção e educação”, assinalou.

No Senado, Armando fez 15 propostas, relatou 194 matérias e foi destaque nacional

unnamed (21)Senador eleito com a maior votação da história do Estado, com 3.142.930 milhões de votos em 2010, Armando Monteiro (PTB), candidato ao governo de Pernambuco, licencia-se do Senado nesta sexta-feira (18), cedendo lugar ao seu suplente, Douglas Cintra (PTB), o primeiro senador da história de Caruaru. Nos três primeiros anos na Casa Alta, Armando defendeu uma agenda positiva de desenvolvimento econômico e social para o Brasil e, em especial, para Pernambuco. No período, o petebista apresentou 15 proposições legislativas e relatou 194 matérias em diversas comissões e subcomissões que integrou no Senado.

Em reconhecimento a esse trabalho, Armando integrou listas como a dos “Cabeças do Congresso”, produzida pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), entidade mantida por mil sindicatos de trabalhadores. Ao longo desse período, o petebista recebeu indicações e prêmio do Congresso em Foco, que consultou mais de 160 jornalistas especializados na cobertura do Congresso Nacional e o elegeram um dos melhores parlamentares do País.

Armando também foi eleito o único “Senador Nota 10 do Brasil” pela revista Veja, em 2013, a partir de um estudo realizado pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Ele foi apontado como o senador que mais contribuiu para um “país moderno e competitivo”.

O empenho de Armando Monteiro no mandato parlamentar possibilitou elaborar projetos importantes em prol do desenvolvimento do Brasil, sobretudo de Pernambuco. Foram duas Propostas de Emendas à Constituição (PECs) e 13 projetos de Lei (PLs) nesses mais de três anos de Senado. Entre as propostas, está a PEC 60/2013, que dá imunidade tributária aos serviços de abastecimento de água e de esgoto sanitário; o PLS 476/2013, que propõe mudanças no Simples Nacional para atenuar a carga tributária incidente sobre os pequenos empreendedores; e o PLS 227/2012, que institui o Boletim de Ocorrência Único, desburocratizando as atividades de combate à violência.

Em paralelo, Armando Monteiro relatou 194 propostas, sendo 137 projetos de Lei do Senado, 20 PECs, 20 projetos de Lei da Câmara dos Deputados, entre outras proposições. De 2011 para 2014, o petebista faz parte de 40 comissões e subcomissões fixas e temporárias do Senado, sendo titular da de Constituição, Justiça e Cidadania, o principal colegiado

Opinião: Armando sai na frente com 40% e Câmara tem 8%

pesquisa1_2014

Do Blog do Magno

Primeira pesquisa do Instituto Opinião, de Campina Grande, sobre a sucessão estadual, com exclusividade para este blog, aponta o candidato do PTB a governador, Armando Monteiro Neto, na dianteira com 40,5% das intenções de voto, enquanto o candidato do PSB, Paulo Câmara, aparece com 8,4%.

O candidato do PSOL, Zé Gomes, tem 2,5%, Jair Pedro (PSTU) 1,6%, Miguel Anacleto (PCB) 1,1% e Pantaleão (PCO) 0.9%. Brancos e nulos somam 17,3% e 27,7% disseram que estão indecisos.

O levantamento foi a campo entre os dias 9, 10, 11 e 12 deste mês em 80 municípios do Estado, sendo aplicados dos mil questionários. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra feita em todas as regiões do Estado.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR-00222/214 e no Tribunal Regional Eleitoral no PE-00009/2014. Armando lidera com folga em todas as regiões do Estado, sendo seu maior percentual no Agreste, onde aparece com 47,6% contra 7,1% de Câmara. Na Região Metropolitana, o trabalhista tem 36% contra 8,5% do socialista.

Já na Zona da Mata, Armando desponta com 47,6% contra 7,1% do adversário, no Vale do São Francisco tem 31,3% contra 10,4% de Câmara, enquanto que no Sertão aparece com 44,2% contra 13,3%. Na estratificação social da pesquisa, os maiores percentuais de Armando estão entre os eleitores com renda entre um e três salários (43,7%).

Vem em seguida os eleitores na faixa etária acima de 60 anos (43%), os eleitores com grau de instrução no ensino médio (43,3%) e entre os eleitores do sexo masculino (44,5%). Os menores percentuais do trabalhista se situam entre os eleitores com grau de instrução até a 4ª série (32,7%), os jovens (37,1%) e entre os eleitores com renda familiar até um salário mínimo (36,5%).

Já Paulo Câmara tem seus maiores percentuais de intenção de voto entre os eleitores com renda familiar acima de 10 salários (15,1%), entre os eleitores com grau de instrução superior (11,9%) e entre os eleitores na faixa etária de 16 a 24 anos (12,5%). Quanto ao sexo, Câmara tem 11% dos eleitores masculinos e 6,1% dos femininos.

Seus menores percentuais aparecem entre os eleitores com grau de instrução entre a 5ª e a 8ª séries (5,8%), entre os eleitores com renda familiar até um salário mínimo (6,4%) e entre os eleitores na faixa etária entre 25 e 34 anos (6,5%).

METODOLOGIA – A modalidade adotada é a técnica de Survey, que consiste na aplicação de questionários estruturados e padronizados a uma amostra representativa do universo de investigação. Foram aplicados dois mil questionários em 80 municípios do Estado distribuídos nas regiões do Agreste, Zona da Mata, Região Metropolitana, São Francisco e Sertão.

Agenda de Armando Monteiro para esta sexta-feira

Agenda de Armando Monteiro (PTB), candidato a governador da coligação Pernambuco Vai Mais Longe, nesta sexta-feira (18):

09h – Despachos Internos no escritório político do Recife
10h – Entrevista JC News
11h30 – Despachos Internos no escritório político do Recife
20h – Feria de Indústria, Comércio e Serviço de Serra Talha (Exposerra)

/**/

Armando garante aprovação de projetos e se licencia do Senado

ARMANDO MONTEIRO, CANDIDATO AO GOVERNO DE PE PELA COLIGACAO ¨PEO candidato a governador da coligação Pernambuco Vai Mais Longe, Armando Monteiro (PTB), se licencia nesta sexta-feira (17) do Senado. Em seu lugar, assume o suplente Douglas Cintra (PTB), que será o primeiro senador da história de Caruaru. Anunciada durante a pré-campanha, a decisão foi concretizada após dois projetos de lei que tinham Armando como relator serem aprovados no Senado.

Garantindo benefícios às micro e pequenas empresas, o primeiro projeto foi aprovado pelo Plenário do Senado, segue para a sanção da presidente Dilma Rousseff e trata da limitação do uso do sistema de substituição tributária para as pequenas empresas adeptas do Simples Nacional. Especialmente em Pernambuco, os micros e pequenos empresários vêm sendo taxados antecipadamente, trazendo inúmeros prejuízos ao setor.

“A substituição tributária aumenta o preço dos produtos. Então, com a aprovação da matéria, ganham os micros e pequenos empresários, que passam a operar com uma carga tributária menor, quanto os consumidores, pois, ao desonerar as empresas, abre-se a possibilidade de redução de preço dos bens e serviços oferecidos à população”, destacou Armando.

Além disso, o prazo mínimo para o recolhimento de ICMS para quem estiver sob o regime de substituição tributária passa a ser de 60 dias. O relatório de Armando ainda incluiu novos setores beneficiados pelo Simples Nacional, como medicina, odontologia, advocacia, despachantes, corretagem, psicologia e fisioterapia.

Frente Popular aciona Armando por uso da máquina pública

A Frente Popular ingressou, nesta quarta-feira (16), com uma representação no Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) contra o senador Armando Monteiro Neto (PTB), por utilização de bens e serviços públicos na campanha eleitoral. A página do petebista no site do Senado possui um atalho – que é exclusivamente de sua responsabilidade – para o site de campanha do parlamentar (http://www.armandomonteiro.com.br/governador/home). A conduta fere o artigo 73 da Lei 9504/97, que dispõe sobre as normas indicadas aos agentes públicos durante o período eleitoral.

Esse tipo de conduta vedada normalmente incorre na aplicação de multa que pode chegar a R$ 100 mil. O espaço é destinado pelo Senado para que os membros da Casa o utilizem para otimizar a prestação de serviços ao cidadão, com informações restritas à atuação do parlamentar no Congresso Nacional.

“É expressamente proibida pela Legislação Eleitoral. É um desvio de finalidade, uma vez que é uma página pública, do Senado, que está sendo utilizada para fins de campanha. É uso da máquina”, ressaltou o coordenador jurídico da Frente Popular, Carlos Neves Filho.

A representação já foi distribuída pela Presidência do TRE-PE, e o desembargador Marcelo Navarro será o relator do caso. A Justiça Eleitoral tem atuado de forma combativa em episódios como esse.

Armando defende projeto que prevê direitos e garantias do contribuinte

unnamed (5)O senador Armando Monteiro (PTB), defende projeto de lei que estabelece direitos, deveres e garantias dos contribuintes. O projeto de lei (PLS 298/2011 – Complementar) com a relatoria do senador já foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e tramita na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE).

Dividido em seis capítulos, o texto equilibra a relação entre o fisco e o contribuinte, inova no uso de dispositivos que impõem, por exemplo, restrições às condutas praticadas pelos agentes fiscais e proíbem o uso de meios administrativos de cobrança que comprometam as atividades econômicas do contribuinte para forçar o recolhimento de tributo.

O projeto também garante outros direitos aos contribuintes como o amplo acesso às informações, a possibilidade de apresentar alegações em prazo determinado, a obtenção de certidão negativa de débito, ainda que o crédito tributário tenha sido extinto por causa de diversos pagamentos, a utilização de benefícios e incentivos fiscais na hipótese de existência de crédito com exigibilidade suspensa e a imposição de limites na utilização de técnicas presuntivas pela autoridade fazendária