Artigo: Integração de processos é a chave para as micro e pequenas empresas irem mais longe

*Virgínia Gonçalves

Os gestores de pequenas empresas acreditam firmemente que sua maior ameaça é a concorrência. Mas o que poucos se atentam, é que na grande maioria das vezes, o ‘inimigo’ está mais perto do que se imagina, na forma de uma administração corporativa ultrapassada, lenta e cheia de gargalos, que impede o crescimento e a evolução dos negócios.

Isso porque em inúmeros casos, a gestão dessas empresas se baseia em ferramentas pouco eficientes, como planilhas, listas e tabelas, que são de uso exclusivo de cada setor, seja vendas, compras, estoque, entre outros. Dessa forma, as informações, que juntas podem ser correlacionadas e gerar insights importantes para guiarem decisões críticas, como corte de gastos ou aumento de produção, ficam limitadas à cada área, de forma isolada.

Por outro lado, o pequeno empresário sente a cada dia, a crescente necessidade de ter informações de todos os processos, de vendas à contabilidade, realizados no dia em tempo real e com acesso rápido, consolidados em apenas uma única fonte de consulta, sem ter que visualizar inúmeras planilhas diferentes, e cruzar seus dados para se chegar a uma conclusão.

A semelhança dos dois cenários descritos acima é a urgência do uso de soluções de gestão, ou ERPs, capazes de integrar toda etapas e processos, e assim possibilitar que os diferentes setores que compõem a empresa conversem entre si. Isto porque a integração dos processos corporativos permite reunir todos os dados operacionais, administrativos e gerenciais em um único sistema, o que garante o fácil acesso a informações distintas e resultados de negócios, mas que se complementam.

Vou dar um exemplo prático de como isso ajuda no dia a dia. Quando um pedido é realizado numa loja e o vendedor imputa essa informação no sistema de gestão, o setor de estoque já é “avisado” sobre isso para dar a baixa no produto. O financeiro, por sua vez, também recebe a informação e já emite a nota fiscal com todos os dados, juntamente com o boleto para que o cliente possa efetuar o pagamento. Tudo de forma automática. Isso viabiliza o acesso rápido à informações seguras e atualizadas para tomada de decisão.

Dentre as muitas outras vantagens da integração de processos, pode-se destacar ainda o fim do retrabalho manual e a eliminação de procedimentos repetitivos, como a replicação de números em diferentes planilhas, uma vez que ela permite automatiza o compartilhamento dos dados por entre as diferentes áreas da companhia. Dessa forma, também diminui consideravelmente os erros de digitação causados por intervenção humana, já que só é preciso colocar a informação uma única vez no sistema, para que ela seja replicada para os demais setores.

Por fim, mas não menos importante, ao integrar os processos corporativos é possível aplicar Inteligência Analítica, ou Business Analytics (BI), às operações de cada empresa, por meio da comparação dos dados de cada setor, cada operação e até mesmo em relação aos resultados de cada dia, mês ou ano. Com isso, as companhias aumentam ainda mais o controle sobre metas comerciais a serem batidas, prazos de pagamento e recebimento, além de antecipar períodos mais fortes ou fracos de vendas, impactando o fluxo de caixa.

Afinal, o BI já é uma tendência em todo o mercado global, e pode ajudar os gestores a encontrar novas oportunidades, e até indicar o melhor momento para ser mais agressivo em uma negociação. Dessa forma, as pequenas empresas podem manter padrões de competitividade compatíveis até mesmo com as grandes organizações dos setores onde atuam.

Para as pequenas empresas, portanto, os benefícios obtidos por meio da gestão integrada dos processos de negócios podem ser um fator fundamental, constituindo a diferença entre sobreviverem ou serem engolidas pela concorrência.

*Virgínia Gonçalves é gestora comercial da filial Jiva São Paulo

Curso de Marketing Digital para jornalistas começa 2018 em São Paulo e Campinas

O curso de Marketing Digital para jornalistas, ministrado por Almir Rizzatto, terá novas turmas em 2018. E as duas primeiras já têm datas e locais definidos: 19 e 20 de janeiro, em São Paulo-SP, e 23 e 24 de fevereiro, em Campinas-SP.

Em pouco mais de um ano, mais de 200 profissionais fizeram o treinamento. Almir Rizzatto realizou nove turmas em São Paulo, uma no Rio de Janeiro, uma em Brasília e a última em Belo Horizonte.

“É gratificante ver que os jornalistas estão se abrindo ao Marketing Digital. Eles vêm percebendo que é possível, sim, trabalhar com algo que não seja apenas o jornalismo em si. Há muitas possibilidades de atuação e o mercado precisa de profissionais como nós”, afirma o instrutor.

Durante as 16 horas de treinamento, Almir Rizzatto mostra os conceitos do Marketing Digital e de que forma os jornalistas podem trabalhar e até empreender neste universo online. E também são apresentadas diversas ferramentas e aplicativos, o que torna o curso altamente prático.

“Outro ponto importante do curso é sobre a precificação. Inclusive muitos jornalistas que já prestam algum tipo de serviço, como de gestão de redes sociais, têm dúvidas sobre o valor que estão cobrando dos clientes. Além disso, existe a dificuldade de montar uma proposta comercial, e resolvo isso oferecendo aos alunos um modelo muito completo e profissional.”

- Turma 13: São Paulo – 19 e 20/01/2018

- Turma 14: Campinas – 23 e 24/01/2018

Curso de SEO para jornalistas terá nova turma em fevereiro

O curso de SEO para jornalistas foi criado por Almir Rizzatto neste ano, com o objetivo de ir além do conteúdo apresentado no treinamento de Marketing Digital. É altamente indicado para quem já trabalha com conteúdo web ou deseja atuar com isso.

Já ouviu falar, mas não sabe o que é? Resumidamente, SEO é um conjunto de técnicas para fazer com que sites, páginas e textos (artigos, posts, releases…) tenham bom posicionamento orgânico nos buscadores, como o Google.

A primeira turma de 2018 será em 17/02. Confira aqui as informações!

Sobre Almir Rizzatto

Jornalista, diretor da agência RZT Comunicação, consultor e especialista em Marketing Digital e SEO. Possui pós-graduação em Comunicação Empresarial, Relações Públicas e Marketing pela Faculdade Cásper Líbero, de São Paulo-SP.

É colunista do portal Comunique-se e instrutor de cursos, entre eles “Marketing Digital para jornalistas” e “SEO para jornalistas”.

Através dos treinamentos, já capacitou mais de 200 profissionais.

www.almirrizzatto.com.br

Festa de Nossa Senhora da Conceição

No último dia 29 de novembro teve início a Festa de Nossa Senhora da Conceição, em Caruaru, com o tema ‘Caminhando com Nossa Senhora da Conceição, queremos chamar os Leigos (as) a uma maior participação na Igreja’. As festividades irão até o próximo dia 8 de dezembro e a programação conta todas as noites com a recitação do terço, às 19h, em seguida celebração da Santa Missa e quermesse.

No dia da festa a programação será a seguinte:
08/12 – Dia solene de Nossa Senhora da Conceição.

6:00 – Alvorada Festiva e Oficio de Nossa Senhora.
6:30 – Celebração Eucarística, Celebrante: Padre Francisco Xavier,
Coral: Nossa Senhora da Conceição.
10:00 – Celebração Solene, celebrante: Mons. Olivaldo Pereira – Vigário Geral da Diocese de Caruaru, Coral: Nossa Senhora Aparecida.
12:00 – Repique dos sinos e girandolas.
17:30 – Reza do Santo Terço.
18:00 – Celebração de Encerramento, Celebrante: Dom Bernardino Marchió – Bispo de Caruaru, Coral: Shekinah e em seguida procissão luminosa com a Imagem de Nossa Senhora da Conceição, por algumas ruas da cidade de Caruaru.

Maia admite dificuldade em obter votos para aprovar Previdência e não marca data

Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), reafirmou hoje (6) que ainda não é possível votar a reforma da Previdência, pois todos os partidos estão com dificuldade para reunir votos. Segundo Maia, a data de votação da reforma só será marcada depois do convencimento de um número significativo de deputados a favor da proposta.

“Não dá para votar essa matéria, ela é muito importante, ela tem impacto muito forte nas expectativas da sociedade. E a gente ir para uma votação com clareza de derrota, apenas para ter uma data, a gente vai estar gerando uma sinalização de que não há na Câmara uma responsabilidade fiscal majoritária”, disse Maia.

Para que a proposta de emenda à Constituição (PEC) que altera as regras de acesso à aposentadoria seja aprovada, são necessários pelo menos 308 votos entre os 513 deputados. O resultado majoritário de dois terços do plenário deve ser repetido em dois turnos de votação.

O presidente da Câmara disse que a maioria favorável à reforma até existe, mas ressaltou que as circunstâncias e tudo o que ocorreu ao longo do ano, como a análise das denúncias contra o presidente Michel Temer, acabaram “gerando um certo desconforto dos parlamentares”.

Para Maia, divulgar balanços parciais dos números de votos alcançados até o momento não ajuda no processo de convencimento dos deputados. Ele defendeu também que o PSDB se manifeste logo sobre o posicionamento da bancada. “O PSDB precisa dizer é se é contra, ou a favor, e quantos [deputados] são a favor pra que a gente possa entender se tem ambiente pra votar a matéria. Eu não votaria essa matéria com uma expectativa de derrota”, disse.

Maia participou, na manhã de hoje, de café da manhã oferecido pelo presidente Michel Temer no Palácio da Alvorada para tratar da reforma. Ele disse que, até o momento, não havia o número necessário de votos. Os líderes partidários voltam a se reunir, ainda nesta quarta-feira, com Temer em um jantar para continuar as articulações em torno do tema.

MPF denuncia Graça Foster e Guido Mantega por prejuízos à Petrobras

Vladimir Platonow – Repórter da Agência Brasil

O Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro denunciou, por improbidade administrativa, a ex-presidente da Petrobras Graça Foster e o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, por manipulação de preços de combustíveis e consequente prejuízo bilionário à estatal. A informação foi divulgada em nota, nesta quarta-feira (6), pela assessoria do MPF.

Além de Graça e Mantega, são denunciados na ação civil pública, por condução indevida de preços da gasolina e do diesel, outros cinco ex-integrantes do Conselho de Administração da companhia: Miriam Belchior, Francisco Roberto de Albuquerque, Luciano Coutinho, Marcio Zimmermann e José Maria Ferreira Rangel.

De acordo com o MPF, parte dos membros do Conselho de Administração à época, principalmente os indicados pelo governo, deliberaram, entre o final de 2013 e outubro de 2014, por manter uma política de retenção de preços dos combustíveis e a defasagem em relação ao mercado internacional, contrário aos interesses da Petrobras.

“Em realidade, eles atuavam segundo orientação do governo federal, que intentava segurar a inflação, tendo em vista as eleições presidenciais de 2014”, destacaram os procuradores da República Claudio Gheventer, Gino Augusto de Oliveira Liccione, André Bueno da Silveira e Bruno José Silva Nunes, autores da ação.

O MPF quer ainda que a União, acionista controladora da Petrobras, seja condenada a ressarcir a estatal por usá-la indevidamente para combater a inflação.

“Estima-se que essa política de retenção de preços, que provocou grande defasagem entre o preço de importação da gasolina e do diesel e o preço de venda desses produtos no mercado interno, causou um prejuízo de dezenas de bilhões de reais, sendo, junto com as perdas sofridas em razão da corrupção que assolou a companhia, desvendada pela Operação Lava Jato, uma das causas da grave crise financeira enfrentada pela Petrobras nos dias atuais”, concluíram os procuradores.

Poupança tem melhor resultado para novembro em quatro anos

Wellton Máximo – Repórter da Agência Brasil

Depois de ter registrado retirada líquida (mais saques que depósitos) em outubro, a caderneta de poupança voltou a atrair o interesse dos brasileiros em novembro. No mês passado, a captação líquida (depósitos menos retiradas) somou R$ 3,92 bilhões, informou hoje (6) o Banco Central. O resultado é o melhor para meses de novembro desde 2013, quando os depósitos tinham superado as retiradas em R$ 6,38 bilhões.

Apesar do desempenho positivo em boa parte deste ano, as retiradas continuam maiores que os depósitos em 2017. De janeiro a novembro, a caderneta de poupança registrou saques líquidos de R$ 2,25 bilhões. Mesmo assim, esse foi o melhor resultado para o período desde 2014, quando a aplicação tinha registrado captações líquidas de R$ 18,61 bilhões.

Até 2014, os brasileiros depositavam mais do que retiravam da poupança. Naquele ano, as captações líquidas chegaram a R$ 24 bilhões. Com o início da recessão econômica, em 2015, os investidores passaram a retirar dinheiro da caderneta para cobrirem dívidas, num cenário de queda da renda e de aumento de desemprego.

Em 2015, R$ 53,5 bilhões foram sacados da poupança, a maior retirada líquida da história. Em 2016, os saques superaram os depósitos em R$ 40,7 bilhões.

A poupança voltou a atrair recursos mesmo com a queda de juros. Isso porque o investimento voltou a garantir rendimentos acima da inflação, que está em queda. Nos 12 meses terminados em novembro, a poupança rendeu 6,43%. O Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA)-15, que funciona como uma prévia da inflação oficial, acumula 2,77% no mesmo período, no menor nível para o período desde 1999. Na sexta-feira (8), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga o IPCA cheio de novembro.

Roupa com proteção solar está em ascensão no país

Moda com proteção solar. Ao que tudo indica, essa é uma tendência que veio para ficar. Com temperaturas cada vez mais elevadas, contar apenas com o protetor solar parece não ser a melhor solução. Foi pensando nisso que a Litoraneus, referência nacional na fabricação de roupas e acessórios com proteção UV, desenvolveu um tecido com tecnologia capaz de absorver até 90% dos raios solares.

A ideia surgiu em 2010, quando a família Lima saía para velejar pelos mares de Recife, Pernambuco. A família, que trabalhava com confecção de roupas esportivas desde 1986, se preocupava com a exposição ao sol. “Percebemos que só o protetor solar não era suficiente. Como já tínhamos experiência em confecção, resolvemos desenvolver junto aos nossos fornecedores um tecido com FPU 50+ permanente, que não sai com as lavagens”, lembra Neto Lima, Diretor Comercial.

A preocupação faz todo sentido. O câncer de pele é o mais frequente no Brasil e corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia – SBD, são cerca de 176 mil novos casos por ano no país. Entre as principais causas estão a exposição excessiva à radiação ultravioleta do sol, e, em menor escala, até a lâmpadas fluorescentes, em ambientes fechados.

Sabendo disso, a família Lima se dedicou a desenvolver roupas e acessórios com proteção, mas sem abrir mão do gosto pela moda. “Nossos produtos são desenvolvidos pensando no dia a dia das pessoas, e não apenas no momento em que elas estão na praia ou praticando atividades físicas a céu aberto. Unimos os benefícios da proteção UV ao nosso antigo gosto pela confecção”, destaca Neto.

Um dos maiores diferenciais da marca é que todos os produtos possuem laudos e são certificados pela Arpansa, o único órgão no mundo responsável por testar fator UV em roupas e acessórios, que fica na Austrália. Dermatologistas se unem aos estilistas para participar do desenvolvimento das coleções, garantindo uma harmonia perfeita entre as duas áreas.

Os produtos atingem tanto as classes sociais A e B quanto C. “O cliente se sente atraído pela beleza das peças e, não se importa em pagar um pouco mais caro pela proteção UV. Ele compra um plus”, confirma. Além disso, há os que compram por necessidade, de acordo com recomendações médicas.

Todo esse cuidado tem impulsionado fortemente a expansão da rede, que atua por meio da licença de marca. Atualmente, são cerca de 100 unidades espalhadas pelas regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste e Sudeste. Os produtos são encontrados exclusivamente nas lojas da rede ou pela loja virtual www.lojavirtuallitoraneus.com.

Em 2016, a rede registrou um crescimento de 40% em seu faturamento em relação ao ano anterior. Em 2017, pretende inaugurar 50 novos pontos de venda e faturar 30% a mais. “Estamos bastante otimistas com o potencial desse mercado. As pessoas estão cada vez mais conscientes da necessidade de proteger e prevenir manchas e doenças causadas pela exposição ao sol”, finaliza. Ao que consta, a crise não está passando nem perto desse setor.

Sobre a licença de marca: A licença inclui dois tipos de formato: quiosque ou loja.

Quiosque:
Investimento total: R$ 40 mil
Taxa de licença: Não há
Estoque: R$ 23 mil
Dimensão: 6 m2
Número de funcionários: 3
Retorno sobre o investimento: 6 meses
Royalties: 6% sobre as compras

Loja:
Investimento total: R$ 70 mil
Taxa de licença: Não há
Estoque: R$ 46 mil
Dimensão: 30 m2
Número de funcionários: 03
Retorno sobre o investimento: 12 Meses
Royalties: 6% sobre as compras

Escola do Trabalhador disponibiliza mais três cursos

Três novos cursos estão abertos à sociedade na Escola do Trabalhador: Análise de investimento, Comunicação escrita para o trabalho e Elaboração de folha de pagamento de empresas, todos no eixo de Gestão e Negócios. Os cursos são gratuitos e podem ser acessados de qualquer computador do Brasil no endereço http://escola.trabalho.gov.br. Não há pré-requisito para cursá-los nem escolaridade mínima exigida.

Segundo o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, o projeto, que ele chamou de “conhecimento sem fronteiras”, deve qualificar profissionalmente cerca de 6 milhões de pessoas em todo o país. “Vivemos na era da revolução digital e estamos conectando o governo federal a essa realidade”.

Desde o lançamento, em 21 de novembro, a plataforma, desenvolvida em parceria com a Universidade de Brasília (UnB), já registrou mais de 127 mil matrículas em todo Brasil.

Os cursos são formados por módulos de aproximadamente 40 horas cada; O número de módulos dependerá da necessidade de cada curso. Cada módulo estará disponível por dois meses, tempo estimado para a conclusão com tranquilidade de todas as atividades. Ao final de cada módulo, o trabalhador passará por uma avaliação que servirá como base para que ele receba o certificado de conclusão daquela fase. Ao concluir todas as etapas, ele será certificado pela UnB.

Ao todo serão disponibilizados 50 cursos, divididos por eixos temáticos, definidos a partir do estudo do mercado de trabalho levando em conta as áreas onde há maior necessidade desses profissionais e falta qualificação. Com base nos dados da Rais e do Caged, a universidade avaliará se os trabalhadores que se qualificaram pela Escola do Trabalhador conseguirão se colocar no mercado de trabalho e se estão atuando na área em que se qualificaram pela plataforma.

Os 15 primeiros cursos disponíveis são:

1. Agenciamento de viagens
2. Criando um negócio de Sucesso
3. Higiene na indústria de alimentos
4. Introdução ao Excel
5. Português básico para o mundo do trabalho
6. Demonstrações contábeis e sua análise
7. Conhecendo o perfil do agente comunitário de saúde e seu processo de trabalho
8. Fundamentos e processos de gestão de Recursos Humanos
9. Segurança da informação
10. Edição e tratamento de imagens
11. Inglês aplicado ao mundo do trabalho
12. Cuidando de pessoas idosas
13 – Análise de investimento
14 – Comunicação escrita para o trabalho
15 – Elaboração de folha de pagamento de empresas

Os demais cursos serão disponibilizados gradualmente até o fim de 2018, de acordo com os dados levantados nas pesquisas sobre as áreas de maior carência de qualificação.

Último Conselho de Segurança Cidadã de 2017 é implantado no bairro Kennedy

A Prefeita Raquel Lyra, junto com a Secretaria de Ordem Pública, vai implantar, no bairro Kennedy, o último Conselho de Segurança Cidadã dos Bairros e da Zona Rural de 2017. “O nosso objetivo é incentivar a participação popular dentro do próprio espaço de convivência da comunidade, desenvolvendo a responsabilidade cidadã. Ninguém faz nada sozinho. Sabemos que a segurança pública é uma questão de todos, compreendemos o papel que o município pode exercer, mesmo com suas limitações, e vamos juntos tornar Caruaru uma cidade mais segura”, destaca a prefeita Raquel Lyra.

Foram cinco CONSECs implantados em Caruaru no primeiro ano de gestão. Primeiro, no bairro Santa Rosa; depois, no 4º distrito da zona rural, bairro do Salgado, 2º distrito da zona rural e, agora, no Bairro Kennedy.

A implantação do Consec do bairro Kennedy será, nesta quarta-feira (06), às 19h, na Paróquia de São Bento, na rua Hermenegildo Francisco da Silva, nº40.

Entenda o CONSEC:

Na implantação do Conselho de Segurança Cidadã dos bairros e da zona rural – CONSEC, através da Secretaria de Ordem Pública (SECOP), é realizada uma reunião ordinária, onde é estabelecido um espaço de diálogo e discussão entre o poder público municipal e os representantes das comunidades (zona rural e urbana), objetivando a rapidez na resolução dos problemas de ordem pública.

A comunidade é responsável pela composição do conselho, que tem seis membros, e, através dessa mesa diretora, os problemas daquele bairro ou distrito serão apresentados através da Secop ao comitê “Juntos pela Segurança”. Este também será responsável pela implantação e monitoramento do Plano Municipal Juntos pela Segurança, em consonância com as ações e atribuições constitucionais dos diversos órgãos da esfera do poder público federal e estadual que atuam na preservação da ordem pública, trazendo, assim, resultados positivos na prevenção à violência em Caruaru.

A cada 30 dias da data de formação do Conselho de cada bairro, a Secretaria de Ordem Pública vai até as comunidades e realiza as reuniões devolutivas, onde são estregues as respostas das demandas.

Atleta do Caruaru City treina nas categorias de base do Corinthians

atleta Caruaru City no Corinthians

Um atleta das categorias de formação do Caruaru City está em período de treinamentos nas categorias de base do Corinthians. O atacante Maycon Aurélio, de 13 anos, de Santa Maria do Cambucá, ficará em observação técnica no atual campeão brasileiro até a próxima sexta-feira (8).

Maycon Aurélio vem sendo vem sendo acompanhado pelos profissionais do Caruaru City há dois anos e meio, através do trabalho desenvolvido pela Escola Furacão Caruaru. Em 2016, ele foi observado pelo Atlético-PR, em Curitiba.