Carnaval e o impulso da economia

Por Janguiê Diniz

Todos nós conhecemos e sabemos da importância do Carnaval para a cultura nacional. Mundialmente conhecido como o país do Carnaval, o Brasil tem uma diversidade de festas e ritmos que se espalham por quase todos os estados e fazem deste um dos feriados mais impactantes, responsável por movimentar boa parte da economia em setores como turismo e negócios, influenciando positivamente no cenário econômico geral do país pelo resto do ano.

Uma pesquisa realizada no Rio de Janeiro, após o carnaval de 2017, apontou que 1,1 milhão de turistas passaram pela cidade no período de Momo. A festa movimentou cerca de R$ 3 bilhões na economia da cidade. Ainda segundo o estudo, 94% dos turistas estrangeiros disseram que voltariam à cidade, 17,4% pretendiam retornar no mesmo ano e 91,9% recomendariam a visita.

Já no Recife, outro tradicional carnaval, estima-se que durante os quatro dias de folia, 1,3 milhão de foliões foram às ruas da cidade. O número representou 96,8% de ocupação nos hotéis e pousadas da cidade, além de uma receita de R$131,4 milhões. Já em Salvador, capital baiana, foram 700 mil turistas, sendo mais de 100 mil estrangeiros. Os dados apontam que a ocupação hoteleira em Salvador chegou a 95% no período de carnaval, gerando 200 mil empregos temporários e R$308,7 milhões de receita.

Ao todo, em 2017, as atividades turísticas ligadas ao carnaval movimentaram cerca de R$ 5,8 bilhões. Vale lembrar que, para oferecer um evento grandioso, as escolas de samba de São Paulo ou do Rio de Janeiro, e os blocos de carnaval, sejam de Recife, Salvador ou de outras cidades, começam a trabalhar com meses de antecedência.

Um negócio que no fim do século passado tinha como referência apenas o Rio de Janeiro, tomou grandes proporções e hoje, o Carnaval move as economias das principais cidades brasileiras, tanto das capitais como dos municípios. Esse segmento funciona como uma grande empresa, empregando várias pessoas – da confecção da fantasia ao gerenciamento e organização da festa –, gerando lucro e renda para várias famílias.

Com uma leve recuperação na economia nacional, aliada ao crescimento das vagas de emprego e a retomada do consumo, estima-se que o carnaval de 2018 supere os números do ano passado. Salvador, por exemplo, acredita que irá atingir lotação máxima nos hotéis. Já em Recife, os 40 anos do Galo da Madrugada e os shows de artistas nacionais em polos descentralizados deverão aumentar o número de turistas e o consumo de serviços por parte deles na cidade.

O Carnaval permanece sendo um período de extrema importância, não apenas para alguns setores da economia mas, principalmente, para cidades que veem neste período boa parte de sua renda anual.

ARTIGO — Classificação de risco

Por Maurício Assuero

O Brasil foi rebaixado pela agencia internacional de risco Standard&Poor´s (S&P) para a faixa BB-. Para entendermos este conjunto de letrinhas vamos primeiro dizer que o sinal de menos depois do B significa que a próxima classificação poderá ser pior. Segundo que as letrinhas podem aparecer na forma AAA ou Aaa, dependendo da agência, mas seu significado é claramente conhecido. Uma avaliação AAA significa a maior das qualidades de crédito; significa que os investidores podem ficar, relativamente, tranquilo para investir naquele país ou empresa. Quando a classificação é AA, uma situação de alta qualidade e somente A uma situação de qualidade. Os sinais de + ou -, como já disse, indicam que a próxima avaliação pode ser melhor ou pior.

O Brasil tem caído desde o governo Dilma. Agora obtivemos um BB- e ao invés de haver um esforço para mudar o quadro, os deputados e senadores com interesse na cadeira de Temer, criticam duramente o ministro da fazenda. Como se fosse ele que aprovasse as medidas necessárias para mudar a cara do país. Dificilmente, votarei em Meirelles, mas se estamos com uma sinalização positiva na economia e, e equipe, tem um crédito muito grande nisso.

O Brasil caiu e pode continuar caindo porque a condução política está errada. Tem o cara errado, no lugar errado, fazendo tudo errado. Pessoas que pensam em sua salvação e não medem esforços para atingir seus objetivos, por mais escusos que eles sejam. Nitidamente, o mercado não se convence de que a reforma da previdência seja aprovada e se não for feito algo nesse direção não há como controlar as contas públicas, ou melhor, há formas sim, mas o governo não tem capacidade nem coragem de fazer.

Temos a menor taxa de juros já vista na era pós-Real e não conseguimos alavancar o investimento. Temos uma taxa de inflação abaixo da meta fixada e não temos como reverter isso como benefício para a economia. O governo não sabe o que fazer depois que controla a inflação, mas a gente sabe o que vai acontecer: o consumo aumenta, a inflação vai aumentar e o governo vai aumentar a taxa de juros para controlar o consumo. Tem sido assim de governo a governo.

O rebaixamento é ruim e é fruto da insegurança do governo e não do esforço de Meirelles cuja autonomia é limitada a aprovação de Temer. Estão aí os exemplos grotescos da falta de capacidade de Temer: manter a indicação de Cristiane Brasil apenas para não se indispor com Roberto Jefferson. Ele pensa que o mundo não vê isso.

Pesquisa diz que 70% dos brasileiros não usam filtro solar todo dia e 80% não sabem quanto aplicar

Pelo 4º ano seguido, pesquisador Lucas Portilho, especialista em proteção solar, lidera o maior e mais abrangente balanço sobre hábitos brasileiros em relação ao uso do fotoprotetor. Dados deixam a comunidade médica e ANVISA em alerta, já que aumentou o número dos que não aplicam filtro diariamente

Apesar da necessidade de fotoproteção ser assunto constante na mídia, o número de brasileiros que não aplica protetor solar diariamente aumentou drasticamente deste 2014 e já chega a quase 3/4 da população, segundo pesquisa liderada pelo consultor e pesquisador em Cosmetologia Lucas Portilho, farmacêutico e diretor científico do Instituto de Cosmetologia e Ciências da Pele. De acordo com os números, 72,5% da população não aplicam o fotoprotetor diariamente — em 2016, esse percentual era de 65%, em 2015 de 53% e em 2014 de 57%.

“Essa redução no uso diário do filtro mostra que a conscientização não convenceu a população a usar correta e diariamente o fotoprotetor. Talvez pelo alto custo e situação de crise financeira que se instaurou, a proteção solar ficou como segundo plano de consumo”, conclui o pesquisador, que atua desenvolvendo fotoprotetores há mais de 11 anos. “Vale lembrar que o Brasil é um dos países com maiores índices ultravioleta do mundo por se localizar numa região tropical do planeta e onde a exposição solar é uma cultura que está comumente associada a hábitos saudáveis; o que, como já se sabe, nem sempre é verdade”, completa. Para a pesquisa, foram entrevistadas 1793 pessoas de 27 estados brasileiros.

Quanto aplicar? – Lucas explica que, para a pesquisa de 2017, foi adicionada uma nova pergunta sobre a aplicação correta da quantidade de fotoprotetor. “80% dos brasileiros não têm a mínima ideia de quanto aplicar, portanto mesmo a proteção de quem usa fotoprotetores fica comprometida, pois sem saber o quanto aplicar, uma pessoa pode usar achando que está com proteção quando na verdade está desprotegida”, afirma Lucas Portilho.
Radiação UVA e Bronzeamento — Apesar disso, de acordo com Lucas Portilho, a pesquisa revelou que cresceu a conscientização dos consumidores com relação à importância da proteção UVA e os malefícios do bronzeamento. “O número de pessoas que ignora a proteção UVA ao comprar um filtro vem diminuindo ano a ano de acordo com a pesquisa: representava 71% em 2016, 51% em 2015 e 50% em 2017. Com relação ao percentual das pessoas que ainda consideram o bronzeamento uma prática saudável, os números foram: 37% em 2015, 15% em 2016 e 21% no último ano”, explica.

Lucas ressalta que a radiação UVA está presente na natureza em níveis muito maiores e mais expressivos que a radiação UVB (que causa queimaduras solares), e embora menos energética, é uma das mais perigosas. “Diferente da UVB, a radiação UVA atravessa vidros e janelas e penetra profundamente na pele, chegando até a derme, camada mais profunda da pele e onde se localizam as fibras de colágeno e elastina, gerando uma quantidade altíssima de radicais livres. Os radicais livres gerados por esta radiação causam aumento da degradação das fibras de colágeno e elastina, que dão sustentação à pele, sendo as principais responsáveis pelo fotoenvelhecimento, incluindo rugas, linhas de expressão, flacidez e manchas”, conta o especialista.

Câncer de pele — De acordo com dados da SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia), o Brasil registrou em 2016, aproximadamente, 3973 novos casos de câncer de pele. Estes dados justificam uma maior atenção das autoridades para a questão da fotoproteção uma vez que o câncer de pele já se tornou um problema de saúde pública no país. “A estimativa de casos em 2016 é de 175.760, sendo 80.850 homens e 94.910 mulheres”, alerta o pesquisador.
Hábitos e uso do filtro — A pesquisa ainda demonstrou hábitos dos consumidores com relação ao uso do filtro solar:
- 72% dos entrevistados não reaplicam o fotoprotetor, percentual maior que em 2016 (69% em 2015);
- quase 2/3 da população (63%) não utiliza o produto em dias nublados (50% 2016 e 74% em 2015);
- FPS 30, 50 e 60 são os preferidos dos usuários;
- apenas 10% consultam o dermatologista para indicação do melhor filtro (6% em 2016 e 13% em 2015);
- 34% aplicam o produto apenas no rosto (32% em 2016 e 53% em 2015);
- 43% se expõem ao sol apenas pela manhã por acreditar ser o horário mais seguro (41% em 2016 e 52% em 2015);
- apenas 5% utilizam roupas para se proteger do sol (7% em 2016 e 10% em 2015).
Por meio dos números, o pesquisador analisa que ainda são necessárias medidas de larga escala para esclarecer à população sobre os malefícios da radiação UV, principalmente no que diz respeito à radiação UVA, e que ainda se fazem necessárias campanhas de conscientização sobre o uso correto dos filtros solares.

Aplicativo encaminha mais de 235 mil pessoas para vagas de emprego

O aplicativo Sine Fácil encerrou 2017 com saldo positivo. No total, 235.601 trabalhadores foram encaminhados para vagas de emprego por meio da plataforma, que é gratuita e pode ser utilizada em Smartphones com sistema Android e IOS. Desde maio do ano passado, quando foi lançado, trabalhadores de todo o país passaram a procurar entrevistas de emprego e se candidatar por meio desse recurso digital.

São Paulo foi o estado líder em geração de oportunidades pelo Sine Fácil, com 83.816 vagas, seguido de Paraná, com 28.816. A Bahia ficou com o terceiro lugar no ranking, com 22.611 encaminhamentos (veja tabela completa abaixo).

O ministro do Trabalho em exercício, Helton Yomura, salienta que o aplicativo é mais uma das ações do governo federal em prol do emprego formal no Brasil. “A ferramenta faz parte de um pacote de serviços digitais que auxiliam o trabalhador, como a Escola do Trabalhador, o Seguro Desemprego Web e a Carteira de Trabalho Digital”, enfatiza Yomura. O ministro acrescenta que a pasta criou o aplicativo após identificar que havia vagas disponíveis no mercado, mas as informações não chegavam ao conhecimento de quem estava em busca de uma colocação.

Sobre o Sine Fácil – A ferramenta foi desenvolvida pela Dataprev. É possível acessá-la por meio das lojas de aplicativos dos sistemas operacionais. Desde o seu lançamento, mais de 822 mil downloads do aplicativo foram feitos. Para poder utilizá-lo, o trabalhador precisa ter um código de acesso (QR Code), que pode ser obtido no portal Emprega Brasil (https://empregabrasil.mte.gov.br/) ou nas unidades de atendimento do Sine.

Confira os encaminhamentos, por estado, em 2017:

Estados

Encaminhados

Acre

34

Alagoas

743

Amapá

43

Amazonas

1.887

Bahia

22.611

Ceará

17.376

Distrito Federal

6.490

Espírito Santo

3.581

Goiás

13.407

Maranhão

308

Mato Grosso

1.470

Mato Grosso do Sul

6.385

Minas Gerais

10.917

Pará

829

Paraíba

3.493

Paraná

28.215

Pernambuco

11.767

Piauí

110

Rio de Janeiro

7.524

Rio Grande do Norte

409

Rio Grande do Sul

6.047

Rondônia

742

Roraima

77

Santa Catarina

4.083

São Paulo

83.816

Sergipe

82

Tocantins

3.155

TOTAL

235.601

Bloco Mulher de Todos os Dias animará a semana pré-carnavalesca de Caruaru

Bloco Mulher de Todos os Dias.

Mais uma edição do bloco de Carnaval “Mulher de todos os Dias” será realizada em Caruaru. E para saudar os festejos de Momo com muita folia e cultura popular, o público vai se reunir no dia 3 de fevereiro, a partir das 12h, na Rua dos Expedicionários, com concentração no Bar do Amaro, no Centro. A Orquestra de Frevo Mulher de Todos os Dias será uma das apresentações da 11ª edição do Bloco. Os homenageados deste ano são Maria Clara Amorim, Maria do Carmo Rosal, Agremiação Boi Treme Terra e o frevista Ernando dos Passos.

“O bloco foi criado para resgatar o nosso Carnaval, a cultura pernambucana e valorizar as mulheres de todos os dias, tendo o frevo como o carro-chefe. Felicidade grande em saber que se consolidou no calendário pré-carnavalesco da nossa cidade. Um orgulho para o “Mulher de Todos os Dias” fazer os carnavais de Caruaru e homenagear mulheres que contribuem e contribuíram com o Carnaval e com o desenvolvimento de nossa cidade”, afirmou o presidente do Bloco, Josimar Correia.

Um misto de cultura e tradição vai tomar conta das pessoas que estiverem no evento. Comemorando 10 anos de fundação, o Boi Treme Terra será um dos homenageados. O seu responsável, o corretor de imóveis, Jonatha Tavares, diz que é um orgulho ser convidado pelo Bloco. “O Boi Treme Terra tem a maior satisfação de misturar a cultura do bumba-meu-boi e o boi-bumbá com o frevo, incentivando principalmente as crianças a amarem a cultura do nordeste. É um grande presente receber a homenagem do Bloco que representa a cultura da mulher de todos os dias. O grupo vai recordar e guardar na memória para sempre”, descreve.

“Sinto-me emocionada em receber a homenagem pela primeira vez. Amo essa folia. Meu pai brincou muito o Carnaval e eu e meus irmãos herdamos dele a empolgação desta grande festa. Agradeço a todos que fazem o Bloco Mulher de Todos os Dias pelo convite”, disse Maria do Carmo Rosal, agente de viagens e proprietária da MC Rosal Viagens e Turismo.

A pedagoga e funcionária pública Maria Clara Amorim reverencia o Carnaval como uma festa que celebra a cultura do Estado. “Estou lisonjeada e grata por representar a alegria e força das mulheres sociais e profissionais. Já saí em outros Carnavais e brincava muito na Praça Troça do Bairro Novo, uma tradicional festa de rua. Só tenho a agradecer pela homenagem”, explicou.

“Que orgulho estar sendo reconhecido pela primeira vez. Dobra a alegria em participar no ano em que completo 71 anos de idade. Quero colaborar com o Bloco e preservar esse Carnaval em nossa cidade”, enfatizou o frevista Ernando dos Passos.

O Bloco Mulher de Todos os Dias foi fundado em 2008 pela iniciativa da deputada estadual Laura Gomes para resgatar o Carnaval de Caruaru. “Durante o período carnavalesco as pessoas costumam viajar, mas a gente sempre quis reativar a semana da festa e fazer com que o caruaruense brincasse Carnaval neste período, relembrando as tradicionais comemorações do passado”, concluiu.

Pequenos e médios empresários estão mais confiantes, aponta pesquisa

Os pequenos e médios empresários estão mais confiantes em relação aos negócios brasileiros, em 2018. Ao contrário do que se esperava no ano passado, essa confiança aumentou 3,7% na comparação ao último trimestre de 2017, segundo dados divulgados recentemente pelo Insper. Além disso, de acordo com o Sebrae, 43% dos empreendedores acreditam na melhora da economia este ano.

A pesquisa do Insper também apontou que os pequenos e médios empresários desejam fazer investimentos distintos conforme a necessidade de cada setor, que varia desde a contratação de novos funcionários a investimentos em divulgação e em infraestrutura. No entanto, para a consultora de negócios da S2R, Sônia Sacramento, mesmo com esse otimismo nos negócios é preciso ter cautela. “As empresas devem se planejar, pois mesmo que a economia sinalize melhoras, alguns acontecimentos como a Copa do Mundo podem influenciar esse cenário, já que esse evento afeta positivamente alguns setores, mas também prejudica outros”, comenta. .

Já para quem deseja entrar no mercado empreendedor neste ano, a especialista orienta que é necessário se preparar e elaborar um plano de negócios cuidadoso e realista, pois essa é uma forma de minimizar os riscos a que estão sujeitas as atividades empreendedoras, além de definir a sobrevivência de uma empresa. “As ferramentas de gerenciamento estratégico também são uma solução que pode ser adotada pelo empreendedor, já que possibilitam um melhor entendimento do negócio”, sinaliza a especialista em Gestão Empresarial.

Sônia Sacramento explica ainda que existem algumas estratégias que as empresas podem adotar para manter o seu ciclo de crescimento, entre elas se diferenciar dos concorrentes por meio da inovação de seus produtos e serviços. “Para manter o crescimento, uma empresa também pode diversificar o seu modelo de negócio, ampliando a área de atuação da organização, ”, comenta a especialista.

Inscrições para o Sisu são antecipadas para 23 de janeiro

A abertura das inscrições do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) foi antecipada para 23 de janeiro e vai até o próximo dia 26. O anúncio foi feito pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, nesta quinta-feira, durante coletiva de imprensa em que foi divulgado o resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017.

“Nós recebemos muitas demandas de jovens, estudantes e educadores com relação ao prazo do Sisu. Como conseguimos adiantar em um dia a divulgação do resultado do Enem, também estamos adiantando a abertura do Sisu”, explicou Mendonça Filho, lembrando que, inicialmente, as inscrições começariam no próximo dia 29 de janeiro e iriam até às 23h59 de 1º de fevereiro.

No total, são 239.601 oportunidades em 130 instituições, entre universidades federais, institutos federais de educação, ciência e tecnologia e instituições estaduais.

Com relação à segunda etapa do Sisu, o prazo será de 30 de janeiro a 7 de fevereiro. “Essa é a fase de preparação das matrículas. Os editais e a programação das universidades, evidentemente, não cabe ao MEC alterar. Cada uma tem a sua responsabilidade e a sua competência legal”, afirmou Mendonça Filho.

O Sisu é o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de educação superior oferecem vagas a estudantes com base nas notas obtidas no Enem. O processo ocorre duas vezes por ano e cada candidato pode fazer até duas opções de curso. Podem concorrer estudantes que tenham feito o Enem 2017 e obtido nota acima de zero na prova de redação.

Senha – Para consultar as vagas que serão oferecidas pelas universidades, os estudantes vão precisar da senha na Página do Participante. Quem esqueceu pode fazer a recuperação da senha por meio do site do Enem, na página do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep). Lá, os candidatos têm três caminhos para recuperação da senha: para quem esqueceu apenas a senha, para quem esqueceu a senha e o e-mail e, ainda, para quem esqueceu senha, e-mail e celular.

Secretaria passa a oferecer meditação e Reiki

A Prefeitura de Belo Jardim, através da Secretaria de Saúde, ampliou os serviços oferecidos no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS II). Agora, os serviços de tratamento de saúde mental estão de acordo com a Portaria 633/17, que atualiza o serviço especializado com 134 Práticas Integrativas e Complementares na tabela de serviços do Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES).

Com a ampliação dos serviços, o CAPS II passa a oferecer meditação e Reiki. A iniciativa, que é pioneira na região, é realizada pela psicóloga e coordenadora do centro, Rebecca Brayner. “No município e na região estes tratamentos são vanguardistas e revolucionários, pois quando a gente entende que a saúde vai além do corpo físico, a gente está ampliando a nossa visão. Nós somos o primeiro grupo de meditação em Belo Jardim e o CAPS II é referência na região na oferta destas práticas integrativas”, afirma.

As sessões de meditação são realizadas às quartas-feiras, às 7h30, e as de Reiki às sextas-feiras, às 14h. Os tratamentos são abertos ao público. Para participar, os interessados devem realizar o agendamento, que é feito no próprio CAPS II, que funciona na Avenida Geminiano Maciel, número 45, no Bairro Boa Vista. O interessado deve levar o RG e o Cartão Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS).

Prefeitura restaura 6ª escola na zona rural de Belo Jardim

1

Os alunos do Sítio Serrinha iniciarão o ano letivo em uma escola totalmente restaurada. A unidade de ensino Flor Malaquias, que foi entregue à comunidade esta semana, recebeu reparos nas instalações elétricas e hidráulicas, retelhamento, pintura e uma rampa de acessibilidade. A cerimônia de entrega contou com a presença do prefeito Hélio dos Terrenos e de diversas autoridades da nossa cidade.

Para o prefeito, a missão do município é oferecer educação de qualidade. “Nós entregamos um espaço físico adequado, estamos selecionando os professores e teremos, com certeza, bons resultados. A educação é uma semente que a gente planta para colher no futuro. Os alunos de Serrinha agora têm uma escola pronta para estudar”, comenta.

O secretário de Educação Ricardo Oliveira afirma que está buscando melhorar o ensino da rede municipal. “Começamos pela merenda, que agora tem qualidade e variedade. Fizemos curso de libras e oferecemos capacitações para os gestores. Teremos a seleção simplificada de professores e escolas restauradas. O novo ano letivo será de muitas conquistas na educação de nossa cidade”.

Interne Educação oferece vagas para Curso de Cuidadores de Pessoas

Estão abertas as inscrições para o Curso de Cuidadores de Pessoas da Interne Educação, na Ilha do Leite. As aulas começam no dia 27 de janeiro. O aluno contará com aporte teórico-prático necessário para a qualificação no cuidado adequado de pessoas (adulto, idoso e criança) em diversas situações, como na residência, em instituições de longa permanência (asilos), em clínicas especializadas e em momentos de recreação. Serão quatro módulos, ministrados em quatro sábados, no horário das 8h às 18 h. O valor do investimento por módulo é R$ 75,00.

Para mais informações e inscrições, os interessados devem procurar a Interne Educação, situada na Rua Marquês de Amorim nº 356-B – Ilha do Leite, ou pelos contatos: (81) 3797-9797 ou 98135-1563.