Semana de luta contra a AIDS é iniciada em Caruaru

No calendário da saúde, 1º de dezembro é o dia Mundial de Luta contra a AIDS e esta data atenta para o importante tema, que é a prevenção da doença. De hoje (28), até a próxima quinta (1), está sendo realizada a Semana de luta contra a AIDS e diversas atividades estão sendo promovidas pela Secretaria de Saúde de Caruaru, em parceria com o Centro de Testagem e Acompanhamento – CTA, equipes do SAE e a Coordenação Estadual.

Este dia nos dá a oportunidade de acolher bem as pessoas soropositivas e lutar contra a discriminação direcionada a elas, pessoas portadoras do vírus, e ainda esclarecer sobre a doença e o seu tratamento. Ademais, despertar na população a situação na qual se pode estar vulnerável, mostrando-as que pode acontecer com qualquer um, quebrando a crença de que só o outro pode se contaminar. “A epidemia de Aids não é apenas uma epidemia biológica, mas uma epidemia de significados”, pontuou a coordenadora do programa municipal de DSTs, AIDS e Hepatites Virais de Caruaru, a infectologista Eline Gomes.

Dentre as atividades, estão:  realização de testes de HIV e de sífilis; distribuição de preservativos e material informativo; além de aconselhamento; roda de conversa no Colégio Municipal Álvaro Lins; ação itinerante  no Marco Zero, na Academia da Saúde localizada no bairro José Carlos de Oliveira e no São João da Escócia.

A programação na íntegra poderá ser conferida abaixo:

28/11/2016 (Segunda)

CTA/COAS INTINERANTE – Ação na Academia da Saúde PÓLO SÃO JOÃO DA ESCÓCIA, no período da noite, a partir das 18:30, um dos 4 territórios de saúde assistidos pela Secretaria de Saúde. Realização de testes de HIV, distribuição de preservativos e material informativo, acolhimento e aconselhamento.

29/11/2016 (terça)

Ação na Academia da Saúde PÓLO JOSÉ CARLOS DE OLIVEIRA, no período da tarde, a partir das 15:30, um dos 4 territórios de saúde assistidos pela Secretaria de Saúde.

Realização de testes de HIV, distribuição de preservativos e material informativo, acolhimento e aconselhamento.

30/11/2016 (quarta)

Ação na Academia da Saúde PÓLO VASSOURAL, no período da manhã, a partir das 08:30, um dos 4 territórios de saúde assistidos pela Secretaria de Saúde.

Realização de testes de HIV, distribuição de preservativos e material informativo, acolhimento e aconselhamento.

Roda de Conversa com alunos da Escola Municipal Álvaro Lins com o apoio do Coletivo Mangueiras, às 14:30.

01/12/2016 (quinta) – Dia Mundial de Luta Contra a AIDS

Ação de TESTAGEM com ônibus itinerante no Marco Zero, das 8 às 15h, com distribuição de material informativo. Realização de testes de HIV e Sífilis, acolhimento e aconselhamento. A meta é testar 200 pessoas neste dia.

Durante toda a semana o atendimento com a realização de testes rápidos para HIV e sífilis acontece na sede do CTA das 8:00 às 13:00 de Segunda a Sexta e das 18 às 21h na segunda e quintas-feiras, exceto no dia 01, onde a testagem estará sendo realizada no ônibus itinerante no Marco Zero.

Aulão de ginástica com a Educadora Física Flor.

SAE

Serviço de Assistência Especializada – Centro de Saúde Amélia de Pontes (antigo lactário)

Garanhuns promove ação de combate à Aids‏

A prefeitura de Garanhuns promoveu nesta terça (1), uma ação na Praça Luís Jardim, no centro da cidade, em combate a HIV. Na ocasião, foi realizada Testagem Rápida de HIV, para diagnosticar as pessoas infectadas com o vírus e encaminhá-las para o tratamento. Na ação, as pessoas também puderam receber orientações sobre como prevenir a doença. A mobilização iniciou às 9h e seguiu até às 12h30.

A campanha tem como tema “Testar para prevenir ou testar para tratar, vamos combinar?”. “Nós sabemos que esse é um problema muito sério, por isso precisamos estar juntos na luta por essa causa. A ação aqui foi muito válida, uma vez que várias pessoas nos procuraram aqui dispostos a fazer o tratamento adequado ou procurando orientações para prevenção do problema”, afirmou a gerente de Laboratório do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), Andrea Félix.

Prefeitura inicia ações alusivas ao Dia Mundial de Combate à Aids

A Prefeitura de Caruaru, por meio da Secretaria de Saúde, inicia nesta próxima terça-feira (1º), ações alusivas ao Dia Mundial de Luta contra a Aids, data que é lembrada sempre no dia primeiro de dezembro de cada ano. A partir das 8h, haverá ações no COAS (Centro de Orientação e Aconselhamento em DST/Aids), Lactário, Marco Zero e nas Unidades de Saúde da Família dos bairros Rendeiras, Cidade Jardim, Centenário e Salgado I e II.

No Marco Zero ocorrerá distribuição de material educativo pelos doutores da alegria. Já no COAS e demais unidades envolvidas, serão ofertados teste rápido de HIV, sífilis e hepatites, verificação de pressão e glicemia, preservativos, gel lubrificante e orientação à população e também farto material educativo.

Para o coordenador do Coas, Claudino Melo, o número de soropositivos tem aumentado em Caruaru entre 2009 e 2014. Foram notificados 456 novos casos de AIDS durante esse período. Em 2009, 41; em 2010 59; em 2011 65; em 2012 90; em 2013 90 e em 2014 111. Só este ano, até novembro foram 82 casos confirmados.
De acordo com os dados da Secretaria de Saúde, os números mostram que há mais casos confirmados entre pessoas do sexo masculino. Em 2014 foram 127 homens contra 58 mulheres. Em 2013, 142 e 83, respectivamente.

O município de Caruaru dispõe de um serviço integrado para diagnóstico e acompanhamento para quem é soro positivo. As orientações preventivas e acesso ao diagnóstico ocorrem no COAS. O atendimento na unidade ocorre sempre das 7h às 11h, de segunda a sexta. O endereço é Rua Coronel Limeira, 189, Centro.

Após o diagnóstico, os pacientes são encaminhados para o Centro de Saúde Amélia de Pontes (SAE) – Antigo Lactário. O espaço fica na Rua dos Guararapes, s/n, Centro. O funcionamento ocorre das 7h às 17h, de segunda a sexta-feira. Os telefones para dúvidas e maiores esclarecimentos são (81) 3701-1428 ou 3701-1382.

COAS realiza teste rápido de HIV no fim de semana

O Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, em parceria com a Secretaria de Saúde de Caruaru, estará realizando teste rápido de HIV nos dias 21 e 22 deste mês, na Igreja Vale da Benção e na Ordem Demolay, respectivamente. Esse método permite que, em apenas meia hora, o paciente faça o procedimento, conheça o resultado e receba o serviço de aconselhamento necessário.

Os testes rápidos são realizados a partir da coleta de uma gota de sangue da ponta do dedo do paciente. O sangue é colocado em dois dispositivos de testagem. Se ambos tiverem os mesmos resultados, o diagnóstico já é fechado. Porém, se houver discordância entre os resultados, é feito outro teste com um terceiro para confirmação.

O teste rápido tem a mesma confiabilidade dos exames convencionais e não há necessidade de repetição em laboratório.

Piauí recebe medicamento 3 em 1 para tratamento de aids

O Estado do Piauí recebeu, esta semana, o estoque de 27 mil comprimidos do medicamento 3 em 1 para o tratamento de pacientes com HIV e aids, enviados pelo Ministério da Saúde na última semana. A previsão é de que a dose tripla combinada, composta pelos medicamentos Tenofovir (300 mg), Lamivudina (300 mg) e Efavirenz (600 mg), comece a ser distribuída aos pacientes do estado esta semana. A combinação de medicamentos deverá beneficiar, em todo o país, 100 mil novos pacientes com HIV e aids. O Ministério da Saúde investiu R$ 36 milhões na aquisição de 7,3 milhões de comprimidos para todo o país. O estoque é suficiente para atender os pacientes nos próximos doze meses.

De acordo com o novo boletim epidemiológico, atualmente cerca de 734 mil pessoas vivem com HIV e aids no país. Desde os anos 80, foram notificados 757 mil casos de aids no país. No Piauí foram 5.315 casos nesse mesmo período. A epidemia no Brasil está estabilizada, com taxa de detecção em torno de 20,4 casos, a cada 100 mil habitantes, em 2013. No Estado do Piauí essa taxa é de 15,1 a cada 100 mil habitantes.

O uso do medicamento 3 em 1 está previsto no Protocolo Clínico de Tratamento de Adultos com HIV e Aids do Ministério da Saúde como tratamento inicial para os pacientes soropositivos. Atualmente, os medicamentos são distribuídos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e consumidos, separadamente. Os Estados do Rio Grande do Sul e Amazonas, que possuem as maiores taxas de detecção do vírus, recebem, desde novembro, a dose tripla combinada. Nesse período, cerca de 11 mil pacientes foram beneficiados nos dois estados.

Para o ministro da Saúde, Arthur Chioro, a dose combinada representa um avanço importante na melhoria do acesso ao tratamento de aids no país. “A utilização de dose fixa combinada (3 em 1) irá permitir uma melhor adesão ao tratamento de pessoas que vivem com HIV e aids. Além de ser de fácil ingestão, o novo medicamento tem como grande vantagem a boa tolerância pelo paciente, já que significa a redução dos 3 medicamentos para apenas 1 comprimido ”, explicou o ministro.

INCORPORAÇÕES – Em 2014, o Ministério da Saúde incorporou novos medicamentos para os pacientes com aids, como o ritonavir 100 mg, na apresentação termoestável, que permite que o medicamento seja mantido em temperatura de até 30°C. A incorporação representou um importante avanço uma vez que o medicamento distribuído anteriormente no SUS necessitava de armazenamento em câmara fria.

Em dezembro, o SUS passou a oferecer o medicamento tenofovir 300 mg composto com a lamivudina 300mg em um único comprimido, o chamado 2 em 1. A nova formulação, produzida nacionalmente, é distribuída pela Farmanguinhos/Fiocruz. Ainda em dezembro, o Ministério da Saúde passou a garantir a todos os adultos com testes positivos de HIV, mesmo que não apresentem comprometimento do sistema imunológico, o acesso aos medicamentos antirretrovirais contra a aids pelo SUS. A medida também integra o novo Protocolo Clínico de Tratamento de Adultos com HIV e aids.

Entre 2005 e 2013, o Ministério da Saúde mais do que dobrou o total de brasileiros com acesso ao tratamento, passando de 165 mil (2005) pra 400 mil (2014). Atualmente, o SUS oferece, gratuitamente, 22 medicamentos para os pacientes soropositivos. Desse total, 12 são produzidos no Brasil.

Gravatá inicia mês de combate a AIDS com ações específicas

No primeiro dia do mês de dezembro é comemorado o “Dia mundial de combate a
AIDS” e a Prefeitura de Gravatá através da Secretaria de Saúde realizou na
manhã desta segunda-feira (01) ações específicas para os pacientes
presentes no posto médico I, no bairro do Prado com ponto de partida, pois
esta ação de combate a AIDS será realizada durante todo o mês em todas as
unidades de saúde.

Wilson Santos e Maria José que compõem a equipe de “Educação em Saúde”
promoveram uma palestra com orientações sobre a prevenção da AIDS e Doenças
Sexualmente Transmissíveis (DST), distribuição de preservativos junto com
panfletos informativos que ensinam como usar a camisinha de modo seguro. As
enfermeiras da unidade realizaram exames rápidos para teste de HIV, exames
de citologia e verificação de IMC. Nos postos de saúde, a realização do
exame para identificar o HIV é agendando diretamente com as enfermeiras e o
atendimento é realizado durante a semana.

CTE – Centro de Testagem e Aconselhamento: a cidade conta com o CTE que
está em atendimento no prédio do Hospital Dr. Paulo da Veiga Pessoa. Este
serviço oferece ao paciente a realização do exame de teste de HIV, Sífilis
e Hepatites B e C, sem marcação. Antes do exame é realizada uma consulta
com o psicólogo, Bernardo Magalhães que orienta o paciente no que for
necessário. O resultado do exame fica pronto em cerca de 30 minutos. Após o
resultado, caso seja positivo, o paciente é encaminhado para o Serviço de
Assistência Especializada (SAE).

SAE – Serviço de Assistência Especializada:

O serviço também é oferecido no prédio do hospital. A população conta com
uma equipe composta por médico, enfermeiro, psicólogo, técnico de
enfermagem e auxiliar de farmácia. O horário de atendimento para o CTE e
SAE é das 07:00 às 16:00 h de segunda a sexta.

Dia Mundial de Luta Contra a Aids será lembrada em Caruaru com evento

O dia 1° de dezembro é conhecido como o Dia Mundial de Luta Contra a Aids. Esse dia foi escolhido depois de uma decisão da Assembleia Mundial de Saúde, em outubro de 1987, com o apoio da Organização das Nações Unidas –ONU. Com uma data alusiva, o dia serve para reforçar a solidariedade, a tolerância, a compaixão, e a importância do uso do preservativo para um controle dos casos.

O símbolo do 1° de dezembro é o laço vermelho, que é visto como símbolo de solidariedade, e de comprometimento da luta contra a AIDS. O símbolo na cor vermelho foi escolhido por causa da sua ligação ao sangue e a ideia de paixão.

Em Caruaru, a Secretaria de Saúde em parceria com a Fundação de Cultura estão fazendo uma ação que acontecerá na próxima segunda (1°) no Marco Zero, de 8 às 17h. Na ocasião será feita a distribuição de preservativos, com a orientação de arte educadores, além de divulgação da testagem que é feita no Coas. Um vídeo será  exibido com artistas locais dando apoio ao evento, e falando da importância da prevenção. Dentre os artistas locais estão, o Trio Nordestino, Colibri, Roberto Guerreiro, Aderson do Pifé, dentre outros.

De acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde, os dados são preocupantes. Em 2013 foram 78, e em 2014 já temos 99 casos. Dentre esses números, nos dois anos, 249 casos foram em homens, e 129 em mulheres. A faixa etária mais atingida é pessoas entre 20 a 29 anos.

Aids: Saúde inicia distribuição de novas formulações para antirretrovirais

O Ministério da Saúde (MS) iniciará na próxima semana a distribuição de duas novas formulações de medicamentos para os pacientes de aids pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Serão beneficiados cerca de 135 mil pessoas em tratamento com as novas formulações.

Uma das inovações é ritonavir 100 mg na apresentação termoestável, que poderá ser mantido em temperatura de até 30°C. Isso representa um grande avanço já que o remédio distribuído pelo SUS, até então, necessitava de armazenamento em câmara fria, com temperatura entre 2°C e 8°C.

A apresentação termoestável proporcionará maior comodidade aos pacientes em uso do medicamento e, consequentemente, melhor adesão ao tratamento, facilitando ainda a logística de armazenamento, distribuição e dispensação.

O Ministério da Saúde distribui esse medicamento desde 1997, mas pela primeira vez está sendo disponibilizado em apresentação termoestável. “Antes da apresentação termoestável, existia uma certa dificuldade para o seu armazenamento, distribuição e uso no cotidiano dos pacientes. A novidade beneficiará cerca de 60 mil pacientes”, ressaltou o diretor do Departamento de DST, AIDS e Hepatites Virais, do Ministério da Saúde, Fábio Mesquita.

DOIS EM UM – O Ministério da Saúde também começará a distribuir, já em dezembro deste ano, o tenofovir 300 mg, composto com a lamivudina 300mg em um único comprimido – o chamado “2 em 1”. Essa nova formulação é produzida nacionalmente e distribuída pela Farmanguinhos/Fiocruz. Atualmente, cerca de 75 mil pacientes estão em uso das monodrogas, utilizando 1 comprimido de tenofovir e 2 comprimidos de lamivudina 150 mg ao dia.

“Com o uso da tecnologia, é possível obter medicamentos que facilitem, cada vez mais, a adesão do tratamento, buscando sempre a supressão da carga viral. Assim, conseguiremos enfrentar a epidemia de HIV/AIDS com mais essa arma, trocando a ingestão de três comprimidos por apenas um”, afirmou Fábio Mesquita. Assim como o “3 em 1”, que começou a ser distribuído recentemente, essa apresentação também irá melhorar a adesão ao tratamento, por facilitar a administração dos medicamentos. A fórmula 2 em 1 será disponibilizado somente para os pacientes que não têm indicação clínica de uso conjunto com efavirenz 600 mg.

PANORAMA – Desde 1996, o Brasil distribui, gratuitamente, o coquetel antiaids para todos que necessitam do tratamento. Atualmente, o Ministério da Saúde oferece 22 medicamentos com 39 fórmulas e, entre 2005 e 2013, o país mais que dobrou (2,14 vezes) o total de brasileiros em tratamento, passando de 165 mil, em 2005, para cerca de 350 mil em 2013.

Estima-se que 720 mil pessoas vivem com HIV e aids no Brasil, sendo que 150 mil não sabem de sua condição sorológica. A prevalência da infecção de 0,4% na população sexualmente ativa (15 a 49 anos) é considerada estável desde 2004. A taxa de detecção de aids no país está estabilizada em 20 casos a cada 100 mil habitantes, o que representa cerca de 39 mil casos novos da doença ao ano.

Coas intensifica ação de prevenção da Aids e DSTs

O Coas-Caruaru está realizando uma ação com atividades preventivas e de orientação com relação ao vírus da Aids. A ação conta com palestras em empresas privadas, além de distribuição de panfletos educativos e de preservativos nos blocos carnavalescos da cidade.

Neste período, a unidade dispõe de 150 mil preservativos para entrega gratuita. “Apesar de Caruaru não ter tradição de comemorar o carnaval, o Coas participa dos eventos que estão previstos”, afirmou o coordenador Claudino Melo.

/**/