Congresso Nacional de Educação reunirá referências da área em Pernambuco

Entre os dias 17 e 20 de outubro, Pernambuco irá sediar, no Centro de Convenções, em Olinda, o V Congresso Nacional de Educação (Conedu). Uma vasta programação está sendo preparada, contemplando diversas atividades como: conferências, palestras, mesas-redondas, minicursos, apresentações de trabalhos acadêmicos, lançamento de livros, e outras atividades com foco em ações pedagógicas.

Nesta edição, o congresso apresenta como tema “Experiências educadoras: sujeitos, formação e práticas”. Entre os expositores que irão compartilhar suas vivências, estará a Organização Inteligência Relacional, que há mais de dez anos atua de forma pioneira no país com a sistematização de conteúdos de Educação Emocional e Social.

Por meio de uma metodologia é trabalhado o desenvolvimento da empatia, do diálogo, da resolução de conflitos e da cooperação, alicerces da construção de uma Cultura de Paz. Tudo isso está inserido nas diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e visa desenvolver consciência, autonomia e regulação emocional dos alunos e educadores.

O estande da organização terá diversas interações e experiências (IR Experience) para público, além de oficinas sobre temas relacionados à educação socioemocional, a exemplo de “Inspirações que nos nutrem” e “Comunicação não violenta (CNV)”. Haverá também sorteio de brindes pedagógicos durante toda a programação do espaço.

Além disso, o idealizador da metodologia da Inteligência Relacional, professor João Roberto de Araújo, realizará a palestra “Educação Emocional e Social: o impacto e a importância de educar para as emoções diante dos desafios do século XXI”, no teatro Beberibe.

O V Conedu é uma realização do Centro Multidisciplinar de Estudos e Pesquisas (CEMEP) e espera receber cerca de nove mil participantes do Brasil e do exterior durante os quatro dias de evento.

Mendonça Filho faz caminhada no Ceasa-PE ao lado de Armando

Na reta final de campanha o candidato ao Senado pela coligação Pernambuco Vai Mudar, Mendonça Filho, iniciou esta quinta-feira (04/10), com uma caminhada pelo Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa-PE), ao lado dos candidatos ao governo, Armando Monteiro, e ao Senado, Bruno Araújo. Durante todo o percurso Mendonça recebeu declarações de apoios de comerciantes e clientes. “Foi um início de manhã maravilhoso, neste contato com a população que me recepciona sempre com um carinho imenso”, declarou Mendonça.

A comerciante Iris Nascimento, que trabalha há 7 anos no Ceasa, fez foto com Mendonça e declarou seu voto. “O trabalho dele é muito bacana, Mendonça é um homem trabalhador”, pontuou.

Já o vendedor de pimentões Givaldo Nunes quando avistou Mendonça de longe já gritou “o senhor está eleito. Aqui sou Mendonça” e ainda completou, “sempre votei em Mendonça. Ele é um cara simples e que sabe trabalhar. Sempre foi muito atuante. É a melhor opção”, finalizou.

No encerramento da caminhada, o candidato foi parado por um cliente do Centro de Abastecimento, Edvaldo Silvestre, que é morador de Camaragibe e pediu material de campanha de Mendonça para distribuir entre familiares e amigos. “Você é um homem decente, ficha limpa e que faz muito bem seu trabalho. Conheço e gosto de sua trajetória e lá em casa todos vão votar no senhor”, disse Edvaldo para Mendonça.

Estudante de Timbaúba conquista a oitava edição do Ler Bem

São de Timbaúba, Santa Cruz do Capibaribe e Lajedo os três primeiros lugares do concurso de incentivo à leitura, Ler Bem, promovido pela Associação Pernambucana de Atacadistas e Distribuidores. Em primeiro lugar, campeoníssima da disputa que envolveu 130 mil estudantes pernambucanos, ficou a aluna do Centro Educacional Maria Emília Dutra Ferreira Lima, Maria Eduarda Soares Fernandes do Nascimento, 10 anos. Na segunda colocação, veio Jálysson Rafael da Silva Cruz, 9 anos, estudante da Escola municipal João Maria Neto. Em terceiro, ficou Raquel Silva do Amaral, de 9 anos, da Escola Municipal José Braga da Silva. A final da disputa literária aconteceu na tarde desta quarta-feira (3), no Teatro Eva Hertz, na Livraria Cultura do RioMar Shopping.

O presidente da entidade, José Luiz Torres, destacou a emoção de acompanhar a evolução das crianças, que mostraram bastante desenvoltura no palco e emocionaram a plateia. “É gratificante ver um projeto como este, apenas no oitavo ano, ser reconhecido como um dos melhores projetos educacionais do Estado. Quero agradecer aos professores, Secretarias de Educação e todos os demais envolvidos, pois, se não fossem vocês, não teríamos aqui, hoje, crianças tão preparadas, seguras e dando um show de leitura.” Torres ainda falou da expectativa para que o concurso cresça cada vez mais, atingindo todo o território nacional.

A disputa final envolve duas etapas. Na primeira, os 15 finalistas leem trechos sorteados do livro adotado para a disputa, no caso, a obra Gente de Estimação, do escritor Pedro Bandeira, da Editora Moderna. A segunda etapa chamou novamente ao palco os estudantes, dessa vez, seis alunos, para, novamente, lerem outros trechos selecionados da publicação. “Quando eu fui selecionada entre os seis alunos que leriam novamente, eu já não acreditei e pensei: como vou subir ao palco e ler de novo?”, confessou Maria Eduarda, que arrancou risadas da plateia.

Os alunos de Bezerros, Casinhas, Lajedo, Quipapá, Santa Cruz do Capibaribe e Timbaúba foram os escolhidos. O vencedor da última edição, Erick Cordeiro, do município de Tabira, subiu ao palco para fazer uma poesia e pontuou o que mudou em sua vida depois que ganhou o Ler Bem. “A minha irmã, Bela, já disse que vai participar no ano que vem. Nós lemos juntos e eu a ajudo a se preparar”, explicou o menino.

“Quero agradecer a todos, meus pais, minhas professoras e à Aspa por me darem a oportunidade de ler novamente para vocês”, finalizou a vencedora. Maria Eduarda ganhou, assim com os outros dois vencedores, um fim de semana no Enotel, em Porto de Galinhas, com familiares e o diretor da escola. Eles vão participar do Encontro Aspa marcado para 23 a 25 de novembro, com shows e apresentações culturais, entre outras atividades.

A final do Ler Bem contou ainda com uma homenagem aos professores dos alunos selecionados para a última etapa do projeto. Docentes da Secretaria de Educação do Recife formaram o júri do concurso. A coordenadora da iniciativa, Nélia Azevedo, anunciou que as inscrições para o nono Ler Bem começam no dia 2 de janeiro de 2019. Este ano, o concurso bateu recorde de inscrições, envolvendo mais de 130 mil estudantes do 4º ano da rede municipal de ensino de mais de três mil escolas de 118 cidades de Pernambuco.

Paulo reforça incentivo à pesquisa científica em Pernambuco

Mais de cem reitores, pesquisadores e professores universitários participaram de reunião na manhã desta quinta-feira (04/10) com o governador Paulo Câmara (PSB), a candidata a vice-governadora Luciana Santos (PCdoB) e o candidato a senador Humberto Costa (PT) em uma cafeteria, no Recife. No encontro, foram debatidos assuntos relacionados ao conhecimento científico e o apoio à pesquisa acadêmica. Uma das demandas do segmento é a possibilidade das universidades locais terem a oportunidade de concorrer aos editais estaduais de maneira conjunta.

“Temos compromisso com a ciência, a tecnologia e a inovação. Não vamos esperar o novo mandato para atender a demanda do consórcio de universidades. Até o fim do ano, vamos dar os passos para que os ajustes legais necessários sejam feitos”, asseverou Paulo.

Segundo o reitor da Universidade Católica de Pernambuco, padre Pedro Rubens, o projeto Pernambuco Universitas é uma maneira inteligente de captar recursos para a pesquisa acadêmica local. “Temos cinco universidades locais trabalhando em parceria. Com isso, nos tornamos mais competitivos ao ampliar a capacidade instalada, número de especialidades e diversidade de profissionais”, destacou o reitor. “Se os editais de pesquisa dos organismos estaduais passarem a aceitar as postulações do consórcio, ao invés das universidades isoladamente mais recursos fomentarão o conhecimento local”, completou Pedro Rubens.

Luciana Santos lembrou que o Brasil passa por um momento decisivo. “Nosso projeto de país não é de extremos. Queremos fortalecer a democracia e avançar assegurando os direitos das minorias e, nesse particular, as universidades, a ciência e a inovação têm um papel fundamental”, frisou a candidata a vice-governadora.

Humberto Costa lembrou que a grande expansão das universidades, sobretudo no interior do Brasil, ocorreu nos Governos Lula. “Não podemos sair de um cenário que já é de restrição de gastos para um momento ainda pior, de abandono da Universidade pública, do incentivo à pesquisa e da educação. Temos que caminhar na direção do resgate do conhecimento e do investimento na evolução das pessoas”, concluiu o senador, candidato à reeleição.

Também estiveram presentes na reunião o vice-prefeito do Recife, Luciano Siqueira (PCdoB), e a secretária estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Lucia Melo.

Case Abreu e Lima ganha escola totalmente reformada

Um novo espaço que demonstra o compromisso de Pernambuco com a socioeducação. Assim foram definidas as novas instalações do anexo da Escola Estadual Pastor Amaro de Sena, que funciona dentro do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Abreu e Lima. O local foi entregue na tarde da quarta-feira (3) pela Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude (SDSCJ) e pela Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), responsável pela administração da unidade. A escola foi totalmente reformada, passando a contar com seis salas de aula, uma sala de professores, uma sala da coordenação, copa, banheiros, campo de beach soccer e dois pátios cobertos. Toda a estrutura é utilizada por socioeducandos atendidos no Case Abreu e Lima.

A obra faz parte de um conjunto de serviços de requalificação da unidade socioeducativa, que tiveram início em novembro de 2017 e contam com um investimento de R$ 1.948.192,52. Ainda durante a solenidade, foram inauguradas as salas de Informática e de Recondicionamento de Computadores, que são usadas para atividades de inserção dos adolescentes internados em cursos profissionalizantes. Também foi entregue a nova lavanderia. A sala de música é outra que já está pronta e será equipada em breve. No primeiro semestre deste ano, a SDSCJ e a Funase já tinham feito a entrega de um novo espaço, com três alas que dispõem de 23 alojamentos para os socioeducandos, além de banheiro adaptado para pessoas com deficiência física, dois halls e quadra esportiva.

Durante o ato de inauguração, o secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Cloves Benevides, exaltou a parceria com a Secretaria Estadual de Educação, que vem possibilitando práticas cada vez mais inovadoras dentro do sistema socioeducativo. “Vemos uma gestão que preza pelo cuidado em organizar a educação no ambiente socioeducativo. A função da escola nesses espaços não é só a transmissão de conteúdo. Ela deve incluir e atrair o jovem. Quando ela atende essa perspectiva transformadora, ela faz educação de fato, ela realiza a socioeducação de verdade”, afirmou, endossado pela presidente da Funase, Nadja Alencar. “Houve um esforço muito grande para fazer isso tudo acontecer. Hoje celebramos o resultado dessa parceria histórica”, disse.

A abertura das instalações foi acompanhada por funcionários do Case Abreu e Lima e de outras unidades da Funase, por socioeducandos e familiares, além de professores e de representantes da Secretaria Estadual de Educação. O local tem capacidade para atender os 221 adolescentes e jovens que estão na unidade, divididos em turmas nos períodos da manhã e da tarde. Todos estão regularmente matriculados na escola. “Aqui está posta a nossa concepção de sociedade, o nosso compromisso com essas famílias e com os socioeducandos”, discursou a gerente de Educação Inclusiva, Direitos Humanos e Cidadania da Secretaria de Educação, Vera Braga, que, na ocasião, fez a entrega simbólica de mais de 100 itens que serão doados para a biblioteca da escola.

A tarde foi animada pela Banda Liberdade, composta pelo agente socioeducativo Artur Silva, pelo professor de matemática da escola, Clóvis Benvindo, e por 12 adolescentes internados no Case Abreu e Lima. “Somos pessoas como qualquer um desses meninos que estão aqui e estamos cuidando de pessoas. A existência da banda, que tem dado alegrias para esta e outras unidades, e a entrega das novas instalações desta escola são exemplos da transformação que o Case Abreu e Lima tem vivido”, afirmou o coordenador geral da unidade, Abinoan Barboza. “Estamos dando um passo muito importante para que os socioeducandos estejam inseridos em um ambiente cada vez mais humanizado”, complementou a diretora geral da Política de Atendimento da Funase, Íris Borges.

Imagem: Marcelo Vidal/SDSCJ

TJPE inaugura 2ª Vara da Comarca de São Bento amanhã (5)

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) inaugura, nesta sexta-feira (5/10), às 11h, a 2ª Vara da Comarca de São Bento do Una, no Agreste pernambucano. A solenidade acontece no Fórum Doutor Geraldo de Souza Valença, localizado na Avenida Doutor Manoel Cândido, e contará com a presença do presidente do Judiciário estadual, desembargador Adalberto de Oliveira Melo. O projeto de readequação das salas do prédio foi realizado pela Diretoria de Engenharia e Arquitetura e a reforma da estrutura coube à Diretoria de Infraestrutura do Tribunal.

Instalada no Fórum da Comarca, que possui aproximadamente 453 metros quadrados de área, a nova unidade judiciária contará com sala de audiências, uma secretaria e um gabinete para o juiz. O prédio, onde já funciona a 1ª Vara, dispõe também de um arquivo, um plenário do Tribunal do Júri e salas destinadas aos representantes do Ministério Público, da Ordem dos Advogados do Brasil e da Justiça Eleitoral. O atendimento ao público é realizado das 8h às 17h. A equipe que atuará na unidade é formada pela juíza Priscila Maria de Sá Torres Brandão, um oficial de justiça, e mais cinco servidores sendo quatro na secretaria e um no gabinete da magistrada.

Atualmente, o acervo da comarca corresponde a 6.100 processos que serão distribuídos entre as duas unidades judiciárias. O diretor do Fórum do município, juiz Fernando Rapette, destacou a maior agilidade processual que será conquistada com a inauguração do espaço. “Temos aqui um grande acervo processual, e a Presidência do Tribunal, sensível a essa situação, nos possibilitou a instalação da segunda vara na comarca para que pudéssemos trabalhar com mais celeridade. Quem ganha com isso é o jurisdicionado, com a solução mais rápida de seus litígios e uma Justiça mais eficaz”, afirmou.

Serviço:

Evento: Inauguração da 2ª Vara da Comarca de São Bento do Una
Local: Fórum Dr. Geraldo de Souza Valença
Endereço: Avenida D. Manoel Cândido, s/n, Centro
Horário: 11h

/**/

Dia da micro e pequena empresa: 5 desafios comuns do empreendedorismo

No meu trabalho, ajudo eupreendedores¹, micro e pequenas empresas a estruturar a comunicação da marca e divulgar seus produtos e serviços ao mundo. Mas, ao mesmo tempo, emito boletos e notas fiscais, tomo um baile das planilhas financeiras, lido como dá com meu funil de vendas e também faço a lista de compras de papelaria básica para a agência.

Assim como eu, outras 12 milhões de micro e pequenas empresas precisam lidar com a multifuncionalidade. A combinação entre a vontade de fazer dar certo e a dedicação constante resulta no crescente número de novos negócios pipocando por todo país.

De acordo com uma estimativa do SEBRAE, até 2022 o Brasil terá cerca de 17,7 milhões de pequenos negócios. Outro fator importante – que não pode ser ignorado – é que o número de novos empreendimentos que surgem da necessidade também impulsiona o aparecimento de novas marcas, afinal o Brasil conta com 12 milhões de desempregados atualmente.

Enquanto me esforço para que minhas habilidades com comunicação compensem a falta de jeito com as planilhas financeiras, aproveito o dia 05 de outubro, Dia da micro e pequena empresa, para refletir sobre os 5 desafios do pequeno empreendedor:

Tempo – Não por acaso, o tempo é a maior emboscada dos empreendedores. Ser o gestor dos próprios prazos é um privilégio, mas conseguir cumprir apenas o horário comercial é um desafio. Um dia com mais de 24 horas seria conveniente diante de uma avalanche de tarefas e compromissos, mas o tempo é implacável. Portanto, a dica é abusar da organização e do planejamento.

Multifuncionalidade – Faz controle financeiro ao mesmo tempo que responde whatsapp do cliente, emite nota fiscal enquanto negocia com o fornecedor, traça mentalmente uma estratégia de vendas enquanto participa de uma reunião que podia ter sido resolvida em um e-mail. Para quem empreende, essas situações são muito comuns e rotineiras. A expectativa de ter o próprio negócio é de se dedicar integralmente àquilo que gosta, mas outras tantas atividades – não tão bacanas ou desejosas – vêm acopladas ao empreendedorismo.

Tomada de decisão – Infelizmente, em alguns momentos empreender é uma atividade solitária e, geralmente, essa solitude sobressai nos momentos de tomada de decisão. Grandes empresas contam com um corpo diretivo ou um conselho que analisa em diferentes cabeças uma decisão, mas no negócio próprio a decisão está nas mãos do empreendedor. Mesmo que existam informações da empresa que não possam ser compartilhadas é importante que todo empreendedor crie uma rede de contatos e troque experiências, afinal, a dor de uma marca hoje pode ter sido superada por outra ontem.

Comunicação – Que atire a primeira pedra o empreendedor que nunca designou a criação do site da empresa ao sobrinho, fez um post nas redes sociais da empresa da cama minutos antes de dormir ou pensou que comunicação era para os grandes do mercado. Essa é uma prática comum e prejudicial do micro e pequeno empreendedor, já que a comunicação é um dos pilares de sustentação de um negócio próspero.

Parcerias – O mais interessante é perceber que grande parte das parcerias são encaradas como loterias, quando na verdade há meios de se desvencilhar das emboscadas. Essa dificuldade em encontrar bons parceiros no mercado pode ser driblada com questionamentos básicos, como: as missões das marcas envolvidas apontam para o mesmo sentido? Os valores das marcas são compatíveis?

Essas dificuldades e desafios também nos ensinam algo importante. Nos mostram que, quando encontramos barreiras, empreendemos na busca por soluções e superação de desafios porque esse é o verdadeiro sentido de ter o próprio negócio.

¹ aquele gere o próprio negócio sozinho

*Thamiris Rezende é jornalista, fundadora da HUG Comunicação Corporativa e microempreendedora

Artigo – A escola colaborativa e digital

Dias atrás, me deparei com a seguinte frase: “você não pode educar seus filhos da mesma forma que os seus pais te educaram, pois o mundo para o qual você foi educado já não existe”. Certamente, o mundo de nossos pais, o nosso e de nossos filhos são bem diferentes. A presença da tecnologia, as profissões escolhidas, o modo como trabalhamos, a globalização, entre outros fatores, estão em constante mutação. Diante desse cenário, surge a pergunta: o quanto a educação se transformou?

No século 21, a educação mudou pouco em relação ao que era no século 19. E se considerarmos que a escola é uma ferramenta fundamental da sociedade para preparar os adultos do futuro, ela não deveria ter a capacidade de antecipar a mudança? É claro que os planos educacionais foram ajustados, os computadores e outras melhorias foram incorporados, mas não devemos esquecer que as novas gerações nasceram com a internet, conectividade onipresente, imediatismo e maior oferta de dispositivos.

Por isso, a tecnologia na sala de aula tem um papel fundamental não apenas em tornar o aprendizado mais atraente para os alunos, mas também em prepará-los para o mundo conectado em que vivem e onde irão trabalhar. Posso destacar quatro mudanças que devem ser consideradas.

Redesenhar o espaço educativo. No mundo dos adultos, os espaços de trabalho evoluíram buscando maior colaboração. E o mesmo deveria acontecer na escola. Nas classes, as fileiras de mesas voltadas para o professor deveriam sumir. As salas de aula de hoje devem ser um espaço colaborativo que facilite o aprendizado e use tecnologia para melhorar a experiência educacional.

Dispositivos nas aulas. Trata-se de deixar para trás os laboratórios de informática para incorporar dispositivos permanentes nas salas de aula. Este é um recurso fundamental para poder ensinar alfabetização digital e as habilidades que serão exigidas no mercado de trabalho.

Jogar para aprender. Este conceito não é novo no mundo educacional. Mas hoje a tecnologia pode ajudar a simplificar questões complexas, trazer o conceitual para o visual, capturar a atenção e gerar uma experiência interativa.

Novas tecnologias a serviço da educação. A tecnologia digital pode incentivar o aprendizado a ser colaborativo e interativo. A realidade aumentada e a realidade virtual permitem que os professores criem experiências de aprendizagem mais imersivas e possam incentivar uma maior participação nas aulas. A inteligência artificial pode ser usada para personalizar a experiência educacional ou para tutoriais.

Existem muitos aspectos a serem contemplados e desafios a serem resolvidos, a fim de trazer a educação para o século 21 e antecipar o futuro, mas discuti-la e analisá-la é um passo fundamental. A escola tem em suas mãos os líderes digitais do futuro e, por isso, deve ser capaz de adicionar novas ferramentas e conhecimentos à educação tradicional.

Por Wagner Bernardes, Diretor de Vendas da Orange Business Services

Raquel Lyra critica Paulo Câmara: “Omisso com Caruaru”

Na noite da última quarta-feira (03), Raquel Lyra, sua militância e lideranças de Caruaru visitaram o bairro Divinópolis. Ela cumprimentou moradores e, no final do ato, voltou a criticar o Governo do Estado. “A marca do governo Paulo Câmara com Caruaru é a marca de um governo de omissão”, explanou.

“O povo de Caruaru já mostrou que não quer continuar com esse governo de Paulo Câmara. Um governador que nos deu as costas; que há dois anos não pisa no nosso São João; que nos deve milhões na saúde; que deixou a violência tomar conta da nossa cidade, que chegou a ser uma das três mais violentas do país”, completou.

A prefeita da maior cidade do interior pernambucano destacou que a melhor opção para Caruaru é votar em Armando para governador, Bruno e Mendonça para o Senado, além de Daniel Coelho para deputado federal e Priscila Krause para estadual.

Raquel Lyra assina edital para construção da escola municipal das Rendeiras

A prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, publicou, na tarde desta quarta-feira (03), o edital para construção da escola municipal do bairro das Rendeiras. A unidade de ensino, que será construída numa área de 4.600 m2, oferecerá 1.750 vagas e disponibilizará de amplas salas de aula, laboratórios de informática, matemática e ciências, complexo poliesportivo com piscina. A obra está orçada em mais de R$ 8,6 milhões.

“A Escola Municipal Professor Leudo Valença, que funcionava neste bairro, e que hoje abriga cerca de sessenta mil pessoas, foi interditada pela Defesa Civil porque funcionava em condições sub-humanas com o teto caindo, paredes dando choque e banheiros sem a menor condição de uso. Sabendo disso, fomos buscar recursos para construir uma escola de primeiro mundo que, além de garantir mais qualidade pedagógica para os alunos, será aberta a comunidade durante os finais de semana”, garantiu a prefeita.

A chefe do executivo municipal disse também que a obra começa ainda este ano e que terá duração de dezoito meses. “No final deste ano, 2018, a empresa vencedora da licitação já dará início às obras e em no máximo um ano e oito meses e nós queremos inaugurar a unidade educacional com toda estrutura para que os estudantes possam desenvolver todas as suas habilidades dentro das salas de aula”, completou.

A dona de casa Gisleide Pereira não conteve a emoção ao falar da necessidade que as mães têm em deixar os seus filhos na escola. “Como aqui não tinha prédio para alugar, a Prefeitura alugou parte de uma faculdade particular para que os nossos filhos tenham o seu direito à escola garantido. O problema é que o prédio fica longe e meus filhos precisam se locomover através do transporte escolar. Com a nova escola essa agonia acaba. Agradeço à prefeita por pensar nas crianças da rede municipal de ensino e também nas famílias que ficam tranquilas em saber que o futuro dos seus filhos está entregue nas mãos de uma Prefeitura que acredita na educação e faz por onde melhorar a vida do estudante”, agradeceu.

Para o Padre Roberto, pároco do bairro, a obra vem atender um clamor da população. “Infelizmente a comunidade nunca dispôs de uma estrutura onde fosse favorecido o processo educativo. As famílias pobres do nosso bairro dependem e precisam de um aparelho público que responda satisfatoriamente a esse processo educativo. Então nós estamos muito felizes pois, finalmente, começa a se cumprir uma promessa que há muito tempo era esperada, pois se criou uma expectativa geral a cerca dessa obra. Estamos muito satisfeitos porque sabemos que a educação é o único caminho para mudar o nosso país”, disse.

Participaram do evento o vice-prefeito prefeito Rodrigo Pinheiro, secretários municipais, vereadores, estudantes e a comunidade local.