Caruaru recebe 7ª Semana da Saúde Bucal

Segundo pesquisa desenvolvida pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2018, mais da metade dos brasileiros não costuma ir ao dentista anualmente. Contrariando a recomendação de uma visita ao profissional a cada seis meses, a população tem negligenciado e colocado em risco sua saúde de maneira geral. Com o objetivo de contribuir para que esta realidade seja transformada, a 7ª Semana da Saúde Bucal será promovida em Caruaru.

A Semana da Saúde Bucal é uma realização da Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (Acic), do Centro Universitário Tabosa de Almeida (Asces – Unita) e do Conselho Regional de Odontologia de Pernambuco (CRO – PE) e conta com o apoio do Shopping Difusora. Consultas, orientações e palestras fazem parte da programação que proporciona e amplia as oportunidades de acesso a saúde bucal. Além disso, a iniciativa alerta para a importância da higiene diária no combate as doenças que atingem a cavidade bucal.

Durante os três dias de evento, as pessoas passam por procedimentos e são orientadas por estudantes e profissionais de odontologia da Asces-Unita sobre como cuidar adequadamente da saúde da boca e dos dentes. Os casos mais graves serão encaminhados à clínica odontológica do Centro Universitário. Nesta terça-feira, 23, o público infantil será o foco do atendimento. Uma equipe de odontopediatria irá conduzir as atividades e fazer a triagem de pacientes. Palestras educativas sobre atenção à saúde bucal infantil serão ministradas com a participação do Projeto de Extensão Mestres do Sorriso.

Nesta quarta-feira, 24, a campanha irá contar com parte da capacidade das clínicas odontológicas da Asces – Unita no evento. Além disso, triagens e atendimentos de pacientes adultos serão realizados. Encerrando a programação, nesta quinta-feira, 25, a equipe do Projeto Asa Branca de Combate ao Câncer de Boca alerta sobre prevenção e diagnóstico precoce deste tipo de doença que é um dos mais agressivos. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a cada ano, 300 mil pessoas são diagnosticadas em todo o planeta, e as mortes chegam a 145 mil.

“A odontologia ainda é uma área da saúde que provoca muito medo nos indivíduos e o acesso a um especialista não é algo fácil para muitos brasileiros por diversos fatores sociais. Todas as ações que procuram reduzir esta distância têm um papel social necessário, pois as informações em saúde de qualidade são uma poderosa ferramenta de transformar realidades”, destaca o responsável pela Semana da Saúde Bucal, o cirurgião dentista Daniel Saturnino.

Chave simbólica da cidade é entregue aos pais da bebê prefeita

A mamãe de primeira viagem, Amanda Drielly de Carvalho Silva, 24 anos, deu à luz a pequena Maria Antônia, às 4h25 do dia 22 de outubro de 2018, sendo a primeira criança a nascer dentro da Semana do Bebê realizada pela Prefeitura de Caruaru com o apoio da Unicef.

Ela nasceu na Casa de Saúde Bom Jesus, de parto normal, pesando 3.765 kg e medindo 50 cm. Os pais não sabiam da ação e ficaram encantados com o título de “Bebê prefeita” concedido a primogênita. “Foi uma surpresa pra gente esta ação. Desde ontem Maria Antônia está cheia de regalias aqui na maternidade”, comentou a mãe.

A entrega da chave simbólica da cidade foi feita pela Prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, e pela pequena Ana Júlia, que foi diplomada bebê prefeita em 2017. “Entregamos a chave para Maria Antônia, que está sendo muito bem tratada e amparada por todos os funcionários aqui da Casa de Saúde. E, se Deus quiser, o próximo bebê prefeito já vai ser diplomado na nova maternidade de Caruaru, que está sendo construída no bairro Luiz Gonzaga”, revelou.

O bebê prefeito é o primeiro que nascer, a partir da zero hora do dia 22 de outubro de 2018, na Maternidade Casa de Saúde Bom Jesus, mediante a comprovação da mãe de que mora em Caruaru e de que realizou o mínimo de sete consultas de pré-natal. A recém-nascida atendia aos pré-requisitos que a definiram como a bebê prefeita. Maria Antônia também recebeu um lindo enxoval das mãos da prefeita, da secretária executiva de Saúde, Ana Lúcia Ávila e da secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Perpétua Dantas.

A Semana do Bebê é uma estratégia de mobilização social apoiada pela Unicef e tem como objetivo tornar o direito à sobrevivência e ao desenvolvimento de crianças de até seis anos prioridade na agenda dos municípios brasileiros. Até sexta-feira serão realizadas, em todas as unidades da Saúde, Educação e Assistência Social, orientações, oficinas, atividades físicas para gestantes, palestras, atividades culturais, passeio ecológico, piquenique literário, ultrassom natural, oficina de dança mãe e bebê, ações de saúde bucal, entre outros.

Foto: Janaina Pepeu

Outubro Rosa: conheça 5 direitos do INSS para mulheres com câncer de mama

O câncer de mama é o segundo tipo de tumor mais frequente no mundo. De acordo com dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), são esperados cerca de 60 mil novos casos da doença no Brasil em 2018. O que poucas pessoas sabem é que as pacientes diagnosticadas com a condição e que contribuíram com o INSS possuem direitos e podem entrar com pedido para solicitar seus benefícios.

De acordo com levantamento da Secretaria da Previdência, em 2017, foram concedidos pouco mais de 21 mil auxílios-doença previdenciários em decorrência do câncer de mama, número menor que em 2016, quando foram liberados cerca de 500 auxílios a mais. “A Constituição Federal assegura direitos às pessoas com todos os tipos de tumor maligno, inclusive na mama, para que ela possa ter mais qualidade de vida e, em alguns casos, até maior expectativa de vida”, explica Átila Abella, advogado especialista em previdência social e cofundador do site Previdenciarista (https://previdenciarista.com/), plataforma que auxilia advogados de todo o Brasil.

Artigo – Como gerenciar equipes que trabalham à distância?

Por Diego Barbosa

O modelo de trabalho home office tem conquistado muitos adeptos não só na área de tecnologia, mas em diversos setores e empresas. A tecnologia derrubou algumas barreiras e tornou o trabalho remoto possível e acessível. Isso se explica graças aos inúmeros benefícios encontrados dentro desse modelo, que favorece não só os colaboradores, mas também as companhias. No entanto, pouco se fala sobre os desafios de gerenciar as equipes e medir os resultados dos times à distância.

Um levantamento realizado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), revelou que 81% da população gostaria de trabalhar de casa. O estudo mostrou ainda que 71% das pessoas gostaria de ter mais flexibilidade em sua jornada. A pesquisa demonstra um aumento na qualidade de vida e na produtividade. Entre os que aderiram ao home office, 45% afirmam que passam menos tempo no trânsito, 52% convivem mais com a família, 49% estão menos estressados e 54% creem que passaram a ser profissionais mais produtivos.

Sabemos que dois aspectos ajudam a impulsionar esse modelo de trabalho. O primeiro deles é um movimento feito pelas empresas que enxergam no home office uma maneira de reduzirem a infraestrutura dos espaços físico, proporcionando uma redução nos gastos e otimização nos custos. O outro é uma demanda que parte do profissional que está em busca de maior qualidade de vida e flexibilidade na rotina de trabalho.

Do ponto de vista de gestão de equipes, a produtividade e o engajamento dos profissionais talvez seja a maior preocupação da liderança e o grande entrave para fazer o modelo deslanchar de vez. Existem inúmeras ferramentas que fazem a gestão de trabalho e de processos de forma completamente digitalizada, mas a grande barreira é a cultura de desconfiança. No Brasil, e em países da América Latina como um todo, temos muito a necessidade do contato físico com as outras pessoas. O microgerencimento das tarefas é outro grande impasse. A liderança, muitas vezes, se perde na centralização e fortalece esse modelo de desconfiança imposto pelas relações de trabalho pré-moderna.

Acredito que o primeiro passo para gerenciar equipes à distância seja migrarmos do atual modelo baseado em horas de serviço para resultados entregues. Medir os resultados e as metas de acordo com as funções desempenhadas e os indicadores de performance. Dessa forma, não importa quantas horas o profissional se dedicou à tarefa, desde que ele entregue as metas estipuladas.

Nesse sentido, o departamento de recursos humanos tem duas missões, sendo a primeira delas fortalecer os valores e a missão das organizações. Fazer com que mesmo à distância seja possível engajar o profissional na cultura da organização. A segunda é desmistificar alguns conceitos de gestão e liderança que são fruto de anos de modelo formal de relação de trabalho. Nesse modelo, a liderança acontece por meio da influência e do convencimento. Os seja, os profissionais têm o líder como um grande exemplo e o seguem por considerarem um influenciador nas decisões de carreira e estilo de trabalho.

É importante dizer que nem todos os profissionais conseguem se adaptam a esse regime de trabalho. É preciso ter muita maturidade para gerenciar de maneira responsável o tempo, a automotivação e os resultados. Nós, seres humanos, somos seres de rotinas e hábitos, quanto mais repetimos uma ação, mais ela cristaliza em nossa memória. Para os profissionais que desejam adotar o trabalho home office, é indispensável saber que essa rotina precisa ser criada para que o trabalho remoto funcione.

Minha dica para os líderes e gestores é que mantenham uma gestão aberta e transparente. Para garantir que o trabalho esteja acontecendo e que os resultados virão, crie metas e indicadores tangíveis. Deixe claro o que espera de resultado e coloque-se a disposição para ajudá-los nesse percurso. Mantenha um canal de comunicação próximo com toda a equipe. Não é por que estão fisicamente distantes que o afastamento precisa atrapalhar o diálogo e a troca de informações. Avalie a necessidade de reuniões semanais com toda equipe e faça da tecnologia sua grande aliada. Hoje existem uma série de softwares e aplicativos que permitem o acompanhamento e gestão de tarefas. Essas ferramentas permitem ainda que as etapas do projeto sejam divididas entre membros de determinada equipe. Isso facilita e muito a atualização da execução de cada etapa de um projeto, além de gerar transparência e comunicação entre a equipe.

Trabalhar sem fronteiras é uma das possibilidades para o futuro do trabalho. A tecnologia está a nosso favor e, à medida que o mindset também se transformar e adotar novas possibilidade para as relações de trabalho, veremos os chamados nômades digitais se tornarem uma realidade em todas as profissões.

Diego Barbosa é headhunter da Yoctoo e formado em Administração de Empresas. Possui seis anos de experiência no recrutamento para áreas de tecnologia. Além disso, tem vasto conhecimento na contratação de talentos em toda a América Latina.

Escola de educação infantil arrecada 5 toneladas de resíduos recicláveis

Uma escola de educação infantil de Curitiba comemora uma marca incrível: em 2018 já arrecadou cinco toneladas de resíduos recicláveis com a ajuda das crianças. A conquista da Interpares Educação Infantil se deve ao projeto Reciclando, uma campanha que envolve as mais de 120 famílias da escola. Os alunos têm idade entre três meses e cinco anos e, segundo a direção, fazem parte de uma geração que futuramente não poderá desprezar o tema “reciclagem”, por isso é importante aprenderem desde já a destinar corretamente os materiais.

“Começamos com o Reciclando sem imaginar que arrecadaríamos tanto material reciclável. Foi uma felicidade ver o engajamento das crianças e dos familiares crescendo a cada dia. As iniciativas sustentáveis que aplicamos na escola demonstram na prática que devemos pensar sobre o lixo e seu impacto no ambiente. E essa lição é cada vez mais assimilada por todos”, conta Dayse Campos, diretora da Interpares.

O Reciclando recolhe todo tipo de material, como vidro, papel, inclusive eletrônicos, pilhas e lâmpadas. As famílias recebem orientação sobre o manuseio e como deve ser feita a limpeza para a entrega, principalmente de objetos como latas de comida, caixas de leite, entre outros.

O ponto de vista da diretora é compartilhado pelas famílias, incluindo Endrich Nichele, pai de um aluno. Endrich trabalha no segmento de recicláveis e aprova a iniciativa. “Uma família de quatro pessoas produz uma média de 1,5 toneladas ao ano, o que significa que o projetoReciclando já retirou dos lixões o equivalente a todos os resíduos descartados em uma casa por três anos e meio”, diz.

O comprometimento da escola em torno da educação ambiental vai além do Reciclando e faz parte do dia a dia da instituição em diferentes iniciativas. A antiga “agenda de papel” foi abolida e a comunicação coms os pais acontece por meio de um aplicativo. Além disso, toda a água da chuva é coletada por um sistema que a reutiliza, posteriormente, para esfriar as telhas da escola durante os dias mais quentes.

Projeto Biogás

No refeitório, as iniciativas sustentáveis da Interpares unem criatividade e inovação tecnológica. As crianças só utilizam guardanapos de pano, nada de papel. Os talheres são de alumínio e a cada evento ou festa os familiares e convidados devem levar de casa seus utensílios, como pratos, copos, entre outros itens não descartáveis. Os alimentos são comprados de produtores orgânicos e é no seu descarte que está um dos projetos mais audaciosos da escola: o biogás.

O projeto de produção de biogás está sendo desenvolvido pelo engenheiro Fernando Machado, pai de uma aluna, em parceria com a Interpares. Consiste em um biodigestor que não utiliza esterco, apenas restos de alimentos. “O equipamento ainda está em fase de testes e já gera energia para a cozinha. A ideia é que esse tipo de biodigestor seja em breve uma solução acessível a todos. Por enquanto, é um projeto piloto”, explica ele.

Para a escola, a adoção de medidas ecologicamente corretas impacta não só no meio ambiente, mas no bolso. “Ao evitar o desperdício, geramos economia. Nosso gasto com papel, por exemplo, diminuiu drasticamente. Depois que instalamos lâmpadas de led e telhas transparentes, a conta da luz veio mais baixa e esse é um efeito cascata”, avalia Dayse Campos.

Nos últimos dois anos, por exemplo, a conta de luz teve uma redução proporcional de 49,63% se considerado o custo por pessoa que utiliza o sistema. O cálculo leva em conta que o valor pago é o mesmo há dois anos, apesar do aumento de 50% no número de integrantes da escola, entre alunos e colaboradores. Esse ganho seria ainda maior se levado em conta os aumentos da tarifa de energia.

Certificação da Unesco

Além de investir pesado na educação ambiental, esse ano a Interpares comemora também a certificação no Programa de Escolas Associadas (PEA) da UNESCO, que reconhece instituições de todo o mundo que trabalham pela cultura da paz. A entrega acontecerá no Encontro Nacional PEA – UNESCO, em Salvador, e enche a diretora Dayse de orgulho. “Para nós, cuidar do meio ambiente é também uma forma de atuar em prol da cultura da paz. Precisamos cuidar desse mundo para que muitas e muitas gerações possam viver nele com qualidade”.

Crianças desenvolvem aplicativos e games para ajudar a combater a criminalidade

Através do conhecimento em programação e robótica, crianças estão utilizando a tecnologia não apenas como entretenimento, mas para contribuir na construção de um mundo melhor. De diversas idades, essas crianças estão desenvolvendo aplicativos e games com apelos sociais e que ajudam, inclusive, a combater a violência.

Criado por um grupo de crianças entre onze e quatorze anos de idade que cursam ciência da computação em São Paulo, o dispositivo robótico “S.O.S Sequestro”, ajuda pessoas a serem encontradas em casos de seqüestro. Camuflado em uma peça de roupa, como, por exemplo, um cinto, o dispositivo conta com um botão que ao ser acionado, envia um sinal Bluetooth para um aplicativo de celular que por sua vez manda um sinal de alerta para pessoas previamente cadastradas. A mensagem manda inclusive a localização do GPS.

A dona desta idéia inovadora é Ana Amélia, de apenas onze anos, que contou com a ajuda de Gabriel (13) e Guilherme (14) para colocar em prática. O projeto que já conta com um protótipo funcionando, está à caminho de uma versão wearable, ou seja, uma tecnologia móvel “vestível”, que pode ser inserida em diferentes acessórios. A expectativa é que em breve o S.O.S Sequestro esteja disponível para download em dispositivos com sistema operacional Android e iOS.

Com a proposta de ser uma crítica social à criminalidade no Rio de Janeiro, os games criados por Lucas Mecca (12) e Pamella Coelho (14), também alunos de ciência da computação, são outros exemplos de como as crianças estão empenhadas em usar a tecnologia em prol da sociedade.

O jogo de Lucas criado no Stencyl – ferramenta de desenvolvimento de videogames, consiste em um carro que passa pela via expressa Linha Amarela do Estado do Rio de Janeiro. O jogador tem que conseguir passar sem ser atingido pelas balas disparadas no confronto entre facções e polícia.

Já o game de Pamella, também desenvolvido na mesma plataforma, retrata uma sociedade totalmente ligada aos celulares. O jogador deve conduzir um veículo e conseguir passar por pessoas denominadas “zombies”, por andarem olhando com a cabeça inclinada e olhando apenas para seus celulares, esquecendo do seu arredor. O jogo inclui chuvas de tiros advindos de um confronto de bandidos e policiais, bem como uma greve de caminhoneiros.

Essas crianças são alunos da SuperGeeks, primeira e maior escola de programação e robótica para crianças e adolescentes do país, de diferentes unidades, mas todas com o mesmo propósito: ajudar a transformar o mundo em um lugar melhor para se viver através da tecnologia. A rede que conta com mais de 5 mil alunos em todo país, apresenta diversos casos de sucesso de alunos.

Trend Viagens levou a maior caravana para o festival do turismo de João Pessoa

A Trend desembarcou no Nordeste levando aos agentes de viagens novidades e capacitações. A operadora marcou presença no estande 005, na 8ª edição do Festival de Turismo de João Pessoa, que aconteceu na última sexta e sábado, dias 19 e 20 de outubro, no Centro de Convenções Ronaldo Cunha Lima, na Paraíba.

“Nosso foco neste evento foi aproveitar a oportunidade para capacitar os agentes de viagens. À medida que esses profissionais se mantem atualizados, o resultado é uma venda de qualidade em que todo o mercado é beneficiado e fortalecido. O nosso incentivo em capacitações é constante, por isso levamos 14 fornecedores parceiros entre destinos, receptivos, marítimo, locação de casas em Orlando e hotelaria, para apresentar novidades para os agentes”, ressalta Mario Antonio Couto, diretor de Vendas da operadora.

Um dos destaques da participação da operadora foi a maior caravana do evento, com mais de 200 agentes de viagens convidados de Alagoas, Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Rio de Janeiro, entre outros estados. Os participantes tiveram direito a hospedagem, traslado e city tour pelos principais pontos turísticos de João Pessoa.

“O evento já é reconhecido como um dos maiores do Nordeste, polo turístico com importante representatividade em viagens corporativas. Durante o encontro, destacaremos os benefícios de comprar com a Trend e o serviço como assistência 24 horas todos os dias, em três idiomas. Fizemos também a distribuição de um caderno exclusivo com materiais sobre hotelaria nacional e internacional, locação de carros e pacotes para diferentes perfis de clientes”, diz Rebeca Ferreira, gerente regional de Vendas para o Norte e Nordeste da operadora.

Sobre a Trend Viagens

Com 25 anos de atuação e parte da CVC Corp, o Grupo Trend carrega em seu portfólio as ferramentas mais modernas do mercado, criadas exclusivamente para os agentes de viagens e parceiros. Sua solidez e credibilidade resultam na garantia de facilidades aos seus clientes, fornecedores e colaboradores por meio de soluções tecnológicas para o setor de Turismo. Excelência no atendimento, eficiência e inovação de seus processos, valorização de pessoas e foco no resultado são os pontos-chave do Grupo Trend. Tudo para oferecer sempre a melhor experiência em viajar.

‘Linguado com molho de camarão’, por R$ 24,90 no Tasquinha do Tio

O restaurante Tasquinha do Tio oferece como opção desta terça-feira (23), o delicioso ‘Linguado’ Delícia, servido com molho de camarão, arroz com brócolis e batata soutê. Esse prato custa apenas R$ 25,00 e também dá direito a um delicioso pudim de sobremesa.

O restaurante também oferece o Franguinho a parmegiana
por apenas R$ 25,00 e a ‘Picanha Bovina’ R$38,00, além da ‘Pescada ao azeite de Urucum’, por apenas R$39,00.

O Tasquinha do Tio fica localizado na avenida Agamenon Magalhães, no térreo do Shopping Difusora.

VANGUARDA participa de Festival de Turismo

O Jornal VANGUARDA participou, nos dias 19 e 20 de outubro, do 8º Festival JPA, na cidade de João Pessoa (PB). O evento ocorreu no Centro de Convenções e reuniu cerca de 3,5 mil participantes, entre agentes de viagem, jornalistas e expositores de todas as regiões do Brasil, bem como de vários países, a exemplo dos Estados Unidos e da Argentina. O semanário, que fez parte de um seleto grupo de empresas de comunicação, recebeu o convite por contribuir na divulgação do turismo, especialmente no do Nordeste brasileiro.

De acordo com os organizadores, o festival reuniu cerca de 200 expositores e marcas. Palestras, fóruns, rodadas de negócios, além de 12 salas de capacitações com 2.758 inscrições agendadas previamente, fizeram parte da programação. Entre outros temas discutidos, estiveram assuntos como ‘Turismo Rural’, ‘Turismo de Base Comunitária’, ‘Regionalização do Turismo’, ‘Economia Criativa como Diferencial Turístico’, ‘O Futuro na Hotelaria’ e ‘João Pessoa como cidade criativa pela Unesco’.

Já consolidado no cenário nacional do segmento, o evento, que é um dos maiores do Brasil, tem crescido de forma significativa no mercado, inclusive no internacional, aumentando a cada ano a participação de empresas e destinos do exterior. “Estamos participando deste evento desde a primeira edição. O retorno positivo se dá pela realização de negócios que são gerados durante e após o evento”, afirmou Alex Alencar, um dos sócios do Restaurante Camila’s, com unidades em Orlando e Miami (EUA).

A Masterop, operadora de turismo com matriz em Maceió (AL) e com filiais em Aracaju (SE) e em Natal (RN), também participa do evento desde o início, em 2010. “Este festival sempre nos deu muito retorno, devido a sua visibilidade que vem crescendo a cada ano. Trata-se de uma oportunidade de ampliação dos negócios, entrosamento com o cliente e consolidação dos destinos presentes através dos expositores parceiros e compradores de serviços turísticos”, afirmou Ana Carolina Feitosa, uma das diretoras da empresa.

Também presente no evento, o secretário executivo do Ministério do Turismo, Alberto Alves, destacou a importância do festival. “Eventos regionais como este são importantes para o mercado de viagens e dinamizam a indústria do turismo. Além de promover a integração do setor, o festival oferece novos produtos ao mercado”, afirmou.

A jornalista Léa Renata foi convidada pela Masterop Operadora Turística e ficou hospedada no Nord Class Tambaú. O hotel é quatro estrelas, fica à beira-mar da praia de Tambaú e conta com uma excelente infraestrutura, bem como com uma localização privilegiada.

Alfredo Rocha fará palestra no Teatro Difusora

No dia 31 de outubro, será apresentado, no Teatro Difusora, o seminário ‘Um novo tempo de vendas e atendimento’, pelo palestrante Alfredo Rocha. No evento serão abordadas temáticas relevantes para estratégias de mercado, como ‘As técnicas que mais vendem em um mercado altamente competitivo’, ‘O que fazer para ser diferente num mercado onde todos são iguais’ e ‘A importância das novas tecnologias para vender mais’.

O palestrante Alfredo Rocha acumula 28 anos de experiência no mercado, atuando entre empresas nacionais e multinacionais, abordando metódos de treinamento que incluem simplicidade, objetividade, conteúdo e descontração. O seminário está previsto para iniciar às 19h30 e dá direito a certificado de três horas.

Para obter mais infotmações: (81) 99958-9544 – Fabiana / (81) 99385-8202 – Débora. Os ingressos estão sendo vendidos de modo individual ou em pacote empresarial.

/**/