São João de Caruaru tem espaço só para elas!

Nosso São João tem espaços só pra elas. 🙋‍♀💁‍♀💕 Assista ao vídeo e entenda melhor sobre as ações voltadas ao protagonismo feminino e à garantia dos direitos das mulheres. 😉👏

 

#omaioremelhorsãojoãodomundo
#somostodossaojoao

Asma atinge cerca de 20 milhões de brasileiros

A asma é uma doença que não tem cura, mas quando tratada corretamente por meio de terapia medicamentosa, pode ser controlada e ter seus sintomas minimizados. É o que explica o Dr. Ricardo Queiroz, alergista do Grupo São Cristóvão Saúde. No entanto, dados da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI) apontam que 47% das pessoas diagnosticadas não utilizam a medicação de forma regular e 73% delas não seguem todas as orientações médicas para o controle da doença, o que pode agravar o problema.

Transmitida geneticamente, a asma é uma doença provocada por fatores alergênicos (elementos que irritam o sistema imunológico como ácaros, poeira, mofo, fumaça, poluição e algumas substâncias químicas) que desencadeiam a inflamação dos músculos pulmonares e aumentam a produção de muco. Dr. Ricardo Queiroz conta que essa alteração causa o estreitamento da passagem de ar, dificultando sua circulação pelo pulmão. “É o que provoca a sensação de sufocamento, um dos principais sintomas da doença”, frisa.

O Ministério da Saúde estima que essa dificuldade respiratória acometa 20 milhões de brasileiros, sendo que 20% dos casos são considerados graves, ou seja, os sintomas são mais agressivos e a sensibilidade aos gatilhos da doença é maior. “O diagnóstico da asma é clínico, ou seja, é feito por meio da identificação dos sintomas, mas caso seja necessário, o médico pode pedir um exame chamado Prova de Função Pulmonar para eliminar qualquer dúvida existente sobre o diagnóstico”, afirma o especialista.

Com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância de realizar o tratamento corretamente, o relatório das Iniciativas Globais para a Asma (Global Iniciative for Asthma – GINA) lançou neste ano o tema Pare a Asma (S.T.O.P. for Asthma), cuja palavra em inglês representa uma sigla, indicando os quatro passos para o controle da doença:

Sintomas a avaliar;
Testar a resposta obtida com medicação e controle ambiental;
Observar e avaliar o paciente de forma contínua;
Proceder o ajuste ao tratamento e às medidas de controle ambiental.
Os principais sintomas que caracterizam uma crise são: dificuldade para respirar, chiado no peito, tosse seca, respiração rápida e curta, dor no peito e falta de fôlego depois de praticar exercícios. “Essas manifestações costumam ser muito comuns na infância, por causa da maior sensibilidade que o sistema imunológico tem nessa fase. A natação é um esporte que ajuda muito os pequenos, porque a pressão da água faz com que a criança tenha maior expandir o pulmão e respirar”, afirma Cláudia Conti, pediatra do São Cristóvão.

No caso de gestantes, é importante que o tratamento não seja interrompido, caso contrário a pressão arterial da mulher pode ficar elevada, acarretando uma gravidez de risco. Além disso, bebê ainda na barriga da mãe também pode ser afetado pela falta de cuidados contínuos da doença, ocasionando falta de oxigenação e a possibilidade de parto pré-maturo.

A sigla S.T.O.P traz, de forma simplificada, as principais medidas que devem ser tomadas após o diagnóstico ser efetuado. Elas incluem a identificação dos fatores externos que desencadeiam o processo inflamatório e o uso de broncodilatadores. Esses remédios, ao serem aspirados, promovem o relaxamento dos músculos pulmonares e normalizam o fluxo de passagem do ar. Segundo o Dr. Queiroz, existem dois tipos dessa medicação:

De longa duração – utilizadas para manutenção e tratamento contínuo, evitando crises intensas;
De curta duração, também conhecidas como terapia de resgate – têm efeito imediato para o alívio de sintomas mais intensos que os de costume, derivados de uma crise.
Para o alergista do São Cristóvão, parte do problema relacionado ao controle da doença se dá pelo fato de que muitos pacientes ignoram os sintomas brandos da asma, procurando auxílio médico somente quando o quadro já está avançado. “Quando o paciente incorpora em sua rotina todos os cuidados e tratamento necessários, ele terá significativa melhora na qualidade de vida”, finaliza o médico.

Minicurso de microagulhamento integra agenda do Férias no Campus

O mercado de estética segue em avanço e uma das capacitações que serão oferecidas no Férias no Campus, promovido entre 1º e 5 de julho, atinge esse público. Trata-se do Minicurso de Microagulhamento, direcionado para estudantes e profissionais da área de estética e fisioterapia dermatofuncional. A atividade será realizada no dia 2, das 14h às 17h, no Campus II da Asces-Unita.

O microagulhamento, ao furar a pele, faz com que o organismo produza mais colágeno e elastina para restauração do local que recebeu o procedimento. Isso ajuda na reposição dos componentes que são essenciais para a firmeza da pele e para a redução de marcas, rugas e cicatrizes de acne.

De acordo com a professora e fisioterapeuta responsável pelo curso, Simone Monte, é uma oportunidade para se qualificar e competir em um mercado aquecido. “A área tem crescido em relação a estética facial e corporal, devido às práticas de rejuvenescimento da pele e renovação celular”, explicou.

O investimento é de R$ 30 e as inscrições devem ser feitas pelo site www.asces.edu.br.

Serviço

O que: Minicurso de Microagulhamento

Quando: 02/07/19 das 14h às 17h

Onde: Asces-Unita, campus II

Investimento: R$ 30

Mais do que diversão: Alto do Moura também é berço de cultura para turistas neste São João

No período junino, o Alto do Moura, Maior Centro de Artes Figurativas das Américas, vira um grande arraial e é o lugar ideal para quem quer curtir os festejos durante o dia e conhecer um pouco mais da história do barro, consagrado pelas mãos do Mestre Vitalino. Além de dançar um forró arretado, os turistas também podem visitar a Casa Museu Mestre Vitalino e o Museu Mestre Galdino. Na vila, também, é comum encontrar lojas e ateliês dos principais artesãos.

“Para quem aprecia a arte, assim como eu e a minha esposa, estar aqui hoje (sábado) significa além de uma simples diversão. Estamos aprendendo e valorizando o que Pernambuco tem de melhor e mais atraente, que é a arte feita pelas mãos do homem, no caso de Caruaru, a arte do barro”, explicou o advogado Lucas Palhares, que veio de Teresina prestigiar o São João de Caruaru.

A programação abriu o apetite de quem veio almoçar com a família. O forró começou logo cedo, às 12h30, com o Trio Forró D+. Em seguida, o cantor Genaro animou os forrozeiros. A turista Marta Campos, de Natal (RN), elogiou a festa. “É uma sensação indescritível. É como juntar o útil ao agradável. Aqui eu posso degustar o que tem de melhor da culinária tradicional, como o bode. Posso também interagir com a arte e principalmente dançar forró, com toda estrutura e segurança. A Prefeitura de Caruaru está de parabéns pela organização do evento”.

A tarde foi encerrada ao som da banda Capim com Mel que não deixou ninguém parado com um repertório mesclado e com romantismo. A vocalista Suzy Lima destacou a importância do evento para cultura nordestina. “É uma honra cantar no Maior e Melhor São João do Mundo que é sem dúvida, o daqui de Caruaru”, assegurou.

A programação do Alto do Moura continuou no domingo (23) com shows do Trio Fole de Ouro, do caruaruense Elifas Júnior e o cantor Assisão, além da banda campeã do concurso “Vem Cantar Forró”, da TV Asa Branca.

Foto: Alisson Lima

Sesc inicia inscrições para o projeto Brincando nas Férias de julho

Oferecendo atividades de lazer e conhecimento para as crianças de 5 a 12 anos aproveitarem bem o recesso escolar do mês de julho, o projeto Brincando nas Férias do Sesc está com inscrições abertas nas unidades de Arcoverde, Belo Jardim, Buíque, Caruaru, Garanhuns, Pesqueira e Surubim. A criançada vai poder participar de brincadeiras interativas, gincanas e oficinas.

Nesta edição, a iniciativa tem como eixo central o tema “Cultura Maker”, que estimula as pessoas a criarem as próprias ferramentas na resolução de problemas cotidianos. “É o ‘faça você mesmo’. Em todas as atividades, buscamos trabalhar com as crianças qualidades cada vez mais valorizadas, como a proatividade e o senso de colaboração, a partir da criatividade”, explica a coordenadora do projeto em Pernambuco, Jeane Karla Albuquerque.

Em Buíque, que abre a temporada, o Brincando será realizado no período de 1º a 5 de julho. A taxa de inscrição custa R$ 80, mas os dependentes dos trabalhadores do comércio têm desconto e pagam R$ 40. Nos dias 1º, 2 e 4, o horário será das 8h às 12h; nos dias 3 e 5, das 9h às 17h. As inscrições vão até o dia 30 de junho.

Quatro unidades realizam o projeto na semana de 8 a 12 de julho: Arcoverde, Belo Jardim, Caruaru e Surubim. Em Arcoverde, as atividades serão das 10h às 18h e a inscrição custa R$ 160; os dependentes dos trabalhadores do comércio pagam R$ 80. O período de inscrições vai até o dia 9 de julho. Belo Jardim também inscreve as crianças até esta data, que é o segundo dia de atividades. Os momentos de recreação serão realizados das 9h às 16h, todos os dias. A inscrição custa R$ 100, sendo R$ 50 para os dependentes dos trabalhadores do comércio.

A data limite de 9 de julho para as inscrições é a mesma para o Sesc Caruaru. Lá, as atividades serão das 8h às 17h, de segunda a sexta. O preço da inscrição é de R$ 190 para o público geral e de R$ 100 para os dependentes dos comerciários. Já em Surubim, o período para as crianças se inscreverem vai até o dia 5 de julho. Para participar das atividades nesta Unidade, que serão sempre das 9h às 16h, o dependente dos trabalhadores do comércio paga R$ 60 e o público geral R$120.

Em Garanhuns e Pesqueira, o Brincando nas Férias será realizado no período de 15 a 19 de julho. Na primeira, o período de inscrições vai até o dia 12 e a taxa é de R$ 160, com desconto de 50% para as crianças dependentes dos trabalhadores do comércio. As atividades serão sempre das 10h às 16h. Em Pesqueira, as crianças podem garantir vaga para a colônia de férias até o dia 18 de julho. Nesta Unidade, o Brincando será das 8h às 12h e a taxa é de R$ 80, sendo R$ 40 para os dependentes dos comerciários.

Sesc – O Serviço Social do Comércio (Sesc) foi criado em 1946. Em Pernambuco, iniciou suas atividades em 1947. Oferece para os funcionários do comércio de bens, serviços e turismo, bem como para o público geral, a preços módicos ou gratuitamente, atividades nas áreas de educação, saúde, cultura, recreação, esporte, turismo e assistência social. Atualmente, existem 20 unidades do Sesc do Litoral ao Sertão do estado, incluindo dois hotéis, em Garanhuns e Triunfo. Essas unidades dispõem de escolas, equipamentos culturais (como teatros e galerias de arte), restaurantes, academias, quadras poliesportivas, campos de futebol, entre outros espaços e projetos. Para conhecer cada unidade, os projetos ou acessar a programação do mês do Sesc em Pernambuco, basta acessar www.sescpe.org.br

Serviço: Inscrições para o Brincando nas Férias

Sesc Ler Buíque

Data do projeto: de 1º a 5 de julho

Horário: das 8h às 12h (dias 1º, 2 e 4); das 9h às 17h (dias 3 e 5)

Inscrições até 30 de junho

Taxa: R$ 40 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 80 (público geral)

Informações (87) 3855-2230

Sesc Arcoverde

Data do projeto: de 8 a 12 de julho

Horário: das 10h às 18h

Inscrições até 9 de julho

Taxa: R$ 80 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 160 (público geral)

Informações (87) 3821-0864

Sesc Ler Belo Jardim

Data do projeto: de 8 a 12 de julho

Horário: das 9h às 16h

Inscrições até 9 de junho

Taxa: R$ 50 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 100 (público geral)

Informações (81) 3726-1576

Sesc Caruaru

Data do projeto: de 8 a 12 de julho

Horário: das 8h às 17h

Inscrições até 9 de julho

Taxa: R$ 100 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 190 (público geral)

Informações (81) 3721-3967

Sesc Ler Surubim

Data do projeto: de 8 a 12 de julho

Horário: das 9h às 16h

Inscrições até 5 de julho

Taxa: R$ 60 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 120 (público geral)

Informações (81) 3634-5280

Sesc Garanhuns

Data do projeto: de 15 a 19 de julho

Horário: das 10h às 16h

Inscrições até 12 de julho

Taxa: R$ 80 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 160 (público geral)

Informações (87) 3761-2658

Sesc Pesqueira

Data do projeto: de 15 a 19 de julho

Horário: das 8h às

Inscrições até 30 de junho

Taxa: R$ 40 (dependentes dos trabalhadores do comércio) e R$ 80 (público geral)

Informações (87) 3835-1164

UNINASSAU Caruaru com vagas para o FIES 2019.2

A Faculdade UNINASSAU Caruaru está com vagas disponíveis para seleção por meio do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para o semestre 2019.2. As inscrições iniciam na próxima terça-feira (25), seguem até o dia 1º de julho e devem ser realizadas no site do próprio Fies. O resultado será divulgado no dia 09/07.

A UNINASSAU Caruaru oferece opções de Graduação presencial para os cursos de Administração, Arquitetura e Urbanismo, Biomedicina, Ciências Contábeis, Direito, Educação Física, Enfermagem, Engenharia Civil, Engenharia de Produção, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Farmácia, Fisioterapia, Nutrição, Odontologia, Pedagogia, Psicologia, Serviço Social. São ofertados, ainda, os cursos de Ensino Superior Tecnólogos em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Design de Interiores, Gastronomia, Gestão de RH, Gestão Financeira, Logística, Marketing.

No site de inscrição é necessário clicar em “Minha Inscrição” e, em seguida, em “Primeiro Acesso”. Feito isso, o candidato deve informar CPF e data de nascimento. Havendo registro de participação no ENEM e da nota mínima (450 pontos de média das notas nas provas e nota superior a 0 na redação), o sistema pedirá o cadastro de uma senha para posterior acesso e um e–mail pessoal válido para o qual será enviado o link de ativação da conta. Após a validação, o candidato deve retornar ao campo “FiesSeleção”, clicar na opção “Já sou cadastrado” e fazer o login com o CPF e a senha cadastrada. Além dos dados pessoais, será necessário informar os dados dos componentes do grupo familiar e suas respectivas rendas.

A diretora da UNINASSAU Caruaru, Aislane Belo, ressalta que, após o resultado, a Faculdade estará de portas abertas para receber os alunos, oferecendo a eles cursos de qualidade, aliando a teoria e a prática através do ensino, de pesquisas, projetos de extensão e inserção no mercado de trabalho, com ajuda do Núcleo de Trabalhabilidade, Empregabilidade e Carreiras. “Eles ainda contarão com modernos laboratórios e Clínicas-Escolas de Saúde devidamente equipadas”, conclui.

Hoje (25) no Asala: Risoto Mediderrâneo, Petit Gateau e Sorvete de Chocolate Caseiro

O Asala traz três opções especiais do seu cardápio (sendo duas sobremesas), para esta terça-feira (25): o Risoto Mediderrâneo, o Petit Gateau e o Sorvete de Chocolate Caseiro.

O Risoto Mediterrâneo vem com arroz arbóreo, camarões, abobrinha, beringela e pimentões coloridos. O Petit Gateau vem com um bolinho quente de chocolate e sorvete de creme. Já o Sorvete de Chocolate vem acompanhado de geleia de maracujá. Simplesmente fantásticos.

O Asala funciona na Avenida Marcionilo Francisco, na esquina com a Rodrigues de Abreu. De segunda a quinta-feira, está aberto do meio-dia às 22h30. Já às sextas e sábados, do meio-dia às 2h da manhã.

O almoço é servido durante todo o dia.

Artes visuais tem seu espaço na exposição Cores da Terra

Em seu segundo ano, a exposição de arte Cores da Terra, mistura estilos e técnicas das artes visuais e acontece no Galpão da Estação ferroviária, de quarta a domingo, das 17h às 23h. com entrada gratuita.

O projeto foi idealizado e é desenvolvido pelo artista plástico e ceramista Humberto Botão, com curadoria assinada por Carlos Lima e foi aprovado através do edital de São João da prefeitura de Caruaru.
Todas as peças retratam o tema a partir da pintura, posca, escultura em cerâmica e madeira, talha, assemblage e intervenção artística em fotografia.

Além da exposição, este ano a novidade foi o projeto Ateliê Cidade, nele os artistas criam suas obras de arte ao vivo. Uma forma de mostrar ao público como funciona a execução das técnicas para a criação de cada peça. O projeto também contempla a acessibilidade, já que todas as obras estão descritas em braille e os monitores estão capacitados para realizar audiodescrição das obras.

_”Uma forma de inclusão e mais uma possibilidade de apresentar a arte dos nossos artistas a todos os públicos”_, ressaltou Humberto Botão, organizador da exposição.

A exposição vai até o dia 30 de junho e hoje acontece a última intervenção do projeto Ateliê Cidade.

Dia do Bacamarteiro é celebrado no Dia de São João

No dia 24 de junho, quando é celebrado o Dia de São João pelo calendário católico, em Pernambuco é também o Dia do Bacamarteiro. A data especial foi comemorada em Caruaru nesta segunda-feira com um encontro de grupos no Estádio José Luiz de Lacerda (Lacerdão), onde cerca de 1280 bacamarteiros, de 15 cidades, participaram nas apresentações dos 37 batalhões que compareceram ao evento, do modo que eles mais gostam de celebrar: dando tiros de bacamarte.

Após as apresentações, os grupos seguiram em desfile pela Avenida Agamenon Magalhães, com muito forró pé de serra levado pelos batalhões, em direção à Estação Ferroviária. No local, um outro “batalhão” aguardava ansioso a chegada dos bacamarteiros que foram vistos passando pela avenida: o de turistas e visitantes. No Polo dos Brincantes (da estação) uma homenagem foi realizada para o saudoso bacamarteiro José Galvão, do Batalhão 16, de Lagoa de Pedra, zona rural de Caruaru, e todos os grupos receberam troféus de participação com a foto do homenageado.

“É uma emoção muito grande para mim e toda família poder estar aqui, mais uma vez, participando desse desfile na avenida. Eu só tenho a agradecer à Fundação de Cultura. É muito importante manter a tradição do meu pai, por isso eu cuido do Batalhão 16, junto com minha irmã e meus parentes”, declarou José Galvão Filho, ao receber a estatueta das mãos do Presidente da Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru, Rubens Júnior.

O encanto se via no olhar de cada pessoa que observava o enorme cortejo dos componentes em seus trajes típicos na cor predominantemente azul, com lenços vermelhos no pescoço, chapéus e bacamartes nas mãos, como a carioca Rosimery Gomes. “Eu fiquei emocionada quando me deparei com esse batalhão enorme. Eu não sabia que existia bacamarteiro. E essa quantidade que foi, eu fiquei impressionada. Acabei tirando muitas fotos para guardar esse momento”, afirmou Rosimery Gomes.

Para a caruaruense Edileisa Maria Feitosa, de Lajedo do Cedro, zona rural de Caruaru, a emoção foi a mesma da carioca Rosimery. Ambas puderam ver pela primeira vez um encontro como esse. “Eu nunca tinha vindo nesse desfile. Para mim foi a primeira vez. Eu acho muito linda essa a tradição que se passa de pai para filho. Inclusive, meu marido está participando de um batalhão e eu quero ver meu filho participando também no ano que”, ressaltou.

*O que diz a tradição?*
De acordo com a lenda, os caruaruenses que lutaram na Guerra do Paraguai retornaram dando tiros para festejar a vitória e daí teria surgido os bacamarteiros, uma tradição mais antiga que o próprio município de Caruaru. O bacamarte, segundo o historiador José Urbano da Silva, é um arma criada pelos espanhóis no final do século XVII, nomeada pelos franceses como “Bacamarte”, utilizada também pelos ingleses nos processos de colonização.

A arma chegou ao Brasil no final do século XIX, durante o processo do Brasil contra o Paraguai na guerra, em 1865. Segundo o historiador, é uma arma que não serve para o combate, pois, por mais habilidade que o armamentista tenha, se demora pelo menos dois minutos para carregá-la, então não serve para combate. É uma arma pouco letal, que serve para se utilizar “de assalto”, ou seja, numa estratégia de invasão, onde o que se destaca é o estampido que “assombra” o inimigo.

Sobre a vestimenta dos participantes dos batalhões, o tecido de brim azul é uma mudança feita na estética do cangaço por Lampião, que após um encontro com Padre Cícero em 1926, no Juazeiro, fez uma promessa ao padre e à Nossa Senhora da Conceição, e a partir daí começou a utilizar a cor como proteção e apoio imaginário ao manto de Nossa Senhora. Antes, a cor utilizada pelo bando era o brim bege, mais fácil de se camuflar na caatinga.

Mais de 53,5 milhões de pessoas já se vacinaram contra a gripe

Dia D de vacinação contra a gripe no Leme, na zona sul do Rio de Janeiro.

Mais de 53,5 milhões de pessoas dos grupos prioritários, entre eles, professores, gestantes, profissionais das forças de segurança de salvamento, crianças e idosos, procuraram os postos de saúde, onde se vacinaram contra a gripe, até essa segunda-feira (24). Também foram vacinadas 5,6 milhões de pessoas que não integram os grupos prioritários.

De acordo com o Ministério da Saúde, os dados mostram ainda que 18 estados e o Distrito Federal conseguiram vacinar 90% do público-alvo. No total, foram distribuídas 59,5 milhões de doses para todo o país. Os grupos prioritários tiveram entre os dias 10 de abril e 31 de maio para se vacinar com exclusividade.

“Apesar de atingir a meta nacional, nem todos os grupos conseguiram alcançar os 90% de cobertura: crianças (82,8%), gestantes (81,8%), pessoas com comorbidades (86,3%), profissionais das forças de segurança e salvamento (48,5%) e população privada de liberdade (74,8%) ficaram com a vacinação abaixo do ideal. Isso significa que mais de 2,6 milhões de crianças e 3,8 milhões de gestantes deixaram de se vacinar”, informou o ministério.

Atingiram a meta de vacinação os trabalhadores de saúde (90%), puérperas (103,4%), indígenas (95,2%), idosos (98,2%), professores (104,4%) e funcionários do sistema prisional (124,2%).

Quanto à cobertura vacinal nos estados, oito não alcançaram a meta de 90%: Acre (86,7%), Bahia (86%), Rio de Janeiro (86,9%), São Paulo (84,7%), Paraná (86,9%), Santa Catarina (86,8%), Rio Grande do Sul (86,5%) e Mato Grosso do Sul (89,8%).

Deputado estadual Marco Aurélio é denunciado por agressão física e psicológica à esposa

O deputado estadual pelo PRTB, Marco Aurélio, líder da oposição e da bancada evangélica, foi acusado de agressão física e psicológica por sua esposa, uma administradora de empresas que preferiu não se identificar. Segundo relato da mulher, após uma discussão neste domingo (23) à noite, Marco Aurélio teria a empurrado e ela bateu com a cabeça e o quadril no chão. Em seguida, o suposto agressor a teria jogado em cima da cama. Um boletim de ocorrência foi registrado na Delegacia da Mulher, no bairro de Santo Amaro, área central do Recife, ainda no domingo (23), mas nesta segunda-feira (24) a esposa voltou à delegacia para registrar a queixa.

Acusado e vítima estavam casados há três anos. Segundo a esposa do deputado estadual, não é a primeira vez que Marco Aurélio a teria agredido. “Foi muito difícil para mim tomar essa decisão. Já passei por outras situações semelhantes mas não tive coragem (de denunciá-lo). Sempre pensava que ele poderia mudar mas com o passar do tempo ele foi ficando cada vez mais hostil, grosseiro, exaltado, agressivo e sempre me intimidando”, contou a vítima em entrevista nesta segunda-feira (24) pela manhã.

Ainda segundo relato da vítima, a violência doméstica teria começado com agressões verbais e “de um tempo para cá”, iniciaram as agressões físicas. “Em outras situações, ele estava sob efeito do álcool, mas ontem não. Ele me deu um empurrão sem necessidade, por uma bobagem. Em outras situações já aconteceu dele me deixar marcas no corpo. Então eu vim pedir ajuda porque cheguei a uma situação que não quero que se prolongue. Quero acabar com esse sofrimento”, disse.

A esposa de Marco Aurélio disse que vinha sendo orientada por um advogado a prestar a queixa de agressões anteriores, mas ela havia preferido se resguardar. De acordo com a denúncia, a briga deste domingo teria começado porque a esposa do deputado desconfiou que ele não tivesse ido para o restaurante o qual ele teria informado e ela o questionou. A partir de então, teria sido iniciada a discussão. O deputado estadual é um dos nomes cotados para se candidatar à Prefeitura do Recife nas eleições para prefeito no próximo ano, como opção de oposição à atual gestão.

Em nota, a Polícia Civil informou que registrou uma ocorrência de Vias de fato por violência doméstica/familiar e instaurou um inquérito policial para apurar toda a extensão do fato narrado pela vítima. “Maiores informações não podem ser repassadas para preservar a identidade da mesma e sua segurança”, declarou a comunicação da polícia civil.
Em nota, o deputado estadual confirma a briga após o casal sair da igreja mas refuta a acusação de violência doméstica. Ele diz também que a esposa o teria agredido e o chamado de “mentiroso”. Confira a nota na íntegra.

“Hoje à tarde fui surpreendido pela imprensa por declarações da minha ex-companheira que haveria procurado a delegacia da mulher apesar da mesma numa entrevista dada a TV CLUBE afirmar: ‘eu não tenho marcas, possa ser que apareça depois, mas agora não tenho’. Em respeito aos meus eleitores e à sociedade pernambucana venho esclarecer o seguinte: na noite de ontem, após chegar da Igreja tive uma discussão com minha então companheira de 3 anos, Elizabeth, e resolvi encerrar o relacionamento, saindo de casa após ser agredido verbalmente pela mesma. Essas discussões vêm há algum tempo ocorrendo e eu sempre alertando a mesma para que encontrasse um ponto de equilíbrio. Infelizmente, domingo à noite encerrei a relação. Ao sair de casa deixei claro que aquela era nossa última vez juntos e que hoje (segunda, dia 24) meu advogado iria contatá-la para que na terça fossem tomadas as medidas jurídicas. Para encerrar que deixar claro o meu total apoio a Lei Maria da Penha. Atitudes iguais as que estou passando servem como desserviço a todas mulheres que sofrem violência doméstica e familiar. Assim foi que aconteceu os fatos. Quem me conhece sabe quem eu sou. Tenho duas ex mulheres e uma filha. Atenciosamente, Marco Aurélio – DEP ESTADUAL”.